1. Spirit Fanfics >
  2. Bullet proofdy (supercorp) >
  3. Noite de sofrimento.

História Bullet proofdy (supercorp) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Noite de sofrimento.


Fanfic / Fanfiction Bullet proofdy (supercorp) - Capítulo 2 - Noite de sofrimento.

(Lena)

- Lena oque faz aqui nessa hora? - Sam me olha com uma cara de quem acabou de acordar - Sam.. eu fiz merda! - falei com uma Voz Manhosa - Oque tu fez?! -

(Kara)

Acordei ouvindo o choro de Ted, confesso que ainda sinto a plena vontade de chorar, Parece que estou presa naquele dia.

Me levanto da cama e coloco um shorts curto que mais parecia um shorts curto, Bom melhor do que ficar só de cueca né?.

Vou até o berço de minha filha, Antes de chegar já dava pra sentir um cheiro Forte vindo de Ted - Coco minha filha? - perguntei e quando ela me olha seu choro fica menos manhoso - Meu deus Ted, que bomba minha filha - falei e a troquei, meio desajeitado mais troquei.

Depois de um tempo tentando fazer ela parar de chorar no meu colo, ela parecia que queria o colo de lena.. Dou um suspiro - Eu sei.. tem saudades da lena né? - quando toquei no nome de lena ela para de chorar, agora era minha vez de chorar - Desculpa Ted.. eu sei que quer a sua mãe, me desculpa por tirar você do colo dela - me deito lentamente na cama e coloco o bebê em cima do meu peito e assim dormimos juntas, ela segurando o colarinho do meu pijama e eu segurando a sua mão.

No outro dia..

Acordei em choque quando não vejo a minha filha em meu peito, me levanto desesperada da cama e a vejo no berço dormindo tranquilamente. Provavelmente minha mãe a colocou no berço.

Tomo um banho e coloco o meu terno de ontem, já que apenas trouxe a roupa do corpo. Quando desço as escadas vejo Alex minha irmã e minha mãe tomando café - Bom dia - me sentei no lado de alex que apenas acena pra mim - Bom dia filha, Como foi a sua noite? - minha mãe me pergunta com um sorriso - Confesso que já tive melhores, mais com a minha filha no lado eu durmo feito anjos. - falei e avi dar um sorriso, olhei para Alex que apenas mechia no celular distraidamente - Oque tanto olha pirralha? - perguntei e a ruiva para na hora de mexer - Nada da sua Conta! - ela fala e eu mostro a língua, Alex tem 17 anos e como irmã mais velha eu tenho o direito de ser chata! - Quer que eu te Levo pro colégio? - perguntei - Claro! -

Falou se levantando da mesa para se arrumar - Você tem 5 minutos Alex, cuida então! - falei e ela me olha e depois bufa, bom quando Ted acordou preparei o seu leite e a coloquei uma roupinha que era minha de quando eu era bebê.

Me despedi de minha mãe e coloquei Ted na cadeirinha da BMW e quando menos percebi Alex já estáva pronta e me olhando com um sorriso - Que foi pirralha? - perguntei entre risadas - olha essa belezinha, posso dirigir? - perguntou apontando para BMW - Nem fudendo, entra logo! - ela bufa e entra

- Mais sem ofença irmã, Você está bem mesmo? - me perguntou olhando com uma cara triste - Estou sim Alex.. - ela arregalou os olhos - Não você não está, me chamou de alex e por que está triste. - ela me abraça de lado e depois sai do carro - Se quiser eu arrebento ela na porrada! - dei uma risada - Vai estudar pirralha! - falei dando um sorriso pequeno.

Penso em passar em casa mesmo sabendo que posso estar fazendo a coisa errada, mais eu tenho que pegar algumas roupas da Ted e minha. Só espero que lena não tenha em casa!

Quando cheguei em casa, Peguei minha filha no colo a levei para dentro. Abro a porta sem fazer muito barulho pois ainda tinha receio de ver lena! Ao entrar na casa vejo lena com Sam sentada no sofá, ao seu lado Avia lencinhos e Seu rosto estáva vermelho.

Sam foi a primeira a me olhar, Oque deixou muito surpresa mais seu Olhar significava dó Ou algo do tipo. - Oi kara. - Sam fala e lena se vira bruscamente para mim, paraliso na hora e deixo a minha bouça em cima da mesa - Oi Sam, Como está? - falei e vi lena vim correndo em minha direção, ela pega o bebê de meus braços como se tivesse roubado ou melhor como se tivesse feito algo de errado - Bem kara..- Sam se levanta e pega Ted dos braços de lena - Por favor kara me perdoa - falou agarrando o meu braço com força - não encosta em mim lena! - falei ainda calma, tiro com delicadeza as mãos de Lena e Saio para meu quarto, Sinto lena se aproximar rápido do quarto mais por sorte chego rápido do quarto, e tranco a porta.

Pego as minhas roupas e da bebê e coloco em uma mala grande, Aproveito e separo outro terno para o meu trabalho de hoje. Tomo um banho rápido e coloco o terno, então assim saio do quarto.

Quando chego na sala vejo lena dando de mamá pra Ted e pelo jeito parecia que ela já tinha terminado - Eu estáva alimentando ela, aonde você vai leva-la? - perguntou quando me vê - não sei. Mais bem longe de você! - falei e me sentei na mesa - não pode tirar a minha filha de mim! - falou chorando, percebo que Sam me olhava torto. Como sempre, pra Sam eu sempre vou ser a vilã. - Eu tenho esse direito sim. - falei e me levantei da cadeira me aproximando da lena - Deis de quando? - falou parando de chorar - DEIS DE QUANDO ENCONTREI A MINHA ESPOSA COM O MEU PRIMO ME TRAINDO! - gritei e peguei a minha filha dos braços da morena que paralisou enquanto chorava, para mim minha relação com lena era ótima e podia dizer que já foi feliz nessa casa, mais não durou muito - Até numca mais lena! 

Gente, vocês por acaso consegue ver as roupas dos personagens nos links do pinterest abaixo? 🤔👇👇👇


Notas Finais


Filha da kara com a roupinha
https://pin.it/2g1zvRG
Terno da kara
https://pin.it/16KRABa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...