1. Spirit Fanfics >
  2. Campanha: Todas contra Uchiha Itachi >
  3. O Belo e a Fera

História Campanha: Todas contra Uchiha Itachi - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, eu vou ser bem sincera. Quando eu comecei essa fic, eu disse que desde que eu tivesse um leitor que a aprovasse, eu seguiria ela até o final. E, eu nunca esperei ultrapassar 10 favoritos, sério kk
Então, estou muito feliz, apesar de problemas, como o coronavírus - espero que vocês estejam se protegendo bem. É do fundo do meu coração que agradeço todos vocês que favoritaram e comentaram aqui, adoro ler o que vocês escrevem, é cada ponto de vista que leio kkkk
Admito que as vezes bate uma preguicinha, mas nada preocupante hehe
Quero dar um obrigado especial às usuárias @esaxula e @celt1430 por sempre me lembrarem que eu tenho essa fic e que não devo deixá-la morrer kkk
Obrigado, obrigado e obrigado :*

Capítulo 22 - O Belo e a Fera


"Você é tão lindo, mas não é por isso que eu te amo" - I love you, Avril Lavigne.

 

Sakura

Era um novo dia, e eu não iria tratar sobre o suposto roubo, nem queria pensar no discurso enfurecido de Mayumi da noite anterior. Ainda é recente e vergonhoso. Então me vi sem saída. Como é que dizem? Escapou.

Acabei contando, sem querer, sobre o bendito beijo. Eu ia contar de qualquer jeito e cautelosamente sobre isso, já que envolve uma aposta, mas nunca pensei que minha própria língua fosse me trair. Acho que foi pelo fato de me sentir excluída em uma acirrada conversa entre meus novos e belos amigos. É, foi isso.

Não sei o que é pior: Neji, estralando os dedos como se suas cartilagens fossem do tipo elástica; Sasuke, entretido no celular, mas sei que é fingimento porque ele está sentado do meu lado e posso ver que só está bloqueando e desbloqueando a tela; ou a mirada de Shino. Bem, a questão é que eu não faço ideia do que Shino olha, seus óculos ajudam no mistério. Se o rosto está voltado para mim, pode ser que esteja, sei lá, encarando uma meleca no meu nariz? E para completar, Izumi está sorridente demais.

Sério, quase fico cega pelo brilhante de seus dentes alinhados e charmosos. Que é? Eu aprecio uma boa arcada dentária. Mas isso não anula o ponto crucial de ser demasiado suspeito. Quem sorri meiga para o celular? Se for coisa ruim, estou livre da praga em nome da virgindade de Neji, Sasuke e Shino. 

"E então Sakura?", suguei o milk shake de morango. Quase lamentei quando saiu o barulhinho de sucção do ar. Como escapatória, fiquei rodando o canudo pelo copo, a coisa mais interessante do universo gente, merece minha completa atenção. "Sakura!"

"Oi Neji", sorri amarelo para o castanho. Que cena estranha. Estou prestes a contar para minha ex paixão platônica que beijei o irmão idiota do carinha ao meu lado, que também já beijei por impulso, e que por acaso não sei qual dos dois beija melhor visto que com Sasuke mal tocamos os lábios, e não posso simplesmente dizer que foi bom porque eu também já beijei Neji, quase fizemos aquilo, mas isso não vem ao caso. "O que foi?"

O castanho balançou a cabeça, afirmando algo do além. Inclinou-se na mesa, certo, qual foi o crime que cometi para ser alvo de investigações hein? Não conhecia esse lado fofoqueiro de Neji, sinceramente. Aquele momento em que você vê o produto que viu pela capa, e uma pontada de vergonha por tamanha burrice também. 

"Rolou ou não rolou?", e apresento a vocês, espectadores imaginários da minha vida, Hyuuga Neji, o cara que sabe constranger legal. Portanto, não o namorem.

Sem querer, meu olhar procurou o Uchiha primogênito. Ah poxa, esqueci, ele faltou hoje. 

"Sim", fechei os olhos. Abri o lado direito só para me deparar com as orbes negras de Sasuke. Levei minha franja para trás da orelha. Olá dona vergonha.

"E como foi?", Shino, meu lindo, eu te amo, mas odiei essa sua pergunta.

"Normal oras".

"Queremos saber como ele reagiu, boba".

"Eu não sei. Itachi não é muito expressivo. Acho que deve ter ficado, no máximo, com um pouco do orgulho ferido".

Sasuke franziu o cenho.

"Itachi é um escandaloso", pontuou.

"Você é o irmão dele, sabe de coisas que o resto do mundo não sabe", devolvi.

"Verdade", o moreno sorriu de canto. "Co-como a vez que coloquei um sapo de borracha em cima da cama dele antes de sair para escola, e quando voltei de noite, até o colchão ele tinha tro-trocado por um novo".

Ri. Como ele é tão medroso? Logo eu, a garota que nunca entrou em pânico ao ver um sapo.

"Mas Sakura!", Neji pegou minhas mãos. Quem vê de longe, pode pensar que somos os melhores amigos confidentes. "Você não respondeu o que eu queria".

"E o que você quer, minha alma?"

Shino riu. Adoro o Shino, ele é o único que acha minhas respostas engraçadas. Desconfio que venho abusando do humor ácido só para fazê-lo movimentar mais os músculos da face. Outro que deveria estar em comercial de pasta dental. 

"Eu quero ter um bom segredo. Assim calo ele sempre que eu quiser". Sabiam que eu achava que só as mulheres podiam ser determinadas por uma fofoca? Aposto que numa rodinha entre amigos homens, o assunto deve ser mulheres gostosas, esporte, mulheres grudentas, o carro mais bacana do momento, mulheres que não caem no flerte, brigas com os pais, mulheres que agem como bilionárias, política, mulheres dos outros. Mas sou suspeita para julgar, porque se eu tivesse amigas para pôr o papo em dia, meu assunto preferido e que eu jamais admitiria, seria os homens gostosos que conheço. De preferência, sobre o Sam Claflin.

"Cara, ele só ficou parado lá. Seu irmão é muito frouxo, Sasuke".

"Não parece uma reação digna dele. Mas tudo bem", o moreno deu de ombros, voltando ao celular.

"E você gostou?", Shino, meu deuso, não era para salientar isso!

Com três pares de olhos atentos, desviei para a castanha. Saudades quando Izumi era minha única preocupação. É incrível como ela consegue estar aqui perto e manter sua presença ignorável.  

Neji começou a apertar minhas mãos. Ai, vou zerar esse mês.

"Eu...", algumas pessoas coram e não sabem. Eu sei que coro porque sobe um calor esquisito nas minhas bochechas, minhas orelhas esquentam levemente e algo pinica na testa. "É...", às vezes você diz que em uma situação como essa, sairia sambando em cima de todos, mas agora ascende a vontade de bater a cabeça na mesa até a lerdeza sumir. "O..."

"O que? Eu não entendi", toma naquele lugar com seu cinismo Neji.

"Bem..."

"O intervalo termina em 1 minuto".

"Como eu posso explicar..."

"Sakura!"

"Eu gostei cara de alho!"

"Cara de alho?", Shino perguntou, confuso.

"Explica esse négocio direito, Haruno".

"Temos menos de 1 minuto", frisei sua pressão anterior.

Olhei para Sasuke. Certo, não sei porque fiz isso, medo talvez? Vamos esmiuçar a coisa. Ele é um gato, não entendo porque não tem uma horda de admiradoras igual o irmão. Jeito reservado, roupas chiques e que casam bem com sua personalidade, além de que é educado, característica extremamente difícil de encontrar nesses tempos modernos. Se o problema do povo for a gagueira, eles que se explodam. 

Nesta parte, as meninas que não convivem muito com amigos lindérrimos, vão me entender. Supomos que você não é acostumada, e de repente, entra na sua vida um garoto assim, todo de ouro! Não, não é sobre ele ser rico, é aquela pessoa que você quer afastar porque pode ser apenas uma encenação, mas quer manter por perto porque ele é um dos poucos que te faz ser você mesma. E bom, não há outra forma de revelar o irrevogável: ele é um gostoso. Tenho essa carinha inocente, mas quem disse que preciso ter escrúpulos nos pensamentos? Que eu saiba, ninguém aqui lê mentes.

Sorri para Sasuke. Ou um projeto de sorriso. Ele não parecia incomodado, mas algo me diz que o moreno também sabe esconder emoções. 

Enquanto Neji me rodopia no refeitório, e estou inutilmente tentando me desvencilhar desse louco, vejo Itachi na porta de entrada e saída do ambiente. Seu olhar direto para cá, e ele está... feliz? 

"Neji me solta!"

Não é que eu não queira receber mais ódio de Ten Ten, estou pouco me lixando para a Mosqueteira. É que ele está contente por ter vencido a aposta. Agora terei de fazer todas as suas lições de história, e todo mundo que algum dia fora meu colega de classe, sabe que eu não suporto história. Não conheço alguém que suporte, nerd ou os não nerd. Filho da mãe inteligente.

Fora que é nauseante ver os rostos curiosos, e alguns de inveja, direcionado à nós. 

"É sério, Hyuuga, vou vomitar em você".

O castanho me deixou no chão, rindo. Gravidade, te amo. 

"Bom dia Sakura".

Quando ele chegou aqui gente? Bom dia Sakura?! Uau, qual foi o extraterrestre que iluminou o comportamento imbecil do Itachi? Seja quem for, merece o novo Prêmio Nobel da Paz.

"Bom dia Itachi", também não vou ficar para trás. Sou educada hum. "Fiz os dois primeiros trabalhos sozinha, mas não se preocupe, o professor vai te dar outra chance".

Por enquanto, estamos nos comunicando de maneira civilizada. O sinal de retirada toca.

"Certo".

"Mamãe te importunou muito?", esse é Sasuke, ele está próximo pela forma como seu hálito quente alcança minha nuca, estou de coque.

E algo extraordinário aconteceu: o Uchiha mais velho negou. Mikoto não parece ser mãe que deixa o filho impune.

"Eu não estava em casa".

"E pra onde você foi?"

Itachi sorriu. Aquele tipo de sorriso que os bad boys estilo Brad Pitt mais jovem dariam.

"Depois, irmãozinho", os olhos negros faíscaram para atrás de nós. Neji tenta arrancar com o olhar algum indício de perdedor de Itachi. Shino... onde está o Shino? Esse garoto deveria ser ninja, some das vistas sem deixar rastros. "Olá bela dama".

De início, achei que fosse comigo. Voltei a fitar o Uchiha, mas ele olhava para... 

"Oi Itachi, tudo bem?", Izumi, A IZUMI chegou perto dele. Por que não a notei antes? Ela está tão perto que se ela ficar na pontinha dos pés, beija o moreno bem na boca. E espera, ela está mesmo fazendo exatamente isso. Abismada, vi seus lábios com batom roxo escuro tocar os rosados do Uchiha. Mas que droga está acontecendo aqui? Alguém tira essa garota daí! Itachi empurra ela! E cara, as íris escuras estão focadas em mim. É provocação por acaso? Era só o que me faltava. "Deixei minha pasta no seu quarto, você a trouxe?"

"Não. Mais tarde você pega". Ele enlaça a cintura dela com os braços.

Desde quando esse imbecil sabe ser carinhoso na fala? Comigo nunca foi assim!

Ela ri. Quase não há alunos no refeitório, chuto que perdi a terceira aula.

"Seu fofo. Até mais tarde".

Eles saíram. Eu fiquei lá, e só constatei que não poderia surtar quando Neji se pronunciou:

"Que rápido".

"E sábio. Izumi é mais ajuizada do que as ga-garotas que normalmente ele fica", Sasuke completa.

Meu desenho favorito é da Bela e a Fera. Eu sempre quis ser a Bela, mas no momento quero ter garras e jogar essas mesas e cadeiras na parede. Quando foi que deixei de ser a princesa linda, diva e poderosa para virar o simples monstro?

Em todo caso, é tudo culpa da TPM.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...