História Buy a heart - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 46
Palavras 3.539
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem. xx

Capítulo 2 - My boyfriend's girlfriend


Fanfic / Fanfiction Buy a heart - Capítulo 2 - My boyfriend's girlfriend

Risadas de garotos ecoavam pelo vestiário masculino da universidade de Boston, onde os garotos se preparavam para o segundo confronto do ano, os Bears iriam enfrentar os Bulldogs de uma universidade do sul de Boston. O treinador sacudiu a cabeça olhando para os dois garotos altos e musculosos que mantinham um garoto franzino de pé com as mãos na barriga tremendo de nervosismo, os outros garotos do time riam do nervosismo do garoto franzino, ele era apenas o reserva e o pior de todos, sua entrada no campo era tão possível quanto Tom Brady deixar de ser quarteback dos Patriots para jogar hockey profissional. Os dois garotos continuaram a atormentar o garoto franzino ignorando o olhar raivoso que o treinador lhes lançava, os dois sabiam que o treinador jamais faria algo contra os seus melhores jogadores. Nessa hora um dos garotos sentados no banco, o nome Dallas em seu uniforme com o número quinze, chamou a atenção do garoto loiro que segurava o ombro do garoto franzino despejando palavras de desconforto e indicou com a cabeça para a entrada do vestiário. O loiro sorriu imediatamente ao ver a garota de cabelos castanhos longos e ondulados com um casaco dos Patriots andando em sua direção, ele largou o ombro do garoto franzino e deu alguns passos até a garota, suas mãos logo encostaram no rosto pálido de Cathy e seus lábios se tocaram sem se importarem de ter uma platéia. Alguns passos atrás da morena estavam duas garotas, uma delas era mais alta que as outras, ela era magra e tinha cabelos loiros e lisos, os olhos azuis marcados pelo delineador, usando uma tiara com orelhas de urso pardo e uma camisa listrada rosa e azul um pouco grandes que pareciam fazer os seus seios pequenos parecerem quase inexistentes, ela usava uma calça skinny jeans apertada que realçava o seu bumbum pequeno. Atrás tinha uma garota de cabelos negros, ela tinha lábios que lembravam vagamente Angelina Jolie e um corpo magro cheio de curvas, ela usava uma camisa grande para o seu corpo, mas mesmo assim seus fartos seios redondos ficavam evidentes e sua calça skinny jeans ressaltavam o seu bumbum redondo. As garotas eram seguidas de perto por Taylor Caniff, Nash Grier e Hayes Grier, o mais novo dos irmãos Grier poucos centímetros mais baixo que Nash, o cabelo castanho e olhos azuis mais escuros que o de seu irmão.

O loiro com o nome Chadwick em suas costas e o número doze passou o braço em volta do pescoço de sua namorada ainda sorrindo e cumprimentou os outros com um mero aceno de cabeça, mas logo Cathy saiu de seu braço e andou até o irmão mais velho que soltou o ombro do garoto franzino e abriu os braços para abraçá-la, sua camisa com o nome Hardingham e o número dez. O treinador ria da expressão no rosto de Chase ao ver o modo como os seus companheiros de time olhavam abobados para a irmã mais nova de Jason Hardingham. Cathy era uma garota bonita, ela e o irmão mais velho compartilhavam o cabelo castanho, o nariz e os olhos castanhos. Ela estava usando uma calça skinny jeans azul e quando abriu os braços para abraçar o seu irmão os garotos mais próximo viram o contorno de seus seios fartos pela lateral do bodysuit que ela usava por baixo do casaco dos Patriots. Chase cruzou os braços indignado olhando para os seus companheiros de time e aprumou-se para lembrá-los quem mandava ali, quem era um dos atuais capitães – ele e Jason dividiam a vaga de capitão do time, o que os tornava co-capitões – e os garotos abaixaram a cabeça envergonhados.

— Boa sorte Jay. — disse Cathy sorrindo para o irmão mais velho, ela e sua mãe eram as únicas a usarem aquele apelido, seu pai o chamava de pequeno Hardingham. E então voltou-se para o namorado. — boa sorte amor.

— Sorte é pra principiantes. — respondeu com um sorriso pretencioso nos lábios, o garoto franzino encolheu-se no banco dobrando o corpo com as mãos na barriga.

— Se você ganhar, você vai ganhar o que sempre me pede. — sussurrou para ninguém mais ouvir.

Chase engoliu em seco encarando a garota na sua frente, eles estavam juntos a um ano e finalmente teria o que queria, mas ele ficou pálido imediatamente ao ver uma garota loira parada na porta do vestiário sorrindo para ele com o número doze brilhando em suas bochechas. O loiro sorriu para Catherine e a loira, mas seus olhos azuis estavam focados na garota loira com o cabelo solto, usando uma camisa azul e branca de um time de hockey de Toronto, as cores do time da universidade. Ela jogou um beijo no ar para ele e se afastou dando-lhe as costas deixando para trás um garoto completamente abobado. Ela era a stripper que Chadwick conheceu três meses atrás e que ele descobriu ser uma garota incrível que sempre o pegava de surpresa, cursava medicina e se chamava Melanie Hardy. A presença momentânea de Melanie foi percebida apenas por Chase, seus colegas de time estavam muito desatentos conversando com os seus amigos e o seu treinador. O loiro sacudiu a cabeça atordoada e beijou os lábios de sua namorada apertando o seu bumbum como desejava ter feito com a loira que tinha o poder de deixar a sua cabeça um caos. Para a sua sorte, o treinador expulsou os vizitantes do vestiário para que seus jogadores pudessem mater a concentração por pelo menos cinco minutos antes do jogo começar.

Hardingham e Chadwick entraram em campo logo atrás de McClaren, o goleiro, eles tocaram seus tacos como um cumprimento entre os dois e se afastaram deslizando com seus patins pela quadra de gelo. Uma garota ruiva usando um suéter cor-de-areia sentou-se logo atrás de Nash com os olhos focados no jogador de número dez, ela sabia que o moreno tinha uma fama ruim, mas ela adorava vê-lo jogando hockey, ela adorava ver o grande sorriso nos lábios de Jason e seus olhos castanhos brilhando. Era o único momento que ele não parecia um cretino babaca filho da puta e parecia ser apenas Jason Hardingham fazendo o que realmente amava. Era isso o que fazia a garota ruiva ir a todos os seus jogos apenas para vê-lo fazendo o que amava.

Chadwick varreu os olhos pela arquibancada sem saber exatamente o que procurava quando viu Melanie Hardy sentada na primeira fila em frente ao vidro de proteção com as pernas cruzadas sentadas entre duas garotas bonitas que observavam – animadas até demais – Jason Hardingham colocar o seu protetor de dentes azul. Melanie sorriu e acenou discretamente para ele enquanto colocava o seu próprio protetor de dentes azul, Chase sorriu discretamente e mais acima viu Catherine, a sua namorada, acenando. O loiro sorriu para a sua namorada sentindo o seu estômago se contorcer de nervosismo, não pelo jogo, mas por ter Mel e Cathy no mesmo ambiente. Chadwick não conseguia decidir nem para onde olhar. Ele patinou no gelo até Jason e sussurrou algo, logo os garotos do time se juntaram em frente ao goleiro e inclinaram os seus corpos para frente formando um círculo para relebrarem as estratégias de jogo. Com um último olhar na arquibancada, Chase viu Hayes Grier sentado ao lado de Catherine com uma mão no bolso do seu casaco e a outra mão em volta do seu pescoço, suas cabeças se encostavam e eles riam de alguma coisa, mais embaixo Melanie levantou a camisa rapidamente exibindo os seus seios redondos e fartos para ele fazendo-o rir e jogar um beijo discreto em sua direção.

— Não acredito que você ta com ele. — disse Victorie, uma garota de cabelos negros e lisos sentada ao lado esquerdo de Melanie, uma das melhores amigas da garota.

— Quem é a namorada dele? — perguntou Lindsey, uma garota de cabelos castanhos cacheados, sobrinha de Steve, o cara do club que a loira trabalhava, e a melhor amiga de Melanie.

Melanie olhou para trás procurando por Catherine Hardingham.

Aquela ali do lado do menino de olhos azuis com casaco verde e boné com o braço em volta do pescoço dela. — e acrescentou com um pouco de maldade e ciúmes. — o papo parece bom.

— Ele tem uma namorada sua destrambelhada, você acha mesmo que ele vai largar ela pra ficar com você? Olha onde vocês se conheceram, ele só quer sexo. Aposto que a namorada dele não aguenta nem a metade do que você aguenta.

— Cala a boca, Vic. — Lindsey a repreendeu. Melanie continuava com os olhos pregados em Chase Chadwick. — se ele quisesse só sexo não ia perder tempo tentando agradar nós duas pela Mel.

— Então por que ele não simplesmente termina com a namorada?

— Calem a boca. — disse Melanie entredentes. — eu não quero ouvir nada sobre ela.

A garota ruiva colocou as mãos na frente dos seus óculos embaçando-os, ela sempre usava lentes e naquela noite simplesmente perdeu o seu último par quando caíram na caixa de areia do gato e precisaria passar pela farmárcia depois do jogo para comprar mais uma caixa. Chloe viu o seu ex-namorado passar o disco para Hardingham e mordeu os lábios sentindo um arrepio em seu corpo só de lembrar do seu relacionamento abusivo e como ele mudou de escola por uma ordem restritiva. Agora já haviam se passado mais de dois anos desde o incidente e a ordem restritiva perdera a validade, mas ela sentia calafrios alastrarem-se pelo seu corpo sempre que o via e o evitara ao máximo nos últimos dois meses com medo de que ele a reconhecesse desde que o viu na faculdade em setembro e descobriu que ele também era um freshman.

Hardingham marcou o primeiro ponto do jogo tocando o seu taco nos tacos de Chadwick e Dallas como uma comemoração interna entre os amigos e voltou a patinar pelo gelo ignorando os berros de animação da torcida dos Bears. Hardingham levantou a cabeça com o taco firme em suas mãos preparando-se para a primeira oportunidade de tirar o disco do time adversário quando olhou de esguelha para o lado oposto das arquibancadas onde a sua irmã e os seus amigos estavam. Ele olhou mais uma vez e com mais atenção sem acreditar no que estava vendo. Uma mulher bonita de quarenta e poucos anos acenava para o filho ao lado de um homem alto da mesma idade que parecia Jason um pouco mais velho, eram os seus pais, a advogada de prestígio Aubree Hardingham e o empresário Adam Hardingham. A presença dos seus pais em seus jogos de hockey e futebol eram raras desde o colegial e isso fez Jason sorrir olhando para o chão. Ele deslizou no gelo concentrado em pegar o disco agora que Chadwick estava pronto para lhe passar o disco e marcou o segundo ponto em exatos quinze minutos do primeiro round de jogo. Chloe O'Connor sorriu ao ver como Jason Hardingham parecia feliz de ter marcado mais um ponto.

O primeiro intervalo do jogo chegou e os garotos de ambos os times voltaram para os vestiários para se recomporem e discutir a estratégia de jogo para o próximo round. Catherine levantou da cadeira ao mesmo tempo que Melanie, mas Melanie saiu do ginásio para ir até o banheiro com Lindsey enquanto Catherine teve esperar Hayes Grier levantar para comprarem guloseimas para os seus amigos.

Melanie mordeu os lábios caminhando pela arquibancada com as mãos enfiadas nos bolsos de seu casaco, ela estava se aproximando do banheiro quando viu a namorada do seu namorado passar pela porta com o braço de Hayes Grier em volta de sua cintura com os seus corpos colados. A loira franziu o cenho ao entrar no banheiro e olhou para Lindsey abrindo sua necessaire em frente ao espelho.

— Você acha que ela ta traindo ele? — perguntou Melanie.

— Se tiver, os dois são nojentos. — respondeu Lindsey. — mas acho que não, ele parecia meio friendzone e ela olhava só para o Chadwick. — de repente Lindsey se animou. — ele é um gato. Será que já tem dezoito?

Melanie gargalhou entrando em uma das cabines.

— Ele ta com ela e as amigas dela. — sua voz carregada de ciúmes e nojo sempre que falava de Cathy. — ela tem dezessete, acho que ele também.

— Chadwick é um pedófilo. — Lindsey riu. — ela é uma criança.

— Eu sei! — exclamou Melanie, sua voz parecia tão triste que Lindsey mudou de assunto rapidamente.

Cathy e Hayes voltaram para os seus lugares cada um com duas sacolas plásticas e diviriram os refrigerentes, salgados e doces entre os seus amigos o mais rápido que puderam antes que o jogo recomeçasse, até então a morena ainda não tinha visto os seus pais, até Hayes apontar para eles com a cabeça. Os pais de Catherine os observavam e a morena notou que Hayes se afundou na cadeira ao seu lado intimidado pelo olhar do pai da garota e tudo bem que o seu pai realmente intimidava a todos, mas Hayes não era Chase, não era o namorado da garota, seu pai nunca o intimidaria como fazia com o loiro porque eram apenas amigos e Hayes era o irmão mais novo do melhor amigo do seu irmão.

O jogo recomeçou em 2x0 para Boston University Academy, os Bears. E logo nos primeiros minutos os Bears marcaram mais um ponto, dessa vez um feito de Cameron Dallas, o número dez, mudando o placar para 3x0. Johnson, o garoto franzino que estava sendo atormentado pelos co-capitões, estava sentado no banco roendo as unhas observando os seus colegas de time jogarem como profissionais e se perguntando por que diabos fez testes para entrar no time de hockey da faculdade. O treinador berrava com os garotos tomado pela adrenalina de ver o seu time ganhando pela segunda vez conssecutiva em seu segundo jogo da temporada. Os garotos eram a melhor formação do time desde o seu último dream team dois anos atrás quando os seus melhores jogadores se formaram. McClaren fez uma defesa espetacular curvando-se sob os joelhos segurando firme seu taco com as duas mãos como um cavaleiro medieval retardando o primeiro ponto do time adversário para o próximo round.

O intervalo chegou novamente e Nash Grier inclinou-se para frente, para falar com o seu irmão mais novo na fileira abaixo. Cathy ignorou os garotos ao seu lado e virou-se para Molly O'Malia, a garota com orelha de urso, elas falavam em voz baixa rindo até Kristen Hancher, a morena de seios fartos, se juntar a elas.

Chadwick entrou em campo para o terceiro e último round, ele colocou o protetor de dentes ouvindo uma boa parte das pessoas nas arquibancadas gritando o seu nome e de seus colegas de um time. De um lado ele viu o sr. e a sra. Hardigham e ao olhar para o outro lado ele viu Melanie Hardy sorrindo e gritando o seu nome, ele não conseguiu evitar um sorriso afinal, ela estava tão linda. E mais acima estava Cathy, com as mãos de Hayes Grier em volta do seu braço. Catherine riu de algo que Sahar disse e inclinou-se para o lado sussurrando algo no ouvido de Hayes com a mão apoiada no peito musculoso do garoto, o quarteback da sua escola. O loiro fechou as mãos em seu bastão furioso e cerrou seus dentes, Melanie logo olhou na direção que ele olhava e viu a namorada de seu namorado sussurrando e tocando outro cara. Melanie cruzou os braços imediatamente com o pensamento que jamais faria isso com Chase.

O ciúmes de Chase estava se mostrando algo bom para o jogo, ele estava selvagem nesse último round patinando o mais veloz possível e sempre pegando o disco do time adversário. Nos últimos cinco minutos de jogo, o goleiro do time, McClaren jogou o disco na direção de Chadwick, o loiro deslizou entre dois garotos do time adversário e jogou o disco com força passando direto para o goleiro do time adversário. O juiz encerrou o jogo com o apito e o treinador foi a loucura assim como os alunos de Boston University Academy, os Bears eram os grandes vencedores.

Chadwick, Dallas e Hardingham foram os últimos a saírem do vestiário. Chase guardava os seus equipamentos lentamente com a desculpa de estar cansado com um jogo bom, o outro time se esforçou ao máximo, mas quando Jason e Cameron deixaram as cabines depois de tomarem banho e vestiram-se, Chase disse aos amigos que tomaria banho. Os garotos logo saíram do vestiário e o deixaram sozinho, eles se veriam em poucos minutos de qualquer jeito já que saíriam para comemorar a vitória. Melanie esperou do lado de fora do vestiário esperando todos os garotos saírem e sorriu quando viu Dallas e Hardingham deixarem o vestiário sem Chase. A loira esperou mais um pouco até os garotos saírem do seu campo de visão e entrou no vestiário. O chuveiro estava ligado e as roupas de Chase estavam penduradas na porta da cabine, ela sorriu ao colocar a mão na cabine e a puxar, não estava trancada.

— Eu sabia que você viria. — disse o loiro. Chase desligou o chuveiro, o seu corpo musculoso estava completamente nu e molhado.

— Eu tinha que te dar os parabéns. — Melanie mordeu os lábios e passou a ponta das unhas no peito de Chase. — assim fica difícil de me controlar, Chadwick.

Ele riu da falsa expressão de indignação no rosto de Melanie e esticou o braço para trancar a cabine. O loiro se aproximou da garota deslizando uma de suas mãos para a cintura fina de Melanie, com a outra mão afastou uma mecha do cabelo loiro da garota deslizando sua mão pelas bochechas macias até a nuca de Melanie. E a beijou pressionando seus corpos sem se importar em estar molhado e molhar a loira, Chadwick não tinha consciência de nada quando os seus lábios estavam contra os lábios de Melanie Hardy.

— Você foi incrível lá. Tão sexy e selvagem. — sussurrou a loira com os olhos fechados e a pele arrepiada com os lábios de Chase roçando o seu pescoço.

— Isso me lembra uma coisa. — ele sorriu malicioso e levantou a camisa azul e branca de Toronto Mapple Leafs que ela estava usando. A garota segurou a sua própria camisa deixando os seus seios de fora, como fizera mais cedo no início do jogo. — agora sim.

Chase massageava os seios da garota arrancando-lhe suspiros baixos e os abocanhou, um de cada vez mordindo os mamilos e mamando em seus seios. Ele abaixou a camisa de Melanie e a beijou, seu cabelo molhado pingando sobre o rosto da loira. Chase estava com a respiração tão descompassada quanto Melanie, ele abriu o zíper da calça skinny jeans que ela usava e a deixavam ainda mais bonita do que os trajes que usava no club, ele desceu a calcinha da loira e agachou-se esperando que ela se livrasse das peças, ele colocou as peças na porta da cabine e a pegou no colo. Melanie distribuiu beijos pelo rosto do loiro com as mãos apertadas em seus muques e sorriu ao sentir que estava sendo penetrada. Chase dava estocadas fundas e rápidas sem vacilar com Melanie em seu colo com as pernas em volta da sua cintura e o corpo contra a porta fechada da cabine.

— Ai merda. — o loiro resmungou. Melanie parou de apertá-lo e olhou, ele estava com os olhos azuis fechados, os lábios torcidos de prazer como fazia, mas tinha algo errado.

— O que foi amor? — ela sussurrou acariciando o cabelo loiro de Chase.

— Você me deixa completamente louco. — ele rosnou com um sorriso no rosto. — eu tô completamente louco por você, Mel.

Chase sorriu olhando para o rosto incrédulo de Melanie, ela sorria como se fosse manhã de natal. Ele a beijou mais uma vez se esforçando para continuar as estocadas e apertou o bumbum de Melanie quando ela soltou um gemido rouco gozando, logo ele gozou também.

— Eu passo na sua casa amanhã. — disse o loiro observando Melanie vestir a calça. — vou sair pra comemorar com os caras.

— Então por que não vai mais tarde? — perguntou. — você tem a chave do meu apartamento.

— Porque eu vou passar um tempo com a Cathy. — ele gemeu ao perceber o olhar irritado de Melanie. — ah, por favor, não fica assim...

— No começo eu não dizia nada, já faz meses e as coisas ficam cada vez mais sérias entre nós, mas você continua com ela, simplesmente se recusa a terminar com ela. Como você acha que eu me sinto Chase? Como você acha que eu me sinto sabendo que o meu namorado tem uma namorada?

— Eu vou dar um jeito nisso. — respondeu de cabeça baixa, seu cabelo agora molhado de suor.

— Eu acho bom!

Chase continuou de cabeça baixa vendo a garota loira abrir a porta da cabine e o deixar sozinho. Ele gemeu frustado com a situação confusa que se meteu e ligou o chuveiro com esperança de que a água clareasse a sua mente. Mas o problema não era a sua mente, em dezenove anos de vida ele nunca se apaixonou, mas no último ano tudo mudou quando se viu completamente louco por Catherine Hardingham e agora, aos vinte, também louco por Melanie Hardy.


Notas Finais


Comentem, favoritem, espalhem para os amigos. xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...