História Call Out My Name - Sasuhina - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Konan, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yahiko
Tags Gaaino, Kakaten, Naruhina, Narusaku, Obika, Sasuhina, Sasusaku, Yako
Visualizações 102
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente acabei de terminar de escrever esse, eu não ia soltar o capítulo hoje mais, não sei se amanhã postarei então esta aqui, espero que gostem.

Blueeboo ❤️

Capítulo 3 - 3 - Deslize Na Memória


Fanfic / Fanfiction Call Out My Name - Sasuhina - Capítulo 3 - 3 - Deslize Na Memória

My face above the water

My feet can't touch the ground

Touch the ground, and it feels like

I can see the sands on the horizon” 




———— Hinata ————


Ok, eu só precisava ligar o notebook e criar um conta não é? Iruka estava literalmente torrando minha paciência por causa desse assunto.

Depois de acordar no hospital, o mesmo estava lá, me olhando de modo preocupado, eu fiquei estática, o que ele estava fazendo ali? Resposta ele trabalhava ali, ele soube de tudo assim que eu cheguei ali.

Um suspiro de resignação escapou de meus lábios, abri a  "tampa" do aparelho e esperei o mesmo ligar. Como seria, falar com pessoas que eu nunca vi? E se elas me odiassem? E sou de fato uma perdedora?! Fechei os olhos esfregando a mão na minha testa eu bufei. O notebook fez um barulho de alerta, eu abri a tela e cliquei na página, me registrei com a  minha conta, agora estava pedindo um nome de usuário, pegando uma colher do doce de abóbora levei a boca, me deliciando com o sabor quando a ideia me veio a mente.

Pumpkin, eu iria me registrar como Pumpkin! Sorri, e terminei de fazer a conta, pediram uma foto de perfil, peguei uma foto qualquer no Google, de uma garota de cabelos negros.

Para minha surpresa em poucos minutos minha caixa de pedidos de amizade estava passando dos 100.

— Kami-sama! — Disse, aceitando alguns pedidos, menos os que não tinham foto de perfil, porque surpresa só no Natal né meus amores... Sorrir com meus pensamentos, eu nunca tive amigos para falar esses tipos de coisas.

Sai e Ino, são empregados contratados por Hiashe Hyuga. Eles nem ao menos tentavam se entrosar comigo, quer dizer até ontem, quando eu vergonhosamente fui pega dormindo em cima de cacos de vidro. Depois do surto. Iruka aproveitou meu deslize para insistir no "reajuste a sociedade".

A campainha tocou, Ino passou andando rápido e atendeu a porta, ouvi um grito e depois ela correu até mim.

— Hinata-sama! — Antes de terminar a frase senti aquela presença, não é como se eu precisasse me virar para senti-lo, meu corpo era programado para isso, o ar de repente se tornou glacial, tremi por inteira engolindo em seco, fechando a tampa do notebook eu me virei.

Ali parado, com as mãos no bolso estava meu pior carrasco, o cara que me destrui de um jeito que eu nunca superei, ele me fez assim. Sasuke Uchiha não pedia ele tomava, como tomou de mim a vida, felicidade e razão. Ele era o centro gravitacional e eu era um planeta, em órbita, pronto para se chocar com ele causando uma destruição em massa.

O ar foi expulso de meus pulmões de modo violento, ele havia se tornado belo, um belo homem, Homão da porra como a Irene diria. [Irene de um serie fictícia no mundo da fic].

Dei passos para trás não querendo encará-lo.

— Hinata! — Sua voz, era uma sinfonia grave e excitante sua própria voz o denunciava, sendo dominante.

Ele não era homem de receber um não, para Sasuke sempre era "sim".

— Como me achou? — Perguntei sem fôlego.

Ele sorriu, mortalmente sarcástico, deu meia volta no sofá e tirou as mãos do bolso da jaqueta de couro. Sua mão acariciou minha face de modo carinhoso.

— Hinata, você é minha... — Ele se aproximou puxando-me para seus braços. — Eu sempre vou te achar.

Tremi por inteiro, senti suas mãos deslizando pela minha coluna. E então subindo até se enroscar em meu cabelo, puxando minha cabeça para trás nossos olhos se encontraram.

Meu coração parou, por um único segundo e então voltou a bater com rapidez, minha respiração descompassada era algo divertido para ele e todas as barreiras todo o ódio ruiu ali, com a sua súbita aproximação.

Eu me odiei por ser tão fácil, por não gritar tudo que pensava dele, hipnotizada como a presa de um cobra antes de ser devorada.
Empurrei seu peito e praticamente corri pata trás do Sai. Dane-se se estou sendo covarde.

Meu corpo tremeu, sensível pela atração esmagadora que ele causava em mim, eu estava ofegante como se tivesse corrido uma maratona.

— Sai, pelo amor de Kami, tire ele daqui!

— Senhorita Hyuga.

— Se tocar em mim, come capim pela raiz. Entendeu? — Sai balançou a cabeça como um covarde.

Ouvi um risinho divertido:

— Cunhadinha a quanto tempo. — Disse Itachi sua voz rouca soou irritante naquele momento. 

— Senhorita Hyuga o que faço! — Sai estava em pânico, Kami-sama eu estava em pânico, meu corpo estava praticamente se rebelando contra mim, maldita atração de merda.

Respirei e solte Hinata — A voz de Iruka veio a minha mente.

— Você. — apontei para o moreno de ar confiante em minha sala. — Não chegue perto de mim novamente, ou eu juro que consigo um mandado judicial contra você! E você. — Apontei para Sai. — Vai dormir!

Incapaz de xingar uma formiga, apenas peguei meu notebook e subi as escadas correndo, agarrei meu celular:

— Hospital de psicologia em que posso lhe ajudar.

— Preciso falar com Iruka por favor.

Oh senhorita Hinata?

— U-hum..

Ele está em uma palestra, mas recomendou que você passasse com o doutor Uzumaki, quer que eu agende uma consulta?

— Hai, onegai... Eu preciso falar com ele o mais breve possível.

Senhorita Hyuga, eles está disponível agora.

— Estou indo. — Peguei minha bolsa o notebook e dinheiro, as chaves do meu sedã, um blusa de frio e desci as escadas correndo. Sasuke estava sentado no meu sofá, passei por ele como uma fugitiva.

Eu sabia em meu mais profundo âmago que esse reencontro, terminaria de foder com meu psicológico.



Notas Finais


Não revisado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...