História Butterflies... - Capítulo 60


Escrita por:

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson
Visualizações 49
Palavras 1.834
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💖
Comentem 💖

Capítulo 60 - Conectando nossos corpos!


Fanfic / Fanfiction Butterflies... - Capítulo 60 - Conectando nossos corpos!

-Ele estava conversando com dois cachorros, era muito fofo observa-lo fazer aquilo, ele ainda não havia me notado pois estava um pouco de costas.

-Michael! Me apresente a seus novos amigos! -Pedi esperando por sua reação, Michael parou o que estava fazendo e lentamente foi virando até que olhou para mim e arregalou os olhos bastante surpreso.

-Nay!? 

-Eu mesma! -Sorri para ele que correu até mim e me abraçou forte, como eu sentia falta daquilo.

-Oh meu Deus! -Ele me enchia de beijos, quase não dava para respirar. Os cachorros latiam alto para alguém e era a Kristen que os encarava com as mãos na cintura. -Misty e Jack parem! -Pediu os pegando pela coleira, Michael encheu o pote de ração dos dois e em seguida voltou para mim.

-Muito obrigada mesmo detetive Kristen! -Michael agradeu a Kristen e eu confesso que fiquei surpresa ao ouvi-lo chama-la daquele jeito.

-Detetive? -Perguntei.

-Isso mesmo! -Michael disse.

-Bom, eu estava na escola para poder investigar o seu caso, Michael havia me contado toda a história do que juntos vocês passaram nas mãos de David e mais duas meninas que estudam na escola não é mesmo?

-Sim é verdade!

-Então, ainda não temos provas para levá-las mais eu prometo que não irei parar até coloca-las na cadeia! -Sorriu para mim.

-Obrigada mesmo Kristen! -Lhe dei uma abraço.

-Faço isso por todos, é um prazer para mim! -Sorri emocionada para ela. -Bom, acho melhor eu ir! -Falou ao receber um chamado.

-Tudo bem! -Michael a levou até a porta, eu fiquei na cozinha o esperando voltar.

-Voltei! -Olhei para ele com um sorriso fraco nos lábios enquanto pensava em tudo o que havia acontecido.

-Eu ainda não consigo acreditar que estou de volta!

-Era só questão de tempo! Eu te amo Nay! -Me deu um beijo demorado nos lábios.

-Eu te amo mais! -Lhe abracei forte.

Um pouco mais tarde...

-Todos os meus amigos já estavam aqui na casa de Michael, Jessie havia levado July para sua casa para cuidar dela enquanto eu não pudesse, ela trouxe o Eduardo que estava bastante feliz por minha volta e Vickie que me abraçou tão forte que passamos um bom tempo para nos desgrudarmos.

-Eu já estava com saudades dessa pequena! -Dei um beijinho no focinho de July.

-Ela foi uma boa garota enquanto passava esse tempo comigo! -Jessie riu enquanto acariciava a cabeça de July.

-E o seu pequeno? Ele está bem? -Vickie perguntou.

-Está sim! Quando eu estava com David ele havia me levado para fazer o pré-natal e então pude ver se ele ainda continuava bem!

-Que maravilhoso! -Jessie sorriu.

-Verdade! -Eduardo em seguida.

-Eu estou bastante ansiosa para tê-lo em meus braços logo, logo...

Muitas conversas depois...

-Todos já haviam ido embora, gostaria que ficassem mais tempo más disseram que estavam bastante ocupados, eu então, resolvi deixar para lá.

-Michael tenho medo de seus novos amigos comerem a minha pequena July! -Falei com July nos braços, a pequena parecia estar com medo também!

-Você pode colocá-la no chão, eu sei que a Misty e o Jack não irão fazer nada! -Olhou por cima do sofá para os dois que estavam sentados me encarando ali na sala.

-Se algo acontecer a ela eu mato você! -Ameacei, pondo July devagar no chão, a pequena estava perdida e choramingava o que me partia o coração.

-Viu? -Michael a observava caminhar lentamente para algum lugar aleatório da sala.

-Ela irá dormir comigo até compararmos uma caminha para ela!

-Como quiser! -Se rendeu, peguei July de volta nos braços e andei para ir para o quarto. -Aonde você vai? -Perguntou como sempre curioso.

-Eu estou indo pôr minha pequena para dormir! -Virei para falar mais logo voltei a subir as escadas, entrei no quarto de Michael e procurei algo para deixar July protegida para eu poder tomar um banho. Michael apareceu logo atrás de mim.

-Já que você não tem nada útil para eu pôr ela para ficar então a segure para eu tomar um banho! -Lhe entreguei July.

-Tudo bem! -Michael se dirigiu a cama e sentou com a mesma a cama, ligou a tv e ficou assistindo enquanto brincava com ela. Eu fui procurar algo em seu closet mais não tinha nada que eu pudesse vestir a não ser longas camisas.

-MICHAEL EU POSSO PEGAR UMA CAMISA SUA EMPRESTADA? NÃO TEM ROUPAS MINHAS AQUI! -Perguntei gritando dentro do closet.

-CLARO! -Gritou de volta, peguei uma preta bastante apertadinha, ficaria ótima em mim, não iria me importar de não usar uma calcinha, a camisa era bastante longa então não iria fazer mal.

-Passei por ele pronta para ir tomar meu banho quando ouvi notícias sobre David.

Um suspeito de ter cometido um sequestro foi morto está tarde por oficiais da justiça, a vítima de seus atos já está bem e de volta em sua casa!

-Michael olhou pra mim e eu fiz o mesmo, ele então levantou e se dirigiu até mim com July em seus braços, me deu um beijo na testa e sorriu para mim. 

-Vai ficar tudo bem! Eu não deixarei ninguém mais tocar em você!

-Eu te amo! -O abracei feliz pelo momento. Michael então voltou para cama e eu entrei no banheiro, tomei o meu banho e me vesti com a camisa cheirosa de Michael e pus um par de meias pois estava com frio. Sai do banheiro e entrei no quarto, passei por ele para pôr aquela roupa no lixo, era a roupa que David havia me dado.

-Passava constantemente por Michael e percebia os seus olhares maliciosos e cheios de desejos sobre mim, penteei meus cabelos e então deitei com ele e July na cama.

-Acho que sei onde a pequena July poderá dormir! -Falou ele enquanto encarava todo o meu corpo.

-Onde? -Sentei a cama.

-Misty e Jack tem suas próprias camas, talvez eles não se importem de dividir! -Levantou e pôs a pequena na cama da fêmea que tinha o seu nome nela!

-Oowwnn! -Observei a pequena se organizar para deitar. 

-Viu só?!

-Ela é tão fofa! -Fiquei de bruços apoiando minha cabeça com as mãos, enquanto a observava, Michael estava sentado atrás e eu sabia que ele estava olhando para meu bumbum.

-Realmente... -O senti puxar a camisa para baixo que estava subindo, aos poucos.

-Você quer assistir alguma coisa? -Levantei da cama e fui até a tv para pegar o controle.

-O que você escolher para assistirmos está bom! -Olhei para ele e foi aí que percebi a sua "barraca armada" que ele não fazia questão de esconder, voltei a encarar a tv enquanto sorria maliciosa.

-Escolhi algo e pus para assistirmos, antes de voltar para a cama eu fui até a pequena July e lhe dei um beijinho, levantei e fui para cama, me deitei perto de Michael e l abracei por trás com uma perna sobre ele.

-Eu estava tão concentrada no filme, ele era bastante legal até que algumas cenas picantes tomaram conta do filme, Michael virou para mim e fechou meus olhos.

-Você não pode assistir! -Segurei a mão de Michael e tentei retirá-la do meu rosto.

-E por que não? 

-Por que se você está vendo nosso filho também e ele é muito novo para isso! -Insistiu, eu então levantei e tentei assistir.

-Para! -Pedia rindo já que ele insistia enquanto ria também.

-Não! Já está quase passando! -Não vendo escolhas eu levei minha mão até seu membro e o apertei não tão forte fazendo Michael recuar.

-Obrigado! -Agradeci enquanto assistia a cena, Michael segurava seu membro fingindo para mim que eu o havia machucado. -Para de manha! -Ria dele.

-É sério Nay! -Insistiu naquela brincadeira e eu confesso que já estávamos começando a acreditar pois ele estava sério.

-Você tá falando sério? -Fiquei séria também e sentei a cama.

-Sim, é sério! -Ele estava agora de pernas abertas enquanto massageava o seu membro.

-Me desculpe! Eu não achei que iria fazer um estrago desses! -Não fazia idéia do que fazer. 

-Me ajude Nay! -Pedia gemendo de dor, ou era o que eu pensava...

-O que você quer que eu faça? -Perguntei já ficando nervosa com ele.

-Me ajude a massagear! -Bom, não vi escolhas então passei a massagea-lo. -Isso, isso! -Gemia satisfeito ou quase.

-Isso é estranho! -Comentei pois era um pouco constrangedor mesmo.

-Estou quase lá... -O olhei desconfiada e então parei.

-MICHAEL! -Sabia que era alguma desculpa para eu fazer isso! -Lhe dei um tapa na coxa.

-Uh! Você é selvagem! -Michael conseguia me deixar excitada até quando eu ficava brava com ele.

-Você me paga! -Cruzei os braços e não olhei para ele.

-Eu quero sentir o seu corpo colado ao meu, quero fazer amor com você... -Me abraçou por trás.

-Estou brava demais para isso! -Menti mais era uma perda de tempo pois Michael já me conhecia.

-Você é uma garotinha bastante mentirosa! -Me provocou.

-E você um garotinho bastante... -Não sabia o que dizer.

-Bastante? -Me encarou malicioso me esperando dizer algo.

-Bastante animadinho! Você não consegue dar conta de mim! -O provoquei.

-Como ousa? Você está ouvindo filho? Sua mãe é tão exigente! -Falou com minha barriga. -Acho que ela não sabe como se portar diante de mim... -Me lançou um olhar sexy e hipnotizante.

-Hum. -Continuava de braços cruzados. Michael sentou-se próximo a mim ainda atrás, e com suas mãos enormes ele acariciou os meus seios.

-Se entregue a mim... -Sussurrou em meu ouvido, puta que pariu aquele homem conseguia tudo o que pedia! Mais é claro que eu resolvi insistir mais um pouco para ver o que ele iria fazer.

-Michael então levou sua mão direita para baixo até que chegou em minha intimidade onde ele começou a estimular carinhosamente o que fazia meu corpo falhar com o seu toque gelado e paciente.

-Já ficava impossível segurar a respiração um pouco ofegânte e os gemidos manhosos e fracos, Michael roçava o seu membro duro em minhas costas o que me deixava mais sedenta.

-Me odeio por deixar isso acontecer! -Falei ao virar para ele e encarar sua boca molhada.

-E eu amo quando você se torna minha, só minha, por completo! -Abaixou sua calça o que fez seu membro pulsante pular para fora, Michael então deitou lentamente a cama me levando consigo segurando em minha mão.

-Sentei sobre o seu membro ainda o encarando, Michael sorria com um sorriso apaixonado para mim, era maravilhoso o que estava prestes a acontecer naquele momento entre nós dois.

-Passei a esfregar minha intimidade em seu membro enquanto o beijava, Michael me ajudava com os movimentos segurando em minha cintura, levantei o meu corpo e então Michael pode entrar em mim, devagar ele ia.

-Oh... -Gemiamos juntos ao nos sentirmos, ainda deitada sobre o corpo de Michael eu deixava alguns pequenos beijos em seu pescoço, Michael começará os movimentos lentamente enquanto segurava em minhas costas a pressionando para si.

-Sentei novamente sobre ele e então me livrei de sua camisa, a deixei em cima da mesinha de cabeceira e deixei Michael tomar conta do meu corpo, o mesmo beijava meu pescoço enquanto acariciava meus seios novamente.

-Comecei a subir e descer nele um pouco mais rápido, deitei Michael e me apoiei em seus ombros para continuar com os movimentos, Michael estava tão excitado que segurava forte em meu bumbum, as vezes eu ia depositando beijos em seus lábios e continuava com os movimentos até chegarmos ao topo do prazer juntos! Nos misturando.

-Eu te amo! -Ele me abraçou por trás.

-Eu te amo mais... -Sussurrei e então dormi.


Notas Finais


O casal voltou e estão apaixonados, eu amei o capítulo e espero que vocês também!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...