História Buquê de Osirias - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Seungcheol "S.Coups"
Visualizações 10
Palavras 299
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Poesias, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oer

Bia Leitura!¡ sorry os erros;

Capítulo 1 - Um Buquê Inteiro


Existem coisas que não podemos explicar, o que tenho e sinto por vocês é uma delas.

Um duplo amor não correspondido que gerou uma complexa doença.

De começou uma pétala, depois uma flor e agora um buquê inteiro;

Malditos sintomas que me machucam tanto. As mais belas rosas que aprendi a odiar.

“ — Chega de tantas rosas JeongHan-ah, chega dessa paranóia, chega de forçar um “nós” que não existe. ” – foram essas as palavras de SeungCheol.

E agora, num último suspiro, liguei pra vocês, apenas para ouvir suas vozes preocupada enquanto cuspo sangue de meu interior.

É como um Alice no País das Maravilhas macabro, onde eu sou a jovem criança com madeixas claras que pinta as rosas brancas de vermelho, um vermelho vivo, vermelho sangue.

Pouco tempo depois os ouço entrar em meu apartamento.

Me procura acompanhado de alguém que já conheço.

Você vem em minha direção ao me encontrar no meio da espaçosa varanda.

Parece preocupado, mas não corre, parece querer me ajudar, mas não larga a maldita mão de SeungCheol.

“ — O que tem com você? ”

“ — O que tem dentro de você, devia ser a pergunta. – Choi diz em seguida ao ver minha ânsia para vomitar algo. ”

— O que tem dentro de mim? – digo com certa dificuldade tossindo em seguida.

Me viro para o casal sorrindo sicnicamente enquanto retiro três rosas inteiras de minhas boca, sentindo os espinhos rasgarem o meu interior, desabrochando em minhas mãos.

— Um buque de Osirias inteiro, quer de presente? – falo, agora com muito esforço.

Volto a tossir repetidas vezes, sem muita modéstia ou controle.

Posso sentir os espinhos das rosas brancas rasgarem meu interior ainda mais fundo.

Sinto-me fraco e não faço questão de olhar nos olhos de SeungCheol e Jisoo novamente, apenas me deixo cair ali, em meio as muitas rosas que já havia criado ao longo daquele triângulo amoroso;


Notas Finais


Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...