História Caderno de esperanças (Suga - Yoongi) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seohyun, Taeyeon
Tags Bts, Imagine Min Yoongi, Imagine Suga, Suga, Yoongi
Visualizações 131
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Notas do autor — Início


Escrevi na pressa dnv!!! (Na vdd goi dentro foi carro, rs)


Ate as notas finais melzinhux


~Chu


∆•♥

Capítulo 4 - Seria isso sorte?


Um bagulho branco (não sei onde estou)

29/01/2018

Sei lá que horas são.


 

Como se já não bastasse ter criado laços afetivos com meus vômitos — tive que me despedir do Tobias I, ah esse é o nome do meu vômito apartir de agora — acabei de descobrir segundo o doutor Kai — sim, eu ri desse nome uns bons cinco minutos enquanto fazia piadas mentalmente — que estou com virose. Ou seja, vai meio que começar uma realeza de Tobias (Tobias I, Tobias II, Tobias III, etc) no meu estômago.

E como todo bom amigo, a Oferenda e Hoseok começaram a acariciar a minha barriga enquanto diziam que eu estava “grávido”. Amo muito os dois, mas as vezes tenho vontade de passar com um trator em cima deles.

— Você tomará os antibióticos que receitei e ficará de repouso por quatro mêses. — Kai diz analisando uma papelada na sua mesa.

— Então ele não vai para a escola por quatro mêses? — Namjoon estava incrédulo.

Dou o sorriso mais filha da puta que consigo e pisco ironicamente para o citado.

— Ah… Sim. — O médico finalmente desvia a atenção dos papeis.

Balbucio um “chupa” na direção da dupla e vejo Hoseok me mostrar o dedo.

Sem educação.

Ok, isso foi muito irônico.

— Sugiro que arranjem alguém para passar a lição para o garoto, ele vai perder muita matéria. Por falar nisso onde estão os pais dele?

— A sete horas de viagem de Seul, já ligamos para eles e nos pediram para cuidarmos do nosso açúcar sensível — Hoseok diz fazendo beicinho.

Mostro-lhe o dedo e o mais novo da a risada mais discarada que já vi em tempos. Abusado.

— Bem, fique de repouso em casa e não saia por nada, a não ser que queira deixar um rastro de vômito aonde passar. Tome os antibióticos sempre antes do café da manhã, de preferência as sete horas. Entendido? — O médico olhava atentamente para nós.

— Sim senhor. — Respondemos em coro e atravessamos a porta do consultório, se curvando antes.

Hoseok estava muito abusadinho pro meu gosto. Merecia apanhar.

— Ai! — O ruivo reclama após sentir minha mão em contato com seu “rostinho lindo” acidentalmente.

— Açúcar sensível é seu cu doce, mais respeito. — Fuzilo-o com o olhar e a Oferenda gargalha pela situação.

— Vamos logo para sua casa, tenho que avisar a professora sobre suas futuras faltas e pedir para alguém te atualizar sobre as aulas. — Namjoon entra no carro e liga as chaves.

— O que? Pensei que vocês fossem passar a tarde com o amiguinho necesstiado de vocês passando lição. Não vão fazer isso? — Pergunto sentando no banco da frente e Hoseok no de trás.

— Ta brincando? Óbvio que não. Nós dois temos atividades extracurriculares, lembra? Ficamos a tarde inteira na faculdade.

— Namjoon tem razão — Hoseok o defende — não posso faltar no trabalho, vai ser descontado do meu salário e ele em ocasião alguma pode deixar de frequentar o basquete, ele vai ser ser expulso do time.

Ah que ótimo, irei passar a  tarde recebendo outros animais em casa.

— Não acredito! A sala inteira é insuportável! Não quero recebe nenhum filhote de aspirante à lixo em casa! Hoseok… Eu te banco, cara. Você pede as contas lá na cafeteria. — Apelo.

— Com que dinheiro?

— Eu vendo meus órgãos, quanto você acha que custa um mamilo?

Eu estava desesperado e com razão. Qualquer um. Leia bem, qualquer um naquela merda de classe ou tava encorporado ou era o próprio capeta!

— Yoongi, não cara. É só uma pessoa comum, ele não vai te morder ou engolir sua geladeira. Só vai te passar a lição. — Namjoon vira à esquina.

— Isso é frustrante…

— Relaxa, nós vamos escolher quem vai te passar as lições.

— Não se atrevam a escolher qualquer um infeliz do grupo do Lucas. Não. Se. Atrevam. E muito menos os Park’s. — Digo dramático.

— Tudo bem, vamos fazer uma boa escolha. — tranquiliza Hoseok.

Como se eu pudesse confiar nos dois. Uma semana depois Minha Oferenda me manda uma mensagem com a maior cara de pau dizendo que minha “professora particular” seria a Myung-Hee.

“Tudo bem pra vc?”

“ Nah, que isso Kim Namjoon… LOGICO Q N”

Eu queria que a Whatsapp tivesse uma função “esfaquear” junto a de “enterrar vivo”, eu tenho certeza que renderia muito mais do que áudios e emojis novos.

“Ei cara, calma… Ela era a única que se voluntariou”

“Ah sim Kim Namjoon, MUITO OBRIGADO”

“Enfim, ela deve chegar na sua casa próximo das 18h, boa sorte”

“Vai tomar no cu”

Desliguei o celular e o arremessei ao travesseiro descontando todas as frustrações do dia. Na boa cara, que inferno viu.

Pelo menos ela vai trazer minhas camisas, assim espero.

 

5:53 pm

— Já vai! — Toques frequentes escorriam da porta, forçando-me a sair do meu amado quarto e ir atendê-la. — Pois não?

A garota de cabelos cor de fogo e olhos entediados estava parada no batente da porta segurando uma pilha de livros e cadernos que pareciam pesados.

— Vamos acabar logo com isso, Min — Myung-Hee adentra sem se quer pedir licença e coloca os materiais na mesa de centro. — Vou te passar o conteúdo da aula e francamente, não se sinta nem um pouco privilegiado, vou pegar pelo menos quatro vezes mais pesado do que a professora.

Ah não… Isso só pode ser um pesadelo…


Notas Finais


Notas do autor — Finais.


MDS A MYUNG-HEE E PIOR Q MINHA MÃE.


Melzinhuuuuux!!


Demorei um tempo pra escrever esse cap (talvez pq eu fiquei meia hora babando no celular ao invés de escrever a fic) mas finalmente acabei!


Espero de vdd q vcs tenham gostado e não se esqueçam de comentar e importante p mim!!!


Imagine jb:


https://www.spiritfanfiction.com/historia/mentiras-sao-contagiosas-13358452


Bejinhuuuux


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...