História Call me master - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Itanaru, Naruto, Yaoi
Visualizações 273
Palavras 1.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oioi, bem digamos que minhas provas começam essa semana, então o bagulho ta pesado , sim, eu atrasei, e vou atrasar so mais um poquinho, mas peço que não desistam de mim, plsss, prometo que vou compensar

Capítulo 26 - Capitulo 25


Eu simplesmente não acreditei no que eu via, naruto era quem tinha atendido a porta, seus cabelos estavam desgrenhados, seu corpo completamente cheio de marcas, o perfume masculino estava impregnado na camisa que ele usava, isso só poderia significar uma coisa, ele havia acabado de acordar de uma noite de foda.

Naruto: ah, itachi.- disse fingindo surpresa- oque faz aqui?

Kakashi: ahh, itachi-san.- disse um cara de cabelos prateados abraçando naruto por trás, mas que merda era aquela!?- calma naru, ele veio apenas pegar uns documentos.- naru?!, então ele deixa esse daí chama-lo como quiser?!- entre por favor, é so um momento enquanto eu vou pegar os documentos.

Entrei, e sentei, esperando enquanto ele ia busca-lo, quando eu percebo que naruto estava nada mais nada menos do que se trocando na minha frente!, literalmente nu!

Itachi: ei , mas oque você pensa que ta fazendo?- perguntei tentando desviar o olhar de suas coxas grossas, so de pensar que esse pamonha teve a oportunidade de prova-las, uma raiva já cresce em mim.

Naruto: ah, francamente itachi , não tem nada aqui que você já não tenha visto, não se faça de santo.- disse terminando de colocar a calça, ficando apenas sem camisa, quando eu ia falar algo, o tal kakashi chegou.- ah, kakashi, eu não consigo achar minha blusa-disse fazendo bico, é oque?!

Kakashi: sem problemas, usa uma camisa minha, toma.- disse colocando no mesmo uma regata preta.- pronto.

Naruto: obrigado, bom eu acho que agora eu já vou.- disse ficando na ponta dos pés e dando um beijo em kakashi, vulgo pamonha, vulgo miserável, ahh, faz so 20 minutos que eu conheço ele, e já o odeio.- byebye

Disse e saiu fechando a porta, quando vejo um sorriso sádico se formando nos lábios do miserável.

Itachi: ei, por que você ta sorrindo assim.- perguntei impaciente pegando os documentos de sua mão, e o encarando.

Kakashi: por nada, é so que, esse dai foi muito fácil de se conquistar, foi so eu me fingir de tímido, contar uma mentirinha aqui, outra ali, e ele já esta na palma da minha mão, é divertido sabe, eu vou so brincar mais um pouquinho com ele e depois terminar tudo.

Então ele estava apenas iludindo o naruto?!, não aguentei e desferi um soco em sua cara, oque o fez cair ajoelhado ao lado do sofá.

Itachi: você.- falei me abaixando e o segurando pela gola da camisa.- quem você pensa que é pra iludir alguém, você se acha no direito de brincar com os sentimentos de alguém assim? Você não passa de um lixo.- de repente cambaleei um pouco , o bastardo tinha me dado um soco.

Kakashi: hahaha, eu faço isso por que é divertido, mas já que você falou com tanta segurança sobre ele, é prova de que vocês já tiveram algum envolvimento, ótimo, agora eu tenho um objetivo muito maior em conquistar ele, e depois eu vou dispensa-lo.

Nesse momento a raiva me subiu a cabeça, subi em cima do mesmo e desferi socos e mais socos, ate começar a sair sangue.

Itachi: não, você não vai, por que eu não vou deixar, eu ainda o amo e tenho certeza de que quando eu contar a ele tudo oque me disse, você sera apenas uma triste experiência do passado, e veremos quem realmente vai ficar com o naruto no final, um idiota sem noção, ou o pai do filho dele!

Dito isso sai daquele lugar , com apenas um objetivo em mente , eu vou reconquistar o naruto!

NA MANHÃ DE SEGUNDA FEIRA

Itachi: caralho deidara, você so me avisa isso agora.- gritei indignado com o loiro do outro lado do telefone.- como é que tu viaja e deixa a len sozinha pra cuidar da boate, e do ayase?!, ahh seu loiro de merda, eu vou fazer oque você pediu mas fique ciente de que quando chegar aqui eu vou acabar com a sua raça!

Me levantei da cadeira do escritório, deidara tinha me pedido bem em cima da hora pra que eu fosse buscar o ayase e mais outro coleguinha dele, francamente.

Passei pela recepção e avisei que não teria hora pra voltar, e fui rápido ate o estacionamento , liguei o carro e comecei a dirigir de encontro a escola, que eu não fazia a mínima ideia de onde ficava, então acabei colocando os dados no gps, em menos de 15 minutos cheguei a mesma, e como se o destino também estivesse armando contra mim ayase estava acompanhado de yuri.

Ayase: eai tio itachi.- disse sorrindo e logo se sentando no banco de trás.

Itachi: pivete eu não sou seu tio.- disse fingindo estar irritado, no fundo eu gostava daquele pestinha.

Yuri: ahh, é o tio daquele dia, do dia que eu desmaiei- disse yuri apontando pra mim enquanto olhava para ayase.

Ayase: uhm, eu lembro dele saindo apressado pela porta depois né? Ele nem percebeu que o zíper da calça dele estava  desabotoado.- disse sorrindo sacana, ele estava tirando proveito da situação e eu sabia muito bem onde isso ia dar.

Itachi: é oque?!, eu estava com o zíper aberto e você nem pra me dizer ayase.- resolvi entrar na brincadeira .

Ayase: pra que, se o divertido é fazer você de bobo em frente as moças.- disse pomposo, arrancando uma risada de yuri, uma risada linda que fez meu coração se aquecer.

Yuri: ei aya-chan, pergunte ao seu tio se nós podemos ir tomar sorvete.- cochichou yuri, com vergonha de me pedir confesso que achei fofo.

Ayase: tio, o yuri quer ir tomar sorvete.- disse deslambido

Yuri: aya-chan!, n-não é bem assim, e-eu so queria saber se a gente podia.- perguntou abaixando o olhar, corado.

Itachi: não!- disse apenas pra ver a reação dele

Yuri: ah, então sem problema, desculpe.- disse e vi seus olhinhos se enxerem de lágrimas e ele ficar vermelho tentando segura-las, meu coração apertou

Itachi: não yuri, era so uma brincadeira , nós vamos tomar sorvete sim.- disse desesperado tentando evitar que ele chorasse.

Yuri: serio?, ebaa.- disse sorrindo e levantando os bracinhos pra abraçar ayase, ahh, tem como esse pedacinho de gente ser mais fofo.- sorvete, sorvete, sorvete.

Estacionei em uma das vagas da pracinha que me possibilitava estar praticamente em frente a sorveteria.

Descemos do carro, e ofereci para que cada uma pegasse em minhas mãos, só então atravessamos a rua, chegamos ao balcão e enquanto esperávamos pra sermos atendidos ouvi a conversa de uma das senhoras ali.

-ah que lindo, ele deve ser um pai tão prestativo , levando suas crianças pra passear.- sorri convencido, mas logo fui tirado dos meus pensamentos pela atendente que me perguntava qual sabor iriamos querer.

Ayase: eu vou querer de menta com chocolate e cobertura de chocolate, também.

Yuri: então, eu vou querer um de morango com baunilha e cobertura de doce de leite.- disse sorrindo pra atendente que ficou corada.

- e o senhor?-perguntou me olhando atentamente.

Itachi: ah, eu vou querer um de creme , de uva e de caramelo, com cobertura de leite de coco , e de morango, com mm e marshmallow por cima.- como não havia almoçado pedi todos os sabores que gostava, e foi tanto sorvete que a atendente ficou assustada

-u-uhm, deu 20.000 yens no total.

Paguei e levei as notinhas ate o próximo balcão onde poderíamos pegar o sorvete, pegamos e fomos nos sentar, as crianças ficaram comendo e conversando enquanto a cada colherada que eu dava, não podia tirar o olho de celular pois estava fechando um negocio via internet, estava tão nervoso que foram praticamente 5 colheradas ate eu terminar, tanto que as crianças olharam assustadas pra mim.

Itachi: que foi?- falei com a boca meio cheia, arrancando risadas dos dois, e acabei rindo também.

Yuri: você ta com um bigode e uva.- falou rindo.- e vocês estão com o nariz sujo de creme.- disse melando a ponta do nariz deles com creme.

Ayase: ah assim não vale, o tio itachi ta se sujando e a gente nem tem como tirar uma foto pra zuar ele depois.

Itachi: não seja por isso.- sai da conversa, que já havia terminado, e coloquei na câmera.- junta ai vocês.- fizemos algumas caretas, mas no final conseguimos a foto perfeita, rendendo boas rizadas de cada um.- vamos meninos, acho que por essa hora a mãe do ayase já ta arrancando os cabelos.

Ayase: ehh, minha mãe vai ficar careca?

Yuri: não seu bobo, é uma forma de falar.- disse rindo.- itachi abaixa aqui.- fiz oque o mesmo pediu e senti um leve selo ser dado na minha bochecha.- muito obrigado por ter trazido a gente.- disse sorrindo, eu fiquei estático, agora mais do que nunca , eu não me importava se esse menino era meu filho ou não, eu vou cuidar dele.

Itachi: u-uhn, vamos.- segurei na mão dos dois para que pudéssemos atravessar a rua, porem yuri soltou-se da minha mão.

Yuri: O GATINHO!!!!!!.- e correu tentando alcançar o gato a tempo, porém o carro foi mais rápido e o atingiu no lugar.

Itachi:YURI!!!!!!!!!!!!!

 

 


Notas Finais


kissus de nutella, meus nenes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...