História Caçados - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Jordan Parrish, Stiles Stilinski
Visualizações 46
Palavras 3.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


boa leitura

Capítulo 11 - Kiss


Aquela manha era uma manhã atípica. O Céu estava completamente limpo, o sol estava radiante e os pássaros cantavam. Era uma manhã de um filme da Disney. Mas nem o tempo perfeito fazia Stiles esquecer o desenho dele que tinha visto. O garoto mal tinha pregado o olho durante a noite. 

-Vai para escola hoje filho? - o pai do garoto entrou no quarto. Até o homem estava calmo na quele dia. 

-Vou sim. 

Stiles se levantou da cama e fez toda a sua rotina matinal. O garoto parecia que estava anestesiado, a sensação de perigo preenchia todo o seu corpo. E o pior é que ele não sabia de onde podia vir o ataque. Ele decidiu que aquele dia não ficaria só.  

Quando o garoto estava quase saindo de casa ele toma um susto como seu celular tocando. Ele pega o mesmo e o seu corpo entra em alerta ao ver que era de um número desconhecido. O menino leva o celular de vagar ao rosto e o atende 

-Alô...? - a voz do Stiles sai fraca e cheia de medo  

-Oi. Peguei seu número escondido do seu pai. - Stiles se senti aliviado ao ouvir a voz do Parrish. E o seu coração se senti aquecido ao ouvir a voz do homem. 

-Oi Jordan! - A animação do jovem e evidente em sua voz. 

-Só te liguei pra confirmar tudo hoje? 

-Ah! Claro. E qual filme iremos ver? 

-isso é surpresa. Então até 19:20  

-Não acho justo, mas irei aceitar. 

-Tchau, te amo. 

-Tchau...- Stiles desliga o telefone sem acreditar no que acabou de ouvir. Já Parrish se batia mentalmente por ter dito aquilo. 

Agora Stiles estava convencido a sobreviver aquele dia. Afinal no fim dele ele teria uma bela recompensa. 

                                                                        #######  

As aulas de Stiles passavam mais devagar que o normal. E o garoto batia o pé no chão em sinal de impaciência, ele estava louco para que anoitecesse pois ele tinha um encontro com um certo alguém. Mas além de felicidade e ansiedade, Stiles sentia uma pontada de medo o garoto não conseguia esquecer do desenho que tinha "recebido". Ele tentava não pensar mais não conseguia.  

O sinal da escola toca dando início ao intervalo e tirando Stiles dos seus devaneios. O garoto se levanta de sua cadeira e vai até o refeitório e ver o seu "grupo" reunido, onde a coisa que unia todos ali era o medo de ser morto por um louco.  

Stiles se aproxima da mesa e ver que Scott e Jackson conversavam alegremente e que o seu amigo tinha uma espécie de sorriso bobo no rosto. Stiles franze o cenho sem entender direito o que estava acontecendo, mas deixa de lado. O garoto ia sentar perto do seu amigo, mas desisti aquela cena era estranha demais para eles. Então acaba sentando entre o Derek e o Isaac. 

-Oi pessoal. - Stiles fala com um certo bom humor.  

-Oi. - Derek responde animado. Já o Issac não fala. 

Para Isaac estava se tornando incomodo ver o Derek babar em cima do Stiles. Principalmente depois do ocorrido entre eles. Isaac já não conseguia esconder os seus sentimentos em relação ao Derek e estava criando uma espécie de antipatia por Stiles. 

-Nossa estamos todos reunidos- Lydia fala fingindo surpresa em sua voz. - Então queridos amigos alguma coisa estranha aconteceu com vocês? 

-Não eu não quero falar sobre isso- Malia falou. - Toda vez que nos vemos temos que falar sobre esse louco. 

-Tá. Então você quer que ignoremos o fato de ter um assassino correndo atrás da gente ou o fato de não podermos fazer nada porque ele está ameaçando tirar avida de uma amiga debilitada. - Lydia falou, era nítido o sarcasmo em sua voz e uma pitada de raiva. 

-É! Eu quero só por hoje falar de outro assunto.  

-Então você que falar sobre oque? - Stiles perguntou. Ele entendia necessidade de tentar fugir da realidade as vezes.  

-Sobre a prova de matemática da semana que vem.   

-Prefiro falar sobre o assassino. - Isaac falou o que fez com que todos na mesa rissem. 

-É sério gente! Eu estou indo super mal nas aulas de matemática. 

-Eu posso te ajudar. - Lydia falou.- Eu sou ótima nessa matéria. 

-Mas assim vai atrapalhar as duplas para ficarmos seguros. - Stiles falou indo de novo para o assunto que queriam esquecer. 

-Então vamos ver quem vai ficar com quem. -Lydia fala como se aquilo fosse obvio. - Derek você que ficar com quem?  

-Eu vou ficar o dia todo com meu tio. Vou o ajudar com algumas coisas. 

-E você Scott? - Lydia se dirige ao jovem de queixo torto. 

-Com o Jackson.- Stiles estava percebendo que ultimamente o seu amigo estava passando tempo demais com um certo loiro. 

-A Breand não está aqui. Então Só sobra você e o Issac. 

-Por mim tudo bem. - Stiles disse com um sorriso no rosto, mas se surpreendeu quando notou que o Isaac não tinha gostado. Infelizmente para os garotos aquilo era necessário.   

O resto do intervalo foi silencioso, uma vez e outra eles trocavam algumas palavras, mas nada de fato interessante. O que realmente chamava a atenção do Stiles era a aproximação de Scott e Jackson, em todo momento eles trocavam olhares e sussurravam algo no ouvido um do outro seguida de uma risada, Stiles encarava aquilo com certa estranheza, Até duas semanas atrás os garotos se odiavam e agora pareciam estar bastante próximos. O sinal toca mostrando que o intervalo avia acabado. 

-Então tchau gente. -  Stiles se levanta para ir para a sua próxima aula. - Scott nós não temos essa aula juntos?  

-Que? - Scott fala parecendo sair de um traze. - E verdade. Até logo Jackson. - o garoto de queixo torto se despede do loiro e deposita um beijo no rosto do mesmo. Stiles levanta uma das sobrancelhas em sinal de dúvida com que acabara de acontecer. 

-O que significa isso? - Stiles pergunta quando o seu amigo chega perto. 

-Isso oque? - Scott se faz de desentendido, mas ele sabia que Stiles não cairia na sua farsa. 

-Vamos logo pra sala de aula e quando chegarmos lá você vai me falar o que está acontecendo. 

-E acho que não deveríamos falar na aula. 

-Achou errado meu jovem.  

Stiles e Scott andam pela escola e conversam coisas aleatória. E nesse meio tempo Stiles percebeu o quanto sentia falta do seu melhor amigo. Ele sabia que não importava o qual ruim era a situação. Só de ter o seu amigo do seu lado tudo melhorava. Na sala de aula Scott desviava de todo assunto que envolvia Jackson, o que deixava tudo mais estranho na opinião de Stiles.  

O resto das aulas tinham passado em um ritmo vagaroso para o jovem, afinal ele estava louco para que anoitecesse e finalmente encontra o Parrish. Stiles não sabia o que sentir direito, o seu peito batia acelerado com a ideia de ter um encontro com o homem ele não sabia o porquê do seu coração ficar tão aquecido só de pensar no homem. 

Mas esse não era o único sentimento que ocupava espaço no coração do garoto. Ele também tia um medo constante de ser a próxima vítima, o jovem sentia-se como uma presa a todo estante. E com esse misto de sentimento o garoto procurava por sua "dupla" que atendia por nome de Issac. Stiles já tinha andado pela escola toda atrás do garoto, mas não o achava. 

-Issac!- Stiles grita ao ver o menino, mas o mesmo não para.- Oii! Me espera. - Stiles corre mais rápido para chegar perto do Issac.- Você não me escutou?- Stiles fala do lado do menino e acompanhando os seus passos.  

-Não. - Issac fala com um tom de deboche, mas Stiles não liga. 

-O que vamos fazer durante essa tarde? 

-Eu não sei você, mas eu tenho muita coisa para fazer em casa. 

-Não...- Stiles fala com a voz arrastada. - Tudo bem eu te dou uma carona e te ajudo nos seus afazeres. 

-Não precisa. 

-Claro que precisa. Esqueceu da nossa situação? - Issac dá uma risada de leve- Vamos. - Stiles vai rumo ao seu carro sendo seguido pelo outro garoto.  

                                                             

O caminho até a casa de Issac tinha sido bastante silenciosa por parte do garoto. Mas Stiles por compensação passou o caminho todo falando de coisa aleatórias, para tentar interagir de alguma forma com o outro garoto. Mas não importava oque Stiles falasse Issac não respondia. 

-Pode para aqui. - O garoto de cabelo loiro fala.  

Stiles para o carro e Issac sai quase que instantaneamente. Stiles segue o garoto até a casa sem falar uma palavra. Isso não era do perfil do moreno, mas ele sabia que Issac estava o ignorando, ele só não sabia o porquê. 

-Então essa é a sua humilde residência?- Stiles falou ao entra na casa do garoto e tentando pela última vez puxar qualquer assunto com o outro.   

-Sim. Não é nenhum palácio... então não espere muita coisa. - Issac falou pela primeira vez desde que eles saíram da escola.  

Stiles notou que a estrutura da casa era boa. Mas ela estava uma bagunça, havia latas de cerveja espalhadas pela sala e a casa tinha um cheiro forte de cigarro. Todos os móveis da casa estavam com uma aparência velha. Stiles não queria ser mal-educado então decidiu fingir que não tinha visto nada. 

-Parece que alguém deu uma festa em? - O garoto fala pra tentar manter o bom humor. 

-Antes fosse. - Issac fala com a voz baixa e carregada de tristeza.- Se você não quiser ficar aqui e me ajudar a arrumara a casa tudo bem, vou entender. 

-Não. Eu vou te ajudar. Você não sabe, mas amo fazer faxina. 

O loiro ri do comentário do menino. Ele jurava que Stiles iria desistir de o ajudar assim que vesse o estado que a casa dele estava. Parecia que tinha acontecido uma festa, mas não foi isso. O pai do Issac tinha exagerado na bebida de novo e a casa e o garoto que sofreram as consequências. 

-Então por onde começamos? 

-Pode ser pela sala mesmo. 

-Certo. Agora você vai ver a melhor faxineira dessa cidade em ação. - Issac rir de novo do comentário do menino. 

Os garotos trabalharam tanto que nem viram a tarde passar. Issac não tinha odiado a faxina dessa vez, ele atribuía isso a presença do outro garoto. Toda hora Stiles tinha um comentário engraçado pra fazer ou acabava fazendo algo engraçado. O loiro entendia o porquê de Derek gostar tanto dele, o menino tinha uma aura linda e era fácil gostar dele e ele não era corrompido da mesma forma que Issac...    

-Pronto terminamos. - O loiro falou. 

-Graças a Deus- Stiles falou se jogando no chão. - Estou exausto. Acho que não vou conseguir andar mais. 

-Deixa de exagero. - O mais velho fala rolando os olhos. -Você quer alguma coisa? 

-Sim. Quero que você me carregue até o meu carro.  

-Para de drama garoto. Levanta essa sua bunda do chão. 

-achei que você ia ter mais gratidão com os funcionários. 

-Não. Sou um péssimo patrão. - Agora era a vez de Stiles rir. - Agora sério. Você não quer comer alguma coisa? 

-Até queria. Mas não posso, tenho que me arrumar para sair. 

-Você tem um encontro por acaso? - Issac fala brincando.  

-Talvez... 

-Com quem? 

-Não posso dizer. E dito isso até amanhã na escola. 

Stiles se levanta do chão para sair da casa do loiro. Issac o acompanha até a porta se despedindo do mesmo. Issac tinha gostado da sua tarde com o garoto e tinha decidido: A partir de hoje não irei sentir raiva do Stiles. Afinal ele não tinha culpa do sentimento que Dereke sentia. 

 

                                                                              ########## 

Stiles se encontrava em frente ao espelho encarado como ele estava.  O garoto vestia uma camisa preta com o símbolo do Batman e por cima uma camisa quadriculada uma calça skinny preta e um vans preto. Um visual tipicamente jovem, e isso estava incomodando o garoto. 

Ele não queria parecer um moleque no encontro com Parrish. Na cabeça do garoto o homem saia com mulheres serias e Stiles nem mulher era. O menino começou a suar frio e se sentir inseguro, afinal ele nunca tinha tido um encontro e não sabia como agir. Na verdade, ele nem sabia o porquê de o homem querer sair com ele. 

-Stiles já estou indo trabalhar. - O pai do garoto fala tirando ele do s seus pensamentos. - Só irei voltar umas 23:00h. 

-Certo. 

Stiles escuta o barulho da porta sendo fechada, então ele volta a se analisar no espelho. Mas sua cessão de alto piedade e interrompida pelo barulho do seu celular tocando. O garoto corre até o seu telefone que estava em cima da cama. 

-Oi Parrish. 

-Oi. Você já está pronto? 

-Já... Não sei se pronto é a palavra certa, mas estou. Só estou esperando você. 

-Certo eu já estou na sua porta. 

-Nossa... Que rápido. 

 -É que já estava perto da sua casa. - O homem mentiu. A verdade é que ele já estava a um bom tempo parado na frente da casa do menino, ele estava esperando o pai do garoto sair para poder o chamar. Afinal ele era um policial e não pegaria bem se o pai e também seu superior o pegasse saindo com o garoto que ainda era de menor. 

-Então eu já estou indo. Tchau... que dizer até daqui a pouco.  

Stiles desce as escadas e vai até a sua porta, antes de abria a mesma ele ajeita a roupa e respira fundo na tentativa de encher o seu peito de segurança. Ele abriu a porta e sai de casa com uma pose de que não tem nenhum tipo de insegurança, o que teria dado certo se ele não caísse assim que passasse pela porta. 

O garoto se levanta vermelho como pimentão e encara o homem dentro do carro que ria um pouco dele. 

-Isso não foi engraçado. - Stiles fala para Perrish ao entrar no carro. 

-Na verdade foi um pouco. 

-Claro que foi... E então nós vamos assistir a qual filme. 

-Na verdade eu mudei os planos para hoje.  

-Então onde nós vamos? 

-Isso é uma surpresa. - Dito isso o homem começou a dirigir.  

Durante a viagem Stiles e Parrish conversaram sobre muitas coisas, mas nenhuma de fato tão importante, em alguns momentos um silencio constrangedor se fazia presente, mas não durava muito pois o garoto não conseguia ficar calado. 

-Nós estamos saindo da cidade? - Stiles falou. 

-Sim. 

-E para onde estamos indo? 

-Você vai ver? 

-Você não vai me sequestrar né?  

-Claro que não. 

-É exatamente isso que um sequestrador iria falar. - Parrish rir do comentário do garoto. 

-Não precisa ter medo. 

-Um sequestrador falaria isso também.- Stiles fala quase que instantaneamente. 

O Carro do homem faz uma curva e começa a entrar em uma estrada de terra que dava para uma floresta.  

-Ótimo agora estamos entrando em uma floresta afastada da cidade. Um ótimo lugar para desovar um corpo. 

-Não se preocupe eu não vou fazer nada com o seu corpo. A menos que você queira. - A voz de Jordan sai rouca o que faz com que um arrepio percorra a espinha do garoto. - Você quer? Parrish completa com a voz cheia de malicia 

Todos os pelos do garoto se arrepiaram e uma certa parte do seu corpo começou a esquentar. Parrish não sabia se era uma boa ideia provocar o garoto, mas mudou de ideia quando viu o rosto do garoto corado pela vergonha. O menino ficava tão lindo daquela forma que dava vontade de morder.  

-Chegamos. - O homem fala parando o carro. - Preciso que você coloque isso no rosto. - Jordan ergue uma venda preta. 

-Você sabe que isso só deixa tudo mais estranho. - O garoto fala isso, mas na verdade aquilo o excitava.  

-Vamos não estrague a surpresa. 

Stiles deixa o homem o vendar, o tecido preto cobre os seus olhos e o seu coração bate rápido com aquilo.  

-Pronto agora me acompanhe. - Parrish fala perto do ouvido do garoto, o que faz com que Stiles se arrepie por completo.  

Stiles escuta a porta do motorista se aberta e o homem sair do carro o deixando só por alguns segundos. O que foi suficiente para que o garoto saltasse o ar que prendia no peito. Aquilo tudo era de mais para ele, ele sentia um misto de sentimento com o homem. 

-Pronto vamos. - Parrish abre a porta do lado do garoto e estende a mão para que o mesmo pegue. - Agora é só me acompanhar. 

Stiles dependia do homem para o guiar já que não podia ver nada por conta da venda. Stiles podia notar como a mão do homem estava quente o que era um contraste para a brisa gelada que batia em seus corpos.  

A verdade é que Parrish estava quase entrando em combustão. Toda aquela situação era muito excitante para o homem, mas ele não queria avançar o sinal. Ainda mais no primeiro encontro. 

-Espero que você goste. - Parrish tira a venda dos olhos do garoto. 

-Nossa...- Stiles fica sem palavra ao ver onde estavam. - É lindo. 

Parrish tinha o levado para uma parte da floresta que dava para ver a cidade toda. A lua estava cheia acompanhada pelas estrelas. As luzes da cidade colaboravam para deixar mais linda a vista. Aquele lugar tinha um clima romântico o que fez com que Stiles tivesse certeza: Ele estava em um encontro. 

-Espero que goste da vista. 

-Eu adorei...- o garoto não tinha palavras pare descrever como aquilo tudo era lindo. 

-Espere só vou pregar uma coisa e já volto. Parish corre para o carro e pega uma cesta de piquenique. 

-Um piquenique...- Stiles fala com um sorriso bobo no rosto. Aquele definitivamente seria o melhor primeiro encontro e estava tudo perfeito. 

Parrish estende uma tolha quadriculada e tira todos os itens de dentro da sexta. Algumas frutas comidas e um vinho. 

-Pode se sentar. - O homem fala e Stiles obedece como só estivesse esperando um convite para sentar. 

-Esse lugar é maravilhoso. Como você ficou sabendo dele? 

-Em uma patrulha. Eu também fiquei encantado com a vista e prometi que traria alguém especial. - O homem encara o garoto e sorrir, Stiles rir de volta. - Que uma taça de vinho? 

-Quero sim. - O homem enche a taça e entrega para o garoto. - Brigado. 

-Então me conta como foi seu dia. 

-Você não vai querer saber. 

-Claro que vou. - Jordan tinha um sorriso bobo no rosto e prestava atenção em tudo que o menino em sua frente fazia ou fala, era como se o menino fosse a coisa mais interessante do planeta. E para o home era. 

-A escola foi normal e nada de interessante ou preocupante aconteceu... 

-Porque aconteceria algo de preocupante na escola? - Stiles foi pego de surpresa pelo questionamento do outro. 

-Não sei... Qualquer coisa..., Mas o resto do dia foi bem divertido, fui fazer faxina na casa de um amigo para ajudar ele. 

-Quer dizer que você é um jovem prendado? - Parrish brinca. 

-Sim. Sou super prendado, já posso até casar. 

-Bom saber disso. -  O homem encara Stiles e rir de como o rosto do menino tinha ficado vermelho. 

-Cansei de falar do meu dia. Me fala agora do seu. - Stiles fala bebendo metade da taça. 

-Acho que não posso te conta. 

-Porque? 

-Sabe assuntos confidenciais. 

-Eu sou filho do xerife. Não existe assunto que seja um segredo para mim. 

-Eu não vou te conta, mas vou fazer algo melhor. 

-Oque? 

Stiles é pego de surpresa quando Parrish o beija. O beijo era calmo e Stiles dava espaço de vaga para que o beijo se tornasse mais fundo, eles começaram a se separar de vagar deixando apenas as suas testas juntas  

-Desculpa eu não de... 

-Não se desculpa. Eu adorei. - Stiles interrompe o homem. - Na verdade eu queria outro. 

-Seu desejo é uma ordem. - O homem fala voltando a beijar o garoto. 

Os dois tinham um sentimento de plenitude como se naquele momento eles estivessem completos. O beijo era carregado de sentimentos e como se a cada vez que os seus lábios se tocassem eles descobrissem mais um do outro.  

 E aquele seria o primeiro encontro de muitos... 

  


Notas Finais


Comentem o que acharam. O próximo capitulo sai semana que vem sem falta. Se eu não entregar podem me bater.
bjs: fênix


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...