História Caderninho Cor-de-Rosa - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Personagens Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Han Geng, Kim Heechul, Kim Ryeowook, Lee Sungmin, Personagens Originais
Tags Hanchul, Hangeng, Hankyung, Heechul, Kyuwook, Suju, Super Junior, Yaoi
Visualizações 22
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, turu bom?
Então, meu celular caiu e tá com uma mancha fodida na tela, tá uma merda e isso foi o que eu pude fazer.

Perdoa a demora da tia e os erro de quem só consegue enxergar metade da tela, é isso fuiz bjo.

Capítulo 12 - Me peça em namoro. Isso se eu não pedir primeiro.


Cartaz terminado, banho tomado, qual o próximo item da lista mesmo? Aahhh, agora eu tenho que ir pra casa do mozaum.

— Ô MÃE, EU TO INDO NA CASA DO HEECHUL, TÁ?

— NÃO GRITA QUE EU NÃO SOU SURDA!

— MAS VOCÊ TAMBÉM TÁ GRITANDO!

— EU SOU SUA MÃE, EU POSSO!

Logo apareceu na sala a mulher limpando as mãos molhadas no pano de prato e sorrindo de orelha a orelha.

— O que preparou pra ele?

— Huum, eu tava pensando em......

(...)

— Huum, que fofinho você, mas onde arranjou dinheiro?

— Papai me deu.

Ela sorriu e assentiu, desejando um "boa sorte". Deu um beijo no rosto do filho e perguntou se ele estava levando tudo que precisava, só sossegou ao receber uma resposta positiva.

📕

Heechul estava ansioso, não sabia se a receita havia dado certo. Mas esperava que sim, não tinha muito tempo até Hangeng chegar e consequentemente não tinha tempo para fazer tudo de novo, caso ficasse ruim.

Mas fé no pai que o bolinho sai. E sai do forno com cheirinho bom e pronto para serem decorados.

PS: A primeira frase não tá no plural porque se estivesse não iria rimar.

Mas voltando a história...

Agora era só decorá-los. O problema era escolher a cor para escrever em cima deles. Roxo não, verde não, azul.. Talvez, né?

Por que não escolher vermelho que é a cor do dia dos namorados? A cor da paixão?

Então né, Hangeng é daltônico e vai enxergar verde no lugar de vermelho..

Brincadeira, ele não é daltônico, o problema é com o Heechul que cismou em fazer "algo mais original". O jeito foi dar uma de Barbie e pegar o corante rosa. Só faltava glitter, mas como glitter não é comestível, vai confete mesmo.

📕

Toque a campainha, Hangeng! Não é a primeira vez que você vem aqui, além de que você não irá pedir a mão dele para o pai dele, então, sem nervosismo.

Será que pelo fato dele ser menino eu deveria pedir a mão dele para a mãe e não para o pai? Esse é um mistério sem solução.. Eu acho.

Vou só conferir a bolsa pra ver se está tudo aqui e logo entro!

Okay, tá tudo aqui. Eu já sabia. Mas juro que não conferi mais de cinco vezes, foram exatamente cinco!

##

Hangeng apertou a campainha e uma senhora sorridente atendeu.

— Oi senhora Kim! O Heechul está?

Ela sorriu travessa e pediu que ele entrasse. Ele rapidamente o fez.

— Achei que você fosse trazer flores pra mim.. Aigoo! - Disse a mulher fazendo uma expressão triste.

— Ah, e-eu vou ali comprar uma.. Eu esqueci, juro! Aish..

Ela gargalhou e deu tapinhas em suas costas, dizendo que era brincadeira. Hangeng sorriu e pegou uma rosa do bolso detrás da calça, entregando a ela.

— Eu não esqueci. - Disse abrindo um sorriso enorme. - Eu já disse que todo ano lhe traria uma.

Ela pegou a rosa e lhe deu um beijão no rosto, deixando uma marquinha de batom roxo. Sim, roxo, Hee Sora é moderna.

— HEECHUL, TEU BOY JÁ CHEGOU!

Gritou RyeoWook assim que apareceu na sala, meio sujo de farinha.

— Oi Han, tudo bem?

— Oi Rye! Tudo sim, e você? Aaaah, sem formalidades, vem cá girafinha!

RyeoWook correu e se jogou no colo de Hangeng, este o girou pela sala, mas logo parou por causa da tontura.

Só pararam de rir quando Heechul pigarreou de cima da escada. Todos pararam para olhar e Hangeng pareceu estar hipnotizado. O garoto estava com uma blusa branca de estampa de gatinho, um arquinho de orelhinhas felpudas de gatinho e uma calça preta.

— Ahhhhh eu quero fazer carinho nesse gatinho!

Hangeng correu até Heechul esbanjando viadagem.

Dona Hee e RyeoWook saíram da sala e foram para a cozinha, deixando os pombinhos sozinhos.

— Eu fiz uns bolinhos pra você.. Só não sei se ficaram bons..

Heechul se pronunciou. Hangeng lhe deu um beijinho na ponta do nariz e logo respondeu:

— Tudo que você faz fica bom, meu gatinho.

— Vem, vamos pra cozinha. Quero te mostrar algo.

Assim que Hangeng entrou, pode ver uma fileira de cupcakes com letrinhas em rosa, em cima. Juntas elas formavam um pedido.

"Quer ser meu príncipe encantado?"

E nesse momento, o chinês caiu na risada. Ambos tinham tido a mesma idéia.

Heechul o olhou meio estranho, como se dissesse "Tenho cara de palhaço, mermão?"

Ele parou de rir e disse que não responderia até que ele se virasse de costas. Assim que o fez, sentiu uma venda negra nos olhos.

— Tá fazendo o que?

— Vou te levar a um lugar, ué.

— Não vai nem me responder o pedido fofo qu-

— Claro que vou bebê, mas antes você tem que me responder algo também.

— Tá, né.

Hangeng foi guiando o namorado. E ai vocês me perguntam, por que um pedido de namoro se eles já namoravam?

Então, voltando o início, não houve um pedido muito bem feito, então nada melhor que fazê-lo.


Notas Finais


Vo tentar trazer a poha do pedido oficial de namoro de uma vez, isso se meu celular não pifar antes. Né


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...