História Camp Love - Frans - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Undyne
Tags Alphyne, Alphys X Undyne, Frans, Personagens Originais, Romance, Sanrisk, Sans X Frisk
Visualizações 132
Palavras 1.350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


tradução do titulo: dia chuvoso

Vai sem imagem mesmo, bem, é pra ler aqui pq é importante
Estava eu lindamente indo lavar a louça e antes fui responder alguns comentários, minha mãe chego e falo que agora com o curso de inglês, escola, minha cachorra pra cuida, eu teria que parar de ficar escrevendo, ela falo daquele jeito que irrita qualquer filho, ta querendo tirar o único lazer que me proporciona coisas boas, e tem uma coisa que pode contribuir para isso, o 3,5 que eu tirei em Matematica, MAS EM MINHA DEFESA, a prova era em dupla, e a minha dupla não fez merda nenhuma, e a professora passou a prova um dia antes e eu tinha faltado, e ela disse que não ia dar mais a prova, ent praq ir pra escola não é mesmo? Só q ai ela passou...
Eu te odeio professora de Matematica. Enfim, tem grande chance da fanfic ficar um pouco parada por causa q meus pais podem tirar o computador de mim, vou tentar escrever no celular mesmo não sendo "a minha onda", bem obrigada por ler isso, boa leitura

Capítulo 5 - Rainy day


{LEIA AS NOTAS DO AUTOR, OBRIGADA, DE NADA}

Chego no refeitório já a procura de Katy com o braço levantado me chamando e Sophia tampando o rosto, e foi exatamente isso que eu achei, mas Mettaton ajudava a garota, apresso meu passo para não faze-los chamar mais atenção, assim me sento no meio de Mark e Mettaton.

―Faz séculos que eu não te vejo sua vagabunda! ― Metta com todo carinho que pode dar me abraça.

―Também te amo, e não tenho culpa se você não para quieto em uma festa ― minha fala sai abafada por estar no abraço ainda e pela falta de ar que ele da.

―Que gay gente, vão me fazer vomitar ― Mark “vomita” ar ao lado.

―Viemos aqui para comer ou ficar vendo o Mark vomitando? ― Katy diz.

―Bem, eu vim aqui para comer e procurar algum alvo ― Madson pisca para um garoto que finge que não foi com ele ― eu vou morrer encalhada ― se lamentava encostando a cabeça na mesa.

―Você não estava gostando do Brian? Por favor não me diga que vou ter que atualizar a lista de crush’s seus ― Sophia fala mantendo os olhos no celular.

Enquanto elas falavam e o resto da mesa entrava na conversa, direciono meu olhar para algum canto, vejo Asriel com algumas pessoas, o garoto sabe fazer amizade rápido mesmo sendo tímido, meu olhar se direciona para outro canto parando na entrada, vejo Sans entrando, seu olhar também encontra com o meu e aceno para ele, que dessa vez não me deixa no vácuo, olha como ele pode ser legal quando quer, mas somos interrompidos quando Mark me cutuca.

―Sim? ― pergunto desviando o olhar para ele.

―Você gosta do poste! ― ele me da um leve empurrão.

―Gente, nós vamos ser as madrinhas ― Madson fala e sinto minhas bochechas esquentarem.

―Ih, ‘tá mais vermelha que a Katy, ‘tá apaixonada mesmo ― diz Sophia.

―Uma mulher não pode ter um amigo homem que significa que ela gosta dele? ― saio na defensiva.

―No seu caso você já gostou dele e ainda gosta, denunciei mesmo ― Mettaton eu vou te matar.

―Mettaton! ― ele se levanta indo para lanchonete sem pronunciar uma palavra.

―Gente, alvo vindo para mesa, se separar! ― Katy diz e todos se levantam, logo vejo que o tal alvo é Sans que está vindo para cá.

―Por que eu sinto que eles fugiram de mim? ― apontava para o grupinho na fila da lanchonete ― posso? ― se referia a sentar-se na mesa, balanço a cabeça num sim.

―Eles só foram pegar comida mesmo, mas então... ― tentava perguntar discretamente e sem ser grossa o porquê dele ter sentado ali.

―Ah, eu fui na cabana pegar uma coisa ― ele tira doces dos bolsos do casaco ― acho que é suficiente.

―Seu louco, não precisava pegar tantos doces.

―Se preocupa não, peguei dinheiro do seu irmão também e a máquina de doces nem é tão cara assim, mas em compensação peguei o favorito dele em troca, o Charamelo ― quando percebo o trocadilho de merda que ele fez caio na risada ― obrigado, obrigado, eu sei que sou muito bom, ei, eu também queria saber se você quer assistir algum filme, pelo jeito não vamos fazer nada hoje por causa da chuva ― olho para direção que ele havia apontada vendo a água caindo do céu lá fora e travo.

―N-nós íamos assistir um filme também, lá na cabana da Madson, quer vir? ― invento a desculpa mais rápida possível.

―Oh, pode ser...eu te mando mensagem ― sua voz de decepção não era possível de se esconder, ele se levanta ― tchau baixinha.

―Até mais Caterina ― ele sorri e se vira para ir.

―O que aconteceu aqui!? ― diz Mettaton batendo a bandeja na mesa.

―Curioso! ― digo.

...

Depois de um tempo contando o que aconteceu as garotas concordaram em assistir algum filme na cabana delas, então depois que comemos fomos para lá embaixo de chuva, felizmente não nos molhamos tanto e elas nos emprestaram toalhas.

―Entra ae gente ― fala Sophia nos convidando.

―Como tiveram a sorte de vocês três dividissem o quarto? ― questiono.

―Não tivemos, a Sophia tinha ficado sozinha e então a garota que estava aqui perguntou pra ela se podiam trocar porque as amigas dela estavam lá, e uma guria cancelo a vinda então sobrou uma cama ― Katy diz apontando para cama que Mark havia se jogado.

―Mudando de assunto totalmente, lembrei de uma coisa que não deu tempo de perguntar lá, por que tu inventou toda essa história? Você só contou ela ― Porra Madson, você gosta de tocar nos assuntos que eu fujo.

―Eu também não sei, meu cérebro falou isso automaticamente, sem pensar.

―Vocês poderiam estar se pegando agora mas nãooo ― diz Mettaton ― confessa logo que você gosta dele.

―Você quer que eu confesse, ok então, eu gosto do Sans Wingdings Caterina e tenho medo de vários motivos que indicam que não vai dar certo, e um deles é que garotos nessa idade não querem nada sério, então eu evito ele ― me sento em uma cama, o silencio permanecia ali, até que Katy se senta ao meu lado.

―Sabe, eu tinha o mesmo pensamento, e ele não ‘ta errado, hoje em dia as pessoas não querem compromisso, então não adianta ficar sofrendo pelos cantos, entra na onda, você ainda tem muito tempo pra achar a pessoa que sinta algo reciproco e queira ficar com você ― dou um sorriso de canto e sinto ela me abraçando, retribuo e sinto mais pessoas me abraçando, logo nos separarmos e Madson sobe na cama.

―Beleza, não viemos aqui para se lamentar, trabalhem ai que eu vou procurar um filme no computador ― todos se levantam, alguns pegam cobertas, outros começam a juntar as camas e eu recebo uma mensagem, é Sans, ele está falando que não vai poder vir, respondo e a conversa dura apenas algumas mensagens até que nos despedimos, acho que não é necessário destacar isso para todos.

...

Os doces que Sans me deu vieram a calhar bastante, juntamos nosso dinheiro e fomos comprar mais na máquina, acho que vamos morrer de diabete, mas pelo menos morreremos felizes. Depois de um tempo procurando, Madson conseguiu achar um filme de terror bom na Netflix, ninguém sentiu falta do Sans então nem precisei contar.

―Sai do celular Mettaton, não tem graça se a gente se fuder sozinhos ― Sophia da um tapa leve na perna dele o repreendendo.

―Deixa eu, já vou sair ― provavelmente deve estar respondendo mensagens de fãs no Twitter, quando ele começa não há ninguém que pare a não ser ele mesmo.

Quando eu estava prestes a falar uma coisa a cena que passava prendeu nossa atenção, o garoto burro correu para o carro e se escondeu na parte de trás até o-

―Tem alguém ai!!? ― todos deram um pulo quando alguém bateu na porta.

―Que susto, inferno! ― Mark se levanta indignado jogando a almofada no chão.

―Puta merda meu coração ― Katy diz se jogando para trás se deitando com a mão no peito. Mettaton, o que estava mais calmo por nem ter visto a cena vai atender a porta, conversa com a pessoa e chama nossa atenção.

―Preparem-se, os monitores liberaram a gente e ta todo mundo la fora brincando na chuva ― ele fala me puxando pelo braço para ir com ele, vou sem hesitar, tanto tempo que eu não brinco na chuva com direito a me sujar sem minha mãe brigar.

Ouço Mark e Madson negando a saída, logo depois vejo Katy e Sophia os trazendo a força, quando já estavam sendo molhados pela chuva começaram um complô contra as duas para conseguirem suja-las com barro, começo a rir delas mas a atenção também é trazida a mim, corro junto com elas.

―Eu me rendo! Não aguento mais ― fala Katy arfando, quando Mark e Madson chegam perto dela, ela consegue faze-los cair junto dela na lama, bem, eu que não vou ficar só olhando.


Notas Finais


Se tiver algum erro perdão, mas to atrasada pro curso
Espero q goste, é isto, flw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...