História By My Calculations, I like You... (Hansol Vernon Chwe) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Jungkook (Jungkook), Jeon Wonwoo, Jung Hoseok (J-Hope), Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Visualizações 26
Palavras 1.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii
Desculpem a demora!
Eu tinha esses capítulos prontos, eu só esquecia de postar ksksks

Boa leitura, comentem e favoritem~

Capítulo 10 - I do not believe


Capítulo 10: I do not believe


[Suhyun]


   Na hora do almoço como de costume fui até a mesa onde meus amigos sentavam. Yuki, Yeji, Sora, Tei e Chae estavam lá como sempre.


    -Yeji você está ocupando dois lugares!- Digo com minha bandeja nas mãos tentando achar lugar para sentar.


   -Eu sei- Sorriu e eu fiquei um pouco surpresa, ela sempre guardava meu lugar.


   -Vocês não querem que eu sente aqui?- A cada segundo que se passa eu fico mais perdida nessa história.


   -Não é isso...- Yuki para de jogar em seu celul... Ah não, é o meu celular- Ah, eu peguei você não ia deixar eu jogar mesmo se pedisse- Disse ao perceber que meu olhar se voltou para o aparelho.


   -Vocês me expulsam e roubam meu celular. O que está acontecendo aqui?- Vou até Yuki e pego meu celular de suas mãos e o mesmo fez uma cara dramática.


  -É que você devia almoçar com o Vernon!- Sora diz sorrindo depois que deixou seu desenho um pouco de lado para me responder.


  -Ah, só pode ser brincadeira! Eu sou obrigada a passar a aula inteira e a maior parte da tarde com ele!- Respiro fundo tentando achar um pingo de paciência no meio disso.


  -Calma, a gente só achou que você podia querer almoçar com ele- Yuki fala de um jeito mais tranquilo. Normalmente assim que tentava me convencer de que algo era "bom".


  -E a votação já está valendo!- Tei disse concordando com meu amigo.


  -Ele nem vai querer, está com os amigos dele!- Eu tinha que escapar dessa, meu único momento longe dele no dia.


  -Não seja por isso- Sora vai até a mesa onde Vernon estava com seus amigos e conversa com ele. O garoto parece odiar a ideia, mas acaba vindo trazendo o almoço junto. Sora atrás dele sorridente.


   Eu mato ela.


   -Você não precisa fazer isso...- Digo ao vê-lo se aproximar- Não é de verdade!- Falo um pouco mais baixo e ele apenas me olha.


   -Se estamos nessa, é melhor fazer nosso melhor- Parecia tão sem vontade quanto eu, mas quando vi que o campo inimigo parecia conseguir cada vez mais votos apenas sorrindo juntos, resolvi aceitar essa ideia.


   -Vamos logo- Nós fomos até uma mesa que estava vazia perto da porta com pouca distância da minha mesa convencional.


   No entanto, comemos em silêncio sem levantar os olhos para evitar qualquer contato.


   -Como assim você tem batata-frita?!- Estava prestes a comer uma, quando sou interrompida por essa pergunta.


   -Todos tem- Voltei a comer ainda não entendendo o que o deixou tão perplexo.


   -Não, ninguém tem!- Em um milésimo de segundo acabo de ser roubada e ainda teve a coragem de colocar a mão na minha comida.


   -O que você pensa que está fazendo?- Trago minha bandeja para mais perto de mim prestes a jogar qualquer coisa na cara desse ladrão.


  -Não seja egoísta!- Pegou outra batata do meu prato sem nenhum tipo de vergonha na cara.


  -Ninguém gosta de dividir comida!- Pego o bolinho que ele tinha no canto da bandeja como sobremesa.


  -Hey! Isso é meu!- Protestou e agora quem achava graça na situação era eu.


  -Tudo tem um preço, senhor Chwe!- Guardo o bolinho em minha mochila para evitar qualquer furto.


  -Devolve meu bolinho!- O garoto pegou o garfo de plástico e apontou em minha direção como se fosse uma espada ou algo do tipo.


    Do nada voltamos a ter 5 anos de idade.


  -Não- Sorrio comendo a maçã que tinha ao lado do meu prato.


  -Último aviso... Devolva ou se arrependa de fazer a escolha errada- Era para isso me dar medo?


  -Estou morrendo de medo! Você vai fazer o que com esse garfinho de plástico?- Depois que terminei com meu pequeno minuto de sarcamos ele se levanta e vem em minha direção.


  -Você que escolheu isso senhorita- Sem que eu pudesse me defender fui atacada com... Cócegas?!


  -N-Não! Hahah Cócegas não!- Começo a rir descontroladamente enquanto tento afastar o garoto.


  -Se me devolver eu paro- O vejo rir do meu desespero, esse é o pior tipo de tortura.


  -N-Nunca! Hahaha- Consigo dizer apenas isso antes do ataque continuar- Ok, ok eu devolvo!- Finalmente fui capaz de respirar novamente.


   Mas quando voltei a meu estado normal percebi que estávamos muito perto um do outro.


   Nossos olhares se encontraram e sem que pudesse evitar acabei quebrando isso ao olhar para os lábios do garoto e notei que ele fazia o mesmo.


   -O bolinho...- Acabo com o contato visual ao me virar e tirar o pacote da mochila e entregar para ele.


   Depois desse episódio, no mínimo estranho, voltamos a comer em silêncio até o sinal tocar e irmos para as duas últimas aulas.


   O restante da aula foi normal. Evitei olhar para Hansol o máximo possível, mas aquilo que havia acontecido no almoço não saia da minha mente.


   Não.


   Não pode ser.


   Não, eu não pensei em beij... Esquece.


  

[Vernon]


    -Não, aquilo não quer dizer nada!- Repito pela milésima vez para Seungkwan que parecia não aguentar mais minha situação.


    - Eu não acredito... Você ia mesmo beijar ela?- Chan pergunta surpreso e assim como eu tentando entender o que tinha acontecido.


  -Eu não ia beijar ninguém Lee Chan!- Eu não paro de andar de uma lado para outro. Desespero que chama?


  -Mas isso tudo não era um plano?- Perguntou o mais novo que havia descoberto isso a pouco menos de uma hora.


  -Sim, mas...- Me encosto na parede com vontade de apenas esquecer isso tudo- Foi quase que "instinto"! Ela estava tão perto... E eu me senti, atraído...?- Nem eu estava entendendo o que tinha acontecido comigo.


  -Quem sabe você esteja gostando realmente dela?- Seungkwan sorri de um jeito estranho e eu só posso rir disso.


  -Óbvio que não!- Com toda certeza eu não ia beijar ela. Foi só o calor do momento.


  -Se você está dizendo...- Chan diz e logo após isso ele e Boo me deixam sozinhos na biblioteca para esperar Suhyun.


   -Desculpe pelo atraso- A garota disse quando chegou e sentou em minha frente. Como em todo momento depois do almoço desvia o olhar sempre que pode- Vamos estudar Biologia...


    Ela me explicou várias coisas sobre a matéria, mas eu podia perceber que ela não estava se concentrando assim como eu.


   -Suhyun, você está bem?- Que pergunta mais idiota! Óbvio que não... Isso foi por conta do quase beijo?


   -Não... Estou sendo obrigada a ficar com você quase o dia todo! Você acha que estou bem Chwe?- Pergunta inútil reposta pior ainda. Eu a havia irritado tanto assim?


   -Não é como se eu gostasse também!- Respondo e vejo sua expressão voltar a ficar séria enquanto passava uma lista de exercícios.


  -Faça isso- Praticamente jogou o papel em mim e cruzou os braços me fuzilando com o olhar.


   Como não tinha muita escolha prefiro não reclamar. Não queria discutir de novo, agora não.


   Depois de fazer o que me foi mandado entrego para que seja corrigido.


   -Está tudo certo, para minha surpresa!- Arrumou os óculos e sorriu de maneira forçada. Às vezes parecia ser uma professora, daquelas insuportáveis.


   -Oie!- Fomos supreendidos por Sora que chegou devagar até nossa mesa, estava bem animada- Desculpe incomodar, mas eu vim entregar isso!- Ela estava com dois envelopes rosa nas mãos e entregou para mim e para Suhyun.


   Era um convite para uma festa que aconteceria na casa dela amanhã à noite.


  -Vai ser algo bem improvisado, é porque minha mãe e minha avó estão fora- Fico surpreso com o convite, na verdade não me lembro de ter falado muito com ela- Vernon se quiser levar um ou dois amigos, fique a vontade!- Sorriu e eu retribui o gesto agradecendo.


   -Eu vou Sora!- Suhyun sorriu guardando o convite no envelope novamente, respondendo Sora que havia perguntado com todo jeitinho do mundo.


   -Ah, tudo bem então!- Nos cumprimentou rapidamente e saiu do lugar.


  Depois que acabamos de estudar guardamos nossas coisas e devolvemos os livros aos seus devidos lugares.


   -Até amanhã, Lee!- Me despeço porque pelo menos tenho educação de ser grato por ter a ajuda dela, mesmo sendo uma praga.


    -Até amanhã Chwe!- virou-se antes de terminar a frase e se afastou rapidamente.


   


    Eu não entendo nada nessa vida.


 


  


  


 


 


  


  


 


 


 


   


Notas Finais


Eu realmente não sei se esse dois se gostam ou se suportam kkkkk

Obrigado por ler até aqui!
Desculpe a demora~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...