1. Spirit Fanfics >
  2. Call me when you're sober - Luwoo >
  3. Sweather Weather

História Call me when you're sober - Luwoo - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Fiquei TÃO ansiosa pra postar esse capítulo, que iria postar só mais tarde e tô aqui de madrugada postando. Quase explodi imaginando as cenas, mas consegui finalizar bem 🗣️🗣️

Capítulo 2 - Sweather Weather


Lucas acordou no dia seguinte sem entender o que havia acontecido, sentindo sua cabeça pesar logo depois de se levantar e se perguntando onde estava, porém permaneceu calado. Olhou o horário no celular e, se não fosse a fraqueza por ter bebido demais na noite passada e não ter comido nada, levantaria em um pulo, mas não o fez. Sentou-se na cama, coçando os olhos e apertando-os quando sentiu a claridade ultrapassar as cortinas.

 

Ouviu a porta ser aberta logo quando se levantou para vestir alguma roupa, pois estava apenas com uma roupa íntima, mas procurou por suas roupas no quarto e não achou.

 

— O que aconteceu ontem? — ele perguntou a Jungwoo, sentando-se na cama e se enrolando no lençol novamente.

 

— Você e a Yeji terminaram.

 

— Disso eu sei — ele revirou os olhos. — Ela terminou comigo, eu bebi demais e...

 

— Você ligou pra mim, pensando que estava ligando pra ela. Você estava chorando e pedindo pra ela voltar — Jungwoo se aproximou, sentando-se ao seu lado na cama — Você bebeu tanto que nem sabia me explicar onde estava, mas alguém te ajudou e me mandou sua localização, e eu te busquei e te trouxe pra minha casa, não quis te deixar na sua casa sozinho no estado em que você estava.

 

Lucas ficou calado por alguns minutos, observando o quanto o amigo falava e esperando que ele terminasse. Começou a rir, imaginando o que poderia ter acontecido depois, no estado em que ele estava.

 

— Assim que nós chegamos, fui te ajudar no banheiro pra você tomar um banho, porque fiquei com medo de você cair, bater a cabeça e morrer — eles riram juntos — Você acabou me puxando pra dentro da banheira junto com você, mas deu tudo certo. Depois te ajudei a vestir a roupa e você dormiu no meu quarto e eu dormi na sala. Enquanto você dormia eu tentei falar com ela, mas ela não atendeu.

 

Recebeu apenas um suspiro em resposta, se enrolou novamente nas cobertas e deitou de bruços na cama, dando a entender que não queria mais conversa.

 

— Eu vou arrumar alguma coisa pra gente comer, ok? Você não comeu nada desde ontem, deve estar com fome. 

 

Lucas apenas assentiu com a cabeça e continuou deitado, observando Jungwoo se distanciar e logo depois que ele saiu pela porta do quarto, recebeu uma ligação de um número desconhecido. Hesitou em atender, mas resolveu pegar o telefone por curiosidade. Franziu as sobrancelhas quando percebeu uma voz masculina do outro lado da linha, que não conseguiu reconhecer.

 

— Você esqueceu sua carteira aqui. Quer que eu entregue na sua casa ou vai vir buscar? 

 

— Ah, já entendi porque ela terminou comigo assim tão rápido — ele respondeu com ironia — Já tinha outro esperando, não é? 

 

— É o irmão dela, seu babaca. É melhor eu ir te entregar, não é? Você está em casa? 

 

— Hyunjin? Não, não estou em casa. Mas hoje mais tarde vou estar, aí você pode me entregar, pode ser? 

 

O rapaz apenas confirmou e desligou a ligação sem se despedir. Lucas se levantou da cama e foi até a cozinha, observando Jungwoo preparar o café da manhã com algumas panquecas.

 

— Não precisa se preocupar em fazer muita coisa, eu não costumo comer muito no café da manhã. — ficou parado na entrada da cozinha enquanto Jungwoo se atrapalhava ao começar preparar uma panqueca — E eu preciso ir embora, também.

 

— Bom dia pra você também. 

 

— Woo... Aconteceu alguma coisa ontem? Você está estranho...

 

— O que? Comigo? — Jungwoo quase deixou a frigideira cair ao tentar virar as panquecas — É... Não?? Não aconteceu. Eu só te ajudei porque você estava muito bêbado e... Você não tinha outra roupa e estava frio, aí só peguei essa pra você. Foi tudo bem. 

 

Lucas assentiu com a cabeça, confuso, e tentou mudar de assunto pois sabia que naquele momento não iria resolver conversar sobre o que havia acontecido na noite passada. Tinha alguns flashes em sua cabeça mas não sabia distinguir se era real ou apenas sua imaginação por ter exagerado na bebida, e a reação de Jungwoo o deixara ainda mais confuso.

 

— Já está tudo pronto, ok? Pode comer bem direitinho, não quero você me ligando falando que passou mal no caminho pra sua casa.

 

— Pode deixar — Lucas respondeu, rindo, mas ainda estranhava a atitude do amigo. 

 

Não que ele esperasse algo diferente, não era sempre que ele ia dormir na casa de Jungwoo após beber todas por ter terminado com a namorada. Apenas não era essa a reação que esperava, a não ser que houvesse acontecido algo para ser motivo da sua mudança de comportamento repentino. Tentou desviar seus pensamentos. O que quer que havia acontecido, não conseguiria se lembrar de qualquer jeito.

 

— Não vai comer nada? — Lucas chamou o amigo que estava parado de pé na porta da cozinha.

 

— Não tenho fome de manhã. 

 

— Ok... — tomou um gole de café, olhando para baixo.

 

— Você conversou com ela? Depois da briga? Quero dizer... Eu dormi bem pesado, não vi se você ligou pra ela depois.

 

— Nós não brigamos, na verdade. Quer dizer, não foi uma briga, nada pesado, só uma discussão. Ela não quis falar comigo. Não lembro de muita coisa. E não, não liguei pra ela.

 

Jungwoo assentiu com a cabeça, sem continuar a conversa. Sua expressão foi mudando aos poucos; fechava os olhos e balançava a cabeça negativamente como se repreendesse a si mesmo por ter beijado o amigo na noite passada, e sentia-se aliviado e decepcionado ao mesmo tempo ao saber que o mesmo não lembrava do que havia acontecido. 

 

Observou Lucas mexendo no prato e olhando para um ponto fixo, como se seus pensamentos ainda estivessem distantes, e resolveu sentar-se ao seu lado.

 

— Não precisa comer tudo, se quiser. Eu vou comer depois, só não estou com fome agora. Só fiz muita coisa porque imaginei que você não tivesse comido nada desde ontem à noite.

 

— Não precisava se preocupar. — ele sorriu, como se tentasse confortar o amigo. O que quer que tivesse acontecido, era algo que havia deixado Jungwoo totalmente desconfortável, ou talvez confuso. Tentava imaginar várias situações, mas não tocou no assunto, pois não queria estragar o momento.

 

Terminou de tomar o café e levantou-se da mesa, começando a tirar as louças, mas Jungwoo sinalizou pedindo que deixasse tudo em cima da mesa.

 

Após alguns minutos de um silêncio constrangedor, se despediu do amigo, se encaminhando até a porta para pedir um táxi. 

 

— Está muito frio — Jungwoo o abraçou, e riu quando percebeu que Lucas havia vestido o suéter do lado errado, colocando as mãos no bolso que deveriam estar na frente, mas estavam em suas costas — E acho que você ainda está um pouco bêbado, porque vestiu a roupa do lado errado. Se cuida, ok? 

 

Lucas riu de volta, acariciando seus cabelos cor de mel enquanto o abraçava. Não demorou muito tempo até que o táxi chegasse.

 

 

 

10:00: "Já chegou em casa?" 

 

10:02: " Espero que esteja chegado bem. Não vou te ligar, você precisa descansar hoje, ok?"

 

10:25: "Lucas, não consegui te falar hoje mais cedo. Espero que não fique chateado comigo. Não precisa me responder, se não quiser"

 

10:35: "Nós nos beijamos. EU te beijei. Não sei o que deu em mim. Me desculpa. Não vou fazer isso de novo"

 

10:40: "Espero que você consiga se resolver com a Yeji" 


Notas Finais


Enfim, é isso. Decidi não prolongar muito nesse capítulo e deixar mais para os próximos. Espero que gostem :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...