1. Spirit Fanfics >
  2. Bunny Love >
  3. Verdadeiros Amigos

História Bunny Love - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Verdadeiros Amigos


Fanfic / Fanfiction Bunny Love - Capítulo 2 - Verdadeiros Amigos

Após a aula, Kenny foi ao encontro do Butters que o esperava do lado de fora da sala de aula.

Butters: - Então? Vamos?

Kenny: - Claro, vamos amigo

Ele sorriu para o Butters, e juntos foram ao fliperama. 

Kenny estava feliz, pela primeira vez em tanto tempo ele fez um amigo, para muito isso não era nada demais, mas para ele, era uma conquista rara.

Eles chegaram ao fliperama, Kenny não tinha dinheiro, então Butters se propôs a pagar as fichas, e eles passaram a tarde juntos jogando no filperama.

Enquanto eles jogavam em uma maquina perto da entrada do fliperama, Cartman passou andando e olhou para dentro do fliperama, e ao ver Kenny e Butters juntos, ele ficou bravo e com ciumes e foi logo falar com eles.

Cartman: - Butters seu idiota o qie ta fazendo?

Butters: - Cartman? Ué to jogando com o Kenny.

Cartman: - Não vem com essa, agente combinou de ver um filme de terror hoje, e você não apareceu.

Butters já estava farto do Cartman, ele não queria mais ser amigo dele, ele percebeu que o Kenny era uma pessoa melhor que o Cartman.

Butters: - Olha Cartman, eu cansei de ser seu lacaio e fazer tudo o que você quer, e depois ser tratado como lixo, nossa amizade acabou, me desculpa, mas o Kenny agora é meu melhor amigo.

Cartman: - Então é assim? Vai me trocar por esse babaca pobre? Você vai se arrepender muito disso.

Butters e Kenny ignoraram o Cartman e voltaram a jogar. 

Cartman ficou furioso, ele foi até uma criança mais nova, e roubou uma ficha dela, então ele foi até o segurança do fliperama e disse a ele que o Butters e o Kenny estavam roubando fichas das crianças para jogar, e apondou para a criança mais nova que ele havia acabado de roubar.

O segurança foi até os garotos.

Segurança: - Então estão roubando ficha das crianças mais novas né?

Kenny: - Não senhor, nós estávamos jogando aqui.

Segurança: - Vocês não me enganam.

Butters: - Mas é verdade.

A criança mais nova se aproximou do segurança e apontou para o Cartman contando o que ele fez, então o segurança foi até o Cartman para expulsá-lo dali.

Cartman ficou furioso, ele pegou seu taco de basebol e foi atras do Butters e do Kenny para bater neles.

Ao perceberem o Cartman vindo ma direção deles, eles saíram correndo juntos para fora do fliperama, o segurança segurou o Cartman, o fazendo perder os garotos de vista.

Eles correram e viraram a rua, Kenny corria na frente e o Butters logo atras. Butters corria o maximo que podia, porém, ele tropeçou em uma lata de lixo e caiu em cima do Kenny.

Eles ficaram se encarando por um tempo, seus corações aceleraram, e então, o Butters saiu de cima do Kenny.

Butters: - Desculpe.

Kenny: - Ta tudo bem, você tropeçou.

Butters: - Sim, acho que despistamos o Cartman.

Kenny: - Conseguimos perder ele de vista, ainda bem.

Butters: - Vamos na cafeteria dos Tweek? To afim de um café.

Kenny: - Mas eu não tenho dinheiro.

Butters: - Bobagem, eu pago o café pro meu melhor amigo.

Aquelas palavras deixaram o Kenny muito animado, ele nunca ficara tão animado em toda sua vida, como estava agora.

Eles foram para a cafeteria, se sentaram próximo a janela, e passaram um tempo conversando e tomando café.

Kenny: - Butters, posso te pergubtar uma coisa?

Butters: - Claro.

Kenny: - Por que você era amigo do Cartman? Quer dizer, como alguém pode ser amigo dele? Ele é tão babaca, e você... Bom você é gentil, alegre e delicado.

Butters: - Obrigado, pra dizer a verdade, ele era meu único amigo, e só virei amigo dele por que, eu era um mero empregado dele, fazia tudo o que ele pedia só pra poder ser amigo dele, mas agora que te conheci, não preciso mais dele, você sim, é meu verdadeiro amigo.

Kenny se sentiu confortável com as palavras do Butters.

Kenny: - Obrigado, esse ta sendo um dia incrível, eu também não tinha amigos, eu era sozinho, você foi o primeiro que me fez sorrir em tanto tempo.

Então eles passaram um tempo conversando.

Kenny: - Sabe, eu queria ajudar maus pais de alguma forma, eles recebem pouco dinheiro do trabalho e isso quase não da pra sustentar nossa casa, por que isso tinha que acontecer?

Kenny encostou a cabeça na mesa, com lágrimas escorrendo de seus olhos, quase que por instinto, Butters botou a mão sobre a cabeça do Kenny e o acariciou tentando acalmá-lo.

Butters: - Sabe, você é um cara legal, e com um bom coração, tenho certeza que você vai superar isso.

Kenny: - Tem mesmo? Por que parece que nunca vai acabar.

Butters: - Tenho sim, e eu prometo que vou te ajudar como eu puder.

Kenny: - É sério? Vai me ajudar mesmo?

Butters: - Claro, você é meu melhor amigo, é meu dever te ajudar.

Kenny: - Cara você é tão incrível, eu não quero perder sua amizade nunca.

Butters: - Ha para, você que é incrível, foi gentil comigo o dia todo, ninguém nunca me tratou tão bem como hoje.

Butters começou a pensar, e então uma ideia veio em sua cabeça.

Butters: - Kenny, eu tive uma ideia pra você conseguir juntar dinheiro para sua familia.

Kenny: - É sério? E qual a ideia?

Butters: - Bom, vamos pra minha casa, eu te conto no caminho.

Então eles foram andando e conversando até a casa do Butters.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...