História Caindo na Real - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Sting Eucliffe
Tags Gruvia, Jerza, Nali, Nalu, Stincy
Visualizações 378
Palavras 1.465
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A fanfic passou dos 100 favoritos, o que significa? Cap duplo!

Capítulo 15 - Capítulo XV


Lucy

Sting: onde estava? - perguntou assim que cheguei no quarto.

Lucy: estava sem sono então fui na cozinha comer algo. - foi a melhor desculpa que pensei.

Sting: já está quase amanhecendo, por que não volta a dormir? - me chamou para o espaço ao seu lado.

Lucy: é uma boa ideia. - sorri gentilmente, foi a primeira vez que minha consciência pesou.

Me deitei a seu lado e não pude mais dormir, só refletia em como não poderia mais me envolver com Natsu e como nossa complicada relação deveria tomar um rumo diferente das outras vezes. 

~x~

Erza: vê-lo dormir tranquilo assim me faz lembrar como quando éramos crianças. - comentou com Jellal.

A ruiva tinha acabado de acordar e resolveu descer para o café, acompanhada do marido.

Jellal: ver ele assim me lembra a faculdade, Gray sempre o acordava com um balde de água. - riu com a lembrança.

Erza: Gray sempre foi o mais infantil. - comentou.

Jellal: vem vamos acordar seu irmão de um jeito diferente hoje. - tinha o olhar travesso.

Erza: ele vai te matar. - avisou, enquanto entrávamos na cozinha.

Jellal: é só uma brincadeira, não vai matar ninguém. - disse enchendo uma caneca com água.

Seguido pela ruiva Jellal voltou para a sala, se curvou e jogou toda a água no rosto do amigo que se levantou assustado, mas não antes de pegar o braço do azulado fazendo-o voar por cima de seu ombro e cair em cheio no colchão agora todo molhado. 

Natsu era um lutador, foi treinado para estar sempre alerta e aquele era seu golpe preferido no karatê.

Natsu: não… não faça mais isso. - disse sem fôlego. Jellal o olhava incrédulo enquanto a irmã ria da cena.

Gray: por que não me chamou para brincar também? - surgiu na porta acompanhado de Sting.

Jellal: você não vai querer provocar ele Gray. - aconselhou.

Erza: acho melhor você me ouvir na próxima. - ainda ria da cara do marido e do irmão todo molhado - vou chamar Virgo para arrumar essa bagunça.

Natsu: ela vai ficar muito brava. - murmurou para os amigos.

Virgo: eu já desisti. - entrou na sala - vocês nunca vão tomar jeito.

Automaticamente os amigos riram se divertindo com sua revolta.

Natsu

Depois daquele episódio nós tomamos café e passamos o dia tranquilamente, o frio aumentou um pouco o que no fim ajudou com meu presente para as crianças, hoje iríamos comemorar, pois meus filhos estavam ficando mais velhos e eu ainda tinha muito o que aproveitar com eles.

Tentei esquecer um pouco o pequeno atrito que tive com Luce, mas agir normalmente estava meio difícil.

Lucy: okay. Estão prontos para meu presente? - nós nos reunimos perto da lareira para dar os presentes.

Mavis e Nashi assentiram.

Ela pegou os dois pacotes e entregou para eles, ambos gostaram do que ganharam, o resto da família também deu seus presentes e como de costume o meu foi o último.

Natsu: bom… os dois queriam esquiar, mas como não vamos para um lugar assim eu pensei: se eles não vão até uma estação de esqui, traga uma estação de esqui até eles. - e com isso um enorme sorriso se formou no rosto dos gêmeos, até mesmo de Lola e Storn - o que estão esperando? Vão lá fora ver. - encorajei.

Eles saíram correndo e quando chegaram ao jardim que estava coberto por neve se depararam com grandes estruturas de patinação, um lugar apenas para patinar e outras maiores, para fazer manobras, tinha até um teleférico.

Nashi: você é demais pai! Sério! - me abraçou forte.

Natsu: se dessa vez você não der um salto com manobra não vou mais te deixar esquiar. - brinquei.

Mavis: anda Nashi, temos manobras para praticar. - chamou de longe.

Lola, Storn, Gray e Juvia já estavam patinando, Erza se juntou a eles e Jellal foi para uma das descidas.

Tio Jude e meu vô se intercalavam em observar ou tentar se equilibrar no patins.

Lucy: meu Deus Natsu, para que tudo isso?

Natsu: não estrague a alegria de todos Luce, apenas se divirta. - falei.

Sting: ele está certo. - pegou na mão dela - me mostre o que você sabe.

Ela não olhou diretamente para mim, mas eu sabia que ainda estava irritada com o que aconteceu na madrugada. O que significava que as coisas ficariam estranhas por um tempo.

A tarde foi toda de risos e machucados, pois alguém sempre acabava caindo, se arranhava ou escorregava. Mas o importante é que estavam se divertindo e eu registrava cada um desses momentos e risos.

Quando me sentei ao lado do Happy e fiquei observando todos tive a confirmação do que minha irmã tinha dito. Nashi e Mavis foram a melhor decisão que já tomei, eles eram minha paz em meio a todo o caos que eu sentia em relação a falta que meus pais faziam e o atrito com Luce que não deixava o clima exatamente bom.

O que eu não entendia era: por que ela estava com meu cachecol? Se estávamos brigados.

Juvia: você não vai patinar Natsu? - me tirou de meus devaneios.

Natsu: quem sabe mais tarde. - eu só queria ficar ali e os olhar.

Juvia: nem pensar! - reclamou - é aniversário dos seus filhos então tem que participar. - me puxou pela mão.

Juvia era o tipo de pessoa que queria ver todos interagindo e isso sempre foi uma de suas características mais agradáveis.

Natsu: vai mesmo me obrigar a isso? Quero ficar aqui com minha crise existencial. - brinquei.

Juvia: nem pensar e se não vier vou fazer Happy te morder. - ameaçou, o cão ao meu lado latiu, como se concordasse.

Natsu: okay. - revirei os olhos.

Acabei me juntando a todos na patinação, uma coisa calma demais para mim, porém me divertir com as crianças fez valer a pena e Luce, bom, tentava cada vez mais ficar próxima de Sting.

Storn: o que acha de algumas manobras no esqui tio Natsu. - propôs.

Natsu: acho melhor não, seu pai vai achar que eu sou um exibido. 

Gray: como se isso fosse um problema para você. - entrou no assunto.

Jellal: acho que nós três deveríamos ensinar a essas crianças o que realmente é esquiar. - se juntou a nós.

Natsu: só não me culpe se quebrar algum osso. - brinquei.

Juvia: Gray, tome cuidado! - pediu, quando subimos no teleférico que nos levaria para o topo da descida. Ele apenas sorriu.

Nashi

Para ver meu pai e meus tios andando de snowboard todos subiram no topo da rampa.

Erza: faça o seu melhor querido. - disse a Jellal e o beijou.

Tia Juvia ficou toda nervosa, ela não gostava muito quando o tio Gray fazia coisas desse tipo ela dizia que ele sempre foi propenso a idiotices e tinha meu pai, que eu não sei porque mas parecia brigado com minha mãe. Ao lado dela Sting apenas observando.

Makarov: aprendam com o profissional pirralhos! - logo desceu a rampa.

Sem ao menos nos dar tempo de pará-lo. Ele era divertido por isso, sempre muito espontânea não se preocupava com os riscos.

E a descida foi perfeito.

Gray: eu sou o próximo. - se voluntariou.

Antes de tomar sua posição deu um leve beijo na esposa e pediu que se acalmasse, era só um brincadeira. Assim tomou impulso e desceu.

Foi demais vê-lo fazer um Carve e terminar com dois Spins sem perder o equilíbrio, todos o aplaudiram.

Storn: eu não lembrava que ele era tão bom. - comentou.

Juvia: seu pai sempre gostou de esportes na neve. - contou - ele é até melhor que Natsu.

Natsu: tenho que concordar, nunca me dei bem com o frio. - observou.

Jellal: minha vez! - disse empolgado.

Lola: boa sorte pai. - desejou lhe dando um carinhoso beijo.

Ele começou com um Mute, que foi perfeito e depois para um Tailgrab, parando perfeitamente no fim.

Mavis: isso foi incrível! - disse animada.

Lola: foi maravilhoso. - concordou.

Storn: essas meninas se impressionam com qualquer coisa. - revirou os olhos cruzando os braços.

Natsu: quer vir no meu lugar Storn? - olhou desafiador.

Storn: não tio, deixa para próxima. - recusou.

Todos riram dele, até mesmo Sting que só observava a cena.

Erza: toma cuidado em Natsu. - aconselhou.

Natsu: relaxa irmãzinha, não vai ser como da última vez.

Sting: o que aconteceu da última vez?

Lucy: Natsu quebrou duas costelas, o braço e torceu o tornozelo. - explicou, foi até meu pai e continuou - é sério, toma cuidado. - pediu o olhando.

Natsu: eu sempre tomo. - disse e depois beijou sua testa.

Ela se afastou dele que desceu a rampa fazendo dois Alley-oop sem se desequilibrar.

Todos, principalmente Sting, ficaram impressionados.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...