História California Black (jori) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, ICarly, Supergirl, Victorious
Personagens Alex Danvers, Ally Brooke, Beck Oliver, Camila Cabello, Carly Shay, Cat Valentine, Freddie Benson, Jade West, Kara Zor-El (Supergirl), Lauren Jauregui, Lena Luthor, Maggie Sawyer, Robbie Shappiro, Sam Puckett, Tori Vega
Tags Caren, Jori, Supercorp
Visualizações 211
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só achei a foto da kara chorando assim galera, eu me emocionei fazendo essa CAP. Espero que gostem

Capítulo 23 - Família não e a merda de um sangue


Fanfic / Fanfiction California Black (jori) - Capítulo 23 - Família não e a merda de um sangue

POV ALEX

Quando meus pais chegaram com aquele bebe no colo eu não vou mentir , eu odiei eu jurei a mim mesma que nunca iria amar aquele bebe. Não era só por mim mais pelas minhas irmãs Ally  de quatro e kara com seu recente um aninho.

Infelizmente com o tempo kara acabo se apegando muito ao bebe que meus pais chamaram de samantha, e logo ally também se apaixono por aquele bebe ridículo

Depois de cinco meses aquela criatura começo a engatinha e eu sempre acordava com àquelas mãozinhas no meu rosto que me faziam rir mesmo odiando ela.

Teve uma vez que ela quase caiu da escada , eu tive que corre pra segura-la isso foi quando ela começo a engatinha.

E quando ela começo a andar , me seguia pra todo lugar , eu me irritava muito e gritava e ela apenas ria pra mim.

Depois de sete meses eu já estava cansada , era basicamente eu que cuidava dela, dava banho e comida , coloca pra dormi. Por algum motivo desconhecido ela só se acalmava comigo.

Me fazia ver horas de desenhos idiotas , atrapalhava quando eu treinava karaté e me fazia acorda cedo pra acalmala de um pesadelo. Então eu me decidir, iria atrás de seus pais.

Eu diria que para uma criança de dez eu era muito esperta, foi fácil entra no computador dos meus pais e descobrir onde a mãe dessa criatura estava.

Aproveitei quando meus pais dormiram e levei Sam para casa dos pais dela , era estranho moravam num bairro bem perigoso. Quando bati na porta uma mulher com cigarro apareceu com uma bebida na mão.

- E ..oi , essa e sua filha ? - ela apenas olho pra Sam como se ela fosse um lixo o que me fez aperta mais Sam contra meu corpo.

- Oh , achei que nunca mais iria ver isso - não sei porque isso me deixou com raiva, quem ela acha que e pra falar assim

- você perdeu ela ? - eu já me encontrava com ódio nos olhos.

- Depois que o cara que eu tava pegando foi preso eu joguei isso no lixo , mais não se preocupe me de aqui ela e eu jogo ela em outro lugar - ela tentou pegar Sam que começo a chorar , mais eu me afastei

- Não encoste na minha irmã e não se preocupe você nunca mais a vera de novo , e ela será forte como ninguém jamais foi - depois de volta com Sam pra casa eu fiz uma promessa ninguém nunca mais iria olhar pra ela daquele cheito

Com o tempo eu ensinei Sam a escrever e a primeira palavra quê ela falo não foi o nome daquela mulher nojenta , Foi o meu nome.

A ensinei a andar , eu e minha família que estávamos com ela na primeira febre , foi a mim quem ela procuro nas noites de pesadelo. Fui eu que ensinei ela a lutar , a andar de moto e a toca violão.

Eu estava la quando ela fez seus primeiros dois amigos , carly e Fred . eu estava lá quando ela conheceu jade

Foi kara que ensinou ela a dança , foi ally que deu seu primeiro vídeo game , e foi a mim que ela falou seu primeiro ,eu te amo. Então eu não entendo como alguém pode dizer que ela não e minha irmã, fodase o sangue, família não e a Merda de um sangue.

- Alex -ally tiro minha atenção de sam tocando meu ombro - vá descansa eu os meninos ficamos com sam agora de manhã

Desde que ouvir o telefonema da emergência, ontem a noite, eu não sair do lado de minha irmã

- Quero esta aqui quando ela acorda- eu não deixaria Sam sozinha.

- Eu ligo pra você assim que ela acorda , agora porfavor vá tomar um banho - eu ia retruca mais Maggie apareceu me levando do hospital , eu estava tão cansada mentalmente e fisicamente que apenas me deixei levar.

KARA POV.

eu estava no hospital com o pessoal ,quando Lauren chego junto de Camila pra avisar que jade estava chegando junto de tori.

Beck e andre tentavam consolar cat , enquanto Fred estava sentado no chão de olhos fechados e carly andava de um lado para o outro. E eu estava sentada com Lena me abraçando.

Como isso foi acontecer ?, eu devia ter contado pra Sam. Ela merecia saber de tudo de uma forma mais digna

Mais como dizer pra ela que a família de anos não era sua família?, como dizer pra ela que não sou sua irmã, se tudo em mim diz o contrário.

- Gente.. - Robbie tinha chegado com um buquê de flores. Tem que ser muito cara de pau mesmo. Eu já ia me levanta quando vir Fred levanta com raiva e chorando ?

Ele deu um soco muito forte em Robbie e não ia parar ate que Beck e andre seguraram ele.

- VIU A MERDA QUE VOCÊ FEZ ?, ELA NÃO MERECIA , VOCÊ NÃO CONHECE A SAM DE VERDADE - ele gritava tentando se soltar. - ELA NÃO MERECIA- ele caiu chorando no chão.

Fred sempre brigava com Sam , mais e aquela amizade de irmãos, Sam sempre foi sua irmã mais nova.

Carly foi ate ele o abraçando e olhando pro Robbie.

- Vai embora , ou sou eu que irei te bater- ela grito mais chorando do que com raiva.

Era incrível como uma palavra podia destrui a vida de várias pessoas.

POV ALLY.

Eu via minha irmã, parecia que estava dormindo. Isso me fazia lembra as noites que tive que carrega- lá para o quarto por ter dormido no sofá.

Eu nunca poderia falar para ela que não éramos irmãs, como falar isso ?, se eu nunca vir ela de outra forma .

Eu vir essa menina crescer , era eu que estava la e não sua mãe verdadeira, fui eu que curava seus machucados.

JADE POV.

chegamos do aeroporto e formo direto para o hospital, chegando la minhas irmãs me abraçaram enquanto tori foi acalma CAT que pulou em tori quando a viu.

- Ela ainda não acordo- kara me informo assim que olhei pra ela. - mais não se preocupe está fora de perigo , apenas machuco a cabeça e o braço.

Ficamos horas la , ate Alex volta , ela parecia acabada, em todos esses anos nunca tinha visto ela assim.

- ela acordo - um medico apareceu falando , eu já ia corre quando Alex me impediu pedindo para terem uma conversa antes e Lauren toco meu ombro falando que ia me explica

ALEX POV.

Entrei naquele quarto com ally e kara do meu lado , assim que ela olho pra gente eu sentir vontade de chorar.

- Sam - kara chamo

- Eu falei que queria ver minha família , não farsantes

Essas palavras fizeram ally e kara chorarem , e destruíram meu coração.

    - FAMÍLIA NÃO E A MERDA DE UM SANGUE - gritei de olhos fechados.


Notas Finais


Muito obrigado a quem tem acompanhado minha fic, amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...