1. Spirit Fanfics >
  2. Caderno de Desenho (Jeon Jungkook - BTS) >
  3. Em minhas mãos.

História Caderno de Desenho (Jeon Jungkook - BTS) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


oieee, voltei bem rapidinho dessa vez, né? eu fiquei muito ansiosa pra postar esse capítulo e não me aguentei, eu ia esperar para postar amanhã mas não consegui :)

esse capítulo tá bem legal no final, espero que gostem e boa leitura❤

Capítulo 4 - Em minhas mãos.


Hoje era quarta-feira e adivinhem onde eu estou? Exatamente, no meio de um corredor cheio de gente me empurrando de próprios enquanto eu só queria ir para a aula.

Lisa as vezes faz milagres, a mais velha havia sim conseguido me arrastar para a escola, segundo ela eu iria me distrair estudando e que eu não poderia perder a matéria do meio do ano já que é a mais importante. Eu só queria estar na minha cama sofrendo ou até mesmo desenhando no meu novo caderno de desenho que minha melhor amiga me deu noite passada, mas não, Lalisa fez questão de ir na minha casa duas horas mais cedo do que eu acordava, se jogou em cima de mim e para piorar deu um grito absurdo no meu ouvido.

Resumindo, meu humor estava horrível e eu queria apenas me esconder em algum canto, colocar meus fones de ouvido e escutar blackbear, mas no momento isso era impossível porque querendo ou não eu acabei perdendo oito dias de aula, tive muitas faltas e perdi muita matéria.

Joguei meus fios ruivos para trás ao sair da multidão e percebi que todos estavam olhando em minha direção e de Lisa. Os olhei de lado e confusa, minha amiga deu uma risadinha dizendo que meu cabelo havia chamado atenção, apenas ignorei seu comentário porque eu não quero atenção, eu quero paz, só isso.

Eu não estava tão chateada quanto antes, ontem a loira ao meu lado havia me animado bastante e só de ver meu pai em casa faz com que o mundo volte a ser colorido. Meu coração ainda segue bem quebrado e mole, qualquer palavra ou insulto me deixaria sensível e com vontade de chorar porém, tenho a esperança de que hoje será um dia tranquilo e calmo, vou ter minhas aulas e seguir direto para minha casa.

Me encolhi ao perceber que os olhares ainda eram direcionados em minha direção, tentei não ligar para isso e continuei andando até minha sala de aula mas acabamos parando no meio do caminho para cumprimentar Hoseok, Namjoon e Jimin.

Nós não somos tão próximos assim, mas os meninos sempre ajudam eu e Lisa em momentos que servimos como brinquedinhos, mas Namjoon sempre fez questão de dizer pelo menos um 'Oi' para mim e Lisa.

— Olá meninas. — Nos curvamos um para o outro sorridentes. — É bom te ter de volta Nari, sei que deve ser difícil e sinto muito pelo que aconteceu semana passada, nós não imaginávamos que Jungkook realmente fizesse isso com você, desculpe, de verdade.

— Nam, como eu lhe disse vocês não precisam de desculpar, mas sim Jungkook, não carregem nas costas problemas que não são seus. — Falei e o maior coçou a nuca. — Sei que é maduro o suficiente para saber disso e sei também que quer conversar com o Jeon mas não faz por medo. — O mais velho assentiu com a cabeça e deu um sorriso triste. — Mas mesmo assim obrigado por se preocupar comigo, fico feliz em saber que sentiu minha falta. — Respondi envergonhada e dessa vez Namjoon sorriu grande fazendo suas covinhas marcarem seu bochecha.

— Você está certa Nari, vou tentar conversar com ele, mas mesmo assim, me desculpe mais uma vez, querendo ou não ele é meu amigo e não gosto de saber que Jungkook fez essa barbaridade, me sinto constrangido no fundo. — Explicou e eu acenei com a cabeça. — Bom, esses são Jimin e Hoseok, acho que já se conhecem. — Jimin e Hoseok sorriram grande pra mim e Lisa que retribuimos.

— Oh, então você é a tão famosa Lisa. — Jimin disse e a loira me olhou confusa. — Taehyung não para de falar de você. — Ri fraco ao ver suas bochechas ficarem vermelhas como pimenta.

— Nossa, ele fala de mim para vocês? — Perguntou tímida.

— Em todos os momentos, Taehyung adora falar o quão bonita e gentil você é. — Hoseok respondeu fazendo Lisa ficar ainda mais vermelha.

Conversamos mais um pouco e depois nos separamos ao ouvirmos o sinal tocar, Hoseok, Jimin e Namjoon se despediram de nós e seguiram seus caminhos. Segurei no braço da loira ao meu lado e a puxei para a sala de aula, ao chegarmos seguimos para nossas carteiras mas não deixei de reparar os olhares que Lisa, Jin e Taehyung trocaram. Mesmo confusa ignorei e me sentei esperando que o professor chegasse.

Me sentei de qualquer jeito e comecei a observar a sala em minha volta e senti meu coração acelerar ao perceber que Jeon Jungkook estava do outro lado da sala me observando enquanto sorria de lado, senti meu coração doer ao me lembrar do ocorrido da semana passada e meus olhos arderam ao me recordar de meu caderno sendo jogado no rio depois de virar cinzas. Engoli em seco e me virei de frente para o professor que havia acabado de chegar na sala de aula e tentei ao máximo ignorar a presença do moreno.

— Amiga. — Lisa se virou para trás ao perceber meu desconforto. — Relaxa, não ligue para ele. — Acenei com a cabeça e me arrumei na cadeira tentando prestas atenção na aula de matemática.

A aula estava passando tão lentamente que minha cabeça estava prestes a explodir de tantas informações que eram jogadas. Por fim, o professor anunciou que deveríamos fazer os exercícios que estavam na lousa e eu queria morrer. Peguei meus lápis e tentei me focar nos exercícios anotados em meu caderno de matemática.

Depois de uns dez minutos tentando resolver aqueles problemas suspirei irritada pois não conseguia me concentrar naquela aula, só de saber que Jeon Jungkook estava no mesmo ambiente que eu fazia meu estômago revirar. Pensei que seria um dia calmo e sem problemas mas eu havia me esquecido completamente que Jeon era da mesma turma que eu em matemática.

Muitas coisas tiraram minha concentração além de Jungkook, depois de ver que Lisa, Jin e Taehyung se olharam de um jeito suspeito não parei de pensar do porque esses olhares e ainda por cima o sorriso sacana que Jungkook me mostrou ao perceber que eu o olhava mesmo de longe.

Aquele tatuado sabia bem como provocar uma pessoa com apenas um sorriso. Hoje ele parecia mais feliz do que nunca, usava uma camiseta branca de manga deixando suas tatuagens livres para quem quisesse observar e confesso que gostaria tanto de desenhar esse idiota no meu caderno que me sobe até uma raiva só de pensar o quão fraca eu sou por suas tatuagens.

Minha favorita era a mulher em seu bíceps direito, ela era bela e sorridente, seus cabelos longos e seus olhos puxadinhos. Sempre fiquei curiosa para saber o significado daquela tatuagem, saber se aquela mulher era alguém em especial e quem, porque sua beleza era tão absurdamente esplêndida que me subia uma vontade de conversar com a garota somente para lhe apreciar.

Deixei meus pensamentos ao perceber que Lisa — que se sentava na carteira em minha frente — começou a remexer o ombro direito, parecia que algo a incomodava e por isso comecei a rir ao ver que ela pulava cada vez mais, mas não pude deixar de lhe perguntar se estava tudo bem.

— L-Lisa... — Não consegui dizer mais nada, a loira se levantou com tudo fazendo um barulho alto pela sala de aula, todos olharam para ela.

— Professor, a Nari não para de me cutucar e de me pedir as respostas das questões. — Ao ouvir suas palavras arregalei os olhos e congelei.

Eu não fiz nada, absolutamente nada!

Ao ver que o professor Wang deixou de escrever na lousa e se virou para nós meu corpo congelou de vez.

— Como assim? Lisa, sua amiga nunca pediria respostas, Nari é inteligente o suficiente para fazer suas atividades sozinha. — Suspirei aliviada ao ouvir as palavras do meu professor de matemática, mas tudo só piorou.

— Senhor Wang, Nari estava sim cutucando a Lisa, eu e Taehyung estamos de prova. — Jin levantou a mão e ficou de pé, arregalei meus olhos e minha boca se abriu em um perfeito "O" indignada com a situação, eles estavam mentindo sobre algo que eu não tinha feito.

— É verdade senhor Wang. — Taehyung concordou.

— Mas o que... — Resmunguei envergonhada, todos olhavam para mim e riam de minha situação, como sempre.

— Sendo assim, você está de detenção hoje e amanhã, quero a senhorita assim que aula acabar na sala doze do segundo andar e para completar amanhã irá limpar os livros da biblioteca depois da aula. — O olhei assustada, eu nunca havia ficado de detenção uma única vez, me sentia humilhada e envergonhada, qual o motivo de Lisa, Jin e Taehyung falarem essa mentira? — E para você Jeon as mesmas coisas, não se esqueça da detenção de hoje e quero que ajude Nari amanhã com a biblioteca. — O moreno revirou os olhos. — Não revire os olhos para mim garoto, essas são as consequências de bater em seus colegas. — O professor Jackson falou alterado e minhas pernas tremeram ao perceber que Jungkook me faria compainha nesses dois dias de detenção.

Eu queria estar morta.

O pior de tudo foi que minha melhor amiga havia inventado uma mentira boba que me fez ficar de detenção por dois dias e eu fiquei parada como pedra, a vergonha era tanta que nem mesmo consegui me mexer para explicar meu lado. Suspirei pesado e joguei com tudo minhas costas no encosto da cadeira, minha cabeça latejava por estar em uma aula tão chata e por levar a culpa por algo que não fiz.

— Por que fez isso? — Chamei Lisa que apenas me ignorou, ri sarcástica e puxei meus fios ruivos. Não é possível que isso esteja acontecendo. — Isso é patético.

**

Me sentei na cadeira e soltei um suspiro. Eu havia acabado de chegar na sala doze do segundo andar, ou seja, eu estava de detenção pelas próximas duas horas. Agora era uma hora e eu seria obrigada a ficar até as três da tarde com a minha bunda em uma cadeira dura de madeira. Pelo menos eu não era impedida de fazer as tarefas e trabalhos que os professores haviam me passado nas aulas de hoje.

Mas tem mais um problema, eu não tinha nenhuma tarefa ou trabalho para fazer, porque hoje, justo hoje os professores decidiram que não queriam passar nenhuma tarefa ou trabalho.

Estiquei minhas pernas colocando meus pés na cadeira da frente, me sentei desajeitadamente e fechei meus olhos suspirando nervosa por estar naquele lugar sem motivo algum. Quando avisei para minha mãe que eu teria que ficar até as três na escola ela ficou confusa e perguntou o motivo, eu apenas respondi que tinha um trabalho para fazer e que precisava fazer pesquisas na biblioteca, ela pareceu não acreditar porém não reclamou de nada e apenas concordou dizendo que hoje ela e meu pai iriam sair.

Pensei e pensei sobre a primeira aula, onde Lisa mentiu sobre eu estar cutucando ela e pedindo respostas, ainda por cima Taehyung e Jin concordaram com a loira que parecia satisfeita em ver que eu ficaria em detenção, tentei falar com ela mais umas vezes mas fui ignorada com sucesso. Para ajuda Jungkook me faria compainha durante essas duas horas e por falar no moreno, ele estava entrando na sala nesse exato momento.

Revirei os olhos e suspirei, resmunguei alguns palavrões ao ver que o tatuado havia sentado atrás de mim. Cruzo meus braços e deito minha cabeça na mesa, fechei meus olhos e tentei pensar em qualquer coisa aleatória para esquecer esse cara e o acontecimento da semana passada.

Alguns minutos se passaram e eu havia pego no sono mas acordo ao sentir um dedo cutucando minhas costas, bocejo e me viro para trás vendo Jungkook sorrindo sapeca, segurei o choro.

— Precisa de algo? — Perguntei sem paciência enquanto arrumava meu cabelo.

— Na verdade sim, tem como você me emprestar o livro de biologia? Eu faltei em algumas aulas do mês passado e o professor disse para eu completar meu livro. — Ignorei sua explicação e me virei de frente novamente, pego minha mochila vermelha do chão e a abro, procuro meu livro de biologia o colocando sobre a mesa do moreno.

— Copie e me devolva. — Fechei minha mochila e a coloquei no chão novamente, voltei a deitar na mesa, mas desta vez vários pensamentos vieram em minha cabeça.

Me senti um pouco culpado pela minha falta de educação com Jungkook, como eu disse eu não sinto ódio por ele ou algo do tipo, apenas fico nervosa com as pessoas que me afetam de alguma maneira mas logo esse sentimento desaparece. Mas mesmo assim não vejo motivos para eu ter sido mal educada. Talvez foi pelo fato de que ele me acordou no meio da minha soneca que por sinal estava muito gostosa.

Tentei ignorar esse meu pensamento e passei a imaginar coisas aleatórias em minha cabeça, como músicas, desenhos que eu poderia fazer, coreografias para eu aprender e esse tipo de coisa.

Eu sempre amei dançar, desde muito pequena eu danço, puxei isso de meu pai que é um verdadeiro dançarino. O mais velho sempre me ensinou a dança, fiz algumas aulas quando era mais nova mas acabei parando ao ver que nossas situações financeiras começaram a cair. Mesmo assim nunca deixo de aprender as coreografias, quase todos os dias treino em meu quarto e caso a arte não dê certo, essa é minha segunda opção.

Lisa também dança, eu e ela aprendemos a dançar juntas, as vezes fazíamos apresentações para nossos pais que sempre elogiavam esse nosso talento. A loira sempre foi muito prestativa, ela dança e canta, Lisa é boa em tudo que faz e tem uma beleza incrível, sempre lhe disse que deveria seguir a carreira de idol mas ela nunca me escutou, disse que era impossível e que nunca daria certo.

Mesmo assim esse é seu desejo, Lisa sonha em fazer faculdade de dança e fundar uma escola para ensinar crianças, adolescentes e adultos a se soltarem e mostrarem seus talentos, eu sempre mostrei meu apoio ao seu sonho mas seus pais não. Sua família é rica e seu pais gostaria que ela fizesse madicina mas Lisa sempre deixou bem claro que essa nunca seria sua opção.

Voltando a minha realidade acordei com a professora Jisoo me chamando e me avisando que eu já poderia ir embora da detenção. Ao ouvir suas palavras me levantei com tudo e peguei minha mochila, segui até a porta e Jungkook veio logo atrás de mim. Segui tranquilamente, desci as escadas e fui até uma das portas principais. Eu já estava prestes a ir embora mas lembrei de uma coisa. Voltei para o corredor onde eu estava e vi Jungkook andando enquanto segurava a alça de sua mochila.

— Jungkook! — Gritei seu nome e ele se virou. — Você devolveu meu livro? — Perguntei e percebi que ele estava se aproximado de mim, ficou a uns cinco metros de distância e deu aquele sorriso safado mais uma vez naquele dia.

— Veja você mesma. — Seu corpo parou e sua voz me desafiava. Arrepiei e o olhei confusa, tirei uma alça de meus ombros e abri minha mochila, procurei por meu livro de biologia e o achei mas em sua frente havia algo diferente.

— Não... não é possível. — Minha boca se abriu em um perfeito "O" e comecei a rir de nervoso. Peguei o caderno azul em minhas mãos e o abri, podendo ver todos os meus desenhos ali, desde o primeiro até o último. — Você não queimou? — Perguntei perdida e ele negou com a cabeça.

— Aquele caderno que queimei era falso, eu nunca faria uma coisa dessas. — Disse bem humorado. — Fico chateado em saber que realmente achou que eu faria esse tipo de coisa. — Fingiu estar triste e eu ri, ainda de nervoso.

— Então quer dizer que... você queimou um caderno falso e que está me devolvendo o verdadeiro? — Jeon acenou que sim com a cabeça e sorriu antes de me dar as costas e sair andando.

O meu caderno estava nas minhas mãos, o caderno azul que continha todos os meus desenhos, que me ajudaria a passar na faculdade e que eu jurava ser cinzas, nesse exato momento estava em minhas mãos.





Notas Finais


hihihi, JK devolveu o caderno dela gente, ele nunca queimou😔

foi issooo, espero que tenham gostado e obrigado por lerem.

beijinhos e até mais❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...