História Caminhos e Descaminhos - Drastoria - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass, Daphne Greengrass, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Lilá Brown, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Severo Snape, Simas Finnigan
Tags Astoria Greengrass, Draco Malfoy, Drastoria
Visualizações 46
Palavras 1.162
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 41 - De Uma Vez Por Todas


Draco e Astoria haviam chegado a algumas horas a mansão dos Greengrass, mas não pareciam capazes de interagir. Após algum tempo sentados na sala, Astoria se retirou para o próprio quarto e não retornou, Draco se perguntava se deveria ir embora ou se deveria permanecer para consolar a garota. Perdido em seus próprios pensamentos amargos, ele adormeceu rapidamente. Foi acordado na manhã seguinte por ela, que o sacodia pelos ombros.  

- Você não foi embora - Afirmou a garota, o tom dela era estranho. Draco se endireitou na poltrona, alisando o pescoço rígido após dormir numa posição torna a noite toda. 

- Não - Disse Draco ainda acordando - Não quero mais ir embora. 

Astoria não o respondeu, sentou-se na poltrona defronte e chamou o elfo doméstico, pedindo por um café da manhã. 

- Você quer que eu vá embora? - Perguntou Draco inseguro. 

- Eu... eu não sei - Ela alisou o rosto com as duas mãos, parecia perturbada. 

- Antoria, eu... Sabe porquê Anthony me capturou?  

- Por conta do meu depoimento para o Ministério - Respondeu ela obviamente. 

- Não, ele me capturou porque fui atrás de você. Estava aqui procurando por você quando ele me pegou pelas costas. 

- Você estava trás de mim? 

- Estou sempre atrás de você. 

Astoria encarou Draco por muito tempo, ele sustentou o olhar penetrante dela quase sem piscar. Não sabia o que ela pretendia com todo aquele silêncio, mas decidiu que seria ela quem deveria quebrá-lo. 

- Você acha que eu fiz o certo? Em não deixar Anthony nos entregar? 

- Não - Respondeu Draco sinceramente, ela cobriu o rosto com as mãos perturbadíssima - Mas eu teria feito o mesmo. Já fiz muito pior por sua causa. 

Astoria refletia sobre cada palavra dita por Draco, seu coração estava comprimido e sua mente confusa. 

- O que você está fazendo aqui? De uma vez por todas? 

- Eu quero você de volta, Astoria. 

- Draco, nós nunca demos certo antes, por mais que tentássemos, porque daríamos agora? 

- Porque nos amamos, só não ficaremos juntos se não quisermos. 

- Não vou suportar outra despedida, já dissemos adeus demais um ao outro. 

- Aquele na minha casa foi o último, estou seguro disso. 

- Como você pode estar tão seguro? Como pode ter certeza? 

- Porquê dessa vez, não interessa o que você faça ou diga nada vai me afastar de você. 

- Não sei se devemos tentar, todas as últimas vezes terminaram em desastre. Quem será o próximo que iremos ferir além de nós mesmos? 

- Qual parte você não está entendendo? Eu não irei deixar você dessa vez Astoria, nem que eu tenha que usar a maldição imperius em você. 

Astoria se horrorizou, Draco riu da cara de espanto dela. Ela percebeu que pela primeira vez em sua vida, Draco não queria acatar o que ela estava tentando dizer. A intransigência dele a irritava, mas um estranho contentamento começou a renascer nela depois de muito tempo. 

- Não é hora para brincadeiras - Disse ela séria, mesmo com uma frestinha de felicidade crescendo dentro dela. 

- Ninguém aqui está brincando, a não ser que você queira negar o que há entre nós depois de tudo que vivemos. 

- Você negou isso primeiro, quando me disse para ir embora da sua casa porque nós não seríamos felizes juntos. 

- Não Astoria, você negou isso primeiro quando terminou comigo pela primeira vez a quatro anos atrás - Draco fez uma cara falsamente ofendida, usando seu tom de voz mais debochado possível. Astoria se irritou de verdade com ele. 

- Você realmente vai ficar fazendo piada com tudo que está acontecendo? - Perguntou ela furiosa. 

- Astoria, pode argumentar o quanto quiser, jogue na minha cara todos os meus erros, nos faça relembrar toda a desgraça que vivemos nos últimos meses, eu não irei embora daqui sem você. 

Ela se pôs de pé astutamente, tentando ser ameaçadora. 

- E se eu não quiser? - Perguntou ela o desafiando. 

Draco se levantou também e a agarrou pela cintura, ela tentou empurrá-lo, mas ele a abraçou segurando seus braços. 

- Me largue - Disse ela autoritariamente. 

- Olhe nos meus olhos e diga que você não quer nada comigo - Desafiou também Draco. 

- Me solte - Ela tentava se desvencilhar dele, mas era em vão, Draco estava irredutível. 

- Vamos estou esperando - Riu ele do nervosismo dela. 

- Draco Malfoy estou avisando, se não me soltar irei acabar com você - Esbravejou a garota. 

Draco soltou o abraço que estava dando em Astoria e agarrou novamente pela cintura com uma das mãos, com a outra ele trouxe o rosto dela para muito perto do dele. Suas bocas estavam a menos de cinco centímetros de distância uma da outra.      

- Então acabe - Disse ele definitivamente - Faça o que quiser comigo, mas não se afaste de mim novamente. 

Astoria sentiu aquele velho sentimento de quando estava com Draco. Queria bater nele, mas ao mesmo tempo queria abraçá-lo e nunca mais soltar. Tentou empurrá-lo uma última vez, mas foi em vão. 

- Olhe nos meus olhos e diga que devo ir embora, que não me quer nunca mais - Draco encurtava a distância entre os dois, Astoria fechou os olhos, jamais seria capaz de dizer o que não sentia. 

- Draco, eu amo você - Disse ela sem pensar. 

- Eu amo você mais ainda - Ele aproximou os lábios dela lentamente. 

O abraço entre eles se intensificou, seus lábios se colaram lentamente. Um barulho despertou os dois desse prazeroso momento, eles se largaram assustados. 

- O café da manhã, minha senhora - Disse o elfo doméstico aparatando na sala, estragando o momento especial entre os dois. 

- Obrigada, Holly - Disse Astoria decepcionada, o Elfo fez uma referência e desapatou. Draco riu da situação - Pode ser um sinal de que as coisas não irão dar certo - Disse ela preocupada. 

- Não começa - Disse Draco a abraçando de novo - Depois de tanta coisa não será um elfo doméstico que irá nos separar - Ele a puxou novamente, a abraçando, louco para poder voltar a beijá-la, mas Astoria o interrompeu. 

- Draco, perdi minha única e melhor amiga. Me sinto como se não tivesse mais nada. 

- Você tem a mim. 

- Não sei o quanto consigo acreditar nisso, não desconfio de você, mas me parece irreal que as coisas irão funcionar agora. 

- Astoria você precisa acreditar - Ele encarou ela nos olhos – Vamos acreditar em nós, está bem? 

- Acreditar em nós - Repetiu ela sorrindo. 

Dessa vez, sem interrupções desnecessárias, eles se beijaram intensamente, como se não houvesse amanhã, como se fosse a primeira vez. O abraço que os entrelaçava era o maior e mais forte que já houvera entre eles. Depois de todos os encontros e desencontros, brigas e discussões, curvas e desníveis, finalmente Draco e Astoria estavam prontos para ficarem juntos, de uma vez por todas. 


Notas Finais


Meus amores, esse é penúltimo cap da fic, vai doer me despedir de vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...