História Camren - Instagram second season - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camren G!p, Dinah G!p, Lauren G!p, Norminah G!p, Trolly, Vercy G!p
Visualizações 506
Palavras 2.799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyy guys... Wazzap!!!

I'm back Sweets...

Capítulo 2 - Two


Fanfic / Fanfiction Camren - Instagram second season - Capítulo 2 - Two

@LawJauregui My Woman...

.........................................

POV LAWRENCE


Eu estava conversando com meu pai e meu sogro, nossos amigos já tinham ido embora e Camz estava com minha mãe e minha sogra.

- Como está a vida, campeão? (Pergunta meu pai e meu sorriso se aumenta só de lembrar dos meus amores.)

- Melhor do que nunca, papai. Nem nos meus mais lindos sonhos eu imaginava sendo tão feliz como eu sou. (Digo sentindo meu sorriso rasgar meu rosto)

- Sabemos como é, grandão. (Diz meu sogro sorrindo e eu lhe olho) eles se tornam tudo pra você. Tudo que você fizer vai ser pensando primeiro neles... É o sentimento mais puro.

Vejo Camz vindo em minha direção sorrindo e eu aumento meu sorriso ao ver minha esposa. Eu tenho que dizer que foi extremamente difícil desde nascimento dos gêmeos, nao que eles deu trabalho, os dois são uns anjos, literalmente. Mas pense comigo, você dormir todo dia ao lado de uma mulher incrível e fantástica feito Camila e mão poder toca-lá. E nao. E não sou ninfomaníaco, mas ela é a mulher mais linda e gostosa que eu já vi no mundo e eu durmo e acordo com várias ereções. Mas tenho que me controlar por causa do seu tempo de repouso. Nunca iria machucar minha mulher, ela já veio a ideia de querer me satisfazer, mas eu não aceito somente eu ter prazer e ela não, somos um casal e fazemos tudo junto. Se ela não pode eu também não. Já até cheguei a pensar em me aliviar com minha mão. Mas ela não é minha Camz. 

- Hey Loo. Vamos pra casa, amor(pergunta entrelaçando os braços em meu pescoço e eu a puxo pela cintura olhando seus olhos que estavam com um misto de ansiedade e excitação?)

- Vamos, Camz. Onde estão nossos bebês ? (Pergunto e ela puxa meu rosto me fazendo olha-lá e sorri do jeito que ela sabe que me deixa louco.) 

- Hoje nossos bebês vão ficar com seus pais e nós vamos passar a noite toda e a madrugada fazendo amor loucamente. (Diz ela me olhando com os castanhos escuros de modo intenso enquanto falava com a voz arrastada. Solto um gemido baixo e rouco e fecho meus olhos com a respiração já ofegante) 

- Amor... Você tem certeza ?(pergunto puxando sua cintura já com meu pai latejando dentro das calças apertada louco para me enterrar nela)

- Eu tenho uma surprezinha pra você...(diz arrastando as unhas por cima do meu pau e logo me puxa pela gravata) vamos nos despedir dos nossos pequenos. 

Nós depedimos dos gêmeos, iria ser a primeira vez que eles dormia sem nós. Por um lado eu estava preocupado, mas meu lado de marido precisava ter minha mulher e eu não podia desaponta-lá. Assim que terminarmos de nos despedir de nossos pais e nossos pequenos, fomos até o carro e abri a porta para Camila a ajudando a entrar e dou a volta entrando em seguida. Ligo o carro dando partida e logo sigo o caminho de casa o mais rápido possível ouvindo a risada melodiosa de Camila e sua mão que estava em minha coxa subindo até chegar em meu pau que estava quase furando a mesma e ela aperta me fazendo morder o lábio inferior fortemente e apertar o volante. 

-Camz... Merda ! Assim eu vou causar um acidente e do grande, mulher. (Digo gemendo entre a frase quando ela começa um sobe e desce e lhe olho rapidamente vendo o sorriso sedutor nos lábios latinos.) 

- Não estou fazendo nada, Mi amor....( Diz de forma sensual e eu solta um grunhido e acelero mais o carro ouvindo sua risada gostosa. Meu pau estava tão duro que chegava a se contorcer dentro calça.)

Assim que eu avistei os grande portões pretos da mansão meus olhos brilhou. Estaciono o carro de qualquer jeito enfrente as escadarias e logo tiro o cinto saindo do carro e dando a volta abrindo a porta de Camila. Vejo a mesma sorrindo de forma sexy e ela pega novamento minha gravata me puxando e eu me deixo levar sem protestar. Entramos no hall da mansão e ela me guio pela grande escada de mármore fazendo questão de rebolar aquela bunda grande e gostosa que ela tem. Eu sou louco pra me enfiar no orifício que deve ser extremamente apertado. Só de imaginar mordo o lábio olhando ela rebolar gostosamente. Assim que chegamos enfrente a porta de nosso quarto ela leva sua mão a maçaneta abrindo a porta e me puxando...

- Hoje eu quero que você me foda, Jauregui. E se fizer direitinho do jeito que eu quero você ganha um presentinho que você ama. (Diz ela com a voz arrastada e eu gemi só de pensar no presentinho) Agora senta ali.... Vou fazer um pequeno show pra você, Mi amor...

Ela vai até o closet e depois de uns 10 minutos vejo as luzes do quarto ficar em um tom escuro deixando com uma Áurea sexy e sensual. Ouço o bater de seus saltos soar pelo cômodo e levanto meu olhar encontrando a deusa a minha frente com um sobretudo preto cobrindo seu corpo latino. Olho em seu olhos castanhos vendo os mesmo com um misto de mistério e excitação e isso me deixou completamente louco. Ela leva sua mão aos cabelos jogando o mesmo para o lado de um jeito fudidamente sexy deixando bagunçados como se tivesse acabado de sair de uma maratona de sexo.

Ela vai até o aparelho de som e logo uma batida já conhecida por mim seguida Crazy in love começa a soar pelo cômodo me fazendo morder o lábio inferior em antecipação e afrouxar a gravata puxando o ar entre dentes. 

Ela se vira e sorri colocando o dedo indicador entre os dentes e rebola de forma lenta e sexy me fazendo sentir como se ela estivesse fazendo em meu colo. Ela leva sua suas mãos até laço do sobretudo e começa a puxar o mesmo, prendo meus olhos em seu rosto vendo seu sorriso de lado e o olhar lascivo, desço meus olhos para sua mão novamente e vejo o laço já desfeito e ela começa a tirar o sobretudo fazendo o mesmo cair ao seus pés como cascata e eu solto um grunhido de pura excitação e luxúria ao ver seu corpo coberto por uma lingerie preta com cinta de liga presa em sua calcinha e na meias calça. Ergo meu olhar por sua barriga chapada vendo ela contrair reagindo ao meu olhar, para meus olhos fazendo o contorno de seus seios cobertos pela lingerie e finalmente olho em seus olhos agora num tom preto escuro por toda sua excitação, transbordando luxúria e sensualidade. 

- Gosta do que vê, Mi Amor? (Pergunta com a voz melodiosa fudidamente arrastada e sexy e eu subo meu olhar por seu rosto vendo o sorriso e sorrio de lado passando a mão por entre meus fios de cabelos)

- Amando...(digo sorrindo de lado e passo a língua entre os lábios umidecendo os mesmo e vejo ela seguir com o olhar) 

Ela começa a dançar me olhando e passando suas mãos por seu corpo gostoso e a esse ponto já tinha gotas de suor descendo por minha testa. Latina gostosa do caralho ! Ela se vira de costa e lentamente desce até o chão e me olha por cima do ombro sorrindo e eu mordo o lábio inferior soltando um gemido arrastado e rouco quando ela levanta empinando aquele monumento que ela chama de bunda. Ela se vira novamente e vem andando de forma sensual até mim com o som do seus saltos agulha em atrito com o piso do quarto. A cada passo que ela dava meu coração e minha respiração ficava mais crítica aínda, ela para a minha frente e pega meu rosto entre a mão me fazendo olha-lá a mercê dela. 

- Nós não iremos dormir, Mi Amor. Espero que esteja preparado para nossa noite...(diz abaixando o rosto e mordendo meu lábio inferior me fazendo gemer contra seus lábios e ela sorri notando o efeito que causava em mim) 

Ela se vira de costa e eu olho para sua bunda vendo a lingerie minúscula entre os dois montes gostoso e me imagino entrando em seu orifício estreito e intocado. Ela abaixa e se senta em meu colo me fazendo involuntariamente levar minhas mãos a sua cintura fina lhe pressionando contra a grande ereção e nos gememos juntos com o contato mesmo por cima dos panos que nos impedia de nós sentir por completo. Ela leva uma mão até minha nuca arranhando gostosamente a pele e eu começo a distribuir beijos e chupões por seu pescoço e costas sentindo ela rebolar sofregamente em meu pau o fazendo quase entrar nela mesmo com os panos nos impedindo.

Ela se levanta e me puxa pela gravata. Nós não desviava do olhar um do outro deixando tudo muito mais sensual e cheio de luxúria. Ela leva suas mãos pequenas até o nó da gravata e começa a desafrouxar o mesmo tirando lentamente e jogando em qualquer lugar do quarto. Logo sinto seus dedos finos desabotoando minha camisa social de uma forma lenta me fazendo querer rasgar a mesma e possui-la de uma vez. A cada botão que abria nossas respirações ficavam cada vez mais críticas assim que ela terminou de desabotoar ela passa as unhas por meu peitoral descendo por meu abdômen me fazendo contrair sentindo meus pelos arrepiar. Desabotoou os botões da manga tirando a camisa de meu corpo com rapidez e puxo sua cintura lhe beijando-me com luxúria e amor.

Levo minhas mãos de suas costas a procura do fecho e assim que consigo achar abro o mesmo e me afasto retirando o mesmo de seu corpo latino apreciando a minha mulher.

- Você é tão linda, Camz. A mulher mais perfeita do mundo. Minha mulher (digo enquanto levava minhas mãos cobrindo seus seios e ouvindo seu gemido quando nossas peles entram em contato, sinto seus bicos enrijecendo contra a palma da mão e me abaixo chupando seu seio esquerdo com gana enquanto acariciava o direito ouvindo o gemido melodioso da minha esposa ecoar pelo cômodo como a música mais perfeita para meus ouvidos. Sinto seus dedos entre meus cabelos e ela puxar os fios contra ela querendo mais contato e eu mudo meus beijos para seu seio direito dando a mesma atenção e desço uma de minhas mãos por sua barriga passando a ponta dos dedos sentindo ela se arrepiar e gemer, assim que sinto a barra de sua lingerie contra meus dedos começo a brincar com a mesma e logo manobro o tecido e desço meus dedos de encontro ao seu centro quente e fudidamente molhado e nos gememos juntos.

- AHH MI AMOOR....(Porra ! Ela gemer falando em espanhol é jogo baixo. Santo Deus! ) 

Começo uma carícia em seu clitóris enquadramento continuava a chupar seu seio com gana, revesando entre eles e seu pescoço, busto e clavícula. Sinto sua unhas descendo por minhas costas rasgando a pele me fazendo gemer com um misto de dor e excitação, e isso me deixou mais sedento por ela. Desço meus dedos pra sua entrada e lhe penetro com dois dedos indo fundo e gemendo junto a ela ao senti-la apertando meus dedos em seu interior, quente, molhado e fudidamente apertado. 

- Você continua apertadinha e fudidamente gostosa... (Digo chupando seu lóbulo e estocando meus dedos em seu interior com força acertando seu ponto espanjoso vendo minha mulher revirar os olhos entregue ao prazer e gemendo em pleno pulmão me incentivando a ir mais.)

- así ... amor ... estoy viniendo, mi gusto (geme fudidamente alto e arrastado e eu enfio meus dedos cada vez mais rápido enquanto acariciava seu clitóris com o polegar. Sinto suas paredes mastigar meus dedos em seu interior e logo o grito seguido por seu corpo tremendo vem indicando que ela estava gozando. Olho para ela fascinado. O corpo com uma leve camada de suor, os cabelos desengrenhado, o peito subindo e descendo, os lábios entre abertos saindo uma lufada forte de ar... Fudidamente gostosa.

Pego ela no colo e a deito na cama grande e macia e me afasto ficando em pé novamente olhando minha mulher deitada em nossa cama. Eu sou um puta sortudo. Latina gostosa.

Começo a abrir meu cinto junto ao botão da calça e logo desço tirando do meu corpo e vendo ela seguir tudo com um olhar faminto cheio de luxúria e sensualidade.

Vejo seu olhar descer por todo meu corpo e quando ela para em minha cueca ela passa a língua entre os lábios carnudos umidecendo e os mordendo em seguida. Olho para baixo vendo a enorme ereção que eu estava, a glande do meu membro saindo pela barra da cueca de tão duro e pulsante que eu estava. Olho para ela sorrindo de lado e vejo ela me chamar com o dedo indicador mordendo o lábio inferior. Tiro a cueca fazendo meu pau bater completamente duro e pulsante contra meu abdômen louco pra me afundar em sua fenda quente, molhada e fudidamente apertada.

Vou até a cama e escalo seu corpo beijando  cada parte dele e assim que chego de frente ao seu rosto a tomo em um beijo apaixonado e cheio de luxuria. Desço minhas mãos de encontro a sua lingerie e embrenho meus dedos nas laterais finas puxando em seguida o tecido inútil ouvindo seu gemido com um misto de surpresa e excitação e sorrio de lado lhe olhando.

- Vagabundo.... Era nova. (Disse me olhando com os castanhos escuros e sorrio de lado)

- Eu compro quantas quiser .... Todas vão ter o mesmo fim. (Digo e mordisco seu lábio inferior sugando para mim e soltado. Pego suas pernas entrelaçando em minha cintura e gemi arrastado ao sentir os saltos arranhando a pele da minha bunda me causando arrepios e uma dor gostosa.) Eu vou te fuder tanto, Camila... 

- Entonces me hable a mi hombre, me tenga de la manera que sólo tú puedes..(PUTA MERDA ! eu já falei que Camila Cabello falando arrastado em espanhol me deixa fudidamente louco ? Pois é, se eu não me controlar vou agir feito um animal louco e sedento pra me afundar até o talo nela)

- Ahh merda, Camila... Latina provocadora. (Digo gemendo contra seu pescoço e sinto suas unhas grandes passando me causando arrepios)

Pego meu membro e guio até sua entrada encharcada e nós dois gememos juntos pelo contato de nossas intimidades, olho em seu rosto vendo o lindo sorriso e empurro levemente meu quadril fazendo a cabeça do meu ou entrar nela e gememos, ela me olhou notando meu receio e levou sua mão ao meu rosto e no mesmo momento me fez entrar com força em sua boceta nos fazendo gemer juntos, Porra ! Ela estava mais apertada ainda. Olhei para seu rosto, os lábios vermelhos e carnudos abertos puxando ar, os olho fechados pela recente invasão. 

- Porra, Camila.... Você continua apertadinha, amor (disse entre gemidos quando comecei a estocar em sua boceta sentindo ela me apertar cada vez mais gemendo alto)

- Amor...Mais Lawrence, eu quero mais...(disse revirando os olhos e falando entre gemidos manhosos)

Apoiei meus braços ao lado de seu corpo e comecei a estocar com força indo fundo em seu interior sentindo ela me apertando cada vez mais dificultando as estocadas, mas estava fudidamente gostoso. Ela começou a rebolar e eu estoquei mais forte acertando seu ponto G a fazendo gritar e arranhar minhas costas desde a nuca até minha bunda me fazendo soltar um gemido rouco de prazer e dor

- OHH MEU DEUS LOO.... E-eu.... AHHH (sinto sua boceta mastigar meu pau com força e logo seu corpo começar a convulsionar e seu líquido molhar meu pau me fazendo do gemer e tomar seu seio em minha boca ouvindo o grito da minha mulher de puro prazer enquanto continuava a meter fundo.) OHH FUCK...

- Caralho....CAMILA ! (Urrei assim que estoquei no fundo de sua boceta jorrando minha porra em seu interior e ela veio junto a mim novamente apertando violentamente meu pau com suas paredes enquanto gritava arranhando minhas costas)

Dou mais algumas estocadas e logo sinto seu corpo relaxar e deito minha cabeça em seu pescoço regulando minha respiração ofegante assim como a sua. Começo uma carícia em sua coxa e sinto seus dedos subindo e descendo por minhas costas.

- Eu estava com tanta saudades de você, Bella mia. (Digo levantando o rosto e lhe dando um selinho demorado em seus lábios) você não imagina o martírio que tá dormir do lado de uma latina gostosa como você e não poder te tocar...

- Digo o mesmo, Loo. Era horrível ter que sentir você ao meu lado e não te ter dentro, assim...(diz ela me olhando e eu estoco dentro dela com meu pau duro como rocha e ela geme manhosa) Ainda quero mais...

- Tudo que você quiser, Bella mia....


TO BE CONTINUED....





Notas Finais


Isu ai galeura...espero que tenham gostado
Comente 💬
Favorite 💟
...and see u soon childrens 🙃💙
Bjos do tio Lorenzo 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...