História Caligrafia de versos curtos de pouca significância - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Angst, Drabble, Ultravioheart
Visualizações 44
Palavras 179
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi.

Capítulo 1 - Único; cômodo escuro de luz fraca


A aerosfera de perfume doce sufoca meus pulmões, tomando meu existir sorrateiramente como um amante gracioso (é como olhar as estrelas no céu, sabendo de suas histórias de amores mortos); e hoje deixei a paranoia ocupar cada cômodo (vazio no vácuo) do meu cérebro. Meu coração se liquefaz em magma ominoso e não encontro saídas para o inverno que tornou-se abrigo.


No sótão, desenho palavras difíceis de articular sem errar, e insisto na luz fraca de um futuro que não virá junto à bons presságios de uma mãe supersticiosa. Afinal, parte de tudo é caos e nadar contra a corrente nunca é opção coerente. Arte rupestre feita por um cérebro defeituoso ambicioso para ser digno.


Por vezes, sou de caligrafia de versos curtos de pouca significância, sem inspiração linear (de constância pura). Mixórdia causada por vozes furiosas, todas de mesmo tom sufocante e triste. Esqueci uma caneta sobre o caderninho em branco, esperando que aquela poesia sobre ela surgisse. Sei de universo, converso com astros, mas pouco sei das coisas que importam


e o futuro vem de forma que não me enxergo.


Notas Finais


é isso aí, tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...