História Cada um tem o Sasaeng que merece - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Jeon Jungkook, Jikook, Jikook Focus, Jimin, Jungkook, Kim Taehyung, Kookmin, Outros Shipps, Park Jimin, Primeira Fanfic, Sasaeng, Taehyung, Tentativa De Comedia, Uma Drogada Qualquer
Visualizações 22
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEEEIIII CAMBADAAA

Eu realmente tentei melhorar alguns pontos de escrita e pontuações, também não estava satisfeita com a quantidade de palavras, então enchi um pouco de linguiça e taquei algumas informações cuja estava na dúvida se colocava ou não. Quis enriquecer um pouco a história, agora se consegui é outro caso rsrs.
Espero realmente que vocês gostem porque fiz com muito carinho.
Apesar de não curtir muito minha escrita eu gostei desse plot e quero realmente tentar me aventurar nesse mundo de universos paralelos e fantásticos.

Falo mais nas notas finais e, por agora, boa leitura sz

Capítulo 1 - Pra cada início, uma introdução diferente


Lascado.

Ferrado.

Fodido, falando logo o coreano claro como já dizia meu paizinho amado nos meus tempos de colegial. Ou, se preferir, qualquer sinônimo dessas três palavrinhas mágicas, usadas para descrever minha atual situação, encontrado no Google ou em algum dicionário aleatório.

É muito fácil achar sinônimos de qualquer coisa no Google, você digita o nome de uma fruta qualquer e aparecem até fotos de mulheres, partes do corpo delas na verdade, coisa que eu denomino pornô. Ok, eu admito não ser santo, mas prefiro os sinônimos de banana, se é que em entende.

Sou muito focado, não? Lamento minha vida enquanto penso em bananas. Não que eu não goste de maçãs, só tenho preferências e... E não é a hora de falar disso.

Voltando ao meu objetivo inicial nessa narrativa, pode parecer drama, e provavelmente é considerando o fato que eu posso muito bem dar um basta nisso. Bastava um telefonema gritando derrota e pronto, fim dos meus problemas. Porém, junto aos problemas, eu daria adeus aos meus sonhos, desejos e a todo o esforço que tive pra chegar até aqui. Fazer isso seria desistir, e Park Jimin não desiste! Pelo menos não enquanto ainda tiver meu apartamento em mãos, mesmo que esse prazo não esteja lá muito longe, já que faz uns quatro meses que eu tenho que me esconder embaixo da cama quando o síndico vem cobrar o aluguel, e eu duvido muito que ele mantenha essa paciência toda por muito tempo.

Manter a faculdade de fotografia na cidade grande, longe de seus pais e conforto não é nada fácil, e isso até não me surpreendeu. O que eu não esperava era perder meu emprego simplesmente porque o café resolveu diminuir a quantidade de funcionários e me deu um belo pé na bunda. Pé na bunda esse que me rendeu contas e aluguel atrasados, além do risco de perder minha bolsa, por quase não conseguir manter a faculdade. É óbvia minha indignação perante essa redução, afinal eu entendo que andei pisando na bola, mas eu tinha créditos, poxa!

Ainda dava para dar uma segurada com o dinheiro que meus pais mandavam, conseguia manter a faculdade e meu pão de cada dia. Isso até eles resolverem que eu teria dois meses pra tomar rumo da minha vida e arranjar um emprego, se não conseguisse, simplesmente parariam com esse “luxo” todo, palavras da minha mãe, o que me obrigaria a voltar para Busan e largar meus sonhos. Não sei onde isso é luxo, eu nem de busão ando direito pra não gastar o dinheiro do lámem do almoço e nem jantar eu janto, mas não é como se ela pudesse saber disso, ou minha volta nem prazo teria, seria imediata e na base do tamanco.

Isso definitivamente não era uma opção! Digo, deixar a faculdade no caso, o tamanco também não é opção, enfim, voltar pra Busan não estava nos meus planos, não importa a forma.

Eu nem estaria tão preocupado, isso é claro se essa “ameaça” não tivesse sido feita a um fodido mês e meio e eu não ter conseguido nem entrevista até agora.

...

Estava mais uma vez vasculhando sites e jornais atrás de um mísero “contrata-se”, “procura-se” ou um “temos vagas para...”, e como sempre, sem sucesso.

Saio dos meus pensamentos um tanto estranhos quando ouço o tão vergonhoso toque do meu celular, vindo da mesinha do computador, no canto da sala, observando assim que havia chegado uma mensagem.  Confesso que eu já deveria ter arrumado esse som ultra másculo, mas depois de um tempo você acaba se acostumando, por isso sempre me esqueço de ajustar esse “erro”.  Não me julgue ok? Vai dizer que você nunca perdeu uma aposta pra algum melhor amigo e teve como seu toque de telefone os gemidos de uma tartaruga? Não é como se não fosse normal.

Eu estava tão confortável no tapete, encostado nos pés do sofá, com a calça moletom quentinha,  meu agasalho azul favorito, presente da tia rica, digo, tia Eunji e cercado de papéis e mais papéis, com a Merengue no meu colo, que não pensei duas vezes em ignorar. Isso me lembra que não apresentei a Merengue para vocês. Merengue é minha gata, que eu chamo carinhosamente de bola de pelo. Ela é toda branquinha e tem algumas manchinhas cor caramelo, o que me lembra um merengue; Ganhei-a do meu tio Suk quando vim para Seul, ele disse que era para eu não me sentir sozinho, e posso dizer que acertou em cheio. Ela virou minha mais fiel companheira, presente em todos os momentos, inclusive nessa bagunça em que estou metido. Ultimamente, ela tem sido uma das únicas coisas que me faz sorrir. Merengue não tem raça específica, e por não querer rotulá-la, ela é uma gata e pronto. Não que gatos de raça não sejam gatos, obviamente, mas gosto de demarcar isso como se não ouvesse alguma diferença, porque realmente não tem. São todos amáveis e incríveis, não importa se tem raça ou não.  Falo isso pois já vi muita gente que se preocupa mais com a raça do que com a situação do animal, “ele morre de fome mas não importa porque é vira-lata”, uma conclusão que me irrita profundamente. Pode ser um pensamento bobo, confuso ou até mesmo sem sentido da minha parte gostar de igualar todos, eu não conseguiria tentar explicar mais meu ponto de vista de qualquer forma.

 O som das notificações soa novamente. Não vou levantar.

E de novo, e de novo, e de novo.

  Ô Porra.

Decido em fim levantar já suspeitando de quem seria.

“Taetae

Heyy, chimchimmm

Oi

Oi

Oi 

Oi

Oi

Oi “

 

Sabia.

“Eu

Q foi “

“Taetae

Tenho uma surpresa pra vc”

“Eu

Oqoq”

“Taetae

Se é surpresa eu não vou falar né otário”

“Eu

Então pq incomoda?”

“Taetae

Me encontre na cafeteria

perto da minha casa às 16h

Quero falar pessoalmente”

“Eu

Seu folgado

Ainda vou ter q andar

E nem querer saber eu quero”

“Taetae

É sobre sua busca

Por trabalhoo”

 

O que eu não fazia a mínima ideia, era que esse seria meu ponto de partida.








Eu

To indo.


Notas Finais


AVISO: NÃO TEMOS A INTENÇÃO DE DESRESPEITAR NENHUMA RELIGIÃO, PERDÃO SE ESSE TIPO DE BRINCADEIRA INCOMODA VOCÊ.

LINK PRA QUEM QUISER OUVIR O TOQUE DO JIMIN: https://www.youtube.com/watch?v=3Nt8I613Qr4

e foi issooo

aiai

bom, sobre as atts, não tenho ainda uma marco certinho, mas não pretendo demorar muito

capa por :@JikookaaCrazy
Ela é um amorzinho gente, se quiserem conhecer um pouco do trabalho dela aqui está o link para o perfil:
https://www.spiritfanfiction.com/perfil/allexys


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...