História Can Not Love - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Novos Titãs (Teen Titans)
Personagens Asa Noturna, Ciborgue, Estelar, Mutano, Personagens Originais, Ravena
Tags Estelar, Jovens Titãs, Jovens Titãs Em Ação, Lesbicas, Liga Da Justiça, Ravena, Ravena X Estelar, Romance, Starfire
Visualizações 212
Palavras 995
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Preparem o coração meu povo, vem uma reviravolta por ai.
E Só avisando vocês;
Provavelmente só vai ter mais um capítulo depois desse, ou seja... Já podem ir se despedindo.
Como eu avisei antes, a fic ia ser curta mesmo.
Aproveitem, o capítulo está curtinho mas eu pretendo soltar mais um ainda hoje, mais tarde.
Boa leitura meus cheros!!

Capítulo 6 - Capítulo seis


Fanfic / Fanfiction Can Not Love - Capítulo 6 - Capítulo seis

RAVENA POINT OF VIEW



— Não Star, não quero um sorvete. — Disse rolando os olhos.

Estelar hoje de manhã não tirou da cabeça a idéia de que me trazer ao parque. Eu obviamente não quis vir, nunca me relacionei bem com os humanos. Mas para agrada-la eu acabei cedendo. Eu entendo que ela está tentando me deixar melhor e feliz, mas é exatamente isso que preciso evitar… mais sentimentos.

— Eu estou tentando sabia? — Ela se aproximou e se sentou ao meu lado na grama abaixo da árvore. Estávamos em uma parte mais quieta do parque, apenas de vez em quando passava algumas pessoas correndo por aqui. Me senti melhor.

— Eu sei Kori, me desculpa… — Eu dei um sorriso cúmplice e abri meus braços, ela não disse nada, apenas se aproximou e se sentou no meio de minhas pernas. Abracei por trás seu corpo e apoiei minha cabeça em seu ombro. Suspirei seu cheiro doce e me senti bem.

— Flash disse que eu não devo desistir — Disse baixinho próximo ao seu ouvido.

— E pensou em desistir? — Ela perguntou e virou o rosto levemente, fazendo nossos narizes se tocarem.

— Sim, estava disposta a desistir de mim para ter mais tempo com você… — Respondi e acariciei seu rosto. — Mas agora não vou desistir, não posso te deixar aqui e te perder depois de tanto tempo. —

Estelar sorriu e me beijou.

Eu estou mais que decidida, eu realmente vou lutar contra Trigon, preciso vence-lo nessa batalha interna. Não posso perder tudo isso que conquistei com Estelar, tem os titãs, não posso abandona-los!

O resto do dia passou rápido, cada vez que Estelar olhava para mim eu sentia algo forte dentro de mim. Forte no sentido ruim. Eu sabia que era Trigon e ele não está pegando pesado agora, se o conheço bem, ele vai esperar para agir na hora certa.

Quando voltamos para a torre, robin encheu Estelar de perguntas, ele não saia do pé dela e isso ja estava me dando nos nervos.

A noite chegou tão rápido quanto o dia se passou. Estelar Estava em meu quarto procurando alguma blusa minha para usar como pijama, quando ela retirou sua roupa, ficando apenas de calcinha e sutiã, meu queixo caiu. Perdi totalmente a noção do tempo e do espaço, ela era maravilhosa.

Me aproximei de seu corpo lentamente e a abracei por trás, ela arfou com isso e se virou para mim, acabou desistindo de vestir minha blusa.

Selei nossos lábios com desejo. Eu tinha pressa em senti-la, tinha pressa em toca-la. Apertei sua cintura e a colei em meu corpo, minha mão passeava por cada pedacinho daquela pele macia e eu sentia seus pelos se eriçarem. Espalmei minha mão em suas nádegas e a peguei no colo, caminhei até a cama e a deitei lentamente. Meus olhos passearam por todo aquele corpo maravilhoso. Oh céus, eu a amava...

Meus olhos provavelmente estavam brilhando igual aos personagens de animes agora.

— T-tem certeza? — Perguntei antes de abrir o fecho de seu sutiã. Ela concordou com a cabeça e sorriu de lado.

Nesse momento senti meu corpo todo tremer, mais que o normal.

Minhas mãos sequer conseguiam ficar paradas. Estelar percebeu e me beijou delicadamente.

— Está tudo bem? — Ela perguntou.

Não, não estava nada bem!

Sai de cima de seu corpo e me sentei na cama.

"Chegou a hora!"

Uma dor lasciva tomou conta de mim naquele momento. Trigon estava ascendendo novamente. Mas eu não podia deixar isso acontecer.

"você é fraca!"

Ouvi a voz novamente, desta vez, minha mente me levou até um lugar todo escuro, não tinha nada ali mas eu sentia algo muito grande se aproximar de mim. O medo me dominou e eu automaticamente me imaginei em azarath, onde eu era feliz.

Passei a lembrar de todos os momentos bons que tive, e mesmo que fossem poucos, eles ainda existiam.

Lembrei- me de Arella, minha mãe e de como ela sempre me amou. Lembrei de Azur e todos os seus ensinamentos, sua paciência comigo… e por último, pensei em Estelar.

Como num flashback, passei a lembrar com força, todos os momentos que passamos juntas, desde o começo. As noites de filmes de comédia que caiamos na risada, os filmes de terror que assistimos com os garotos, seu sorriso, sua fome obsessiva por conta de seus nove estômagos, quando ela me beijou… As noites que dormimos juntas, sentindo seu corpo próximo ao meu. Nossos beijos, seu olhar apaixonado por mim…

Isso é amor e amor é o sentimento mais poderoso, capaz de fazer coisas inimagináveis.

"NÃO TENTE RESISTIR, VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR!"

Resistir…

Trigon é fraco!

"Você se alimenta dos meus sentimentos e sabe que nunca vai poder ter o amor verdadeiro de alguém! É papai, parece que é você quem vai perder!"

Pela primeira vez eu consegui me comunicar com ele. Sempre eu quem ouvia sua voz, nunca conseguia ter forças para responder, mas agora, com todas essas memórias boas, com todo esse amor dentro de mim, é ele quem é fraco.

A cada memória eu sentia como se minha alma estivesse sendo lavada, literalmente. Sentia por dentro toda a escuridão se esvaindo e me deixando em paz, me deixando livre. Todo o lugar a minha volta foi ficando branco e a escuridão já não existia mais ali.

Minha mente estava em paz, eu não sentia mais dor nem escutava a voz de Trigon e minha cabeça. Sentia apenas um sentimento no meu peito, como se fosse transbordar a qualquer momento.

Foi quando comecei a brilhar… literalmente brilhar. Eu não sabia mais o que estava acontecendo mas sentia que aquilo era bom, e não me importei se continuasse. Quando a luz se tornou ofuscante, fechei meus olhos e flutuei.

Quando voltei ao chão e abri os olhos, minhas roupas não eram mais as mesmas, eu não vestia mais o roxo e preto, vestia agora uma manta branca e dourada.

Eu estava branca… eu estava livre!


Notas Finais


HIHIHI então, entenderam o que se passou ai? Comentem ai pra eu saber!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...