1. Spirit Fanfics >
  2. BunnyGirl- Castiel Amor Doce >
  3. Capítulo Um

História BunnyGirl- Castiel Amor Doce - Capítulo 1


Escrita por: serenadocete e b0onnie

Capítulo 1 - Capítulo Um


Fanfic / Fanfiction BunnyGirl- Castiel Amor Doce - Capítulo 1 - Capítulo Um

Serena (docete)

Eu não acredito que eu topei esse tipo de coisa. Suspirei. Meu primeiro dia numa casa de prostituição sendo virgem. Eu estava sem dinheiro para pagar meu apartamento, além de desempregada e sem faculdade. Entreguei currículos para todos os lugares mas nada, e essa foi a única opção, me rebaixar a esse ponto. Com apenas meus 20 anos de idade nunca passou na minha cabeça que estaria em um lugar como esse. Scott, dono do local, estava sorrindo para mim.

— Está contratada e bom, amanhã à noite você irá fazer o seu trabalho, Serena.— Disse o mesmo, eu apenas forcei um sorriso fingindo estar satisfeita. Saí do local à noite, peço um táxi e vou para casa. Estava simplesmente exausta, hoje foi um dia completamente corrido.

Adormeço com a roupa casual, e acordo mais cedo. Era 7:50 da manhã, voltei a dar uma sonequinha e logo abri os meus olhos ao ouvir o despertador já eram 9:30 da manhã. Tomo coragem para me levantar e me espreguiço fazendo minhas costas estalarem. Vou na frente do espelho e vejo minha roupa amassada, maquiagem borrada, eu estava um lixo. Tirei a camiseta branca de botões e vou ao banheiro tomar um banho quente, após isso visto um vestido florido verde no meu corpo moreno e faço um coque no topo da cabeça.

Meu celular vibra no meu quarto. Minha mãe estava ligando, atendi o telefone e levei a orelha. Revirei os olhos.

Eu e minha mãe não nos damos muito bem, desde que ela se casou com um outro homem. O nome dele é Austin, eu não confio muito, meu irmão mais novo mudou muito desde a presença dele em nossa casa.

— Oi! Sereninha!! Tudo bem filha?— Indagou animada, sua voz era enjoativa. Vou à cozinha pegar uma maçã e levo em minha boca.

— Tô bem sim, e você Chelsea?— Perguntei.

— Estou ótima, eu e o Austin iremos nos casar mês que vem! 

— Fico feliz por você.— Digo

— Sua voz parece tão tristonha, ainda não foi aceita em um emprego?— Eu arregalei os olhos.

— Eu fui…

—Ah, que ótimo! Trabalha com o que?— Eu olho em volta do meu cantinho para pensar em uma desculpa.

— Editora de revista.

— Ah! Que tudo! Qual?

— Ah...— Minha voz saiu trêmula de nervosismo — Ela não é muito conhecida.

— Ah, filha! Me diga!!— Engoli seco e fiz barulhos no microfone.

— Tenho que desligar a internet, está caindo e tenho que limpar a casa.

— Está bem, que...— Eu interrompo desligando a ligação. Respirei fundo e bati minha cabeça na mesa de madeira da cozinha.

— Por que eu não voltei a vender salgados? Por que botei na cabeça de ser uma prostituta idiota?!— Resmunguei.— Bom… Vou tentar conversar hoje a noite com o Scott para pedir demissão.

Eu não peço ajuda para minha mãe, pois tenho certeza que ela irá me rebaixar me dizer que eu não presto e me fazer mais inútil que eu já sou. Prefiro resolver o problema calada. Começo a limpar o apartamento, tirando o pó, deixando o ambiente bem mais habitável. Em seguida deu o horário de almoço, cozinho. E passo o dia todo entediada vendo televisão, dou uma soneca e dá 8:30 da noite. 

Me arrumo para ir no local, colocando uma calça jeans, um tênis preto e uma camiseta branca, prendi meu cabelo e saiu. Peço um táxi para a casa de prostituição e entro, Scott não estava no local debaixo. Era uma boate, um local de stripper e uma casa de prostituição, tinha 4 andares o prédio, embaixo a boate onde todo mundo dançava se divertia, bebia, comia com os amigos e em cima o local de stripper e no terceiro terceiro no 4 andar os quartos.

Vou na recepção e uma das meninas que trabalham para o Scott estava lá, ela tinha cabelo branco, e olhos claros, se eu não me engano ela se chama Rosalya.

— Oi, Rosa.— A mesma leva seus olhos para mim.

— Oi Sese! Tudo bem?

— Onde está o Scott?— Indaguei.

— Ele está arrumando um dos quarto para um famoso do rock vir aqui, ele queria passar uma noite aqui.

— Uma noite? Quem?— Perguntei curiosa.

— Eu não lembro o nome dele, mas é um homem muito atraente, você sabe que está atrasada né? Sobe lá em cima logo antes que ele fique irritado com você.— Eu me apreço e subo as escadas para o 3 terceiro andar, indo direto para o banheiro, várias meninas estavam se trocando colocando roupas eróticas e Scott estava andando no corredor.

Scott tinha uma vibe mais afeminada.

— Vamos logo meninas!! Botem as roupas que ele tem fetiche não temos a noite toda.— Scott leva seus olhos dourados em mim.— Serena!! Finalmente, bota aquela roupa de coelhinho no seu armário, querida!! Você está atrasada.

— Scott, precisamos conversar...— O mesmo andava apressado para todos os lugares.

— Agora não, mona. Bota logo a roupa e vai para o 2 andar.— Quando eu iria dizer o mesmo se afasta e desce as escadas. Eu suspirei e fiz o que ele disse, coloquei a roupa de coelhinho erótica e me arrumo mais. As meninas estavam cochichando sobre o cantor, e pelo o que eu escutei. Era um dos meus cantores preferidos, o Castiel. 

Eu dei uma estremecida só de ouvir o nome dele. Todas as meninas descem para o segundo andar. E logo Scott aparece.

— Meninas, o Castiel chegou! Por favor, não façam nada, não digam nada!!!

— Scott...— Chamei-o, ele me ignorou fazendo "xiu" com dedo indicador. Tinha vários poles dances na sala, e logo vejo o famoso subir as escadas. Seu cabelo estava amarrado com um coque. Eu nunca tinha visto o mesmo de perto. Eu estava escondida entre as meninas mais altas para não ser vista pelo Castiel. Ele usava uma blusa preta da sua banda, e via sua tatuagem espalhada em seu corpo. O mesmo usava uma calça jeans com correntes um pouco baixas, um coturno de couro preto. Os seus seguranças de terno pretos estavam logo atrás dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...