1. Spirit Fanfics >
  2. Cachos Ruivos >
  3. Evellyn La Fleur

História Cachos Ruivos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Mais uma nova história, espero que gostem.

*OBS: História yuri, ou seja, Mulher x Mulher. Se não gosta, não leia!

Chega de papo e vamos pra leitura!

Capítulo 1 - Evellyn La Fleur


                          C a p í t u l o  I

                              Florzinha

O despertador toca avisando que estávamos atrasadas no segundo dia de aula. Sento no meio da cama e estico os braços afastando a preguiça. Viro a cabeça, Docinho e Lindinha ainda dormiam e babavam nos travesseiros.

- Garotas... Garotas! - Toco no rosto delas - Acordem, estamos atrasadas!

- Só mais dez minutos...

- Estamos cansadas florzinha...

Balanço negativamente a cabeça, derrubo o lençol da cama e levanto seguindo ao banheiro para fazer a higiene matinal como escovar os dentes, tomar banho, trocar de roupa e desembaraçar os lisos cabelos ruivos da cabeça e limpar o pente cheios de fios longos.

Saio do ambiente e choco com as duas ainda de pijamas desarrumados e seus cabelos bagunçados.

- Saímos daqui em 7 minutos, se apressem - Digo num tom sério de voz.

- Sim senhora - Docinho entra no banheiro tirando a roupa e liga o chuveiro deixando a água quente cair sobre o corpo.

- Já... E-Estamos indo... - Lindinha partiu para a escova de dentes para dar um longo brilho nos dentes e tirar o mal hálito da boca.

Balanço novamente a cabeça, desço as escadas eu estava usando uma blusa de mangas longas e botões rosa e uma saia branca por cima, meia-calça da mesma cor e sapatilhas pretas.

Sinto um delicioso aroma vindo da cozinha, dou passos largos e lentos até a porta da mesma. Papai estava cozinhando para nós, panquecas e frutas, cereais e diversos sucos, tigelas, copos e talheres. Pra finalizar, uma rosa no meio da mesa deixando-a mais bonita.

- Bom dia papai - Adentro no ambiente, o mais velho sorria levando um prato cheio de panquecas à mesa.

- Bom dia querida! - Da uma pausa e olha ao redor - Cadê suas irmãs? Você já deveriam estar indo pro ponto de ônib...

- Bom dia pai! Estou faminta...

- Eu também - As duas aproximaram da mesa e sentaram ambas dos meus lados - Desculpe pelo atraso.

Lindinha usava um vestido azul meio colado ao corpo, meia-calça branca e tênis allstar azuis. Já Docinho usava uma regata preta e short da mesma cor por cima, meia-calça arrastão preta e tênis allstar vermelho.

Apenas sorri para a mais nova e passei a comer algumas panquecas, só espero que esse dia seja bom.

[...]

Despedimos de nosso pai e caminhamos até o ponto mais próximo para aguardar o ônibus escolar, estávamos exaustas demais para irmos voando.

Perdia nos pensamentos de álgebra meu corpo bate numa de outra pessoa, viro para me desculpar e acabo me encantando por ela.

- Opa! Desculpa, não tinha te visto - A garota sorriu entregando meu livro que tinha derrubado das mãos - Tchau...

Ela tinha uma pele morena, cabelos marrons escuros cacheados e trançados de um lado. Seu rosto era bonito, um par de olhos verdes claro e lábios carnudos. Usava um top branco e por cima um casaco jeans de mangas cortadas, uma calça preta de joelhos rasgados por cima e um allstar vermelho.

- Quem era aquela?

- Não sei Docinho... Deve ser alguma vizinha nova...

[...]

O sinal toca, chegamos bem a tempo da aula de artes. Sentei perto da janela e as duas logo atrás de mim, a porta fora aberta e uma silhueta feminina aparece relevando-se para a turma. Era ela, a garota de antes, não acreditava que podia ser daqui.

- Classe! Está é a senhorita Evellyn La Fleur. Ela é nova aqui então espero que sejam bons com ela.

A turma não respondia ou dava alguma risada, todos olhavam fixamente para ela principalmente a MaisGrana. A ruiva ficara imóvel ao ter seu lado preenchido pela Evellyn que sorria docimente para ela, virou e acenou para nós três que retribuimos com outro aceno.

- Por favor! Dêem atenção à mim e a matéria! - A professora abriu sua garrafa de água e deu um longo gole da bebida - Hoje vamos desenhar estátuas gregas, sei que muitos de vocês são amantes da arte então não sera problema algum.

A morena pôs sobre a mesa um estojo branco e o caderno de desenho longo, abriu-o deixando lindos rabiscos e desenhos a mostra. MaisGrana ergueu uma sobrancelha e virou o rosto para o próprio caderno ainda em branco.

A ruiva usava uma blusa de botões e mangas longas roxa e saia da mesma cor por cima, meia-calça branca e sapatilhas pretas.

Eu passei a desenhar um círculo para a cabeça e algumas linhas marcando os movimentos dos braços, pernas e tórax. Como nossas mesas eram próximas umas das outras Evellyn vira meu esboço.

- A proporção está errada...

- Como assim? - Observo o esboço tentando achar o erro.

- Aqui, veja! - Apontou para o tórax - Está muito para a esquerda, se você vira um pouco para a direta e inclinar para o lado ficará melhor - Sorriu e voltou aos seus esboços.

- Uaau! - Docinho enrolava alguns fios de cabelo nos dedos observando a cena que acontecera.

[...]

O sinal toca novamente indicando que era o intervalo, ao sairmos da sala fomos direto para o refeitório. Lindinha e Docinho já estavam na mesa com o nosso almoço pronto, dou alguns passos até a mesa e sento de frente a elas.

- Meninas... Posso almoçar com vocês?

- Claro senta aqui! - Docinho sorri e aponta com o indicador para o meu lado - Nossa irmã não se importa.

- Valeu! E qual é o nome de vocês três? - Pôs os braços sobre a mesa centímetros longe da própria bandeja.

- Sou Docinho, a loirinha é a Lindinha e a ruiva do seu lado é Florzinha.

- Que nomes fofos, eu adorei! - Comentou. Meio envergonhadas soltamos um sorriso a ela. Estava tudo bem até a riquinha da MaisGrana estragar o clima.

- Ora... Vejam se não são as perdedoras podrerosas!

- Oi MaisGrana...

- Olá MaisGrana! Que nome exótico... Quem escolheu ele? Um banco?

Algumas pessoas quem passavam por ali deram risadas da piada. A ruiva ficara enraivecida com tal brincadeira, agarrou a gola da jaqueta dela erguendo-a do chão.

- Ninguém zomba de mim! Nem uma novata como você!

- E você vai me bater como uma criança? Você não pode fazer tudo o que quer MaisGrana.

- Eu posso porque sou a princesa e tenho dinheiro. Incluvise posso ter tudo e todos. Até mesmo... - Chegou mais perto ficando a centímetros da boca dela - ...Você!


Dito isso, selou os lábios aos dela forçando um beijo. A morena lutava para se soltar da maior que a empurra contra mesa derrubando as bandejas.

- Chega MaisGrana! - Lindinha entrou no meio delas as separando do beijo roubado - Fique longe dela, ouviu?!

- Viu Evellyn? Posso fazer o que eu quiser e ter o que eu quiser, foi só um aviso.

Deu as costas e saiu do local com dois seguranças atrás de si.

- Quero essa ruiva fora do meu caminho.

[...]

Terminando as aulas caminhamos rumo a nossa casa, acompanhadas da morena e de longas risadas pelo caminho.

- As vezes lembro do beijo, sinto nojo daquela garota... Logo no meu primeiro dia.

- Não fique assim! - A loira choramingou - Se anime um pouco, que tal uma parada na pizzaria.

- Agora falou minha língua - Docinho respondeu dando início a uma corrida até a pizzaria - Hahaha!

Chegamos no local suadas e sem ar, por sorte conhecíamos o dono da melhor pizzaria da cidade, pessoas de todos os cantos vinham a Townsville só para terem uma fatia da deliciosa pizza descendo pela garganta e suas papilas gustativas dançarem.

- Oi Martin!

- Eae meninas! Metade calabresa e metade mussarela?

- Claro! - Lindinha responde alegre ao garoto de olhos azuis, pele clara e cabelos vermelhos bagunçados. Ele usava o traje da própria pizzaria pois não se importava de ajudar seus funcionários que aliás ganhavam bem. Um deles tem até uma Ferrari, se isso é possível mesmo.

- Só um segundo - Fora num pé e voltara com o outro e a pizza em mãos que exalava um delicioso cheiro sem contar no seu irresistível sabor - Aqui está, e você garota morena vai adorar nossa pizza.

Ela tirou um pedaço da mussarela e levou a boca, ao morder a fatia deu um grito e sorriu como criança - Está divina! Parece que foi feita por anjos!

- Obrigado, é por conta da casa - Disse baixo - Deixarei vocês a sós, tchau a casa está cheia hoje!

A morena olhara em volta, ele estava certo. Era Sexta e todos se reuniam depois da escola para comer uma pizza naquele estabelecimento.

- Só assim para esquece-la.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...