1. Spirit Fanfics >
  2. Burning Desire >
  3. Geração Min

História Burning Desire - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Geração Min


Fanfic / Fanfiction Burning Desire - Capítulo 3 - Geração Min

1960


Um jovem casal é presentiado por uma gravidez almejava por ambos, um herdeiro na família Min, o Alfa orgulhoso de sua pequena Ômega, lhe fez uma festa em comemoração, convidando assim todos de suas famílias.

Os meses passaram e sua jovem esposa estava preste a dar a luz, o dia tão  esperado por todos da vila de Daegu chegou trazendo com ele dois meninos perfeitos e saudáveis.

O mais velho tinha seus olhos astutos e dominantes  herdado de seu Appa, dourados como a lua cheia.

O mais novo do contrário era gentil e dócil puxando os olhos escalates de sua indomável Omma.

Os anos se passaram e os meninos cresceram se tornando jovens homens, cada um com sua personalidade distinta e sua beleza única.

Min Yhang era forte e robusto, atraía os olhares tanto feminino quanto masculino, tinha uma beleza máscula e sedutora, seu corpo bem definido atraía  os ômegas de sua vila.

Min Yeng sendo o caçula era menor e franzino,  porém  esbanjava de uma beleza delicada e sensual, sua voz doce e melodiosa encantava as moças deixando-as a mercê de seus deleites.

 Suas habilidades eram na arte e na dança, já  seu irmão gostava de caçar e de fabricar armas.

Mesmo os dois sendo extremamente diferentes, sua ligação era muito forte o zelo que cada um tinha era algo de se invejar.

Na noite da lua de sangue os garotos passaram pelo ritual de passagem de menino a homem, de homem a lobo, ritual no qual demontravam sua força  e virilidade afim de se casar e formar uma família.

Yhang por ser mais velho pode escolher sua futura esposa primeiro, assim escolhendo a moça  mais linda e delicada da aldeia, Ha Liya, filha do braço  direito do rei seu Appa.

Porém Yeng também havia escolhido a moça, pegando todos de surpresa, seu pai então  propõe que os três  se casassem, o ato foi bem aceito pelos aldeões que festejaram por três  dias, onde a comida não  acabava e a bebida não  secava.

Os dois se casariam  com a  pequena moça na próxima lua cheia, ou seja no primeiro cio dos rapazes,  porém  o coração inocente da garota batia mais forte pelo caçula, no entanto seu irmão  que não  escondia seu ciúmes já  estava farto.

Na noite da consumação do casamento, Min Yeng pretendia fugir com sua amada, não  querendo dividi-la com seu irmão, achando não  ser certo dois homens possuir uma única mulher.

Ao saber da traição  de seu pequeno irmão, Yhang tornou-se obcecado pela moça, se sentindo traido cada vez mais, ele tentou ao maximo conquistar o coração de Liya pra si, mais suas investidas não  tiveram efeitos sobre a donzela apaixonada.

Enquanto a noiva se aprontava  para a cerimônia,  Yeng se dispõe a visitar sua futura esposa lhe presentiando com um colar com uma pedra de diamante lhe dando a esperança  da fuga, os olhos sáfira  da pequena brilhavam encantada com tamanha surpresa de seu amado, ansiosa por passar o resto de sua vida com o homem que ela amava.

Não  conseguindo aguentar esperar, o casal se envolveu no calor um do outro, assim consumando seu ato de amor, se tornando um, naquela casa, só  havia os dois, seus corpos nus buscavam um ao outro querendo cessar  aquele fogo que os consumiam.

Ao saber que sua futura esposa havia sido marcada por seu irmão nas vésperas  de seu casamento, Yhang seguiu seu instinto cruel é impiedoso, o casal foi impedido de fugir, os dois eram vigiados pelos guardas de Yhang, deixando-os apreencivos de seus planos para com os mesmos, assim forçados  a dar continuidade ao ritual, os três  se casaram sob a lua cheia, na hora da consumação Yhang ordenou que Yeng ficasse apenas observando, ele tomou a moça a força sem piedade alguma, apenas por prazer e vingança, escarnecendo do olhar de seu irmão  sobre o corpo marcado da pequena garota, suas investidas brutas faziam a pequena se esconder entre os lençóis onde suas lágrimas encharcavam-o, Yeng vendo tudo isso acontecer não  podia fazer nada, ele havia prometido ao seu irmão  que a garota também o pertencia, a  moça  implorava por seu amado que assistia tudo sem poder dizer nada, seu peito doia ao ver tal cena, mais ele tinha que escolher entre a vida e a morte.

Antes do casamento seu irmão  jurou a morte de sua amada caso ele ousasse encostar nela, ou atrapalhasse seu ato depravado, deixando-o de mãos atada.

Por temor a vida da pequena, ele se conteve e assistiu tudo com lágrimas  nós  olhos, com o passar dos dias apenas Yhang se deleitava da garota, sempre usando sua voz de comando com a mesma, e fazendo o caçula  assistir tudo, Yeng já  enojado da situação acabou por abandonar seu bem mais preciso nos braços de seu irmão  sádico. 

Cinco meses se passaram desde seu casamento e Yeng descobriu que sua menina estava esperando um filho, resultado de suas escapas quando seu irmão estava bêbado demais e dormia em um bordel da cidade, com um aperto no coração ele duvidava dessa criança ser dele, e se seu irmão soubesse mataria-o sem pensar duas vezes.

Uma noite antes da ômega  dar a luz ele a levou para a floresta a escondendo em uma cabana abandonada, seu irmão  furioso se juntou com alguns aldeões a procura dos dois.

Sua raiva era tamanha que ele mais parecia um animal em busca de sua presa, numa de suas rondas o lobo enfurecido ouve  um choro de bebê,  seu sorriso macabro e seus olhos dourados espreitavam ao redor da cabana, onde ele via a criança de olhos escarlates no colo de sua mãe que o acalentava, sua boca salivava e seus pelos erisavam lhe causando grande excitação.

Quando Yeng sentiu o cheiro de seu irmão  logo correu para salvar sua esposa e seu filho, mais um estrondo alto foi ouvido e um grito de dor e agonia foi a última  coisa que ele ouviu soar na casa.

Ao correr para o comodo ele viu sua esposa e seu filho mortos, ele não  conteve suas lágrimas que se misturavam com o sangue ainda quente espalhado pelo chão,  os corpos sem vida jogados e irreconhecíveis lhe marcaram da pior forma.

Na mesma noite Yeng deixou seu lobo dominar se tornando o pior assassino, devastando a vila de Daegu um por um de seus traidores, nada mais ali tinha valor para o desolado rapaz, o banho de sangue e os gritos eram ouvidos pela cidade, fazendo o medo e o pavor dos moradores que assistiam tudo apavorados, os guardas tentavam lhe deter mais ele estava tomado por ódio e repulsa, ele queria matar todos que fizeram mal a ele e a sua amada, não  teria trégua nem piedade. 

Até  que ele encontrou seu irmão que ainda estava com seus pelos sujo de sangue, os lobos se enfretaram, suas peles eram rasgada e seus ossos eram quebrados a cada segundo que se passava os irmão estavam mais próximos do fim, os dois não  se cansavam, eles iriam até o inferno se fosse preciso, seu pai vendo tudo se pois entre os rapazes que acabados e cobertos de sangue se separam.

Seu Pai sendo o rei lhes ordenou que paracem, sua vingança não  traria sua amada e seu filho devolta.

Os irmão  acabaram por se separar, e nunca mais se olharam muito menos se falaram.

 Yhang se mudou para Busan, começando uma nova vida e uma nova família, e Yeng se tracou no casarão, seu desgosto cresceu lhe fazendo o pior homem da cidade, nas noites mulheres eram vistas entrando na casa mais elas nunca saiam de lá, ele era cruel e impiedoso, muitos ômegas eram alvos de sua sede por sangue, ele usava seus corpos e depois os torturavam em busca de satisfazer seu  vazio.

Ninguém  chegava perto da casa, nem seus próprios pais pisavam dentro de seus portões. Seu pequeno garotinho se tornou um homem frio e desumano, ele adorava promover festas e se deliciar no sangue dos convidados já  mortos em sua sala de prazer.

Seu pai acabou por ter que tomar providências pois boa parte dos Ômegas da cidade eram torturados e mortos fazendo os Alfas se revoltarem contra o vil homem do casarão, os anciãos da aldeia se reuniram para tomar uma decisão contra o filho diabólico que  o Alfa Min havia protegido por anos, os pais tinha medo por seus filhos, e os levavam para longe dos olhos do príncipe pravo.

Uma bruxa muito amiga de sua Omma se pois a favor da família  real, assim tornando a cidade uma caixa de mistério,  os ômegas da cidade foram protegidos por magia, escondendo suas verdadeiras indentidades dos alfas, não  havia mais cio nem cheiros, o ritual foi consumado sendo assim escrito tudo no livro dos selos e entregue ao rei e a rainha que o protegeram com suas vidas.

Seu filho indignado com o atrevimento de seus pais se pois a buscar humanos normais para seus jogos sádicos, todos estavam desesperado com as atitudes do rapaz, ele  busca meios de quebrar o encantamento, pois a cada cio sua satisfação não  era mais correspondia e sua raiva crescia  mais.

Até  que em uma noite tudo mudou,  uma família  se muda para aldeia, um pai, uma mãe  e sua pequena filha. A garota chama a atenção de Yeng que por sinal se enamora da moça,  seus olhos amendoados e dóceis fazem o coração do rapaz bater outra vez lhe dando vida.

A garota transformou o rapaz sanguinário trazendo devolta o doce e gentil Min Yeng, quando Yhang soube  que seu irmão  mudará se voltou para casa ainda com remorso de seu passado ele queria mais uma vez fazer seu irmão  sofrer.

Yeng se casou e logo em sua noite de núpcias ele descobriu que sua menina era uma Ômega de sangue puro, ele nunca esteve tão  feliz, agora ele teria a tão  sonhada família  ao lado da Park Yonjin.

Mais será  que isso durará muito tempo?

¤¤¤


11:00


.. Hyng me responde uma coisa, a Yuna é  uma ômega?

.. Por que você tá  perguntando isso Suga?

.. Têm  algo diferente nela, isso também  responde do porque meu primo estar tão  interessado nela.

.. Se ela fosse, o que você faria, usaria o livro?

.. Eu? Não, por que você está  tão  preocupado?

.. Só  não  quero vê-la sofrer.

.. Você  a ama?

.. Ela é  como uma irmã  pra mim Suga, só  quero protege-la.

.. Não  foi isso que eu perguntei Jin.

.. Suga eu ...

 .. O que vocês estão conversando?

.. Bom dia Hoseok. 

..  Bom dia Jin Hyung, a garota tá  bem?

.. Sim, ela só  estava um pouco bêbada. 

.. Bota bêbada nisso.

.. Duda me falou sobre o Jae-Ya, ele tá  mesmo na cidade?

.. Parece que sim Hobi, só  queria saber o por que.

Todos ficamos  em silêncio, eu encaro meu whisk mechendo o líquido amadeirado no copo, lembrando do seu rosto delicado e ébrio, quero tanto poder protege-la.

Sou desviando de meus pensamentos quando meu celular vibra em meu bolso. 

Pego o mesmo vendo uma mensagem do Jimin.


• Hyung ela acordou.

• Ok Jiminie já  estou indo.


.. Preciso  ir, a gente se fala depois.

.. Beleza  Jin.

.. Você  vai levá-la no Jack?

.. Sim Suga, mais primeiro  preciso ver como ela está, e por favor da próxima vez fecha as cortinas do seu quarto.

Pisco para o garoto que ri debochado,  Hope nós  olha confuso mordendo sua torrada.

.. Que história  é  essa?

..  Temos que cuidar, a nossa vizinha gosta de bisbilhotar.

.. Não né. Então  era ela?

.. Shii silêncio Hoseok. 

.. Quê  como assim?

.. Não  é  nada Jin...deixa pra lá. 

.. Que história é  essa?

.. Na noite  que o Suga e a Hannah estavam transando eu ouvi gemidos e uma voz feminina falar o nome do Yoongi, mais eu sabia que não  era a Hannah. 

.. Hoseok cala a boca.

.. Tá  me falando que ela gemia o seu nome?

.. A cara não  acho que seja isso que você está  pensando.

.. Não  sei não,  pra mim foi bem audível,  até  eu fiquei exitado com  a depravação dela.

Olho os dois vendo Suga dar de ombros preocupado,  não  o culpo até  por que ele estava no cio, então ela deve ter sentido o cheiro dele, só  isso.

Me levanto não  querendo ouvir mais nada dessa palhaçada. 

.. Que merda Hobi falei pra ti não  dizer nada.

.. Desculpa eu não  sabia que ele gostava mesmo  dela.

.. Que merda em.


Eu vou para a casa dos Parks ver se a garota está  bem, logo que aperto a companhia Jimin não  demora abrir a porta.

.. Bom dia. Cadê  ela Jiminie?

.. Bom dia Hyung,  ela está tomando banho. 

.. Ela falou alguma coisa?

.. Perguntou por você. 

Não  escondi o sorriso satisfeito.

.. Posso te fazer uma pergunta Hyung?

.. Claro Jimin. 

.. O que são  ômegas e alfas?

Me espanto pela pergunta do loiro, quem falou isso pra ele?

.. Como assim Jimin?

.. E que o...

.. Jin Oppa?!!

Nossa conversa é  desviada  quando a garota aparece na sala com seu rosto inchado. 

.. Yuna-ah, como você  está nanica?

.. Com uma ressaca d' aquelas.

.. Vêm  vou preparar um chá  pra você. 

.. Eu já  estou de saída Noona.

.. Tudo bem Mochi, se cuida. 

.. Aish não  me chama assim perto dos outros.

.. Jimin eu preferiria ser chamado de mochi do que príncipe das trevas, né Srta Yuna?

.. Não sei de nada.

A garota ri indo para cozinha.

.. Depois a gente conversa sobre o que você me perguntou ok?

.. Então  é  verdade que eu sou um Ômega?

.. Sim, mais você precisa saber tudo, passa lá  em casa depois.

.. Sim Hyung.

O rapaz sai porta a fora, e eu me volto para cozinha indo em direção da pequena que estava sentada na bancada.

.. O que vocês estavam conversando?

.. Hã, nada coisa de homens.

.. Hum..Cadê  o Suga?

.. Pôr que tá  tão interessada nele, até  um dia atrás dúvidava até  da sombra dele?

.. Nada, só  que eu falei uma coisa que não  devia pra ele, não  sei onde enfiar a cabeça. 

.. Não encasqueta com isso, além  do mais o que você fazia espiando ele?

Falo começando  a preparar o chá,  a olho por cima dos ombros vendo a mesma serra as pálpebras, e suas bochechas ficarem vermelhas. 

.. Nem eu sei, foi o que eu te falei, têm  algo nele que me atrai, mais eu não  quero isso.

.. Então  para de pensar nele.

.. Se fosse fácil assim. 

.. Talvez  se você  arrumasse um namorado ajudaria.

.. Não  quero namorar, depois do Thales fiquei traumatizada.

.. A nem todo cara é  igual aquele idiota.

.. Eu sei, mais mesmo assim, não  quero nenhum relacionamento no momento.

Me viro pra garota, seu jeito  fofo e desleixado de sentar me faz rir bobo.

Entrego a xícara para menina que faz cara feia cheirando o líquido.

.. Deixa de frescura toma logo.

.. Ugh, isso fede.

Ela toma desgostosa, me encosto na pia de frente pra ela, analiso seu corpo pequeno e pálido curvado em cima do móvel,  tomara que ela  não  se apaixone por ele.

.. Que foi?

.. Hã, nada já  tomou?

.. Infelizmente sim, Oppa o que aconteceu ontem?

.. Quero saber também?

.. Não na floresta,  na sua casa.

Fico pasmo e receoso com a pergunta, tento não  dar a desejar, mais talvez meu semblante denuncie tudo.

.. Só  estava com raiva.

.. De uns dias pra cá,  você está estranho. 

.. É  só  preocupação,  nada demais, agora o que você fazia na floresta tarde da noite?

.. Eu fui com a Duda espiar o que vocês estavam fazendo, ela disse que conhecia um caminho pelo floresta,  então  foi aí  que entramos, só  que começamos a ouvir barulhos estranhos e do nada ela sumiu, depois disso aquele lobo apareceu e logo o homem, qual era o nome dele mesmo?

.. Jae-Ya, ele é  primo do Suga.

Sua boca aberta e seus olhos arregalados estampam em seu rosto angelical.

.. Por que ele está  atrás  de mim?

.. Eu preciso te levar a um lugar primeiro, daí  você vai ter as respostas.

.. Onde?

.. A casa do Jack.

.. Como assim? Mais ele está..

.. Não,  ele não  está. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...