1. Spirit Fanfics >
  2. Call me baby - Chanbaek. >
  3. Capítulo 3

História Call me baby - Chanbaek. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Hehehe boa leitura meus xuxus❤️❤️❤️

Capítulo 3 - Capítulo 3


A manhã havia se iniciado,mas meu corpo estava em cacos,e a preguiça me corroendo. Largar uma cama quentinha e ir pra escola não era uma escolha.

Já arrumado e pronto pra sair de casa,dei um beijo na bochecha da minha omma e sorri.

— Ah filho, dê esse convite para o Soo pra ele dar pra mãe dele, depois de amanhã darei uma festa aqui em casa,pra comemorar a chegada da sua vó. — Sorri e assenti pegando o convite e saindo de casa em seguida.

Em minha casa era raro ter uma festa,a não ser que algum familiar viesse nos ver. Na minha família minha omma tem a mania de falar que eu sou um bebê mais velho,oque eu acho uma besteira,não sou um bebê.

Minha avó é uma velhinha fofa eu diria,ela ama gatos,e também ama tartarugas,oque certamente é meio estranho, porque ela não tem nenhuma tartaruga. O aniversário da velhinha estava perto,e como faz tempo que eu e minha omma não vemos a velhinha,nos resolvemos mandar dinheiro pra ela vir até Seul. Aos 88 anos meu avô morreu de câncer,isso deixou minha vó bem abatida,mais não isso não fez ela parar de sorrir.

Já quase na esquina da casa do Soo,eu resolvi ficar encostado na parede do estabelecimento. Olhando em volta eu notei o grupinho que vinha na esquina e logo me escondi atrás de um poste.

Besteira eu sei, porém eu também sei disfarçar.

— Baekkie? — Puxei Soo para minha frente, e logo apontei para esquina. — Ah…O'que tem eles?

— O'que tem eles?…Ah nada,mais o Chanyeol está ali,então meio que tem alguma coisa. — Falei rancando uma risada de Soo.

— O Jongin mora em frente a minha casa,todo dia eu vejo ele,então né,eu não estou impressionado. — Falou Soo me fazendo suspirar. — Cara é sério, Chanyeol não é uma celebridade,ele é só um aluno popular.

— Mas eu gosto dele. — Falei começando a andar,antes que o grupinho dos três garotos não alcançasse.

— Verdade…não quer me falar sobre esse sentimento? — Soo perguntou e eu apenas assenti com um pouco de receio.

— Quero sim,mas você é a primeira pessoa que eu falo. — Falei andando mais rápido. — Você sabe que minha omma não pode saber que eu gosto de homem certo? Ela vai ter um infarto tadinha.

— Sei sim,agora para de enrolação e me fala O'que tá acontecendo. — Mordi levemente meu lábio,e segurei as alças da minha mochila.

— Então…você sabe o quanto o Chanyeol é popular,até aí eu não tinha notado ele nem algo do tipo. Nos intervalos a gente não falava nada de interessante,então foi aí que eu vi o Chanyeol pela primeira vez. Achei ele tão lindo,tão maravilhoso,tão perfeito,e ainda canta na bandinha da escola. — Suspirei apaixonado.

— Aish,termina de falar vai! — Ri e virei a esquina junto com o Soo.

— Como eu disse,eu comecei a observar ele,e eu acabei gostando dele,e tipo eu sempre olho pra ele,não tem um momento que eu não olhe pra ele. — Falei dando uma voltinha e rindo. — Eu gosto muito dele.

— Está apaixonadinho? — Corei e dei um tapa em Soo. — Mais respeito,estou apenas gostando dele.

— Você disse que estava apaixonado. — Cruzei os braços e fiz bico.

— Eu não estou apaixonado Ya! Estou gostando dele, é bem diferente. — Falei rancando uma risada de Soo.

— Ele parece um poste. — Falou Soo caindo na risada.

— Aish você não presta. — Ri entrando na universidade junto ao Kyungsoo.

×××

A primeira aula estava bem chata, geografia é uma merda,e eu só queria sair correndo da sala de aula.

— Hey, Baekkie… — Olhei para o Soo, enquanto o mesmo me chamava. — Baekhyun!!

— Aí calma. — Fui até o Soo.

— Fiquei sabendo que hoje teremos algumas aulas a mais,que tal a gente matar aula? — Arregalei os olhos,e neguei com a cabeça. — Foi um grupinho que chamou a gente,vai mesmo ficar na escola?

— Vou sim. — Falei e voltei para o meu lugar.

— Então eu também vou ficar. — Falou Soo e eu sorri.

Pelo menos não irei ficar sozinho, enquanto a metade da escola vai matar aula por conta de uma aulinhas a mais.

×××

As duas últimas aulas foram rápidas,por conta da reunião dos professores,e fizemos tudo rapidamente até mesmo os deveres que eram pra ser entregues.

E já no refeitório Soo e eu comiamos o de sempre,sem falar nada. Com a metade do refeitório vazio eu aproveitei pra comprar mais algumas coisas,

— Baekhyun vai na sala de música pra mim? — Soo Perguntou e eu apenas suspirei assentindo.

— Aliás O'que você quer que eu pegue? —

— Meu livro que ficou na prateleira de cima,da parede da esquerda. — Me levantei e sai andando em direção a sala de música.

Os corredores estavam um pouco vazios de mais,e os professores estavam em reunião. Subi as escadas e adentrei a sala de música que Soo e eu estávamos antes.

Fui em direção a prateleira e peguei o livro que estava na ponta,e logo abri para ver o nome.

“Kyungsoo”

Apenas dei meia volta, porém olhei para o violão e sorri. Deixei o livro do Soo encima do teclado,e peguei o violão,me sentando em uma cadeira logo em seguida.

— já que a escola toda evaporou, porque não né? — Ri falando sozinho.

Comecei a tocar algumas notas que aprendi na aula de música,e logo comecei a cantar, sentindo meu coração bastante acelerado. Aos poucos comecei a me soltar mais e a cantar mais alto,tentando não errar alguns acordes do violão.

Ao terminar de cantar e de tocar o violão,ouvi palmas e me assustei olhando pra porta.

— Parabéns! — fiquei estático vendo Chanyeol bater palmas e logo sorrir e vir até mim. — Você canta bem.

Corei e larguei o violão me levantando em seguida.

— Hey,não precisa ficar com medo,não vou morder você. — Chanyeol riu e eu continuei olhando ele. — Como se chama baixinho?

— B-Baekhyun…Byun Baekhyun. — Falei abaixando a cabeça, sentindo minhas mãos soarem.

— Prazer Baekhyun,sou Chanyeol…Por que não entra pra banda da escola? Você canta Realmente muito bem. — Corei mais e neguei com a cabeça.

— D-Desculpa,eu preciso ir. — Falei pegando o livro do Soo encima do teclado.

— Não quer cantar mais uma vez,pra mim? — Senti meu coração acelerar, porém neguei.

— E-Eu r-realmente p-preciso ir. — Saí correndo da sala de música e desci as escadas com pressa.

E antes de voltar até o refeitório,entrei no banheiro e fui até a pia,e me olhei no espelho apregado na parede.

— Ahh Byun,será que você não consegue falar nada sem gaguejar?! — Falei sozinho enquanto molhava meu rosto, sentindo a ardência do meu rosto,sair aos poucos.

— Byun? — Olhei Soo pelo espelho,o vendo bastante irritado. — Eu pensei que você tinha ido embora,ou matado aula,ou ido até uma biblioteca procurar meu livro.

— Desculpa,eu acabei me distraindo na sala de música. — Falei me virando e dando o livro para KyungSoo.

— Sei, agora vamos pra sala de aula,o sinal já vai tocar. — Assenti e logo caminhamos para fora da sala.

E eu fiquei sentindo meu coração mais acelerado que o normal.

×××

O intervalo foi um pouco mais rápido que anteriores,então tivemos quatro aulas,e não saímos mais cedo.

Na última aula eu passei a olhar pro quadro,um pouco perdido nos pensamentos.

Além de ter tido meu primeiro "diálogo" com Chanyeol,eu e Soo tivemos que fazer uma prova surpresa,e ainda fazer algumas questões do quadro,nas quais acertamos todas. Ser um aluno exemplar não é fácil,ainda mais quando você é bajulado na escola,uma coisa que eu certamente odeio.

Os professores não lingam para quem é popular,isso todo mundo sabe. E enquanto os alunos que mataram aula todos eles estão sendo procurados pelo diretor. E eu como não sou doido,não aceitei matar aula,porque sou exemplar.

Sigam meus conselhos.

Se a vida te der laranjas, faça um suco com as laranjas.

Meio sem sentido,mas vai. Na escola os professores pegaram uma mania de chamar os alunos de peste,e bom eles nos xingam mentalmente,porque não podem xingar a gente do jeito que eles querem.

A universidade é bem famosa por conta dos campeonatos de basquete,e Chanyeol é um grande veterano no time. Jongin sempre fora atraente jogando e quando ele e o Soo ainda eram amigos,eles deram um selinho sem querer,até imagino a cara de bobão do Soo.

Na metade do meu antigo tempo na universidade eu ficava olhando Chanyeol,e quem me visse iria pensar que eu sou um Stalker,oque não é verdade. Porém ver Chanyeol com garotas não é uma opção pra mim.

Nem sei porque estou pensando isso.

— Baekkie! — olhei para trás vendo a Yoora.

— Que foi Yoora? — Revirei os olhos,e cruzei os braços.

— Isso estava no chão,acho que é seu. — Olhei para mão da mesma,notando o convite de Kyungsoo.

— Obrigado,eu nem estava lembrando do convite. — Sorri e olhei para o Soo que estava ao meu lado. — Hey Kyung!

— Aish,que foi? — Soo me olhou seriamente,e eu quase ri da cara do mesmo.

— Vai pra festinha da minha vó,e chama sua mãe. — Dei o convite pra ele e sorri.

— Ahhh a senhora Byun! — Soo sorriu. — Ela faz comidas tão boas.

— Ela é minha vó,minha vó,minha vó! — Falei rancando uma risadinha do mesmo.

— Eu não vou roubar sua vó,fica tranquilo. — Soltei um “hum” e assenti.

×××

— Volta aqui seu filho da mãe!! — Gritei correndo atrás de Kyungsoo, enquanto o mesmo corria com minha mochila.

— Vem pegar Byun! — Suspirei e continuei correndo atrás de Kyungsoo,tentando não cair no chão,apenas por sentir minhas pernas fracas.

— Aigo eu tenho que ir pra casa!! — Gritei vendo Kyungsoo largar minha mochila no chão da calça da esquina,e sair correndo. — Seu filho da mãe!!

— Até amanhã Byun! — Gritou Kyungsoo e peguei minha mochila no chão.

Olhei para os lados e saí andando,com um pouco de frio e vendo o tempo nublado. Os alunos que estudavam de tarde passavam correndo para mais um dia cansativo de aula.

Ao chegar em casa notei algumas malas no canto da porta,e logo que olhei pro sofá avistei minha vó.

— Meu menino,venha cá, dá um abraço na sua vó! — Sorri e larguei minha mochila indo até a mais velha e a abraçando. — Como você cresceu!

— A senhora está mais bonita vovó! — Dei um beijo na bochecha da mesma, sentindo o cheiro de lavanda,do perfume da mais velha. — A senhora não iria vir só amanhã?

— Resolvi adiantar,eu estava louca de saudades de você e de sua mãe. — Sorri e me sentei no sofá,vendo minha omma com uma bandeja nas mãos,saindo da cozinha.

— Deu o convite pro Kyungsoo filho? — Assenti e peguei um xícara de café com leite,já que eu não gosto muito de café puro. — Sua vó me pegou de surpresa,ela está tão ansiosa quanto eu.

— Isso é bom. — Falei bebendo um pouco do café com leite. — Aliás, mãe a senhora convidou quantas pessoas?

— Ah eu não sei. — Falou minha omma se sentando sobre o sofá. — Umas cem ou duzentas pessoas.

— Nossa,são tantas pessoas assim? — Vi minha vó soltar uma risada divertida e logo em seguida bater em meus ombros.

— Você tem tantos familiares que nem sequer imagina Byun,agora me diga,os Parks viram filha? — Olhei confuso para minha omma,e logo botei a xícara de café na mesinha do centro.

— Irão vir sim,sei que irá gostar de ver o garotinho Chanyeol novamente. — Arregalei os olhos e botei a mão na boca. — Que foi Baekhyun?

— N-Nada. — Tossi e sorri.

— Chanyeol já deve estar mais grande filha,até porque quando eu o vi ele tinha uns cinco ou seis aninhos. — Minha vó falou e suspirei me levantando. — pra onde vai querido?

— Vou tomar um banho,até logo mais vó. — Falei e saí andando da sala.

       Pelo jeito a festa da vovó será mais interessante do que eu imagino.


Notas Finais


Tururu,gente eu to cansada de tanto escrever,acho que minha mão vai cair! Ahhh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...