História Calzona - Uma história completamente diferente - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Visualizações 62
Palavras 1.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, LGBT, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Amanhã é um outro dia.


Vanessa

Viu a morena bater a porta da sala e bufou com a atitude dela. O dia estava péssimo, a única notícia boa foi a reunião, que deixou todos a pá da situação, mas de resto nada estava fluindo, tinha várias papeladas pra resolver, Maria estava no mesmo local que ela e ainda tinha esse ciúmes sem sentido da Callie, só queria tomar um banho e dormir, apenas isso. Foi para sua sala terminar de assinar alguns papéis e corrigir protocolização. 

Elena- Ei, tá tudo bem?- diz vendo a ruiva entrar de cabeça baixa na sala.

Vanessa- É um dia ruim- diz sentando em sua mesa e pegando alguns papéis.

Elena- Tem a ver com a Maria?

Vanessa- Também, mas não quero falar disso. O q vc queria falar comigo aquela hora sobre a Arizona?

Elena- Então, a gente tá bem sabe? Eu toquei no assunto da gente começar a namorar e ela disse que não estava pronta, e eu super entendo sabe?! Mas, aí eu vi ela conversando com uma enfermeira e sei lá bateu uma insegurança, a gente acabou discutindo, ela disse que realmente estava flertando com a enfermeira mas eu não tinha o direito de cobrar nada dela já que não temos nada, eu quero uma opinião sua, acha que tô me apegando demais?- diz de cabeça baixa

Vanessa- Ei, calma. Realmente eu pensei que vocês estavam na mesma vibe, mas pelo visto não. Desmarca esse janta com ela, dá um tempo, não fica correndo atrás, sei que é difícil, mas já que ela quer espaço dê pra ela então- diz pegando na mão de Elena.

Elena- Você tem razão, vou focar no nossos processos, por que mês que vem tem o meu solo- diz animada 

Vanessa- E você vai arrebentar- continuaram assinando papéis e escrevendo anotações.

Já era quase 22:00 hrs quando se deram conta, estavam tão focadas que esqueceram do horário. 

Elena- Bom, ainda bem que cancelei o jantar né?!- diz rindo enquanto Vanessa tranca a porta.

Vanessa- Só quero minha cama e nada mais.

Elena- Hoje não vai ter o jantar do conselho na casa do Derek? 

Vanessa- Nossa, esqueci. Às vezes eu esqueço que Meredith e Derek gostam de dá festas em casa.

Elena- Você precisa de um apartamento.

Vanessa- Sim, eu vou procurar.- diz se despedindo da amiga e indo por estacionamento, assim que vai passa do estacionamento com o carro encontra Maria saindo do joe's tentando chamar um táxi. Encosta o carro perto dela.

Vanessa- Maria, quer carona?

Maria- Não precisa, vou de táxi.

Vanessa- Entra aí vai, eu te levo.

Maria entrou um pouco tonta e riu por quase ter caído. 

Vanessa- É no palace que você está né?

Maria- Sim.

Vanessa- Decidiu comemorar?- diz olhando para a mulher que estava completamente bêbada.

Maria- Uma enfermeira gata me chamou pra beber, não tive como recusar, mas acho que exagerei.

Vanessa- Você acha? Espero que amanhã não esteja de mau-humor, não vou participar da reunião com você.

Maria- Você é a pior pessoa- diz batendo em meu braço.

Vanessa- Está entregue. Tem certeza que consegue ir sozinha?

Maria- Consigo. Até amanhã- diz indo beijar a bochecha da ruiva, o beijo foi bem no canto da boca onde ela não desgruda os lábios, as respirações estão descompassadas, quase que com um susto Maria vira o rosto da ruiva para aprofundar o beijo. O beijo tem saudade e pressa, é urgente! As línguas se conhecem, se entendem. O gosto da boca de Maria está um misto de gin com bala de hortelã, o piercing debaixo de sua língua deixa o beijo ainda mais sexy. Maria para o beijo, olha para Vanessa e com um pedido de desculpa baixinho sai do carro ainda cambaleando e entra para o hotel.

Vanessa fica uns 15 minutos ainda refletindo sobre o que aconteceu. O beijo foi bom, sempre era bom com Maria, mas não esperava essa atitude da mulher e depois de tanto tempo não esperava que fosse tão gostoso e que ela pudesse realmente ter deixado sua boca ser invadida por Maria de novo.

Chegou no Derek ainda aérea é só percebeu que tinha que tirar aquela cara de doida quando ouviu a risada de Arizona e lembrou do jantar do Derek. Estacionou o carro, pegou sua bolsa e tentou entrar pelos fundos, mas a porta estava trancada, colocou seu melhor sorriso e entrou na casa, onde já viu Zola e Sophia vindo em sua direção.

Vanessa- Ei sapecas, não está na hora de dormirem?

Sophia- Eu vou dormir aqui hoje, tia.

Zola- A gente já estava indo dormir, mas estamos enrolando, não conta pra minha mãe.

Vanessa- Não vou contar- diz dando um beijo na testa de Zola e pegando Sophia para seu colo.

Vanessa- Boa noite pessoal- diz entrando na sala de jantar.

Todos respondem em uníssono.

Derek- Pensei que ia chegar mais cedo, já comemos, mas a comida está no forno.

Vanessa- Fiquei atolada em umas papeladas e depois tive que resolver umas coisas. Bom, vou comer, divirta-se. Diz colocando Sophia no chão e dando a boneca para ela. 

Enquentando seu prato no microondas decide ver seu celular que não teve tempo o dia inteiro.

Maria

"Eu tô incrívelmente bêbada e talvez por isso tenha te beijado, mas você não me parou e isso me faz pensar que tenha gostado. Queria ter tido força pra te arrastar por meu quarto, mas não sei até que ponto você está disposta a usar da minha bebedeira. Espero que isso não estrague nossa amizade até aqui, era só saudade, sinto muito por ter te beijado, mas não me arrependo."

Sorriu ao ler aquela mensagem, tinha esquecido como Maria sabia usar a palavras para convencer ela de algo. Não sabia o que tinha significado aquele beijo, talvez saudade, mas não foi ela que deu o beijo, então não tinha que pedir desculpas por nada, decidiu não responder a mensagem, aquele dia já estava acabando não queria fazer besteira. Foi pegar seu prato que já estava frio novamente devido ao tempo que ficou viajando em seus pensamentos e ouviu barulho de salto se aproximar e uma risada gostosa, conhecia aquela risada ...

Callie- Você sabe onde fica o vinho? Ou gin? Ou qualquer coisa que tenha álcool?

Vanessa- Toma- diz entregando uma garrafa de vinho para a morena.

Callie- Vanessa?- diz se aproximando do balcão onde a ruiva comia.

Vanessa- Oi, Callie.

Callie- Desculpa por hoje, realmente fui egoísta.

Vanessa- Você só tá dizendo isso por que está bêbada, Callie.

Callie- Pode ser, mas eu tô falando sério- diz pegando na mão da ruiva.

Vanessa- Eu vou subir, não estou com tanta fome- diz saindo da cozinha e é puxada pela Callie.

Vanessa- O que você tá fazendo? 

Callie- Te beijando- inicia o beijo mas logo é cortada.

Vanessa- Callie não- ai dos braços da morena- Você agiu igual uma criança hoje, foi egoísta, mesquinha e ainda me deixou falando sozinha. Você bebe algumas taças de vinho e vem me comprar com essas desculpas de bêbado. Licença, eu vou pra cama. 

Passa pela sala onde todos estão conversando e leva Sophia e Zola pra dormir, desce mais uma vez só para pegar as coisas da Sophia e vê Callie rindo como se nada tivesse acontecido, bufa e sobe para seu quarto.

As meninas logo dormem em sua cama enquanto Vanessa colocava no desenho para elas. Decide tomar banho e percebe que não tem forças para tirar sua própria roupa.

Vanessa- O dia já está acabando, calma- diz pra si mesma no espelho.

Toma um banho demorado e quando sai do banho encontra Callie em sua cama dormindo abraçada com Sophia e Zola, apesar de esta brava, sorrir com a cena. Joga mais uma coberta em cima delas e tira o salto e a calça de Callie para que ela durma mais confortável. Se ajeita na cadeira do quarto que ela agradece por aquela cadeira deitar. 

Vanessa- Amanhã é um outro dia.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...