1. Spirit Fanfics >
  2. Cada passo >
  3. Parte das ondas; único

História Cada passo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi crionças! tudo bem?

Já faz uns bons meses que eu não dou as caras nesse fandom, né? Pois é, eu tinha entrado num hiatus e tava sem força de vontade pra fazer nada além de comer e dormir, mas finalmente consegui sair desse limbo (acho) e vim com essa ficlet curtinha aqui pra vocês.
Ela foi escrita no ano passado, na verdade, mas eu não estava no meu melhor estado pra vir aqui e postar, mesmo que nunca tenha me importado muito com a qualidade das fics que posto por aqui assdhuehusa

Enfim, eu escrevi baseado no conto original da pequena sereia (que, se você não conhece, eu vou deixar o link nas notas finais pra caso queira dar uma conferida)

Boa leitura!

Capítulo 1 - Parte das ondas; único


Os primeiros passos foram como pisar em espinhos. Era incômodo e doía, mas uma dor que dava para aguentar. Mas infelizmente, não demorou para que aquele incômodo se convertesse para uma dor lancinante, a sensação de estar pisando em facas afiadas que cortavam seus pés a cada passo enchia seus olhos de lágrimas, mas ainda assim aguentaria forte.

Não importava se doía e sangrava. Estar em pé, com suas próprias pernas, fazia valer o esforço. O sorriso dele fazia valer. Mesmo quando não era direcionado para si.

Não se importava de sorrir provocador e dizer frases de duplo sentido apenas para vê-lo corar ou não entender. Não se importava de sentir o coração doer ao vê-lo babar pela garota que sabia que ele amava.

Sabia, desde o início, que não ele não pertenceria a si. Porque sempre seria apenas um amigo. Um colega, alguém em que Jin podia confiar. Por isso não se importava. 

Não tinha porque doer. Aliás, duvidava fortemente que algo pudesse doer mais do que seus pés, que sangrava todos os dias pela sensação cortante de cada passo, sensação que era tão distante da confortável e familiar que era ter a sua cauda.

Mas infelizmente não importava. Sua cauda nunca mais voltaria, trocada no impulso pelas pernas que agora lhe carregavam até o lugar onde o rapaz sorria para si.

E certamente, não importava nada do que pensasse, porque enquanto o observava de mãos dadas com a garota, os dois tão felizes, descobriu que algo podia, sim, doer mais que seus pés, afinal de contas.

E agora, só lhe restava sorrir para eles e esperar que seu coração parasse de doer no dia seguinte, quando os dois se casariam e Azin enfim voltaria para as águas do mar, porém não mais como sereia ou príncipe dos mares, mas sim apenas como uma parte, ínfima, das ondas onde os navios dos homens continuariam a navegar.

 


Notas Finais


E foi isso!

Sim, o final não é feliz, mas dificilmente os finais são felizes, né (por isso ainda gosto do filme da Disney shauhsduha)
A escolha do Azin foi porque ele é o único que é ligado diretamente com água e tals, e é mais fácil enfiar triângulo amoroso o caso dele, né ashdushudshau

O link, pra quem tiver interesse: https://www.editorawish.com.br/blogs/contos-de-fadas-originais-completos-e-gratuitos/a-pequena-sereia-hans-christian-andersen-1837
O conto tem dois finais, na verdade. O que a pequena sereia vira parte das ondas, e o que ela vira um espírito dos céus. Eu acho o das ondas mais dramático rsrsrs

É isso, o que acharam? Eu planejo vir com uma surpresa pro fandom em pouco tempo, fiquem atentos!

Beijinhos, Mel ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...