História Camren Na Turnê 7/27 - 2 - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 694
Palavras 1.662
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Decidi continuar. So por hj rsrs

Capítulo 50 - Chapter 50 - Continuando


Fanfic / Fanfiction Camren Na Turnê 7/27 - 2 - Capítulo 50 - Chapter 50 - Continuando

Quase um mês depois...

-Eu não aguento mais. - disse Lauren no estúdio musical em Los Angeles bufando de raiva

Olhava o celular e ficava ainda mais chateada.

-Não aguenta mais o quê? - perguntou Halsey com o seu saquinho de jujuba.

Halsey enchia uma mão inteira com um monte delas e colocava na boca como uma criança deixando as bochechas gorduchas como um balão.

-Nada. - disse Lauren virando os olhos.

-Ah. Agora você vai ter que falar. Passa o celular. - disse já tomando o cel dela.

-Lucy? A nova peguete da Ruby Rose? - disse Halsey levantando as sobrancelhas e vendo uma foto seminua da filha de Carlitos Vives no insta.

-Cara, eu já te disse que Lucy não é peguete da Ruby. Lucy estava com meu irmão antes de ir pra casa dela. Creia-me. Lucy nunca ficou com ela, mas é cara de pau o suficiente pra se hospedar na casa de qualquer pessoa e lá ficar por um bom tempo.

-Eu nao ligo. - disse Halsey enchendo mais a boca de jujuba. - Provavelmente elas já devem ter dado uns amassos, mas enfim... Eu nem me lembro de Lucy. Nem sei quem ela é.

-Jura? - disse Lauren irônica. - Você fez uma música para Ruby Rose após a briga que teve por causa de Lucy se hospedar na casa dela e agora diz que não se lembra quem ela é?

-Que seja. - disse Halsey dando de ombros. - Eu não ligo. A nossa música Strangers está o maior sucesso e a apresentação que fizemos foi foda. O clipe vai ter 1 bilhão de views em breve.

-Deus te ouça... - disse Lauren com as mãos em prece e olhando pra cima.

-Mas o que tem a Lucy agora? O que tem o instagram dela pra você ficar chateada?

-Alfinetadas. - disse Lauren tomando o celular de volta. - Ela está morando na casa da sua ex, mas continua mandando recados pra mim. E é da maneira mais estúpida possível: filosofando.

-Ah. Eu sei meu bem. - disse Halsey sorrindo ainda cheia de jujuba. - Eu conheço bem essas lésbicas pseudointelectuais. Elas amam filosofia de bar, amam poesia e os tais pensadores, amam a história do mundo e amam dizer que sabem de tudo. Mas sabe por quê?

-Por quê?

-Pra darem lição de moral. Elas gostam de pregar. Tipo padres, o papa, os cardeais, o bispo e todo esse povo. Se prepare. - disse rindo.

-É. Mas eu cansei. Eu cansei disso... Eu vou deletá-la do twitter e do insta. Pra mim chega. - disse colocando uma mensagem após o feito:

"A minha tolerância para essas farsas de merda já expiraram".

-Não mexam com uma Jaureguuiiii... - disse Halsey divertida. - That's my girrrl!

-Eu sou legal. Só não testem a minha paciência. - corrigiu Lauren.

-Nós somos muito parecidas! Adoooro.

... ....

Ainda em Los Angeles...

-Mani! Você tem recebido as mensagens dos fãs de Camila? Toda hora vem alguém e fala "Eu tenho perguntas" mencionando a música da Camila "I have questions"!

-Eu apenas deleto. - respondeu Normani sem dar muita atenção.

-Mas você já percebeu o que ela tá fazendo? Ela diz claramente nas entrevistas que a música não é sobre homens! Daí falou que é sobre amizades. Ela tá deixando claro que é pra gente!

Normani suspirou enfadada. Era exatamente isso que ela não gostava em Ally. Possivelmente a única coisa que não gostava: o se importar com o que os outros diziam ou achavam.

-Precisamos deixar claro que não fizemos nada contra Camila! Ela se magoou por si só, ela se isolou, ela que fez todo o inferno pra si mesma na turnê! O problema dela com Lauren a gente não teve nada a ver!

-Mas nós escolhemos um lado. O da Lauren. E se isso foi o suficiente pra Camila se excluir já que ela nunca quis conversar, então problema dela. Ela fez música pra gente? Problema dela.

-Como você pode ficar tão tranquila quanto a isso? - perguntou Ally abismada.

-Ally. - disse Normani tentando ser paciente. - Eu sofri bullying da sociedade a minha vida inteira por ser negra. Eu tive de ser forte ao ver os fãs dela quase me engolirem viva por acharem que eu tinha dito alguma merda. E por fim, minha ingênua Ally... - disse suspirando. - Eu participei de um programa de dança este ano o qual eu tirei o 3° lugar e ninguém entendeu... Eu tenho um album pra lançar, músicas pra fazer, dança pra ensaiar... Você quer que eu me preocupe com Camila? De verdade?

-Bem... Eu...

-Bem... - disse Normani a imitando. - Eu acho bom você se preocupar com a sua música e deixar a dos outros de lado. Eu uso a música pra dançar. Camila usou a dela pra desabafar. E você? Pra que vai usar?

-Ally vai usar pra pregar! Senhor, pai, Jesus! - gritou Dinah dando um susto nelas.

-Aaaiiiii! Jesus! - gritou Ally com a mão no peito.

-Não falei? - disse Dinah rindo com Normani que quase caiu da cadeira gargalhando.

-Idiotas. - disse Ally ajeitando seus óculos. - Na hora do aperto todo mundo ora a Deus! Todo mundo!

-Até o seu affair? Como era o nome dele? - perguntou Dinah.

-Cotoco! - gritou Normani.

-Cotoco tá no inferno! - gritou Ally saindo.

-Eeita...

.....

Em NY...

Fazia frio em Nova York, mas era apenas uma leve pancada de chuva que fizera o clima esfriar.

Camila dava entrevistas, uma atrás da outra e estava cansada vestida em seu casaco.

Por vezes se abraçava mas era de sono. Estava quase dormindo.

Sua voz já saia no automático com as mesmas perguntas em todas as rádios, mas ela ainda tentava dar respostas criativas, ora engraçadas, ora introspectivas. Até que pifou.

Seu cérebro não mais a acompanhava e ela murmurava sons como "Humm", entre risos sem graça entrecortados por frases como "Eu sinto que..." e "Você tá me entendendo?"

Os entrevistadores não percebiam o cansaço, mas a sua mãe sim.

Sino pediu uma pausa e levou a filha ao camarim:

-Chega, filha. Não dá mais.

-Como assim, mãe?

-Não dá! Olha pra você! Está verde! Amarela!

-Brasil!

-Não, filha! Não estou brincando. Você vai adoecer assim! Precisa comer algo!

-Mas eu comi um sanduiche horas atrás...

-Sanduiche, Camila? Não. Não vou permitir isso. Chega. Vou dizer que você está cansada e vamos embora.

-Mas mãe...

-Não tem "mas mãe". Vamos pegar um aviao pra casa. Lá eu farei suas fajitas.

-Ok, vamos! - disse Camila dando um salto e saindo.

-Eeii. Eei! Está falando sério? - disse Rogerino que escutava o papo perto da porta.

-Ela vai pra casa comigo, Rogerino. Camila precisa descansar. - disse Sinu séria.

-Mas ainda tem mais rádios e...

-Camila vai pra CA SA! Vamos filha! - disse Sinu a puxando pela mão.

Camila pediu desculpas com o olhar para seu empresário e saiu apressada com a mãe.

No aeroporto Camila não tinha sido reconhecida.

-Parece que quando Rogerino não anuncia pra onde eu vou ninguém aparece ou me reconhece, não é? - perguntou ela pra Sinu.

-Eu acho que tudo tem de ter um balanço. - disse Sinu comprando os tickets da viagem. - Acho que não é bom ser reconhecida o tempo todo. Se for a trabalho tudo bem. Mas no dia a dia... Não acho saudável isso, filha.

-Eu estou meio assustada com tudo... - disse Camila com os olhos cansados. -Eu quero que minha música faca sucesso. Eu quero que tudo dê certo e que eu seja bem sucedida... Mas no fim das contas eu me pergunto "a troco de quê?"

Sinu entendia o que Camila dizia. Era difícil vê-la longe de casa viajando o mundo, sendo famosa e sem uma rotina, sem estar perto da família.

-É por isso que eu tento estar ao seu lado o máximo que eu posso... - disse Sinu afagando o cabelo dela e dando-lhe um beijo na testa.

-Mas aí é que está. Eu também sinto que não tenho muita liberdade... Eu estou no estúdio num dia, dando entrevista no outro, faço shows... E minha vida pessoal? Ela fica toda voltada pra ter você ao lado, mãe. Mas fico sem namorar, fico sem interagir.

Sinu franzia a testa ao ouví-la até ver uma lágrima brotar do olho da sua filha que rapidamente enxugou:

-Você acha que eu empato você de namorar?

-Não! Quero dizer... Sim... Digo... Eu não tenho tempo pra namorar sabe? E quando tenho eu passo ao seu lado...

-E o seu namoro com Lauren?

-Há... Claro... - disse Camila deixando mais lágrimas caírem e enxugando em vão. - Lauren e eu vivíamos escondidas em quartos de hotel... E quando saíamos você estava lá, o tempo todo...

-Oh... Então você está me dizendo que eu empatei vocês duas todas as vezes e agora empato você de arrumar outra pessoa.

-Eu apenas queria mais tempo, mãe... Eu te amo tanto... Mas eu queria um tempo pra mim.

-E eu te dou, filha. Quando você quiser. - disse Sinu com os olhos marejados.

Estava claramente magoada e tentava disfarçar, mas Camila percebeu.

-Mãe. Eu estou cansada. Não leve a sério o que eu falei. Foi apenas cansaço e...

-Não. - disse Sinu. - Vamos fazer o seguinte. Você vai ficar aqui mais uns dias e eu vou voltar pra Miami.

-Mas...

-Vai ser bom pra você ficar uns dias sozinha... Mas eu vou te ligar o tempo todo pra saber se você comeu direito. Ok mocinha?

-Mãe...

-Sshhh! Ligue pra Rogerino te levar ao hotel. Eu já vou. - disse dando outro beijo em sua testa.

Camila a abraçou com vontade de chorar mais, mas Sino logo saiu. 

Nao restava mais nada a fazer senão ligar para Rogerino e assim o fez. 

Ficou perambulando pelo aeroporto a espera dele, mas de repente algo estranho ocorreu em seu celular. Diversas mensagens de fãs mencionavam Lucy Vives em seu instagram.

Abriu o insta e então piscou diversas vezes sem entender se estava realmente vendo aquilo:

"Lucy Vives curtiu a sua foto".

-Hum? - disse confusa.

Ela deve ter curtido sem querer, pensou. Até que recebeu uma mensagem:

"Ei, Camila. Você está em Nova York? Eu também estou.🙄" - disse Lucy em privado no twitter.

Os fãs por sua vez estavam em alvoroço somente pela curtida:

"OH MEU DEUS. Teremos agora 'Camcy'!"

Outros diziam:

"Por favor. Fala que é um pesadelo".

"Não. Não é...", pensou Lucy sorrindo ao ler os comentários e admirando os seios de Camila na foto. 


Notas Finais


https://youtu.be/hY-V5CDOQo4 - You known what I mean?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...