História Bully - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Luke Castellan, Percy Jackson
Tags Annabeth, Annabeth Chase, Bully, Bullying, Drama, Percabeth, Percy, Percy Jackson, Riordanverse, Romance
Visualizações 104
Palavras 886
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


MANO EU ESQUECI DA VIDA
REAL ACHEI Q TINHA ACABADO AQUI
ksksksksksksk

Desculpa
Agora eu posto os dois últimos um atrás do outro e respondo vcs
Boa leitura

Capítulo 9 - Boxe



POV Percy Jackson


Eu estava na merda.


Sequer abria a boca na escola. Ficava vendo Annabeth de longe enquanto Grover contava sobre sua namorada, Juniper, a representante do clubinho de proteção a samambaias ou algo assim. 


Ela, por sua vez, voltara a rotina normal. Uns socos aqui, umas brigas ali e outros lanches roubados acolá. Mas nunca de mim, Annabeth não me olhava nem que fosse para tirar meu dinheiro do lanche. 


Suspirei cansado, ela estava na mesa em minha frente, conversando com Clarisse La Rue sobre suas mais recentes pilhagens. Queria me levantar, falar com ela, pedir uma explicação ou então apenas lhe roubar mais um beijo. 


- Você está bem? - Pisquei surpreso quando senti Grover me tocar o ombro.


- Nem um pouco. - Admiti após alguns segundos, a fala sendo acompanhada de mais um suspiro. 


- Devia falar com ela. - Comentou ele, me dando uma cotovelada amigável. 


- Eu vou apanhar. - Disse, óbvio. 


- Provavelmente. - Olhei para o lado ultrajado, mas meu amigo apenas deu de ombros. - Mas não adianta ficar assim, precisa fazer algo. - E no fim ele tinha razão. 


- O que? - Questionei sem esperanças, não é como se eu tivesse alguma chance. Se Annabeth Chase dizia não eu me encolhia e concordava, era assim que funcionava. 


- Não sei, sou péssimo nessas coisas. - E então nós dois nos viramos para a frente, ele olhando o professor e eu olhando Annabeth voltar ao seu lugar. 


- Me ajuda, cara. - Pedi de modo sussurrado. Eu queria minha valentona de volta, durara tão pouco mas fora tão bom nosso tempo juntos. 


- Arruma um jeito de passar um tempo com ela, prova que aqueles caras estavam errados. Sei lá. - Me virei, minha boca se abrindo um pouco. 


- Grover, você é um gênio. - Disse depressa, um sorriso tomando meu rosto tal qual uma ideia tomava minha mente. 


(...)


Dois dias depois eu estava em minha primeira aula de boxe. Usava luvas que pareciam retardar meus movimentos e uma proteção bucal que me deixava parecendo um idiota, mas ao menos estava no mesmo ambiente que Annabeth. 


- Já sabem a regra, um dos antigos ajuda o novato. - Disse Ares, o homem robusto que descobri ser o treinador da academia Yancy de lutas. E eu estava ao seu lado, petrificado diante daqueles armários humanos cheios de músculos. - Quem faz as honras?


- Eu faço. - Um dos caras deu um passo à frente, e reconheci ele como o namorado de Clarisse Encrenqueira La Rua. Ele tinha, no mínimo, o dobro de meu tamanho. Não parecia justo.


- Sai, Chris. - Ouvi a voz de Annabeth, e segurei na garganta um suspiro aliviado. Todos abriram caminho para que a loira passasse, o que era cômico já que ela batia abaixo do ombro da maioria deles. - Eu faço. - E, com mais respeito do que eu pensei que era possível, Chris Rodriguez se afastou, os braços erguidos.


Atrás ainda pude ouvir um como de “ih” dos lutadores, e julguei que ter Annabeth fazendo suas honras não era agradável.


- Pega leve, Chase. - Murmurou o treinador, e então todos se afastaram. 


- Ah, oi. - Murmurei baixinho, vendo-a vestir as próprias luvas de boxe cor-de-rosa.


- O que você está fazendo aqui? - Perguntou ela, gingando antes de avançar.


- Eu queria fazer as pazes. - Mal acabei de falar e meu estômago ardeu. Arfei em dor, notando que fora socado. Admito que não achei que ela realmente lutaria comigo. - Aí. - Reclamei, abraçando minha barriga.


- Vão acabar com a sua raça aqui. - “Você vai acabar com minha raça aqui”, tive vontade de responder, mas não o fiz.


- Eu sei que está brava, talvez magoada, e tudo bem. - Comecei, respirando fundo e tentando imitar sua posição de ataque. - Mas eu… - Grunhi quando ela avançou, conseguindo proteger meu rosto bem a tempo de seu soco acertar meus braços. - Gosto de você. - Conclui.


- Mas que merda, Jackson! - E então Annabeth veio com tudo, arremetendo socos que em sua maioria me acertavam, mas estavam fracos. Sequer se comparavam aos anteriores ou aos que eu tomava antes de nos envolvermos. Ela não queria me machucar.


- Desculpa, okay? - Pedi, sentindo minhas pernas baterem na borda do tatame. Eu não tinha mais para onde fugir. - Eu errei deixando aqueles garotos colocarem coisas na sua cabeça, e mais ainda por não te dizer o que você precisava ouvir. - Pedi, minha voz aumentando o tom. - Mas não se afasta assim, por favor. - Annabeth baixou a guarda, as luvas desceram e seu rosto violento se anuviou.


- Não vou deixar você me enfraquecer. - Sussurrou, abaixando os olhos cinzas.


- Ninguém conseguiria fazer isso. - Garante com uma risada. Era parte da essência de Annabeth Chase ser forte, era imutável. - E eu vou te provar. - Segurei suas mãos, arriscando me aproximar devagar. Meus dedos se ergueram passeando relutantes por seu rosto. Mas antes que eu pudesse fazer o que fizera da primeira vez ela se afastou, dando um tapa em minha mão. Comprimi os lábios, não seria fácil assim. - Só… espera por mim, Annabeth.


Sorri pequeno, saindo do tatame em seguida, determinado a reconquistá-la.




Notas Finais


Prontissimo

Me deixem opiniões e comentarios
Mas se quiserem deixar no proximo pode ser tbm
E ai, pq o Percy queria lutar? FAÇAM SUAS APOSTAS!

Ate loguinho e desculpa de novo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...