1. Spirit Fanfics >
  2. Café Stroke Disaster - Namkook >
  3. (Stroke Disaster) 169 - FINAL

História Café Stroke Disaster - Namkook - Capítulo 87


Escrita por:


Capítulo 87 - (Stroke Disaster) 169 - FINAL


[169]

O fato de que minha vida realmente se tornou um sonho a partir dos meus vinte anos, quando eu, com meus cursos completos, ensino médio completo, trabalho estável e tudo nos trilhos, aceitei fazer parte da empreitada que foi construir um Café com Kim Namjoon sem mais nem menos... Me fez feliz.


Se eu for fazer uma retrospectiva da minha vida, algum dia, eu diria que eu realmente não me arrependo de nada.


Namjoon e eu nunca casamos, nem sequer tivemos necessidade disso. 

Para mim, o anel no meu dedo, aquele pequeno, de ouro, decorado com um minúscula xícara de café entalhada em rubi era mais valioso e significativo que qualquer papel. 


Eu poderia chamá-lo do que quisesse: meu namorado, marido, companheiro, amigo, amor... Namjoon.


Mas eu sabia que não precisávamos de rótulos. 


Ele era Kim Namjoon, um desastre ambulante. E era isso. 

Ele era isso. 

O cara incrível, desastrado e altamente destrutivo, que criou o Café mais popular da Coréia e o quarto mais popular do mundo.


E eu o amava.


Ele era um bom namorado, um bom pai, um chefe incrível e meu melhor amigo. Eu não precisava de mais nada.


Kim Taehyung e os Hyun's cresceram felizes e saudáveis, nunca tivemos problemas com absolutamente nada. Eu e Namjoon nunca brigamos, e nossos filhos nunca tiveram preocupações. 

Éramos um casal Café com Leite: combinava, tinha um sabor bom e agradava a qualquer paladar.


Aos 15 anos, Jaehyun veio nos contar timidamente que era assexual. Eu e Nam víamos o quão nervoso ele estava, inquieto e parecia com muito medo da nossa reação. 

Mas nós sorrimos e o abraçamos. 

Namjoon murmurou para ele:


"Jae, se é assim que você é e se sente bem com isso, nós nunca vamos o repreender. Queremos sua felicidade meu amor, e vamos te apoiar sempre enquanto você estiver em busca dela."


Jaehyun chorou e nos abraçou forte, fungando e dizendo o quão éramos bons para ele. Eu sorri para Namjoon e ele sorriu para mim. Nossa missão como pais estava sendo bem cumprida.


Mais tarde, uns dois meses depois, Taehyung, que costumava ser sempre tão animado, veio acanhado nos contar que gostava de alguém.


Era sua primeira paixão, era justo que estivesse nervoso.


"Appa Kook, appa Nam... Acho que gosto de JiSeok."


Nos entreolhamos surpresos.

Jiseok era filho de Hoseok e Jimin, dois anos mais novo que Taehyung e irmão do híbrido Jungmin e da híbrida Jiho.


Ele era o oposto do nosso filho. Kim Taehyung costumava ser alegre, sociável e absurdamente feliz. Era inteligente e popular.

Jiseok não. O filho humano do casal Jung e Park era muito tímido, quieto demais e antissocial ao extremo. Era inteligente sim, mas não conseguia manter uma conversa por mais de dois minutos.


Ainda sim, eu questionei:


"Jiseok te faz feliz?"


"Appa, eu sou o único que ele deixa abraçar, conversar com ele e entrar no quarto dele. Ele me faz feliz como ninguém."


Olhei Namjoon, que assentiu e sorriu.


"Taehyung, vá atrás dele. Vocês podem ser felizes juntos."


E aquela foi outra conquista bem sucedida na nossa missão como pais.


Taehyung então namorava Jiseok, Jaehyun estava feliz sozinho e se sentia bem consigo mesmo e Jihyun e Junghyun estavam bem.


Os últimos demoraram a namorar ou a querer se relacionar.

Eram muito grudados, e costumávamos dizer que Tae era o primogênito, Jae o do meio, e esses dois eram os gêmeos caçulas. 


Mas então Jihyun se envolveu com o filho de um funcionário do Café, Yoongi, e Junghyun se apaixonou por uma humana. 


Tudo parecia perfeito. 


Nada, nada iria nos abalar dali pra frente.


Éramos os criadores do Café Stroke Disaster, Kim Namjoon e Jeon Jungkook.




Notas Finais


Esse foi o capítulo final, mas ainda tem o epílogo T^T ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...