1. Spirit Fanfics >
  2. Call me sir. (ShikaNaru) >
  3. Capítulo Único

História Call me sir. (ShikaNaru) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, nesse universo mais temos shikatema sem naruhina ok?

Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


O céu estrelado da noite já tomava conta de Konoha, Naruto, como sempre ainda não havia largado sua sala de Hokage, não havia motivos para tal, com tantas coisas que precisavam de sua atenção, não via motivos para deixar o local tão cedo. Apesar do cansaço querer tomar conta de si.

O Uzumaki lia a terceira página de um documento que lhe fora enviado de Sunagakure, estava concentrado demais em sua leitura para reparar na entrada de seu conselheiro e amigo de longa data. Shikamaru sentou na beirada da larga mesa onde estavam algumas pilhas de folhas.

O moreno encarava o Hokage lendo o que quer que estivesse naquele documento. Achava graça como aquele Naruto era diferente do pequeno Uzumaki que corria pelas ruas de Konoha gritando com todos e arrancando gritos raivosos dos moradores da vila, ou o adolescente lerdo que vivia a encher os amigos de perguntas tolas demais que qualquer um teria a resposta.

Aquele loiro que estava sentado em sua grande cadeira e lia tão concentrado, era diferente, e interessante de se ter do lado, Nara nunca poderia negar aquilo, também não negaria que se sentia fortemente atraído pelo outro quando o via daquela forma.

Mas claro, sempre afastava aqueles pensamentos de sua mente quando estavam no local onde se encontravam naquele momento, não era lugar para deixar que suas fantasias aflorassem, por mais que com certeza o ambiente aumentasse ainda mais suas ideias do que fazer com o loiro.

Naruto parecia que não iria reparar na presença de seu conselheiro tão cedo, então Shikamaru pigarreou assim chamando a atenção do Hokage que lhe olhou com o canto dos olhos antes de suspirar e encostar o corpo no encosto de sua cadeira finalmente prendendo seus olhos aos do Nara.

— Ainda trabalhando, Naruto? Já está tarde deveria ir pra casa descansar – comentou quando a atenção do loiro se prendeu sobre si, o Uzumaki soltou um riso fraco e nasalado enquanto balançava a cabeça em negativa.

— Você também não foi pra casa, Shikamaru, está aqui antes mesmo de mim... sabe que não precisa me esperar ir embora pra ir também – respondeu sério deixando seu rosto descansar sobre a mão que tinha o cotovelo apoiado sobre o braço da cadeira.

— Eu sei, mas mesmo que seja um saco, eu gosto de fazer meu trabalho direito, e por isso, Naruto Uzumaki, eu não gosto de ir embora antes de você.

— Eu acho muito ousado da sua parte não me chamar de senhor quando estamos aqui, sabia? – o Uzumaki perguntou levantando e caminhando até estar à frente do moreno.

— Quer que eu te chame de senhor? – Nara arqueou as sobrancelhas recebendo a mesma ação de volta do loiro – pois bem, senhor Hokage, que horas vai embora? – a pergunta feita de forma tediosa arrancou mais um riso fraco do Uzumaki que deixou um sorrido ladino no rosto.

– Eu gosto quando me chama de senhor... – Naruto comentou levando sua destra até o joelho do moreno e começando a deslizar lentamente sua mão para cima enquanto voltava a falar – tenho que admitir que isso me faz fantasiar algumas coisas – os olhos do Nara acompanhavam o movimento lento da mão alheia que apertava de forma gostosa sua coxa – mas eu devo concordar que... ser submisso não é muito sua praia não é, Nara? Se me lembro bem, você adora estar no comando – a mão do Uzumaki alcançou o quadril do moreno passando levemente seus dedos sobre o tecido de seu macacão de um lado ao outro no corpo de Shikamaru que estremecia aos toques do loiro, mesmo que não demonstrasse – deve ser incrível mesmo a sensação de dominar seu superior não é? – um sorriso travesso tomou conta do rosto do Hokage que tirou sua mão de onde estava – e respondendo a sua pergunta, estou indo embora agora, essa papelada pode ficar pra depois.

O loiro então deu as costas deixando Shikamaru com a maior cara de indignado que pudesse, mas o moreno pensou rápido, e antes que o loiro pudesse alcançar à porta, teve seus movimentos impedidos pelo jutsu de seu conselheiro que lhe prendera com a possessão das sombras.

— Não acha mesmo que vai ir embora assim depois de me provocar, não é Naruto? – Nara perguntou sério, ainda sem soltar o Uzumaki, o tom de voz autoritário foi bem recebido pelo outro que riu e virou o rosto para o lado para que pudesse ver ao menos um pouco do moreno.

— Eu te provocando? Que isso, Nara – respondeu sarcásticos voltando a encarar a porta – eu nunca faria isso no meu local de trabalho.

Shikamaru já havia o soltado, e enquanto o loiro terminava de falar o Nara foi se aproximando do outro. Parou quando seu corpo encostara ao de Naruto que ainda mantinha o mesmo sorriso atrevido no rosto. O moreno aproximou seu rosto a nuca exposta do outro fazendo com que sua respiração quente lhe atingisse a pele, causando arrepios no corpo do Uzumaki que fechou os olhos quando o sentiu tão perto.

— Se eu não te conhecesse tão bem iria acreditar nisso – Nara agarrou a cintura alheia o puxando mais pra si fazendo com que seus corpos se chocassem arrancando um arfar leve do outro – mas eu te conheço tão bem, Naruto – continuou falando, com a voz baixa e arrastada, tão perto do pescoço alheio deixando sua respiração entrar em contato com a pele quente do loiro toda vez que falava algo e deslizava o nariz sobre a derme exposta de seu pescoço – só eu sei quantas vezes eu tive que me controlar pra não ceder as suas provocações nessa sala.

– Você é tão difícil, Nara, deveria facilitar as coisas pra mim – o loiro finalmente falou algo, mas a voz tão baixa que se o moreno não estivesse tão perto não iria lhe ouvir.

— Não acho que mereça que eu facilite algo – a mão do Nara deslizou de sua cintura ao quadril e lhe puxou para si deixando que a bunda do loiro chocasse contra sua ereção que despertava – mas hoje, eu vou abrir essa brecha e dar o que tanto quer, Naruto.

O Hokage juntou as sobrancelhas em surpresa e virou-se para encarar o moreno que lhe recebeu com um beijo afoito que foi prontamente correspondido. As mãos do loiro corriam apressadas pelo corpo de Nara tentando lhe arrancar o colete que vestia por cima do macacão. O moreno guiava o corpo do outro em direção a mesa novamente, parou quando sentiu o móvel atrás de si e virou bruscamente o corpo do loiro o deixando de frente a mesa com o corpo deitado sobre a madeira. Shikamaru prendia os braços alheios atrás de seu corpo forçando seu corpo contra o móvel fazendo o Uzumaki arfar por conta do contato da ereção alheia em sua bunda. Nara deslizou sua mão livre até a bunda do Hokage e apertou com força cravando seus dedos no tecido que ainda lhe cobria.

— Eu vou fazer o que você sempre quis, Naruto, vou te foder até você não aguentar mais, bem aqui. Vou fazer você gemer meu nome na sala onde você comanda toda nossa vila, não é isso que queria, senhor Hokage?

Naruto queria responder, mas não conseguia deixar nada sair por sua boca que não fossem gemidos manhosos e sôfregos pela forma que o moreno lhe tratava. Shikamaru mais uma vez virou o corpo do Uzumaki, lhe deixou deitado sobre a mesa e agarrou suas pernas abertas puxando o loiro para si e chocando mais uma vez seus corpos agora simulando uma estocada forte o suficiente pra fazer Naruto gemer em ansiedade para senti-lo.

— fala pra mim Naruto, é isso que você quer? Que eu te foda bem aqui, na sua mesa. — o moreno perguntou segurando o maxilar do outro lhe obrigando e lhe encarar. As íris azuis do Uzumaki estavam mais escuras que nunca, totalmente tomados pela luxúria do momento, a volúpia que Nara sempre lhe provocava estava ali, presente, lhe preenchendo por completo. — não vai me responder, Hokage? Sabe que não gosto de desobediência.

Os olhos azuis conseguiram ficar ainda mais escuros com a fala do conselheiro, sua pupila dilatou ainda mais ao ser chamado de Hokage com o tom tão provocante que fora usado. Seu corpo fervia em chamas de pura volúpia. Um sorriso convencido tomou conta do loiro, saber que conseguira provocar esse lado do moreno era excitante e estava pronto para provar de tudo que o outro queria lhe oferecer. — se já sabe o que quero pra que pergunta? — a resposta viera de forma irônica e com a expressão mais provocante que o rosto do Uzumaki poderia fazer, e era uma feição tão gostosa que Shikamaru poderia rasgar sua roupa ali mesmo e lhe foder até sentir as pernas bambas e a respiração fraca, mas ainda não era o momento.

Apesar de gostar da resposta malcriada, Shikamaru precisava mostrar quem estava no comando ali e por isso o primeiro tapa no rosto de Naruto fora dado, deixando sua bochecha avermelhada e o loiro ainda mais excitado pelo ato. Nara daria um segundo tapa se não fosse impedido pelas mãos ansiosas do Uzumaki lhe puxando para um ósculo afoito e desajeitado, o moreno deu mais uma estocada na bunda do outro, forte e certeira, e Naruto gemeu contra a boca do conselheiro que mordera seu lábio inferior em aprovação com o som gostoso que saíra do outro.

As mãos de Shikamaru começaram a abrir o casaco do hokage, levantando seu corpo para retirar de vez o agasalho do Uzumaki. Sua camisa também logo fora arrancada e o moreno não demorou a começar a marcar a pele branca de seu superior, lhe enchendo de mordidas e chupões sobre o todo desnudo, seus mamilos sendo maltratados pelos dedos do conselheiro.

Quando as auréolas do loiro começaram a receber atenção da língua do Nara, o conselheiro aproveitou para terminar de arrancar as roupas do outro lhe deixando apenas de cueca. O tecido branco marcado pelo pau ereto do Uzumaki e manchado com o pré gozo. Era uma cena bonita e convidativa, mas os olhos no Nara ainda não haviam se prendido ali, estava ocupado apreciando as expressões do loiro encanto chupava seu mamilo ou mordia o mesmo lhe fazendo arfar.

Naruto soltara o cabelo do Shikamaru, amava ver seu cabelo caindo sobre o rosto, grudado pelo suor de seus corpos, era tão bonito quase ninguém conseguia vê-lo daquela forma.

Shikamaru levantou o corpo fazendo Naruto sentir falta de sua boca lhe dando atenção, o moreno lhe encarou apreciando a vista, o loiro estava corado, com a boca inchada, algumas marcas de mordidas sobre seu torso e seus dedos marcados na lateral do abdômen. Finalmente reparara no volume em sua cueca, não podendo evitar de sorrir com a forma que o loiro estava. Nada poderia ser mais excitante que o Uzumaki daquela forma.

As mãos do moreno deslizaram até o cós da cueca de Naruto a puxando com pressa, libertando seu pau naquele tecido que o sufocava lhe fazendo arfar por alívio. A destra do moreno segurou o caralho do Uzumaki que pulsava fraco, ansioso por atenção, o polegar rodeando a glande molhada pelo pré gozo, Naruto choramingou, odiava movimentos lentos, não fora feito pra esperar, queria que a mão de Shikamaru se movesse de uma vez lhe masturbando, queria sujar a mão do outro com sua porra, mas, Nara não se importava com isso, gostava da expressão que tomava conta do loiro quando ele ansiava por mais, a forma manhosa como gemia baixo e chamava por seu nome, o conselheiro moveu uma única vez sua mão pra baixo enquanto segurava o pau de Naruto e desceu para suas bolas as apertando fraco arrancando mais gemidos do outro. Seus dedos desceram novamente alcançando o cuzinho do loiro que piscava querendo logo atenção, Shikamaru sorriu, um sorriso lindo de quem sabia que toda aquela ansiedade era por ele, um sorriso que arrancava o fôlego do Hokage e o fazia pedir para que lhe fodesse, um sorriso que só Shikamaru Nara tinha. Seu indicador pressionou a entrada do loiro, seu tronco desceu até que estivesse perto o suficiente para suas bocas voltarem a ter contato, e seus olhos fixaram nas orbes luxuriosas do Uzumaki.

— você quer atenção aqui logo não é? — Naruto nem sequer percebeu mas logo estava assentindo confirmando a fala do moreno — mas vai ter que me dar algo antes, você sabe o que eu quero não é? — Nara mordeu com força o lábio do Uzumaki ao mesmo tempo que iniciou uma punheta lenta o fazendo gemer sôfrego — quero que me chupe! mas eu quero dois de você.

Naruto ficou surpreso com a afirmação, mas logo sua expressão foi de pura travessura, e após um beijo rápido empurrou seu conselheiro para que pudesse levantar, assim que o fez, puxou Shikamaru pela gola de seu macacão.

— você não sabe o quão me deixa louco quando fala assim, Nara — comentou deixando que suas bocas se esbarrassem e foi sua vez de morder o lábio alheio forte o suficiente para que o cortasse — você é tão gostoso, 'cê não tem noção.

O hokage se afastou ainda segurando a gola do tecido verde que cobria o corpo de Shikamaru e o rasgou, puxou o tecido até que tivesse sua barriga totalmente exposta a fazendo ser devorada pelos olhos sedentos do loiro. Tão gostoso.

Enfim, Naruto puxou um clone das sombras, o mesmo aparecera igualmente nu como o original e juntos terminaram de arrancar o tecido do corpo moreno. O clone fora o primeiro a se ajoelhar enfrente ao Nara, enquanto o original trilhava uma linha de beijos sob o abdômen malhado de Shikamaru, arranhando o local, ou lambendo até que estivesse junto a seu clone, ajoelhado ao chão. Os olhos negros do outro observava a tudo com luxúria, cada movimento que era feito pelos dois, quando a boca gulosa no clone sugou sua glande, ou o original apertando suavemente suas bolas enquanto espalhava beijos por seu corpo. Ambos os Naruto’s começaram dividir o pau do moreno, cada um chupando um pouco, sugando, lambendo, o levando a garganta e retirando tudo, deixando que barulhos erógenos soassem por seus atos. Suas línguas curiosas saboreando cada centímetro do caralho gostoso do Nara, o babando por completo, chupando suas bolas, voltando ao falo e subindo a glande. Conseguiam manter um ritmo que enlouquecia o conselheiro com suas bocas, os olhares trocados deixavam a situação ainda mais deliciosa e excitante. Quando Nara cansou, querendo foder logo a boca do loiro o mandou que se livrasse do clone, o Uzumaki lhe obedeceu sem hesitar, e logo estava com a boca sendo fodida pelo pau pulsante de Shikamaru que batia em sua garganta lhe fazendo engasgar algumas vezes. O moreno segurava sua cabeça com seus dedos entre os curtos fios loiros enquanto movia o quadril estocando na boca do Hokage que lhe encarava durante todo o processo, o fazendo prender suas íris negras ao belo rosto do loiro que tinha algumas poucas lágrimas escorrendo por seus olhos mas que estava longe de querer parar com aquilo.

Naruto Uzumaki amava o pau de Shikamaru, amava seu tamanho, grossura, cor, sabor, amava olha-lo, toca-lo, senti-lo e chupa-lo.

Shikamaru ofegava, entre gemidos sôfregos e deliciosos, sendo pressionado sobre a boca do loiro, sentindo as mãos do Uzumaki apertarem suas coxas a cada vez que seu caralho atingia sua garganta. Gemia chamando pelo nome do outro, o elogiava mostrando o quão bom aquilo era. Era uma boquinha deliciosa.

Nara parou de repente com seus movimentos, puxando Naruto de volta para cima, atacando seus lábios em um beijo necessitado, apertando o corpo do loiro contra o seu, fazendo com que seus caralhos se encontrassem, pressionados um ao outro lhes arrancando gemidos entre o ósculo. A bunda do loiro recebera um tapa, forte e estalado, lhe arrancou um arfar em aprovação e por isso recebera outro tapa, já sentia sua bunda quente e dormente, mas era tão bom, tão excitante, queria mais, sempre mais.

— vira e empina essa bunda pra mim — Nara falou curto, e grosso, assim que suas bocas se separam, e como Naruto amava ouvi-lo assim logo lhe obedeceu.

O Hokage apoiou os braços sobre a mesa, abriu as pernas e empinou tudo que poderia. Shikamaru fitou aquela bunda gostosa virada para si, marcada com sua mão, com algumas manchas vermelhas ou roxas e o cuzinho do Uzumaki que piscava receptivo, ah... Ele queria tanto receber o pau de seu conselheiro.

Outro jutsu fora usado pelo moreno, enforcamento das sombras, Naruto não esperava por tal, mas sorriu ao sentir seu corpo ser envolvido pelas sombras e o pescoço levemente pressionado. — já sabe as regras, se pensar em se mexer vai demorar mais pra te foder por completo, espero que seja um bom menino, Naruto. — as sombras apertaram mais seu pescoço, e o loiro gemeu em resposta e balançou a bunda mostrando que estava de acordo, Nara sorriu.

Os dedos do conselheiro foram molhados com a saliva do próprio e logo estava os pressionado no cuzinho do loiro, não iria perder tanto tempo lhe preparando, Uzumaki parecia ansioso demais para recebe-lo, e sabia que isso facilitava as coisas. Dois de seus dedos penetraram de uma vez no loiro, que gemeu e tentou rebolar, mas as sombras não deixaram o obrigando a ficar parado. Seus dedos moviam-se lentamente indo e vindo, abrindo e fechando, sentia o interior lhe apertando, o puxando mais para dentro, Naruto queria mais, e sequer precisava dizer algo para que Shikamaru entendesse isso.

Os dedos do moreno lhe abandonaram, mas não houve tempo para o Uzumaki sentir-se abandonado. Segurando seu pau Shikamaru o pressionou para dentro do loiro e deixou que entrasse até que a glande fosse engolida aos poucos.

— hmmm...Shi — Uzumaki gemeu, baixo e manhoso, querendo por mais.

O conselheiro passou a tirar e colocar só a cabecinha, vermelha, inchada e molhada com a saliva do loiro, colocava e tirava, ouvia os pedidos do loiro, ria em satisfação e lhe desferia tapas, mas sempre colocando apenas a cabecinha de seu pau. Queria fode-lo por completo logo, mas gostava de ouvir pedidos do loiro, queria sentir que o Hokage estava totalmente necessitado de si, o ouvir chamar mais, pedir mais, rebolar mais. Os gemidos manhosos e necessitados iam aumentando a cada pequena estocada que recebia, era torturante e ainda gostoso, seus corpos pareciam em chamas, cada pedaço de pele que se encontravam virava uma nova parte quente e necessitada.

Uzumaki amava a forma que seu corpo era apertado pelas sombras, se sentia acolhido e estranhamente excitado, a parte que lhe enforcava lhe deixava em êxtase, cego pelo prazer que a situação emanava, era tudo tão erótico, tudo que Nara fazia era tão bom, inebriante. — hmmm...Shi... Por favor me fode logo, eu preciso te sentir — Naruto pedia baixo, manhoso e ainda assim ofegava, um ofego por vontade, desejo, pelo Nara.

O moreno acatou o pedido, segurou a cintura do loiro com as duas mãos, firmes e espalmadas em sua derme quente, e deslizou o caralho para dentro, lento e fundo, colocou por inteiro, e dividindo com o Uzumaki um gemido sôfrego e gostoso que tomou conta do ambiente. Era quente, apertado e pulsava ao redor do pau do moreno, Shikamaru se movia lentamente, sentindo todo o interior lhe acolhendo, e era o que aquele cuzinho guloso fazia de melhor, lhe acolhia perfeitamente, lhe apertava tanto, arrancava arfares pesados. Nara apertava a pele de Naruto, se movendo dentro dele, tão bom. Uzumaki se empinava mais, ainda que não achasse que possível, ele queria mais, precisava senti-lo forte e rápido, queria sentir o choque entre seus corpos, gritar por seu nome sem se importar por quem lhe ouvisse, só queria se embriagar com sua dose de Shikamaru Nara.

E por isso pediu por mais, Nara que já estava entorpecido aumentou o ritmo e força, estocando no Uzumaki exatamente como ele queria, forte, lhe fazendo gritar, como era bom ouvir seus gemidos, estavam tão sedentos, tão necessitados, seus corpos batendo deixando seus barulhos se juntarem as respirações rápidas, os gemidos altos, os chamados e xingamentos, ou os elogios. Shikamaru amava aumentar o ego do loiro, elogiava cada centímetro do outro, sua cara, sua boca, seu pescoço, torso, abdômen, as pernas, a bunda que ganhava mais e mais tapas, o cuzinho apertado e quente, o pau melado que recebia atenção do próprio Uzumaki que masturbava o mesmo com dificuldade. Tudo acontecia deixando o ar cada vez mais quente, mais entorpecente.

Só precisavam de mais e mais um do outro.

Mais uma vez a posição fora trocada, as sombras soltaram o Hokage que foi virado e deixado encima da mesa, Shikamaru posicionado entre suas pernas, segurando seu pescoço lhe puxou para um beijo, lento e exploratório, suas bocas já se conheciam tão bem, mas era sempre tão novo, tão gostoso. As pernas do loiro prenderam o corpo do moreno junto a si, e logo voltou a ser estocado. Naruto puxava com força os cabelos soltos do conselheiro enquanto chamava por seu nome e recebia estocadas fortes do moreno, as mãos do Nara lhe agarravam com força e firmeza, tudo o que gostava, e cada vez que seu nome era chamado, o corpo do Hokage era apertado. — porra Shikamaru... Você é tão bom... Tão gostoso...hmmm... Só você me fode assim... Shi... Hmmm — Uzumaki falava com dificuldade, ofegante, parando para respirar, arfar ou gemer, mas não deixava de falar o quão gostava de ser fodido pelo Nara, que com o ego sendo inflado estocava mais forte, atingindo a próstata do loiro, lhe fazendo gritar e apertar ainda mais seus cabelos ainda entre seus dedos. Shikamaru passou a atingir só ali, podia sentir as pernas ao redor de si trêmulas, os gemidos do Hokage passaram a ser ainda mais sôfregos, como os seus, sentia que estava quase chegando a seu ápice e sabia que Naruto não iria demorar a fazer o mesmo. Depois de mais algumas estocadas certeiras o outro gozou, sujando ambos os abdomens malhados dos ninjas. As pernas tremularam envolta a Shikamaru mas continuaram no moreno que as segurou quando o loiro apoiou os cotovelos sobre a mesa após seu orgasmo, Naruto observou seu conselheiro até sentir ser preenchido pela porra do moreno que aqueceu ainda mais seu interior. Nara gemeu, baixo e arrastado, e abraçou o corpo do Hokage, ofegantes, e suados, esperando para que seus corpos voltassem ao normal.

— você rasgou minha roupa, como vou embora, Naruto? — perguntou o moreno depois de sua respiração normalizar.

— tenho certeza que Konoha amaria ver esse teu corpão, Nara – brincou Naruto dando uma gargalhada e recebendo um mordida na clavícula como resposta – relaxa, peço pra um clone buscar roupas pra ti, enquanto isso a gente pode aproveitar

— você quer segundo round, Hokage?

— seria incrível, mas eu quero mesmo é que me ajude nessa bagunça. — foi só então que Shikamaru percebeu que todas as folhas que antes estavam na mesa foram parar no chão, e então praguejou a si mesmo por ser o culpado daquilo.

E enquanto um dos clones de Naruto procurava uma roupa para Shikamaru, a dupla se divertia, ou não, organizando folhas e folhas de documentos importantes na sala do Hokage.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...