História Can I Fix The Things? - ABO (Vkook - Taekook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Álcool, Bts, Drogas, Gay, Hot, Jeon Jungkook, Jikook, Jungkook, Kim Taehyung, Taehyung, Taekook, Vhope, Vkook, Yaoi
Visualizações 297
Palavras 2.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Nobody Cares


Fanfic / Fanfiction Can I Fix The Things? - ABO (Vkook - Taekook) - Capítulo 2 - Nobody Cares

Ele estava inconformado com o fato de ter que passar mais quatro dias sem ver seu pai e a culpa não era dele se Taetae fazia aniversário no dia que ele teria que ir para Seul. Já estaria de bom tamanho se ele apenas mandasse um presente e lhe dissesse parabéns.

Jungkook não ligava para nada que envolvesse Taehyung.

Na verdade... Ele deveria ligar?

[...]

Mais uma vez ele estava dormindo e descansando, até que ouviu a voz de alguém o chamando. A mãe de Jeon entrou no quarto e começou a cutucar ele, mesmo ainda estando um pouco chateada por conta do que havia acontecido alguns dias atrás, ela teria que o chamar para que ele fosse a tal festinha de Taehyung.

- Kookie acorde. Falta pouco para a festa – ela continuou mexendo em Kook.

- Eu estou dormindo, volte quando eu resolver acordar. - o menor se remexeu na cama e bocejou voltando a dormir e sonhar que era o Homem de Ferro.

- Você vai levantar agora Jeon Jungkook! Está quase de noite e eu vou te levar para a casa de Taehyung - A ômega já sem paciência puxa as cobertas do filho e o olha nervosa - Vamos Jungkook!! Acorde!!

- Aish que saco! - ele levanta rosnando baixo andando até o banheiro - Depois daqui eu quero ir diretamente para Seul.

Jungkook não queria mesmo ir naquela maldita festa, com certeza agora poderia estar indo tomar um sorvete com seu pai, mas ele não está e isso o deixa meio puto. Meio não... Muito puto.

Agora ele iria para a festa e iria sorrir falsamente, Jeon seria falso o tempo todo, iria fingir estar feliz. Era isso que o menor queria não é? Um sorriso de felicidade por parte do alfa? Mal sabia ele que o sorriso que o Jungkook iria carregar estava cheio de deboche, ódio e desprezo.

Era isso que o alfa iria fazer hoje, falso na frente da mãe e tirar a máscara quando fosse preciso.

Ele saiu do banheiro enrolado em uma toalha, olhou para a cama, viu algumas peças de roupa deixadas ali para ele vestir e ir para a festa.

- Ela só pode estar de brincadeira com a minha cara – ele bufou e foi até o closet escolhendo as roupas que ele queria. Ajeitou seu cabelo do jeito que mais gostava e saiu do quarto indo até a sala.

- Jungkook, cadê a roupa que eu separei para você? – Ela desce as escadas penteando os cabelos.

- Eu não iria colocar aquela roupa ridícula – Kook liga a TV e coloca em uma séria aleatória.

- Achei que gostasse do Gumball – Ela encara Jungkook confusa, o filho sempre adorou o desenho e nunca havia reclamado daquela roupa.

- Eu gosto, mas isso não significa que eu tenha que sair de casa vestido que nem um idiota – Bocejou – Já vamos para aquele inferno?

- Pode parar, por favor? Taehyung vai ficar magoado se te ouvir falando desse jeito.

- Vai? – ele dá de ombros a olhando sério – Eu sinceramente não me importo. Se ele ficar magoado e parar de falar comigo por muito tempo, para sempre de preferência, eu serei o alfa mais feliz do mundo.

- Você não tem mais jeito – ela bufa pegando as chaves do carro – Vamos logo Jungkook.

Ele apenas desligou a TV e seguiu para fora de casa, entrou no carro e esperou sua mãe entrar também.

Saber que a mãe já estava entendendo sobre o ódio que ele carregava por Tae, estava o deixando feliz. Isso podia significar que ele poderia parar de brincar forçadamente com aquela criança consideravelmente chata.

Logo a mãe estacionou o carro e eles desceram indo até a porta.

Como é uma festa surpresa, Kim não havia chego ainda então eles apenas entraram e foram para o quintal do fundo. Kook deixou a mãe conversando e selecionou uma mesa, uma das mais distantes de tudo.

Ele ficou comendo alguns salgadinhos que foram colocados ali há algum tempo por uma das tias de Taehyung, ficou observando também as pessoas que iam chegando, balançou suas perninhas um pouco e logo viu Hoseok entrar com sua avó.

Ele estava com o seu casaco verde como sempre, o celular em mãos e o sorriso que quase nunca saía de seu rosto.

- Ótimo – sussurrou para si e sorriu, agora Jeon teria alguém para empurrar Taehyung a festa toda.

Assim que Hoseok viu Jungkook sorriu um pouco acenando para o mesmo e começou a andar em direção a mesa.

- Oi Jeon, como vai? – Ambos sorriram e fizeram um Hi-5

- Poderia estar melhor – deu um suspiro se ajeitando na cadeira – E você Jung?

- Estou bem... Tae vai chegar daqui a uns dois minutos – ele sorri abertamente – Quero ver como ele vai reagir, sempre foi o sonho dele ter uma festinha surpresa.

- Ah... Legal – Jeon sorriu falso como se realmente estivesse gostando de saber detalhes inúteis de uma pessoa inútil.

Eles ficaram conversando até todos fazerem silêncio, o barulho da porta da frente foi ouvida e alguns apontavam as câmeras para a porta, apenas para gravar a reação do menor quando visse o que eles haviam preparado especialmente para Kim.

- Mas por que eu tenho que vir aqui no fundo Omma? – Tae caminha até a porta e a abre tomando um breve susto ao receber o grito de “Surpresa!”.  O mesmo sorri e deixa algumas lágrimas de felicidade caírem, o pequeno sonho dele se tornou real. Pessoas reunidas para fazerem uma festa surpresa para ele.

Tae agradeceu e foi abraçar todos ali, logo seus pequenos olhinhos se encontraram com a figura sorridente de Jungkook, ele estava ali comemorando também... Como ele estava feliz por isso. Seus olhos ganharam um brilho especial e ele correu para abraçar Jungkook.

- Você sabia! – O ômega sorriu apertando Jungkook em meio ao abraço.

- Pois é – ele sorriu abraçando Taehyung na mesma intensidade – Pode ir abraçar os outros convidados agora.

- Eu vou sim – Kim sorri soltando Jungkook e beijando a bochecha do mesmo – Eu volto logo.

- Não tenha pressa Taetae.

Logo o menor saiu indo falar com os outros convidados, ele parou por mais tempo para falar com Hoseok, os dois se davam muito bem levando em conta a ‘pequena’ diferença de idade.

Enquanto isso Jungkook reazava para que o Parabéns fosse cantado logo para ele finalmente poder ir embora.

Ele estava basicamente sozinho, já que a mãe não parava de conversar com as outras mulheres. Ele tentou se distrair com as músicas cantando baixo as que ele conhecia e prestando atenção nas que eram desconhecidas por ele.

Logo Taehyung se aproximou e ele sorriu o vendo sentar ao lado de si.

- Você viu o sabor do bolo?? – Tae estava muito animado

- Não, eu nem cheguei a perguntar – ele riu baixo olhando o menor

- Ah, é fácil adivinhar, é o meu sabor favorito – Disse e Jungkook continuou o olhando, ele não sabia o que responder então apenas ficou quieto pensando no primeiro sabor que podia vir a mente dele.

- Chocolate...?

- Não!! Eu odeio chocolate Jungkookie – ele olha sério para o Alfa – Leite ninho com morango.

- Ah sim, eu devo ter confundido quando disse os sabores que gostava e odiava – ele parou de sorrir um pouco e passou a olhar os ômegas brincando no parquinho pequeno que havia ali no quintal de Taehyung.

- Tudo bem... É um bolo de Leite ninho!!! – ele voltou a sorrir muito animado – Eu sempre pedi para minha mãe fazer um bolo desse mas ela nunca fez, acho que por falta de tempo. Mas agora, eu ganhei um de aniversário!!

[...]

Após mais de meia hora aguentando Taehyung falar sobre um bolo idiota, o mesmo foi chamado para tirar algumas fotos, o que deixou Jungkook aliviado e um pouco mais calmo.

Ele fez a parte dele e se levantou indo tirar uma foto com o ômega, Jeon sorriu e abraçou Taehyung, a foto ficou realmente muito bonita.

Logo foi a vez de Hoseok, o mesmo pegou Tae no colo e sorriu tirando uma das famosas zoadas dos dois. Kim adorava a presença de Hoseok, sempre fazia sorrir e brincar independente do dia e hora.

Enfim, o momento tão esperado por Jeon chegou... A hora do parabéns.

Ele se colocou na frente da mesa do bolo ficando ainda um pouco distante por canta das crianças mais novas que ele, elas estavam quase se matando para olhar o bolo onde havia um desenho de Bob Esponja bem no centro.

- Vem ficar do meu lado Hoseok e Jungkook! – Tae sobe em um banquinho pequeno para poder ficar em uma altura considerável.

Hoseok logo se põe ao lado esquerdo do baixinho e Jungkook continuou parado no lugar. Logo a mãe do mesmo da um tapa em sua nuca fazendo ele rosnar baixo e ficar ao lado direito de Kim.

A música foi pausada, as luzes foram apagadas, o local agora iria ser iluminado apenas pela luz da lua e pelas velas que logo foram acesas.

O parabéns se iniciou e todos estavam sorrindo, cantando e batendo palmas. Taehyung estava naquele momento confuso, ele apenas sorria olhando todos ali mas não sabia se deveria cantar junto ou até mesmo bater palmas.

Jungkook estava com dor, o tapa havia sido forte. Ele só ganhou aquele tapa por culpa de Taehyung...

“Ele vai ver”

- Apague as velas filho! – Sunmi sorria e logo Tae se inclinou um pouco para apagar as velas do seu tão sonhado bolo.

Com as velas já apagadas, todos gritaram e mais uma vez Kim sorriu fofo. A vela foi tirada para que ele tirasse o primeiro pedaço e entregasse para alguém.

- Tae – Kook chamou o mesmo sorridente, quem não o conhece poderia até dizer que o sorriso dele nem estava carregado de pura maldade.

- Diga – ele olha Jeon brevemente sorrindo e logo volta a olhar o bolo

- Você gostou muito desse bolo não é? – Olhou o menor assentir – Então prove ele de perto, idiota.

Jeon apenas riu e colocou a mão na cabeça de Taehyung, logo ele afundou o rosto do ômega no bolo rindo mais ainda. Depois de esfregar um pouco e se certificar de que o rosto dele estava bem sujo de bolo, soltou o menor e o mesmo limpou os olhos com seus dedinhos ainda sem entender.

Ele podia jurar que estava em um pesadelo, seu melhor amigo fez ele passar muita vergonha. Os ômegas davam risadas altas e apontavam para Taehyung, ele só fez chorar.

Jungkook foi arrastado pela mãe até o lado de fora da festa.

- Jungkook!! Por que fez aquilo? – ela o olhou séria quase rosnando mesmo sabendo que não iria fazer efeito algum

- Por que eu quis... – ele continuava rindo – Viu a cara de trouxa dele? Foi a melhor parte – ele sentiu sua bochecha arder, a mãe dele havia batido nele novamente.

- Você vai pra Seul agora e pode ter certeza de que está de castigo – ela bufa – O único trouxa aqui é você. Parabéns Jungkook, você arruinou a festa dele.

- Muito obrigado – ele sorriu e começou a caminhar para casa, realmente não se arrependeu nem um pouco do que havia feito.

Enquanto isso, Taehyung continuava chorando, Hoseok limpava o rostinho dele até que as risadas o irritaram demais.

- Parem de rir agora! – Hope usou sua voz de alfa vendo alguns ômegas e betas se encolherem um pouco – Vamos para dentro, sua festa acabou, docinho.

- P-por q-que ele Fe-ez isso Hoseok-ah? – ele se agarrou no alfa e deixou mais lágrimas caírem, ele ainda não havia entendido o porquê de Jungkook ter sido tão mal com ele.

- Eu não sei... Mas eu irei cuidar de você agora. Vamos, vou com você até o quarto.

Hoseok ajeitou melhor ele em seu colo e saiu do quintal, andando até o quarto. Ele não parava de choramingar e soluçar alto, aquilo foi muito vergonhoso, sem contar que Jungkook conseguiu transformar o pequeno sonho de Tae em um grande pesadelo.

Agora ele entendeu tudo... Jungkook não fazia questão de saber como ele estava ou nem ligava pra os sentimentos dele. Pelo menos, ele tem o Hoseok agora.

- Vá tomar banho, eu vou te esperar – ele sorri fraco ainda secando as lágrimas dele.

- Hope, posso pedir uma coisa?

- Uhum – ele pega uma toalha para Taehyung

- Dorme aqui comigo hoje, por favor...

[...]

“Antes de ferir um coração, certifique-se que não está dentro dele”


Notas Finais


Oi Bolinhos
Espero que estejam gostando
Até o próximo

Mochi :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...