História Call me daddy - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Madara Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Hinata, Hyuuga, Madahina, Madara, Sasuhina, Sasuke, Uchiha
Visualizações 155
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu gostaria de agradecer aos comentários e aos favoritos que a fic recebeu, estou muito feliz. Eu tentei revisar esse capitulo duas vezes, mas é possivel que tenha passado erros. Ultimamente tenho desejado muito alguém qualificado pra revisar/betar as minhas fics, mas é tao dificil... enfim, o capitulo nao tá muito grande nem muito agitado, mas aos poucos a estória vai se desenrolando. Espero que gostem.

Capítulo 2 - Inveja?


 

Madara acordou no início da manhã, seu relógio biologico estava acostumado a acordar pouco antes das cinco horas da madrugada, era sempre assim. Por vezes utilizava remédios para combater a insônia. 

Encarou o teto por alguns segundos antes de puxar o ar enchendo os pulmões e soltando-o lentamente enquanto reunia forças e para se levantar da cama. Estreitou os olhos e levou a mão até a testa, murmurando um palavrão. Estava sentindo uma puta dor de cabeça, o que era estranho por que não havia consumido nem o mínimo de alcool possível para lhe causar ressaca. Talvez fosse a ressaca moral lhe causando dores na consciência, pensou erguendo-se em esplendida nudez seguindo para o banheiro pertencente a suíte. 

Apoiou as mãos sobre o mármore negro da pia do banheiro, encarando o próprio reflexo no espelho por longos segundos. As olheiras eram aparentes no rosto maduro do homem, mas sempre fora assim também. Era excesso de trapalho aliado a insônia, um combo que contribuía para sua aparência cansada. 

Fez sua higiene matinal como de costume, tomou um banho frio para acordar de fato e enrolou-se numa toalha branca. Saiu do quarto e caminhou pelo corredor até alcançar a sala de estar e depois seguir para a cozinha. 

O Uchiha não controlou o repentino susto quando deparou-se com uma mulher de costas, vestindo apenas uma blusa masculina e deixando amostra parte da roupa intima, uma calcinha de cor preta. Ela procurava algo na geladeira e quando fechou a porta, com uma jarra de água na mão, quase saltou para trás assustada. Corou imediatamente. 

"Me desculpe, sr. Uchiha... er... eu, eu, eu estava com sede..." era Hyuuga Hinata, completamente constrangida, na frente de Uchiha Marada. A moça o olhava como se ele fosse uma aberração, ou quem sabe um monstro. Mas na verdade ela estava chocada sobre como um homem na casa dos quarenta anos de idade conseguia manter um físico como aquele.

O moreno não pode controlar os próprios olhos que deslizaram pelo corpo curvilíneo da jovem Hyuuga com um certo brilho de malícia, mas logo percebeu que isso só a deixava mais constrangida e voltou a encara-la olho nos olhos. 

"Fique à vontade, Hyuuga." A voz grossa de Madara pareceu soar como um sino que despertava a moça de seus pensamentos. "Achei que seu pai fosse mais rígido e não te permitisse dormir fora de casa." O Uchiha caminhou pela cozinha, enquanto falava em tom despreocupado.

"Ah... er... eu tenho vinte e um anos, senhor. Acho que ele já não pode mais me proibir de muitas coisas." A resposta um pouco hesitante no começo se tornou firme, surpreendendo a própria Hyuuga pela "audacia" de responder alguem mais velho daquele jeito.

Marada a encarou por alguns segundos e depois virou-se de costas, procurando algo dentro dos armários da cozinha. Quando voltou em direção onde a Hyuuga estava minutos antes, não a encontrou. Deu de ombros e praguejou mentalmente sobre aquela maldita situação constrangedora. Se bem que era culpa de Sasuke por traze-la sem nem comunica-lo, e culpa dela por andar daquele jeito sexy na casa dos outros, pensou o moreno.


Hinata voltou para o quarto do Uchiha mais novo o mais sorrateiramente possível. Depois daquele encontro constrangedor com o senhor Uchiha, ela simplesmente não conseguia controlar as próprias pernas. 

Desde criança, Hinata sempre soube que Uchiha Madara era um homem tão duro quanto seu pai e, apesar de ser alguns anos mais novo que Hiashi, era tão temido quanto. 

"Já está acordada, Hina?" Perguntou o Uchiha a encarando confuso. 

"Ah, eu fui beber água..." Ela sorriu sem graça e deitou ao lado do namorado. "Acabei esbarrando com seu tio... Ele me dá arrepios." 

"Ele pode ser um pouco assustador mesmo, mas todos os Uchihas são assim, Hina... e mesmo assim, cá estamos nós." O Uchiha a puxou pela cintura, fazendo o corpo dela encaixar no seu. 

"Todos os Uchihas são sedutores assim também?" Questionou a Hyuuga sorrindo, distribuindo beijos pelo pescoço pálido do rapaz.

"Dizem as más línguas que sim" Sasuke soltou uma risada abafada e depositou um beijo no topo da cabeça da namorada. 

Sasuke nunca fora um rapaz muito aberto a novas pessoas e a paixão pela Hyuuga surgiu de forma gradual. Para ele, paixões a primeira vista não eram plausíveis.

Hinata se lembrava exatamente como a amizade que os dois desenvolveram veio bem antes de qualquer interesse romântico. Não que eles não achassem um ao outro atraente, mas todos dois dependiam de muito mais que aparências para se deixarem apaixonar por alguém. Ela sempre muito tímida, ele sempre muito apático. Era um casal pouco provável, mas quando foram de certa forma obrigados a trabalharem juntos em um evento da faculdade, o Uchiha percebeu o quanto a menina dos olhos pérolas era muito mais que um rosto corado e notas excelentes. E a Hyuuga descobriu que Sasuke era mais sensível do que jamais podia imaginar, e tão divertido como ele nunca havia se mostrado nos três anos de ensino médio mais um ano de faculdade nos quais estudaram juntos. 

O primeiro beijo dos dois aconteceu numa cafeteria próxima a universidade, enquanto debatiam sobre como abordariam o tema do seminário. Sasuke não pode controlar o impulso de tomar os lábios rosados de Hinata quando ela argumentou de forma tão inteligente afim de faze-lo mudar de ideia. Depois do primeiro beijo, vieram muitos outros e logo, estavam os dois apaixonados.

"Eu tenho que ir para casa, papai pediu que eu voltasse antes das nove horas para buscar Neji no aeroporto." A Hyuuga disse tentando desvencilhar-se dos braços do Uchiha.

"Não temos tempo nem para uma brincadeirinha?" Perguntou ele mantendo os braços em volta dela. 

"Nós 'brincamos' a madrugada inteira, Sasuke!" Exclamou ficando corada.

"Certo, vamos tomar banho e eu te levo até o aeroporto." O moreno aceitou a derrota.

"O banho juntos eu aceito, mas não precisa me levar. Papai disse que o motorista estará aqui as oito em ponto." Hinata levantou da cama novamente, sendo seguida pelo namorado.

Os dois tomaram banho juntos, como um típico casal apaixonado. Sasuke mal podia crer que depois de tanto tempo se sentindo tão vazio e infeliz,ele teria o privilégio de sentir algo tão bom novamente. 

Quando o banho terminou, ela se vestiu decentemente enquanto ele apenas vestiu um short preto qualquer. Tomaram café da manhã e em seguida ele o acompanhou até o carrro onde o motorista a esperava, despediram-se com um beijo e entao ela partiu. 

O Uchiha entrou em casa novamente e franziu o cenho ao ver seu tio sentado na poltrona da sala de estar. Raramente Madara estava em casa, e quando estava, mantia-se trancado no proprio quarto ou escritório. 

Ao notar o olhar confuso do sobrinho/filho, Madara pigarreou e começou: "Espero que não esteja brincando com os sentimentos dessa menina... Hiashi ja me comunicou que irá te castrar se você feri-la de alguma forma"

Sasuke suspirou e respondeu: "Não estou. Sasuke Uchiha está completamente rendido a primogênita dos Hyuuga." E levantou os braços como se rendesse a situação.

"Se você diz..." murmurou Madara. 

O Uchiha mais velho internamente batalhava consigo mesmo para não desejar que aquele relacionamento acabasse. Ele sabia o quanto era errado e amava o sobrinho, queria ve-lo feliz. Percebia que desde que a menina entrara na vida dele, Sasuke estava mais leve, menos irritado. 

Madara simplesmente decidiu que estava apenas com inveja do sobrinho e que logo logo esse sentimento passaria. Mal sabia ele que estava tudo apenas no início de um longo e confuso caminho que os dois Uchuhas teriam que encarar pela frente  




Notas Finais


Qualquer erro me avisem, farei o possivel para revisa-lo novamente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...