1. Spirit Fanfics >
  2. Caminho da Vingança >
  3. CAPITULO 55 - Está fugindo de mim? -

História Caminho da Vingança - Capítulo 55


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, mil desculpas pela demora de dias para postar, mas eu estava bastante ocupada ultimamente, mas eu não morri não em, ok?

Capítulo 55 - CAPITULO 55 - Está fugindo de mim? -


Depois de ter acordado daquele sonho sem sentido eu levantei da cama, não estava afim de dormir de novo e resolvi que iria lá para fora, a porta estava trancada mas a chave estava na fechadura o que foi fácil de abrir. Me sentei na cadeira do terraço e olhei em volta, a lua estava no meio do céu, é difícil me imaginar tendo uma família, não estou pronta pra isso e também não sei se estarei pronta no futuro.

- Mey, o que está fazendo aqui fora? – Era a Lilian.

- Eu apenas perdi o sono, isso sempre acontece. – Sorri torto.

- Eu quase enfartei quando vi a porta aberta essa hora da noite. – Sua respiração estava acelerada, provavelmente pelo medo que sentiu.

- Está sem sono também? – Perguntei a olhando.

- Infelizmente sim, eu desci pra comer alguma coisa, mas já vou voltar para o quarto. –

- Certo então. – Eu a observei entrar dentro de casa.

Eu passei o resto da noite do lado de fora, e parece que o Jordan não tinha acordado e nem sequer sentido falta da minha presença na cama, o sol estava surgindo no céu e com ele estava vindo o amanhecer de outro dia, só preciso esperar mais um pouco para voltar para casa.

O dia poderia ter sido melhor, se não a Lilian não estivesse acompanhada, já que estávamos mantendo uma certa distancia delas, para dar privacidade para que as duas pudesse conversar sem medo de que ouvíssemos a conversa dele, como agora por exemplo, estamos sentados em uma cerca longe delas, mesmo distantes ainda tínhamos total visão daquelas duas, e estaríamos prontos caso alguma coisa viesse a tona.

Depois delas conversarem metade da manhã, decidiram que iriam sair para andar de cavalo, e lá fomos nós dois atrás delas, mas sempre mantendo distancia. Pra falar a verdade isso tava sendo chato demais, e eu sentia que o tempo estava demorando mais que o normal para passar.

- Por que esse mal humor todo? – Jordan me perguntou, porém eu não o respondi. - Não gosto quando fica assim e não me responde. – Ele reclamou.

- Foda-se. – Falei baixo.

Ele suspirou pesado e voltou a fazer silencio, estávamos seguindo até um rio mas eu estava tão desanimada que quando chegamos lá, eu apenas fiquei sentada em baixo de uma árvore perto dos cavalos, enquanto Lilian e a amiga estavam super animadas dentro da água e nem sinal do Jordan.

Um tempo depois ele voltou e se sentou do meu lado. - Não vai entrar na água com elas? – Ele perguntou sorrindo.

- Não estou com vontade. – Respondi seca.

- Tá tão chata hoje. – Ele murmurou baixo.

- Só me deixa em paz, Jordan! – Falei irritada.

- Mimimi em paz, mimim Jordan. – Ele estava me imitando, e eu estava detestando tanto aquilo que me levantei e comecei a caminha pra longe dele, e só parei de andar quando achei que já estava longe o suficiente e me escorei em uma árvore.

Seria uma ótima ideia ligar pra Aline agora, e foi o que eu fiz mas apenas chamou e ela não atendeu, e logo eu desisti da ideia, mas ela retornou minha ligação.

~ Bom dia Mey. ~ Ela estava com a voz rouca.

- Por que não me atendeu? – Ignorei seu bom dia.

~ O celular estava longe, e eu estava sem vontade de levantar da cama e pegar. ~

- Sabe que você tá atrasada para o trabalho né? – Falei por conta do horário.

~ Eu não fui hoje. ~

- Pois deveria ter ido. –

~ Obrigado por se importar com sua amiga doente, Mey. – Ela espirrou.

- Não sabia que você tava doente –

~ Tomei muita chuva ontem, e acordei assim hoje. ~ Outro espirro.

- Bem feito! –

~ Você é tão sem coração. ~

- Esse papinho não cola em mim, nem tenta me fazer sentir pena de você. –

~ Ah, lembrei de uma coisa. Aquele menino que a gente conheceu no aniversario da Heloísa, ele me ligou pra perguntar se você tava afim de sair com ele. ~

- Você disse que estou em missão? – Perguntei sem interesse.

~ Sim, e ele disse que esperaria você voltar. ~ Ela espirrou mais uma vez.

- Que garoto chato, ele acha que eu não tenho o que fazer? –

~ Você poderia sair com ele, ele é bonito e pode bancar você pro resto da vida. ~

- Não tô afim do dinheiro dele, e muito menos estou afim dele. –

~ Mey, já te disse que você tem que ser menos fria com as pessoas, como quer fazer amigos se você espanta todo mundo? ~

- Quem disse que quero amigos? –

~ Me pergunto se você é capaz de amar algum cara, você não ama nem sua melhor amiga. ~ Ela riu um pouco.

- A única pessoa que eu amei está morta, não tem motivos pra amar outra pessoa. –

~ Mey, não envolve seu pai nessa conversa, e você ainda tem sua mãe, eu e o Sccarf, e ainda tem o Evan. ~

- Você tem alguma noticia do Kaue? – Perguntei tentando mudar de assunto.

~ Eu não recebi nada sobre ele, e não mude de assunto. ~

- Por que eu me envolveria com alguém? Se eu posso morrer a qualquer momento nas missões, acho que isso não faz sentido. –

~ Você não vai morrer em missões, sua louca. Não fala merda! ~

- Não estou falando merda, mas você não entenderia, agora descanse e se cuide, eu te ligo depois. –

~ Certo, vou ficar esperando você me ligar depois. ~

Desliguei a chamada e nem tive a oportunidade de falar o que o Jordan tinha me dito, será que eu gosto dele? Como eu posso saber se nunca me apaixonei por alguém, Aline é a única que eu me sinto livre para falar essas coisas, mas não tive coragem de argumentar nada desse assunto com ela, provavelmente estou bem, e não estou apaixonada.

- Vamos voltar agora. - Jordan apareceu perto de mim.

Comecei a seguir ele de volta até onde as meninas estava secando os cabelos, elas estavam completamente molhadas e estavam com sorrisos enorme nos lábios,

- Você nem entrou na água com a gente Mey. – Lilian comentou.

- Fica para a próxima. –

- Não liga pra ela, é só o mau humor natural dela. – Jordan falou rindo de mim.

Ignorei o comentário dele e fui até o Person, ele estava sempre em estado de alerta e um pouco assustado, fiz um carinho no dorso dele e o montei, esperei elas montarem também e seguirem na frente para que eu e o Jordan pudéssemos acompanhar de longe.

- Com que estava falando no telefone? – Jordan encostou seu cavalo ao lado do Person e me perguntou.

- Eu estava falando com a Aline, e a propósito ela esta doente. –

- Doente? –

- Sim, ela tomou chuva ontem e acabou pegando um resfriado, nada demais. – Falei olhando para a estrada em que seguíamos.

- Mey... – Ele me chamou serio.

- O que é? –

- Quero conversar uma coisa com você depois. – Ele me olhou.

- Fala agora, detesto isso de “Te falo depois” –

- Aguente um pouco mais, que eu falo depois. –

Confesso que o Jordan me tira do serio, é incrível como ele consegue me irritar tão facilmente, as vezes acho que ele faz isso de propósito, só pra me deixar com raiva. O caminho de volta para a fazenda foi super tranquilo e silencioso da parte de nós dois, quando chegamos na casa, Lilian e amiga foram logo entrando para tomar banho e colocar roupas secas, e eu tive que levar os cavalos para o estábulo.

Quando cheguei no estábulo, não tinha ninguém lá, então eu mesma tive que tirar as selas e os arreios dos cavalos e colocar eles nas devidas baias, enquanto o Jordan estava escorado na parede perto da baia do Person. Demorei um pouco mais finalmente havia guardado tudo nos cantos e me aproximei dele.

- Fala agora, o que você tava querendo falar. –

- Mude essa mau humor, detesto te ver assim. –

- É só não ficar olhando pra mim. – Iria voltar para a casa e ir para o quarto mas ele me segurou.

- Está tentando fugir de mim? – Ele perguntou me trazendo para perto de si.

- Não estou... –

- Então sai desse mau humor. – Ele sorriu.

- Não sei do que você está falando. – Olhei de lado, evitando o contato com seus olhos.

- Olhe para mim. – Ele segurou meu queixo delicadamente, me fazendo o encarar. - Por que nunca me olha nos olhos? Tem medo de algo? –

- Claro que não, eu não tenho medo de nada. – Mesmo sem pensar, eu desviei o olhar mais uma vez quando ele me olhou nos olhos.

- Viu, você fez de novo. – Ele passou sua mão em volta da minha cintura.

- Eu fiz de propósito, só pra te provocar. – Menti.

Não sei por que não consigo olhar nos seus olhos, eu sempre mantenho contato com os olhos quando estou de frente para o inimigo ou em momento em que me sinto ameaçada, mais não consigo olhar nos olhos  de um amigo, por que?

- Não, você não fez, e eu acho que algo está te incomodando. –

- É só impressão sua. – Olhei para Person que acabara de colocar a cabeça para fora da baia.

- Geralmente eu não erro nas minhas descrições, e tem algo te incomodando sim, mas... apenas esqueça o que te incomoda e pense em mim. – Seus lábios tocaram os meus, dando início a um beijo calmo, ele parecia estar sem pressa alguma, e aquilo realmente me tirou de mim por um tempo, e parece que todos os meus problemas foram resolvidos em um piscar de olhos.

Arfei quando senti sua mão passando por minha bunda, e finalizei o beijo afastando meu rosto do dele, obrigado por isso Jordan, mas não tem nada de errado comigo, ele me soltou e fomos para a casa em silencio.


Notas Finais


Até amanhã ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...