1. Spirit Fanfics >
  2. Caelesti >
  3. Prólogo

História Caelesti - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bom do nada veio essa história na minha cabeça e achei interessante....espero que gostem...

Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Caelesti - Capítulo 1 - Prólogo

Scarlett- on


– Filha, é melhor se apressar ou vai chegar atrasada logo no primeiro dia!

– Já tô indo mãe!

Meu nome é Scarlett Reed, e hoje entrarei finalmente para o ensino médio, tenho que admitir que estou um pouco nervosa, mesmo sendo uma aluna nota 10 ouvi dizer que o ensino médio pode ser pior que o próprio inferno.

---------------------------------------------

Sobre a Scarlett

Scarlett possui o cabelo extremamente vermelho e longo, chegando até a metade de suas coxas, seus olhos são tão verdes que parecem 2 esmeraldas, seu corpo é bem esbelto pela sua idade. Uma garota rica e mora numa mansão na rua  Upper East Side, en Nova York, mesmo tendo uma vida cheia de luxo Scarlett nunca se achou superior a ninguém, ela é humilde, curiosa, dedicada e super espontânea, está sempre disposta a ajudar o próximo, é um doce de pessoa, mas quando é preciso pode ser uma fera, também é bem teimosa, quando coloca algo na cabeça é difícil deixar pra lá, sem dúvidas um verdadeiro anjo. Scarlett adora usar roupas de couro preto, sua comida favorita é lasanha, gosta muito também de lutar, desde pequena seu pai a ensinava diferentes tipos de lutas. Vaz aniversário no dia 20/02, Sacarlett possui 1,63 de altura.

----------------------------------------------

Depois que acabei de me arrumar vesti a minha jaqueta de couro preta favorita, peguei a minha bolsa e desci as escadas.

– Bom dia Margaret – Margaret é a nossa empregada, ela cuida de mim desde que nasci, pra min é como uma segunda mãe.

– Bom dia Senhorita Reed – fez uma reverência.

– Já disse que não precisa de tanta formalidade – dou um beijo no topo de sua cabeça e vou direto pra sala de jantar.

– Aiaiãi – poxa ultimamente estou sentindo umas pontadas nas costas, acho que é a idade.

Ri com esse pensamento, é, realmente amanhã completo 15 anos, dia 20 de fevereiro.

– Posso saber o porquê da Senhorita estar resmungando logo de manhã?

– Bom dia pra você também mamãe –minha mãe Katarine Reed, ela trabalha como médica pediatra, é uma mãe super companheira, um amor de pessoa, bom quando não está brava, aí sim ela é a incorporação do próprio demônio, minha mãe é super linda, ela tem os olhos castanhos claros e os cabelos loiros - Não é nada demais, é só uma dorzinha nas costas.

– Entendo...– respondeu pensativa.

– O que foi? No que está pensando?

– Estava pensando que minha garotinha está crescendo – respondeu num tom choroso.

– Mãe não começa, eu já disse que mesmo que eu cresça não vou te abandonar nunca – eu entendo minha mãe não quer ficar longe de min, mas eu ainda tenho que viver a minha vida, e não é como se eu fosse deixa-la agora. Quando ela ia falar algo meu pai chegou.

– Bom dia  meus amores.

– Bom dia querido – disse com um sorriso de orelha a orelha.

– Bom dia pai – meu pai, Peter Reed, um grande empresário bem sucedido, apessar de seus grandes músculos, ele tem um coração de manteiga, meu pai é carinhoso, mas também é super, SUPER protetor, não duvido que tenha um rastreador no meu celular. Ele tem mais ou menos 1,90 de altura, apessar que minha mãe tem 1,79 eu não sei quem puchei pra ser assim eu não pareço nen um pouco com eles, minha mãe é loira e meu pai é moreno, ambos altos e eu baixinha, as vezes eu penso que sou adotada. 

– Então, posso saber qual era o assunto? Espero que não seja sobre garotos! – ai meu Deus ele nunca muda.

– Eu estava falando o quanto a nossa pequena cresceu.

– É verdade, olha o quanto ela cresceu, ja é uma mocinha....

– Tá, tá, tá, vou indo, já deu de tanto drama- me levantei e dei um beijo em cada um.

– Não quer que o motorista te leve?

– Está tudo bem, não precisa mãe, a escola é perto, só 5 quadras da mansão.

– Tome cuidado, não fale com estranhos, se falarem com você, só corre!

– Francamente pai! – falei revirando os olhos.

– Filha assim que terminar a aula vem direto pra casa, eu e seu pai queremos conversar com você, é importante – minha mãe pareceu preocupada, acho que sera uma daquelas conversas de pais e filhos, falando para usar camisinha, para tomar cuidado e etc e etc...

– Ok, ah pai amanhã o tio Gabriel ven?–Gabriel é um velho amigo do meu pai, ele acompanhou o meu crescimento, sempre esteve comigo, en todos os meus aniverssarios ele me tras presentes, adoro a compania dele, ele possue os cabelos pretos e os olhos verdes claro, ele é só 5cm mais alto que meu pai e mais musculoso.

– Poxa não sei minha querida, não tive a oportunidade de ligar pra ele, mas conserteza ele vem. Me diz uma única vez que ele perdeu seu aniversário!?

– Verdade, então vou indo – saí rumo ao meu destino.


Chegando no portão da escola, avistei duas pessoas familiares, meus melhores amigos, Suzy Barry e Fernando Foster, conheço esses dois desde sempre. Somos inseparáveis.

--------------------------------------------

Sobre a Suzy

Suzy tem os cabelos curtos até os ombros, seu cabelo é azul claro como o céu , a mesma cor de seus olhos. Ela é uma garota super gentil e calma, nunca levantou a voz pra ninguém, apesar de tudo que ela já passou, super companheira e adora deixar os outros sem graça, ela é tipo aquela mãe que deixa agente com vergonha. Ela adora doces, o que mais gosta de fazer é desenhar. Possui 1,66 de altura, faz aniversário no dia 09/01, ela tem 15 anos.

---------------------------------------------

Sobre o Fernando

Fernando é bem humorado, mas também muito implicante, super orgulhoso e cabeça dura, ele é gay, e as primeiras pessoas a saberem foi a Scarlett e a Suzy, ele  lutar box é uma maneira que ele achou para se desestressar, por isso que ele é um poste musculoso. Possui 1,80 de altura, faz aniversário dia 04/10, tem atualmente 16 anos. O cabelo super preto é um pouco grande, o suficiente para amarrar um rabo de cavalo pequeno, seus olhos são extremamente vermelhos.

---------------------------------------------

E aí ruivinha! – assim que o Fernando me viu veio logo me dar o seu famoso abraço de urso.

– Aiai vai com calma Nando, vou morrer sufocada, será que da pra me colocar no chão?!

– Hihihi, desculpa eu estava morreeeenndooo de saudades – revirei os olhos, francamente ele não mudou nada.

– Bom dia Scar.

– Bom dia Suzy – dei um beijo de cada lado de suas bochechas – Viu Senhor Fernando é desse jeito que se cumprimenta alguém, educadamente, não a sufocando até a morte– ambos rimos e fomos caminhando para nossa sala de aula.

Depois da aula como meus pais pediram fui direto pra casa, estava caminhando tranquilamente quando eu ouvi um grito no beco.

– aaahh a-alguém....so-socorro....

Desesperada fui ver o que era, me espantei fiquei paralisada depois que vi tal cena, era um mostro grande, com asas pretas, sugando algo, não sei explicar, a alma?, de uma mulher, ela estava toda ensanguentada, suas pernas e braços quebrados, não, isso não é possivel eu so posso estar alucinando, acho que me drogaram é isso me drogaram é a unica explicação plausível. Minhas pernas estavam tão bambas que caí pra trás.

– O-o q-ue es-ta a-contecen-do?– eu mal conseguia dizer uma frase se quer, quem dirá correr.

– Ora, ora, o que temos aqui? Um celestial! E parece ser um de qualidade hahahaha – mais que caralhos ele esta dizendo, celestial? De qualidade? Que maluquice é essa– Me diz garotinha como conseguiu sair do céu, achei que os portões estavam selados– ele se aproximou passando suas enormes garras na minha bochecha direita deixando um enorme corte.

– Po-pofavor não faz n-na-da comigo, e-u em-ploro – eu estava com a respiração pesada e os olhos cheios de lágrimas.

Ele chegou mais e mais perto lambendo o sangue que estava escorrendo.

– Ora mais vejam só se não é um anjo da família real, com uma pitada de Querunbi, me desculpe princesa por ser tão grotesco– ele afastou seu rosto de perto do meu ficando assim um pouco mais longe– Lúcifer ficara contente en saber que eu a encontrei, quem sabe não sou promovido.

– Fa-Família real? Princesa? Lúcifer? Do que você esta falando, você me confundio com alguém – eu fui levantando quando ele pegou o meu braço e me dipindurou fazendo com que eu ficase novamente cara a cara com ele.

– Nana nina não, o cheiro nunca mente garota estúpida, se não tivesse sido tão curiosa conserteza não estaria nessa situação – ele tem razão eu e minha maldita curiosidade, agora é literalmente a curiosidade mata!

– Ma-mas o que você é? – E lá vai a minha curiosidade de novo.

– Eu? Não está na cara garota estúpida, eu sou um demônio – demônio??! Realmente existem! Isso não faz sentido.

– Isso, Isso...

– Não faz sentido? Hahaha coitadinha nem sabe o que é, garota burra mentiram pra você a vida inteira e você nem desconfiou.

– Do que você tá falando – nesse momento eu não consegui conter as lágrimas.

– Para de chorar porra! – ele me jogou contra a parede fazendo com que minha cabeça bate-se no chão em seguida.

Ele estava prestes a me matar, quando de repente ele foi cercado por chamas e alguém apareceu, não sei quem ou oque, pois apaguei no último instante, só lembro dos pares de íris douradas me olhando e de suas grandes asas brancas....





Notas Finais


Então foi isso, espero que tenham gostado ❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...