1. Spirit Fanfics >
  2. California Dream >
  3. Bonus: Halloween

História California Dream - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Tudo bem meus amores?

Obrigada a quem comentou e favoritou essa semana <3

Boa leitura!

Capítulo 22 - Bonus: Halloween


Fanfic / Fanfiction California Dream - Capítulo 22 - Bonus: Halloween

A semana passou rapidamente e a tão esperada festa de halloween aconteceria naquela sexta-feira atípica, onde até os alunos foram liberados de suas aulas devido ao evento que ocorreria no ginásio escolar.

E fazia uma semana que Hinata não tinha qualquer notícia de Ino a não ser a novidade que ela havia mandado no grupo de mensagens com os amigos:

 

"Estou indo para um retiro espiritual, em breve volto. Xoxo Ino"

 

O que de fato era muito estranho e apesar de quase todo mundo ter caído nessa desculpa idiota, a Hyuuga tinha certeza que nenhum retiro espiritual seria tão bom assim para conseguir com que a loira perdesse a festa que ela mais adorava no ano. O Halloween! Por céus, ela tinha feito Hinata comprar uma roupa em Janeiro para uma festa que era em Outubro e agora inventou que estava em um retiro para se conectar consigo mesmo? Só se o KJ Apa estivesse nesse mesmo retiro ou o Leonardo Dicaprio.

Respirando em cansaço por pensar demais na amiga, a Hyuuga se olhou mais uma vez no espelho antes de pular a janela para encontrar Tenten. Estava se sentindo adorável no macacão da Nasa que se ajustava perfeitamente em suas curvas e combinaria com a fantasia de Ino, que era igual a sua, só que preta ao invés de branca e provavelmente bem mais curta porque na época ela disse que a sua precisava de ajustes especiais.

A jovem balançou a cabeça para dispersar as preocupações e colocou a pochete na cintura depois de verificar pelo nona vez se a sua porta estava trancada. Seria uma jogada de mestre se naquela noite seu pai não descobrisse sua pequena fuga mas ela estava disposta a lidar com as consequências. Era sua última festa de halloween no colegial e ela queria aproveitar como nunca aproveitou nenhuma festa.

Amarrou os cadarços coloridos do all star pela quinta vez e suspirou antes de se arrastar pela árvore que crescia cada vez mais bonita na sua janela até chegar a grama da sua casa com o rabo de cavalo ainda em perfeito estado.

— Ei, você demorou! — Tenten falou dando uma boa encarada no corpo moldado pelo tecido da fantasia de Hinata — Eu deixei o táxi esperando na casa do lado pra não dá bola. Vamos?

— Você está linda — A Hyuuga percorreu os olhos pela fantasia de última hora da chinesa, que consistia em uma saia xadrez vermelha e um cropped rendado da mesma cor que combinava com a tiara de diabinho que ela usava nos cabelos cor de mel, que naquele dia estavam soltos.

— E você está... incrível.

— Vamos logo, hm? — Hinata respondeu ajeitando a franja do rosto enquanto entrelaçam as mãos da intercambista e corriam até o táxi que esperava as duas com o rosto entediado — Eu ainda tenho esperanças que Ino faça uma entrada triunfal nessa festa.

— Seria bem a cara dela, certo? — Tenten fechou a porta do carro amarelo e viu o homem dar partida em direção ao endereço que ela havia dito anteriormente: Santa Barbara High School.

— Estou um pouco insegura sobre hoje.

— Seu pai não vai descobrir e vai ser uma noite inesquecível. Eu prometo.

— Sem Ino por perto sinto que tudo vai ser um desastre — Disse a Hyuuga, abrindo sua pochete e conferido se não tinha esquecido nada importante — As pessoas sempre foram muito maldosas comigo sem ela próxima de mim.

— Ei, você me tem! Não vou deixar que ninguém faça nada de ruim com você — A chinesa passou as mãos pelos longos cabelos de sua companhia, que mesmo presos ainda tinham um comprimento que chegava a seus ombros; o que ela queria mesmo era puxar seu rosto até que elas ficassem próximas suficientes para um beijo, mas com o taxista a olhando feio ela não se sentia muito autoconfiante para fazer isso.

Então ela apenas sorriu com os dentes brancos mostrando que todas as suas palavras ditas continham a completa verdade de seu corpo: ela nunca deixaria ninguém fazer mal a sua garota.

 

Os olhos esverdeados de Sakura eram como duas esmeraldas brilhosas que lhe garantiam um rosto em perfeita harmonia com os cabelos tingidos de rosa. Ela tinha aquele cabelo há tanto tempo que as pessoas constantemente perguntavam se ela tinha nascido daquele jeito, o que não esperavam é que na verdade Sakura Haruno havia nascido com os fios ruivos quase loiros, contudo se sentia muito mais ela, quando estava com seus cabelos tonalizados de rosa.

Ela percebia estar um pouco depressiva enquanto recebia as pessoas na porta, muitos deles seus amigos; Kiba, Shino, Hinata e Tenten já haviam passado por ela menos a pessoa que ela mais queria ver. Ino Yamanaka simplesmente havia sumido e ela havia pegado para si o dever de ser anfitriã da festa na espera que a loira aparecesse de repente, porém cada vez que o tempo passava ela via que isso se tornava cada vez mais distante.

Será que se afastou tanto assim dos amigos que não percebeu que Ino também passava por algum problema? Retiro espiritual parecia uma coisa que Ino não faria. Muito drástico. A loira ela simplesmente viciada em seus aparelhos eletrônicos.

Sakura se encostou na parede decorada com luzes artificiais coloridas buscando apoio físico para o corpo exausto. Ao menos toda aquela historia de festa estava a distraindo da sua própria vida e dúvidas; perdida dentro de si mesma, a Haruno achou naquela confusão de organizar uma festa na última hora uma zona de conforto longe de seus pais. Então ela se emaranhou dia e noite nas questões festivas para quem sabe tornar o lugar perfeito para a amiga que havia sumido.

Sua fantasia de última hora consistia na mesma do ano passado. Usava a mesma máscara de mulher gato e os fios rosados soltos, desgrenhados de propósito, e um shorts preto que combinava com o body de renda igualmente escuro, junto com um coturno militar.

— Uau, eu super deixaria essa gatinha me arranhar — Um loiro que Sakura conhecia muito bem proferiu com uma expressão galanteadora no rosto.

— A mesma cantada no ano passado, Naruto? — A dona de cabelos rosas lançou um sorriso para o amigo que apenas deu de ombros para seu comentário — Eu adorei sua fantasia — Ela disse dando uma boa conferida no rapaz que vestia um terno verde com vários pontos de interrogações espalhado.

Naruto estava de "charada"; um vilão do mesmo universo DC que sua fantasia.

— O que você acha de virarmos essa festa de cabeça para baixo igual aos velhos tempos? — O Uzumaki estendeu a mão para que Sakura encaixasse a sua ali.

— É a última festa de halloween no Santa Bárbara, acho justíssimo.

— Tô certo, né? — O loiro questionou com seu habitual bordão ao mesmo tempo que adentrava a festa acompanhado da Haruno que sorri minimamente.

Ao menos aquela noite ela iria esquecer de tudo de ruim que habitava dentro dela e focaria apenas nas coisas boas, que ela sabia ainda existir em si.

 

— Uau — Foi a primeira coisa que saiu dos lábios masculinos de Sasuke quando encontrou Hinata sentada nos bancos do ginásio sozinha.

— Sasuke! — A Hyuuga exclamou sentindo suas bochechas esquentarem com o sorriso de canto que surgiu no rosto do moreno — Uau digo eu... — A última frase saiu baixinho porque Hinata sentiu sua garganta se fechar quando reparou na roupa de militar que o Uchiha trajava.

Ele estava sexy vestido naquele uniforme.

— Você me dá o prazer dessa dança? — Ele pediu ao passo que a puxava antes de esperar uma resposta positiva ou negativa.

— Sas... — A garota suspirou ao ser arrastada para pista de dança quase vazia devido a música lenta que tocava — Eu não sei dançar!

— A gente só precisa ficar agarradinho.

— Só? — Hinata perguntou sentindo sua cintura ser tomada pelas mãos masculinas que aconchegaram os corpos a centímetros de distância.

— Você com certeza é a mais gata de toda essa festa — Sasuke abaixou os olhos para encontrar os claríssimos como água da Hyuuga e sorriu ao admirar o rosto pintado levemente por uma maquiagem simples — Porque você está vermelha?

— Você sabe que... não sei reagir a elogios...

— É bom você se acostumar.

— Você parece de bom humor — Ela falou logo após ouvindo uma risada aguda do rapaz que fez todos seus pelos arrepiarem-se.

— Sim — O Uchiha beijou levemente a pele quente da bochecha de Hinata — Você me deixa de bom humor — Ele disse, um sorriso se formando nos seus lábios antes de tomar a boca pintada de vermelho de Hinata em um beijo molhado que durou até o final da canção.

Era alguma da Lana del Rey. Parecia ser video-games. Sasuke não entendia muito de música indie, nem sobre sentimentos, mas de uma coisa ele sabia: ele não queria que aquela música acabasse porque não queria deixar a Hyuuga ir embora do calor dos seus braços.

 

Kiba sentia seu corpo vivenciar mais uma dose de euforia quando ganhou outra vez de Shino no videogame retrô instalado na festa com alguns jogos de Mario Kart. Ele e o namorado, nerds como eram, correram para o canto onde ficava a televisão vintage e estavam lá até agora sem deixar que outros aproveitassem muito o jogo.

— Acho que tá na hora de gente curtir um pouco a festa, Kiba — Shino falou largando o consolo do videogame.

— Você está é cansado de perder que eu sei — O Inuzuka se levantou rapidamente, espreguiçando-se e em seguida ajeitando a fantasia de zumbi que combinava com a do parceiro — Será que Ino já chegou?

— Teríamos ouvido gritos se ela tivesse chegado.

— É... você tem razão — Kiba disse encolhendo um pouco o corpo enquanto passava de mãos dadas com Shino pelo centro da festa.

Apesar de já ter se assumido com Shino a um bom tempo, as pessoas ainda cochichavam indiscretamente quando ele andava íntimo com o rapaz. E ele se sentia mais desconfortável do que nunca quando tinha que lidar com os olhares que destilavam veneno.

— Oh, tem muita gente fantasiada de zumbi — O Aburame se encostou na parede enfeitada com ossos e dentaduras falsas — Acho que nem adianta a gente se inscrever no concurso de fantasias.

— Na minha cabeça ninguém escolheria zumbi porque é algo que todo ano alguém escolhe, desculpa — Kiba explicou com um suspiro pesado saindo dos seus lábios.

Fechando os olhos, ele bebeu um gole do ponche de rum que estava sendo servido naquela noite e tomou coragem para trazer Shino pelo rosto até o seu e lhe tomar os lábios, pela primeira vez em público.

 

Felicidade: era tudo que Hinata sentia habitar seu corpo pequeno naquela noite á medida que tentava inutilmente junto com Tenten ensinar Sasuke a dançar. Claro que já havia se passado várias horas de festa e ela havia consumido muita bebida alcoólica desde então, por isso talvez ela estivesse mais feliz que o normal e nem notava que ela e a Mitsashi espremiam Sasuke numa dança sugestiva.

Ela estava tão ocupada em fazer seus próprios movimentos, descendo até o chão e rebolando distraidamente que nem notou quando a multidão se abriu para alguém que chegava na festa. Ela só parece se ligar que havia algo errado com a música mudou para um volume mais baixo e então seu coração ferveu ao imaginar que Ino tinha finalmente comparecia a festa. Afinal, o que mais poderia ser?

Quando Hinata se virou seu rosto transformou-se lentamente de uma expressão feliz para assustada.

— Pai... — A Hyuuga disse sentindo-se pequena diante dos olhos que a encaravam frios.

— Que pouca vergonha foi essa? — O corpo do mais velho exalava frustração quando ele puxou a filha pelos braços — Você foge de casa para ficar se esfregando a três?

— Pai....

— Cale a boca! — Hiashi gritou e Hinata paralisou naquele instante quando olhou por cima dos ombros e viu que a maioria dos jovens tinham os celulares apontados para ela e para a cena que seu pai exercia.

O Hyuuga mais velho estava visivelmente alcoolizado quando puxou a filha pelo braço a arrastando para o lado de fora. A arrastando porque Hinata simplesmente não conseguia se mexer; quando a jovem percebeu os smarthphones, uma onda de ansiedade tomou todo seu corpo como a muito tempo não tomava e então ela se dissociou de si.

— Ei! Você tá machucando ela cara! — Sasuke engoliu seco tentando puxar a Hyuuga para si mas tudo que ganhou foi um empurrão do mais velho que era obviamente mais forte que ele.

— Hinata, será que você pode colaborar e andar? — Hiashi perguntou para a jovem que acenou positivamente antes de tentar se recompor.

Porém assim que seu pai a soltou, Hinata experimentou toda bebida e comida revirar-se dentro dela e foi inevitável o vômito que veio a seguir no meio da pista de dança. Depois disso, ela desmaiou e Hiashi teve que tomá-la nos braços e levá-la assim até seu carro, o tempo todo sendo escoltado por Sasuke que não admitia que ele a tratasse daquela maneira.

— Ok, o show acabou — Uma voz masculina chamou a atenção de todos; era Shikamaru na sua fantasia de um dos assaltantes em La casa de Papel — Se vocês tem o mínimo de empatia no coração de vocês, eu sei que vão apagar o que acabaram de filmar.

— Apagar? — Shion gargalhou; estava belíssima fantasiada de coelhinha mas toda aquela beleza era proporcional a maldade que se espalhava no rosto — Isso já tá no twitter cara!

 

Temari usava a mesma proposta de fantasia do namorado para disfarçar a barriga que crescia mais rápido do que ela podia imaginar. Ela andava junto com seu namorado e os outros pelas ruas de Santa Bárbara logo após o desastre Hiashi ter aparecido na festa.

De repente tudo pareceu sem graça e a festa não tinha mais como prosseguir, pelo menos não para eles que estavam inquietos com o estado da amiga. Sabiam que ela tinha diversos problemas e que aquilo de alguma maneira poderia ser um gatilho quando acordasse no outro dia e se deparasse com toda cidade falando dela.

— E o bebê? — Sakura perguntou inocentemente ouvindo um suspiro dos lábios do Nara e da Sabaku.

— Nossos pais meio que ainda não sabem... — Temari sorriu mecanicamente tentando transparecer que estava tudo bem — É complicado... vocês sabem... a família do Shika não gosta muito de mim.

— Eles que estão perdendo — Naruto gritou, ele estava mais atrás, avançando com as mãos no bolso e um semblante triste no rosto.

A Sabaku sentiu todo seu corpo arrepiar-se quando os braços masculinos de Shikamaru a abraçaram. Olhando a situação de todos ali, parecia que estava todo mundo na mesma merda.


Notas Finais


Então gente. Ino inventou essa. Quanto tempo para a Hinata descobrir que é mentira?

E tivemos um leve momento sasuxhina também. O sentimento dos dois tá crescendo cada dia mais e proporcional.

Não me matem pelo cap 🤦‍♀️
Comentem o q acharam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...