1. Spirit Fanfics >
  2. Byun e Park (ChanBaek) >
  3. Capítulo 2

História Byun e Park (ChanBaek) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 2


Byun

Baekhyun ponderou sobre suas opções: 

1. Podia voltar da escola a pé. Prós: exercício, blush natural, tempo para si mesmo. Contras: ainda não sabia seu novo endereço, nem mesmo em que direção começar a andar. 

2. Podia ligar para a mãe e pedir carona. Prós: vários. Contras: sua mãe não tinha telefone. Nem carro. 

3. Podia ligar para o pai. Há. 

4. Podia ligar para a avó. Só pra dar um oi.

Sentado nos degraus de concreto da entrada da escola, observava a fileira de ônibus amarelos. O seu estava logo ali. Número 666. 

Ainda que Baekhyun conseguisse evitar o ônibus naquele dia, ainda que sua fada madrinha aparecesse com uma carruagem de abóbora, ainda assim teria que arranjar um jeito de voltar para a escola na manhã seguinte. 

E não ia acontecer de aqueles garotos demoníacos acordarem com seu lado angelical aflorado no dia seguinte. Na boa. Não seria surpresa alguma se eles escancarassem a boca feito uma sucuri da próxima vez em que a vissem. Aquela menina do fundão de cabelo loiro e jaqueta desbotada? Dava quase para ver os chifres por baixo da franja. E o namorado dela devia ser um membro dos Nefilins. 

A menina e todos os outros odiaram Baekhyun antes mesmo de botar os olhos nela. Como se tivessem sido contratados para matá-la numa vida passada. 

Baekhyun não sabia ao certo se o mestiço que o deixara se sentar finalmente era outro inimigo, ou se resolvera dar uma de idiota mesmo. (Mas não idiota-idiota... Ele cursava, assim como ele, duas das matérias mais difíceis que fazia.) 

A mãe de Baekhyun insistira que a nova escola a colocasse em matérias avançadas. Havia ficado louca quando vira as notas da filha na nona série. 

– Isso não pode ser uma surpresa para você, Sra. Byun – disse o orientador. Ah, pensou Baekhyun, você ficaria surpreso com o que pode ser surpreendente a essa altura. 

Não importa. Baekhyun permaneceu olhando para as nuvens com a facilidade de sempre nas matérias avançadas. Havia o mesmo número de janelas nessas salas de aula. 

Isso se algum dia ele voltasse a essa escola.

Se algum dia ele conseguisse chegar em casa.

Não dava para contar à mãe a situação do ônibus, de qualquer modo, porque a mãe já havia dito que ele não precisava ir de ônibus. Na noite anterior, enquanto Baekhyun desfazia as malas... 

– Richie disse que vai levar você – falou a mãe –; fica no caminho dele pro trabalho.

– Ele vai me colocar na caçamba do caminhão?

– Ele está tentando fazer as pazes, Baekhyun. Você prometeu que também ia tentar. 

– Acho mais fácil fazer as pazes bem de longe.

– Eu disse a ele que você está pronto para fazer parte desta família.

– Eu já sou parte dela. Sou tipo um fundador.

– Querido... – afirmou a mãe. – Por favor.

– Eu vou de ônibus – Baekhyun disse. – Não tem problema. Vou fazer amizades.

Ah, pensou ele, sentado na escadaria. Um ah imenso e dramático.

Seu ônibus estava para sair. Alguns já estavam partindo. Alguém passou correndo pelos degraus ao lado de Baekhyun e chutou sua mochila, por acidente. Ele tirou a mochila do caminho e começou a pedir desculpas, mas era aquele menino mestiço idiota, e ele fez uma careta quando viu que era Baekhyun. Ele devolveu-lhe a careta, e ele saiu correndo. 

Ah, que ótimo, pensou Byun. Os filhos do mal não vão passar fome no meu turno.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...