História Café com Leite - (Imagine Namjoon) - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Personagens Originais
Tags Namjoon, Você
Visualizações 175
Palavras 960
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Penúltimo capítulo minha gente! A fic já tá chegando ao final!

Capítulo 31 - Casa comigo?


Fanfic / Fanfiction Café com Leite - (Imagine Namjoon) - Capítulo 31 - Casa comigo?


— Você não devia estar na empresa ajudando a Janny? — S/N perguntou assim que entramos no meu apartamento. 

— Ela mesmo me fez correr atrás de você, acho que não teria problema ficar algumas horas com a minha mulher aproveitando o momento. — Seguro sua cintura com possessão.

— Tem razão. — Sorriu. — Vamos aproveitar.— Assenti, tomo sua boca num beijo quente e ardente cheio de desejo pegando a menor no colo,  fazendo-a enlaçar as pernas ao meu redor. 

— Vamos para quarto. — Digo ao fim do beijo. 

Caminho pelo apartamento com S/N no colo louco pra jogá-la na minha cama, deliciar de imagens que apenas via em sonhos agora ao vivo e a cores.

Chegando no quarto jogo seu corpo na cama e ela solta uma risada baixa, tiro meus sapatos e ela faz o mesmo se ajoelhando na cama puxando minha gravata, fazendo-me aproximar dela.

— Nam deixa eu te chupar? — passa um dedos nos meus lábios, que formaram um sorriso ladino malicioso.

— Com todo prazer, amor. — Tiro meu terno jogando-o no chão fazendo o mesmo com a gravata e a camisa social. Desafivelo o cinto tendo o olhar atento de S/N a cada ação minha, jogo o cinto no chão ouvindo seu barulho colidir e por fim tiro minha calça junto da box branca, esta que marcava meu falo.

S/N se delicia com a minha imagem nú perante ela, a morena segura meu membro dando um aperto nele me tirando um gemido.

— Oh...não faz assim amor. — Gemi.

— Senti tanta saudade dele. — Deu uma lambida pelo cumprimento. 

— Ele também sentiu de você. — Sorri malicioso.

— Só de mim? — Fez bico.

— De você e da sua buceta. — Passo a língua pelo canto da bochecha, levo uma mão ao seu rosto puxando-o para mais perto do meu pau. — Chupe o pirulito do Daddy baby, ele precisa de você.

Sem falar mais nada S/N abocanhou meu membro na sua boca, sua língua descia por todo cumprimento lambuzando ele todo. Gemo alto puxando seus cabelos, fodendo sua boca. 

— Oh, tão quentinha vai amor , chupa gostoso o Daddy. — Estoco na sua boca com força, S/N fazia o melhor oral de toda minha vida. Todas que já fiquei nunca chegariam aos seus pés. 

Deus, como pode existir uma mulher assim? 

Continuo estocando sua boca até sentir que meu orgasmo estava próximo, saio imediatamente de sua boca ouvindo seu murmurar baixinho. 

— Queria tanto engolir seu leitinho, Nam. — Dou um tapa em sua bunda. — Daddy. 

— Só vou gozar na sua buceta. — Empurro seu corpo contra o colchão ficando por cima. — Amanhã você não anda. 

— E quem disse que quero andar?

— S/N não me provoque. — Beijo seu pescoço. 

—  Gosta quando te provoco? — Fica de pé na cama tirando sua roupa, quando descia sua calcinha ficando nua para mim, agarro nas pernas da brasileira subindo até sua intimidade depositando um beijo por cima.

— De quatro, agora.  — S/N obedece ficando de quatro com a bunda empinada, desfiro um tapa escutando ela arfar. — Essa é a visão do paraíso. 

Posiciono meu membro em sua entrada entrando devagar, ah como senti falta de estar dentro dela. Ela é tão apertadinha e quente que me enlouquece. 


— Oh baby, que buceta gostosa! — Gemo, começo a estocar me deliciando com seus gemidos roucos e abafados pelo travesseiro. Ia fundo e forte dentro dela , gemendo alto segurando sua cintura mantendo um ritmo frenético. 

— N-Nam....Own! — Estoco mais rápido dando um tapa em sua nadega.


[...]


— Cansei. — meu peito subia e descia rapidamente, o corpo suado e quente e a respiração ofegante tentavam se normalizar aos poucos. 

— Você acabou comigo Namjoon, acho que não vou trabalhar amanhã. — Puxo a morena pela cintura depositando um beijo cálido nos lábios da menor.

— Melhor ainda, assim posso cuidar da minha mulher.— faço carinho em sua bochecha, afastando os fios que teimavam em ficar no seu rosto. 

— Nada disso, você tem que trabalhar. — Negou. 

— Se for pra cuidar de você eu mato um dia de aula no trabalho. Quero cuidar de você o dia inteiro e também tem algo que eu queria falar com você. — puxo o lençol cobrindo nossos corpos nus. 

— O que é? Só não vem me dizer que a Jennie...— Corto sua fala.

— Isso não tem nada haver com a Jennie, e sim sobre nós dois.—deito sua cabeça no meu peito. 

— Fala logo, tô curiosa!  — Me fita.

Respiro fundo antes de contar o que realmente quero, espero que ela diga sim e me aceite.

— S/N eu te amo muito, e vou ser direto. — Ela concorda. — Aceita se casar comigo? Se tornar a senhora Kim? 

S/N ficou estática, ela parecia não estar crendo no que eu disse. 

— C-Casar? — Assinto. 

— Não gostou? Ou você não quer...— interrompe.

— É que nós nem sequer namoramos e já quer casar? 

— Se nós amamos pra que perder tempo? A não ser se você...— me corta outra vez.

— Eu aceito. Quero ser sua esposa, a nova senhora Kim meu amor. — Um sorriso toma conta dos lábios, não sabia o que dizer. 

Abraço minha garota tomando seus lábios num beijo calmo e carinhoso. 

— Eu sei que posso te fazer feliz e vou fazer, pode ter certeza princesa.

— Sei que vai. Mas não vou ter que ficar em casa sem fazer nada, né? — Nego.

— Pode fazer qualquer coisa meu amor, contanto que eu chegue em casa sendo recebido por vários beijos seus, não tem problema. 


Notas Finais


Moris este é o penúltimo capítulo e estou triste por isso. Mas para a alegria de vocês terá a 2ª temporada!

Já façam suas teorias de como será a 2ª temporada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...