História Caminho errado -- Yugbam - 2jae - Markson - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Depressão, Jinyoung, Markson, Yugbam
Visualizações 57
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4 - Discórdia


Yugyeom





Segunda feira, o dia que todos estudantes e universitários odeiam, o porquê? A, pelo simples fato de ter que encarar todo aquele povo falso e tóxico de novo, os professores que queria mais estar em casa do que da aula, a faxineira que só sabe xingar a gente, é, mais uma segunda feira normal. 

Eu já estava na escola, resolvi chegar mais cedo pra não ver a cara de cu daquelas pessoas que um dia eu queria chamar de família, já sabendo que quando eu chegasse na escola, não teria ninguém pra compartilhar as fofocas do dia. 

Eu já estava na minha sala de aula, ninguém estava lá, eu só esperava dar o sinal para eles entrarem e o inferno começar de novo, faltava mais ou menos uns dez minutos, eu estava com meu fone de ouvido praticamente no máximo, com a cabeça encostada na mesa, quase dormindo, mas antes eu sinto um braço abraçar minha linda cintura. 

Olho para o lado sem o mínimo interesse, vejo que é baekhyun, esse garoto parece ter uma tara por mim, desde que entrei nessa escola ele fica tentando me pegar, mas não consegue porque eu sempre nego, sim, ele é lindo, gostoso, rico, mas também é galinha, pega todo mundo, e eu não quero ser mais um que ele pegou. 

- Oi meu gatinho, como se tá? Pelo visto mau - olhou o estado que eu estava, meu rosto estava horrível, mas eu continuava lindo, pelo menos pra ele sim - Mas continua perfeito, que tal, hoje eu e você se pegando no intervalo? 

- Eu já disse milhares de vezes que na--

- Pois hoje vai ser diferente,  ou você vai por bem, ou por mau - quando eu ia falar algo, ele me interrompeu me beijando, deu lábios eram maciam e bons de se beijar. 

Eu tentei me soltar, mas ele era mais forte e prendeu meus brancos pra trás de mim, eu me sentia em uma fanfic, e sabe o que fez eu me sentir mais ainda? Quando ele me botou em seu colo, poxa, eu era virgem em todos os sentidos da palavra. 

Senti sua mão em minha bunda, e foi aí que eu me dei conta do que estava fazendo, consegui tirar sua boca na minha e obviamente ele tentou me beijar de novo, mas eu virei o rosto e mesmo sem ver sua expressão, eu sabia que estava com um sorrisinho sacana nele. 

Agora ele atacou o meu pescoço, provavelmente estavam várias marcas, mas ele não ligava e muito menos eu. 

- Por que se faz de difícil yug? Vamos lá, eu sei que você quer - fiquei em silêncio e abaixei minha cabeça, eu me sentia um idiota - Aquele Bambam te irritou né? - Como ele me conhece tanto? - Vamos lá, sabe que você só tem a mim nesse mundo - Mais uma verdade difícil de entender - Yugyeom - Agora seu tom era sério, isso significa que ele está perdendo a paciência, então, não tenho muito o que fazer além de contar. 

- E-ele foi lá em c-casa a uns dias atrás, s-só que quando chegou lá, E-ele foi com meu irmão fazer o que eu e ele iríamos fazer, e agora ele n-não quer olhar na minha cara - meus olhos já estavam cheios de lágrimas, mesmo não gostando de chorar na frente das pessoas, era impossível conter. 

- Eu já tinha te avisado que ele era interesseiro, e você não me escutou, agora sabe que tem que confiar em mim né? - afirmo com a cabeça, afinal, ele estava certo - então você também não vai olhar na cara dele mais - O sinal toca - Tô indo pra minha sala bebê, se cuida - Me deu um selinho e foi embora. 

Viu? Eu não estou totalmente sozinho, mas sabe qual o problema? Baekhyun e filho do concorrentes dos Im's, então automaticamente meus também, não podíamos nos "assumir" como qualquer coisa, por mínima que seja, tipo nossa amizade.

Ele era o único que eu tinha agora, e se meus irmãos soubesser disso, vão contar na hora para seus pais e já era qualquer relacionamento, eles estão estragando minha vida aos poucos e não estão percebendo. 



°°° 



Nós saímos mais cedo hoje porque o professor passou mau, então já podíamos ir pra casa, não vi Bambam na aula e isso me deu um alívio - Não sei se no sentido bom ou ruim. 

Eu já estava na porta de casa, e com toda coragem do mundo abro a mesma já dando de cara com toda a família no sofá reunida, quando me viram, apenas ficaram quietos, esperando alguma coisa vinda de mim, desculpas eu acho.

- Acham mesmo que eu vou pedir desculpas? Não me arrependo de nada que disse - jogo minha mochila em qualquer canto da sala pegando uma bala na mesinha. 

- O que é isso em seu pescoço? - Merda! Esqueci de tapar o chupão, agora que eles já sabem não tem o que esconder. - Em yugyeom? - Youngjae pergunta novamente. 

- Um chupão, não tá vendo? - tentando ser o mais grosso possível, eu respondo. 

- E desde quando alguém te quer pirralho? - Jackson fala olhando em meus olhos. 

- Desde quando eu comecei a da - me jogo no sofá mechendo no celular.

- Da o que Kim Yugyeom? - Jaebum pergunta aparentemente assustado, talvez não espera-se isso de mim. 

- Você sabe o que - ainda confusos eu suspiro e digo de uma vez - Eu estava me pegando com vários Boys por aí, quer mais específico? - Sarcasmo e mentiroso, adoro. 

- Você não pode - Jinyoung fala. 

- E vocês podem? - Falo começando a me irritar.

- Sim - Jungkook se pronuncia pelo primeira vez, com uma expressão de quem quer acabar com sua vida, mas o que ele não espera, é que eu sei de muitas coisas sobre eles. 

- Ata, então você pode se pegar com o Jimin, o seu primo, jinyoung pode pagar uma de santinho mais vai pra boate toda noite escondido dos papais deles, e Jackson? É mais rodado que uma roda - Agora com um sorriso no rosto, a discórdia estava plantada. 



Já que minha vida está acabada, destruída, e impossível de consertar, ou me ver feliz novamente, eu vou fazer o que eles fizeram com elas, estragar elas, e a partir de hoje vocês vão ver um novo yugyeom. 

Se prepare irmãozinhos. 







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...