1. Spirit Fanfics >
  2. Canção de Ninar >
  3. Inferno de Gala

História Canção de Ninar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Antes de começar a ler,quero deixar esclarecida algumas coisas!
Primeiro-Essa não é uma fanfic para crianças
Segundo-Por ser a respeito de um Psicopata vai haver coisas um pouco Trash Ok ?,prometo não me exceder tanto nisso.
A linguagem é de baixo calão ja fiquem avisadas Ok ?
Terceiro:Levem essa Playlist muuito a serio,kkk brincadeira .

Capítulo 1 - Inferno de Gala


Fanfic / Fanfiction Canção de Ninar - Capítulo 1 - Inferno de Gala

 A lâmina deslizou pelo pano deixando um rastro vermelho,um sorriso perverso e olhos brilhando com tamanha satisfação,Hidan removeu suas luvas e a guardou em sua maleta,jazia em um saco plástico o corpo de Mei.

Limpou o rosto que continha respingos do sangue e se admirou alguns minutos no reflexo do grande espelho do apartamento,realizado por conseguir tira-la de seu caminho.

O celular começou a vibrar em seu bolso,colocou seu casaco e o atendeu com a maior tranquilidade

__Ah,é você Ino__Revirou os olhos e respirou fundo

__Pensei que estava em casa,onde você está?__Sorriu e passou a mão por seus cabelos grisalhos

__Acabei de ver aquele filme em cartaz…

"Essa tonta não faz nem ideia do que eu acabei de fazer!".pensou ele.

__Você não me convida nem pra ver um filme,pois bem__A loira não tinha noção das bobagens que dizia__Liguei pra avisar da festa de gala do senhor Terumi,achei que estava interessado em comparecer…

__Tire da cabeça essas coisas,sabe que eu não ligo,sobre a Mei é  apenas um boato que surgiu na empresa__A loira riu do outro lado,jurava que o homem estava interessado nela.

__Quer passar um tempo comigo ?__No entanto ele estava um pouco ocupado.

__Fica pra próxima__Abriu uma caixa vermelha e colocou o bisturi de volta__Que horas vai ser a festa?

__As Oito,espero te ver lá__Desligou o telefone,rolou a cabeça da pobre jovem com o pé e riu

__Uma pena que a pequena Mei não vai,certo ?__Pegou sua maleta e saiu do local,despreocupado pois seu amigo Kakuzu o esperava.

•Hinata•

As pessoas dariam tudo para ter oque eu tenho,ver oque eu vejo,falar com quem eu falo,mas eu mesma só queria sumir desse lugar.

Meu pai é ridiculamente cheio da grana,rico tipo … Bilionário mesmo.

Vocês devem estar pensando que eu sou "mimada","nojenta" ou "fresca",mas não sou …

Eu não gosto de verdade …

Estava encostada numa maldita festa de gala,meu pai praticamente me arrastava até isso,eu fui enrolada em um vestido e me colocaram saltos,todas as mulheres ali presentes usavam seus Gucci,Channel e tudo mais,me olhavam torto pois a maioria delas me detestava.

"Um bando de gente pau no cú"_Pensei.

Eu estava ao lado de meu pai,ouvindo os empresários falando e falando,queria realmente sair de la correndo,não tenho prazer algum em me vestir como uma piranha rica para tentar conseguir um "bom partido" .

As conversas eram sempre as mesmas..

"Olha como a sua filha cresceu!"

Agora sem o filtro ...

" Já da pra comer essa vadiazinha?"_Me abraçavam sem meu consetimento e eu ainda tinha que manter um sorriso no rosto.

Falavam do meu vestido,do meu cabelo,até das unhas dos meus pés..

Todos em seus respeitaveis ternos que tinham o valor de uma ferrari,ostentavam seus relógios e esposas cobertas de jóias.

Os perfumes me intoxicavam e me causavam nauseas,elogios e elevação de egos,mulheres casadas arrastando suas asas a todo momento para o meu pai,tentando me usar para se aproximar dele.. 

__Como ela é Bonita __Disse o prato de microondas Anko__Se parece com o pai__ Era ridicula aquela comparação.

__Obrigada senhora Anko,mas eu sou praticamente uma copia da minha mãe__Lembra quando eu disse que as mulheres me odiavam? ENTÃO...

__Hinata querida,por que não vai buscar um Whisky pro seu velho?__Meu pai tinha vergonha das minhas atitudes,no geral ele me mandava ficar quieta e apenas observar,mas como?…

Caminhei pelo salão,era inevitável me sentir mal naquele lugar,minha mãe deve ter morrido de tanto desgosto,ninguém merece essa vida.

Por baixo de tantos apliques e incontáveis potes de gel de cabelo deveria haver cérebros,mas eu sempre duvidava quando falava com um deles,eram apenas um bando de gente narcisista.

__Senhorita Hinata,oque deseja ?__Disse a única pessoa que prestava

__Shino me vê uma espingarda calibre 28 por favor__Ele riu do meu pedido

__Você quis dizer  Vodka pura por favor,sem gelo__Ele apenas me serviu, infelizmente eu nunca tive escolha,não podia permitir que meu pai trouxesse minha irmã Hanabi para o inferno,entre eu e ela que fosse eu então.

Coloquei meus fones de ouvido,era minha única fuga daquele lugar horripilante,senti a música e tomei minha vodca tentando me mentalizar para fora dali.

(Musica:Decima-Katatonia)

Fui abruptamente interrompida quando abri os olhos,alguém ocupou o banco ao meu lado,este alguém estava olhando para mim,um homem jovem de cabelos brancos e olhos violeta,parecia um galanteador e realmente tinha aquele ar convencido que me estressava.

Removi um de meus fones,ele pegou o Whisky e o bebeu ainda me encarando,não era a primeira vez que flertavam daquele jeito,revirei minha vodca de uma vez para fritar minha garganta e esquecer aquele cara.

__Você vem sempre aqui?__Fez a mesma pergunta,de todos os homens,respirei para acalmar minha mente.

__Infelizmente sim__Apenas me levantei,mas era tarde pois o senhor Terumi e meu pai ja estavam vindo até nós.

__Olha só se não é o meu melhor funcionario__ Disse o velhaco pai da Mei,o homem misterioso se levantou e o abraçou

__Obrigado por me convidar Senhor__Aquela Atuação era entediante.

__Acredito que ja conheça Hiashi e sua filha Hinata,são os segundos maiores acionistas da empresa__O cara automaticamente voltou seus olhos para mim,dinheiro e seus poderes.

__Eu sou Hidan,é mesmo um prazer senhor__Meu pai apertou a mão dele com firmeza,eu queria rir__ E senhorita..

__Pelo visto Hinata não se deu nem ao trabalho de te cumprimentar__ Aquele velhaco não botava juizo nem na filha dele,mas em mim ele jurava que ia colocar.

__Não e nem me interesso__Meu pai ficou vermelho,mas eu não ia mentir ali,encarei o tal Hidan para ele entender o recado.

__Desculpe a minha filha,ela deve ter bebido um pouco e…

__Estou muito sóbria se quer saber__Me afastei de la por pura conveniência.

•Hidan•

Tudo estava dando certo,finalmente ia ser nomeado vice presidente da Bright,eu sabia que seria fácil,é só uma desenvolvedora de jogos.

A minha lista da semana foi cumprida com sucesso

-Ajudar o CEO Terumi a organizar uma festa

-Fazer umas horas extras

-Comer a Ino na sala dos diretores

-Chamar a Mei pra sair

-Dar um presentinho pra ela ..

-Ir para a festa.

Peguei meu melhor terno,meu belo e modesto Conversível para ir até o salão de eventos mais caro da cidade.

Atraí olhares de toda parte,logo as mulheres estariam encima de mim como urubus sobre a carniça,procurei o bar e quando o encontrei…algo me chamou a atenção.

Lá estava ela em seu vestido vermelho, não parecia estar gostando da festa,colocou seus fones e fechou os olhos,me aproximei para causar um pequeno susto,naquele momento tinha acabado de colocar mais um item na minha lista.

Existia uma mulher como aquela no mundo?

Em seu celular tinha uma musica,eu a memorizei para caso precisasse.Abriu os olhos e me encarou,não se assustou,não deu a mínima.

Ela ficou bem irritada, filha de um dos caras mais ricos da festa,claro que me interessei,mas Hinata não gostou muito de mim.

"Porra,assim fica difícil"_Pensei

Ela apenas deu as costas e saiu de la, O Sr Hyuga parecia muito envergonhado,não entendi o porque dela não se apaixonar por mim,comecei a ficar incomodado com aquela atitude.

__Este aqui é o futuro da minha empresa,Hidan é o funcionario que merece__Hiashi era amigável,ele e o senhor Terumi eram pessoas fáceis,agora aquela mulher...

A festa decorria e eu não podia me fixar em nada,as mulheres estavam interessadas e como sempre passavam e passavam na minha frente como uma esteira de sushi era apenas estender a mão e pegar um,mas bem de longe eu vi Hinata me encarar.

"Eu deveria cortar aquela garganta?"_Era desafiador e excitante.

Me sentei e vi a Yamanaka se aproximar,sentou ao meu lado e percebeu que estava um clima estranho entre a garota e eu.

__Se eu fosse você desistia__ A loira era mesmo muito útil,fofoqueira e gostava de se "doar" ao trabalho,se é que me entendem__Nunca vi aquela mulher com um cara.. 

__Ela tem namorado?__ Perguntei enquanto a via exibir sua bela perna através da fenda do vestido que usava.

__Não,acho que ela não curte muito isso __Ino queria me beijar acabou me fazendo perder a atenção,foi quando perdi a Hyuga de vista,todos os meus instintos animais estavam furiosos,como ela teve a ousadia de me ignorar?__ Gato,ela não vai voltar,sempre que convidamos ela a danada da no pé__Disse se agarrando em meu pescoço.

"Então é assim que ela gosta de jogar?"

__Ela é dificil assim ?__Sorri sentindo o arrepio caracteristico que sentia quando cortava a pele da caça.

__Hm, você é espertinho… quer a filha do ricasso__ Ela se levantou e sussurrou no meu ouvido__Sabia que quando o pai da Mei morrer é essa ai que vai Herdar a Empresa?,ouvi isso do mordomo Hiroshi…

Ele disse que ouviu com toda certeza.

__Voce é muito interesseira__Ino me arrastou até a sala de reuniões e novamente "brincamos" um pouco.

Enquanto a loira se divertia eu tinha uma conversa muito intima com Jashin.

-Tem feito um bom trabalho-A voz dizia enquanto ecoavam os gemidos da mulher

-Nunca fracassei,você tem tudo oque quer

-Aquela mulher te deu o maior fora de todos os tempos Ahahahah-Disse a voz

-Eu nunca perco,pode rir o quanto quiser

Terminei o trabalho e fui pra casa,tomei um banho relaxante e entrei na minha bela Hidro,me sentia incompleto quando as coisas não saiam como eu queria,estendi minha mão para pegar o celular,pesquisei a musica e deixei tocar.

__Hm,ela gosta de metal?__Era boa a musica__Vejamos as notícias__ Liguei a minha TV

-O corpo de uma jovem acaba de ser encontrado em um apartamento de luxo,a vítima é Mei Terumi de 29 anos,pelo que sabemos ela é mais uma vítima do famoso Serial Killer Jashin,aguardamos maiores informações.

__Serial Killer? que absurdo,antes eles me chamavam de Assasino e Psicopata, decadência__Peguei meu segundo celular e decidi que iria ligar para alguem.

__Ola,aqui é do Sky Gran Salon,gostaria de pedir o numero da senhorita Hinata,ela deixou a bolsa aqui no nosso estabelecimento

__Um minuto__A voz era da Sakura__Senhor essas informações são confidênciais

__Ah,eu entendo,tem uma quantia significativa nessa bolsa,não sei oque fazer,caso alguem entre em contato por favor me ligue de volta.

__Sim,boa noite

"Haruno,nem pra me ajudar,tsk"

Me levantei e fui até meu guarda-roupa e peguei um novo celular,conectei o carregador e mentalizei uma voz diferente.

__Boa Noite,aqui e da Bright como lhe posso ser útil?__era a Rosada novamente.

__ Aqui é da Mansão Hyuga,meu nome é Hiroshi,sou o mordomo_Esperei alguns momentos

__ Sim senhor,deve ter ligado por causa da bolsa da senhorita Hinata…

__Por favor queira dar o numero de telefone da Senhorita Hinata,ela disse que ira agora mesmo buscar…

__Sim,enviarei o numero senhor__ Foi ridiculo,fácil demais,as vezes a boca grande da Ino me beneficiava

__Tenha uma boa noite__Desliguei e joguei o celular dentro da banheira,afinal não ia precisar mais dele.

Procurei meu terno,precisava estar pronto para o velório,uma boa hora para praticar meu discurso.

__Não posso soar triste,nem posso soar indiferente,algo como…__Olhei para o espelho e fixei meus olhos,uma expressão pesarosa porem sóbria,mative o olhar baixo e disse__ Meus sentimentos aos familiares e amigos

-Ahahahaha Aha Ahaah ahhha- Jashin não se controlava nesses momentos…

__Se continuar rindo vai estragar tudo__Ele continuava

-Você é péssimo,toda vez é a mesma atuação tosca-Ele era responsável mas insistia nas palavras

__Sempre deu certo,graças a isso os sacrifícios funcionam__Ser imortal era bom,mas suportar Jashin era mesmo muito ruim.

-Caramba,tu é muito frio mesmo-Servir tem seu preço,o meu era … aguentar.

__Amanhã vai ser um longo dia…

•Hinata•

Recebi a noticia pela manhã,era mesmo uma tragédia,por mais que eu odiasse a Mei nunca fui capaz de desejar que algo ruim acontecesse a ela,meu pai disse que iria ao velório,eu não ia conseguir …

Todos iam me julgar,então apenas pedi gentilmente que fossem enviadas flores para a entrada da empresa.

Como era possivel?

Em que momento ela se envolveu com um Serial Killer ? Ou melhor… oque ela fez para merecer ?

Era aterrador,desde pequena eu ouvia sobre esse suposto Psicopata,mas nunca pensei que algo relacionado a ele aconteceria com alguem que conheço.

Alguns diziam que era um alucinado,psicótico…

Outros diziam que era um fanatico religioso,mas nada era mais estranho que a suposta idade do assasino.

Quando estudava houveram pesquisas e matérias relacionadas a esse sujeito,lendas,contos e até mesmo musicas foram criadas,fora que existe em algum lugar uma legião de doentes ou pessoas com o mesmo nivel que ele .. os tipicos monstros que se dizem seguidores do tal Serial Killer,a loucura humana ultrapassa todos os limites.

Neji meu primo sempre se referiu a ele como "Vampiro" por causa do modo sanguinário de assasinar,mas pelo país ele era chamado de "Navalha" ou algo como "Sexy Appeal",oque não fazia o menor sentido pois segundo os registros ele devia ter mais que 79 anos.


Notas Finais


Sobre as musicas
Não se sintam pressionadas Ok?
Mas se gostarem,me deixem saber ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...