História Camren: A patricinha e a rockeira - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camilla Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lgbt, Romance, Yuri
Visualizações 461
Palavras 1.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus queridos leitores! Quem tá gostando da fic aí? Eu sei q é bem difícil eu deixar algo aqui mas quero conhecer quem ler a fic! Estão acostumados a ver a Camz doidinha de sempre e essa fic é totalmente diferente com a nossa Camz responsável. Rsrsrs

Bom, Já falei demais vamos para o próximo capítulo!

Capítulo 29 - A explicação


Fanfic / Fanfiction Camren: A patricinha e a rockeira - Capítulo 29 - A explicação

#Camila 

Estou indo para casa pegar minha carteira e voltar para a faculdade.  O taxista pegou um pouco de trânsito mas conseguiu ir rápido porque eu disse que pagaria o dobro. 

- Me espera aqui por favor? Eu volto já... -Falei para o taxista 

Sai correndo que nem uma louca, peguei o elevador e corri para o meu quarto para pegar minha carteira. 

Olho para minha cama, Lauren não comeu tudo, não tomou o suco e ainda deixou a bandeja em cima da minha cama. 

- Essa garota não tem jeito mesmo. 

Vou correndo para sala e ouço um grito de Lauren

- Pelo o amor de Deus não faz isso. 

Lauren parecia estar chorando, um grito desesperado. Fui para o quarto de Lauren ver o que estava acontecendo. 

Me deparo com Lauren com sua roupa rasgada e um homem mais velho por cima dela beijando ela a força e alisando seu corpo. 

- Solta ela! -Gritei. 

- Camila vai embora! -Lauren disse ainda em prantos

- Veio se divertir também gracinha? -Aquele homem alto se aproximou de mim. 

- Não toca nela. - Lauren deu um berro 

- Eu vou chamar alguém. -Sai correndo. 

- Volta aqui! -Aquele homem me puxou pelo o braço e me jogou longe com muito força. 

- Camila está tudo bem? -Lauren perguntou

- Ninguém sai daqui. Acabou a palhaçada... Você vai me dá o que você tem de melhor, é sua obrigação. -ele apontou para Lauren

- Eu dou, mas deixe ela ir. -Lauren me olhou em lágrimas 

- Ela vai ficar aqui assistindo. Não mandei ser curiosa, e tudo com plateia é mais divertido. 

- Você é um nojento. -Eu encarei aquele homem que olhava para Lauren como se ela fosse um objeto. 

- Você fica calada. -ele apontou pra mim. - Agora você vadia, tire esse short agora! -Ele apontou para Lauren

Lauren tirou o short e ficou apenas de lingerie. Ela tremia, seus lábios estavam pálidos e seus olhos muito assustados. 

- Você é uma delícia. -Ele disse acariciando o sexo de Lauren por cima da calcinha transparente. 

Lauren estava apavorada, seu choro me cortava o coração. 

- Para com isso! -Eu gritei. -Você não tem dó não? Não tem família? Deixa ela em paz. 

- Eu paguei e ela tem que fazer o serviço completo! -Aquele homem gritou. 

- Você pagou? Como assim? Lauren do que esse homem está falando? -Questionei sem entender

- Ah você não sabia? Sua amiga aí é prostituta, tô pagando 10 mil reais para comer ela hoje. Já dei entrada: 5 mil reais, agora ela vai ter que me satisfazer. -Ele puxou Lauren pelo cabelo colocando-a de quatro. 

Eu me decepcionei ao ouvir aquilo... Peguei minha carteira que caiu no chão na hora que ele me empurrou, peguei uma caneta em cima da escrivaninha e fiz um cheque no valor de 5 mil reais. 

- Seu dinheiro de volta. Agora vai embora daqui! O trato está desfeito. 

- Ficou maluca? 

- Meu tio é policial e está esperando lá embaixo se ele notar a demora ele vai subir. Eu já estou te devolvendo o dinheiro então não tem mais o que fazer aqui. Se insistir você vai ser preso. 

- Você é uma filha da puta! 

- O tempo está correndo. -Acelerei. 

Ele não pensou duas vezes e saiu correndo!

- Camila... -Lauren me chamou baixinho. 

Olhei de lado para ver o que ela queria. 

- Eu vou te pagar depois, muito obrigado por ter feito isso. 

- Eu paguei, agora você me deve isso... Tire essa calcinha agora.! -Eu disse séria 

- O que? -Lauren me olhou espantada.

- Você não é prostituta? Eu paguei, agora tire essa calcinha! -Ordenei

- Mas... -Lauren fica sem entender. 

- Você me decepcionou Lauren. Me decepcionou muito... Vou dispensar o táxi que depois dessa nem vou para faculdade. 

Sai e fui pagar e dispensar o taxista. 

Meu coração estava confuso, totalmente decepcionado... Lauren é  garota de programa e nunca me falou nada. 

Após pagar o táxi eu queria muito tirar satisfação com Lauren, aquilo era um absurdo: Lauren ser garota de programa, eu não conseguia engolir aquilo. 

Fui para o quarto de Lauren e ela estava tomando banho, seu telefone estava tocando, então resolvi atender. 

- Alô! 

- Lauren eu sei que você estava nervosa, a primeira vez não é fácil, mas essas coisas você não pode dar pra trás. São negócios. Como não transou com o Tony? Ele já tinha pago metade! -Uma voz muito estressada falou comigo achando que era Lauren

- Quem está falando? 

- É a Lucy. Cadê a Lauren? 

- Ela está ocupada no momento, você devia ter vergonha em falar isso. Lauren não tem que vender o corpo, fez o certo em não transar com esse tal de Tony. 

- Ela estava precisando de dinheiro e eu dei a opção. Ela não é nenhuma criança e assumiu o compromisso, tinha obrigação de cumprir com ele. -a pessoa desligou

Lucy é a garota que veio aqui hoje. Então ela veio pra isso. Por isso Lauren estava chorando quando entrei no quarto, ela realmente não queria.

E eu achando que Lauren era a pessoa menos influenciável do mundo, me enganei. 

Lauren sai do banheiro com os olhos inchados e enrolada em uma toalha. 

- Obediente você... -Eu disse 

- Que? 

- Eu mandei você tirar a calcinha e você tirou tudo e ainda veio cheirosinha pra mim. 

- Você está falando sério? 

- Claro! -Agarrei Lauren por trás e sussurei em seu ouvido: -Agora tire essa toalha

- Que porra é essa Camila? Eu te pago depois. -Lauren me empurrou 

- Calma, eu estou brincando com você. Acho que você me deve uma explicação de tudo. E pode começar agora... - Estalei os dedos. 

- Você sabe que o Ty pagava tudo pra mim né? 

- Sim eu sei. 

- Então... Acontece que Ariana armou pra mim. Inventou pro Ty que eu tinha um caso com um garoto, ainda ligou pra esse garoto dizendo que ele estava com a moto dela. Ela armou com esse garoto. Fez tudo pra me prejudicar. Aí o Ty terminou comigo. E era dia de pagar a mensalidade da faculdade e o aluguel. Eu não tinha de onde tirar o dinheiro, e fiquei com medo de você descobrir que eu não tinha dinheiro e ir procurar outra pessoa para dividir o apartamento. Aí a minha amiga deu essa ideia de fazer programa. Eu não queria.. Tive a ideia de vender o notebook, mas deixei a cerveja do lado dele e quando fui olhar: a latinha tombou em cima do notebook e pifou. Daí eu tive a ideia de vender o celular, mas não achei ele em lugar nenhum. Procurei pela casa toda e não achei. Aí a única saída que sobrou foi essa. Mas eu sou tão fracassada que nem isso eu consegui. -Lauren disse cabisbaixa. 

- Ei, isso não é fracassar. Você se deu valor, não tem que dar seu corpo por dinheiro. - Levantei o rosto de Lauren

- Ele pagou por isso. Era minha obrigação... 

- Se você não conseguiu é porque você não nasceu pra isso e agradeça a Deus por isso 

Lauren me deu um abraço forte. 

- Você reparou a enrascada que se meteu? Se eu não tivesse aparecido? Aquele cara teria te estuprado.

- Por isso te dei o abraço. Você apareceu na hora certa. -Lauren me olhou nos olhos

- Você era tão segura de si quando cheguei aqui, e agora está tão frágil, tão sensível. -Acariciei o rosto de Lauren 

- Dorme comigo essa noite? -Lauren acariciou minha bochecha 

- Eu fico até você pegar no sono. Depois vou para o meu quarto. 

Lauren colocou um pijama de frio e se deitou. Eu deitei ao seu lado sem falar uma palavra... Apenas abracei por trás e deitei de conchinha com ela. E ela ficou ali acariciando minhas mãos. Eu estava me sentindo no paraíso, não queria que aquele momento acabasse nunca. 

Notei que Lauren havia dormido, era meu momento de sair mas meu corpo queria ficar ali juntinho ao dela então resolvi ficar... 

Fiquei pensando em tudo que Lauren disse, será mesmo que Ariana fez tudo aquilo? Eu tenho a leve impressão de que Ariana pegou o celular. Será que ela sabia que Lauren precisava de dinheiro e fez isso propositalmente? 

Não vou pensar mais nisso, quero curtir minha bebê! Suspirei profundamente no pescoço de Lauren para sentir o seu cheiro. 

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...