História Candy Boy - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Amizade Colorida, Bottom!kook, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lemon, Top!jimin, Yaoi
Visualizações 113
Palavras 1.658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus bolinhos, eu espero que esteja bem!
Aqui está o bendito bônus que eu prometi/falei.

Se não estiver bom, e se vocês acharem uma bosta, desculpa
eu tentei, eu não sei fazer lemon. Mas eu tentei e vou melhorar.

Desculpa os erros ortográficos alguns passam desapercebidos
e como eu sou míope já viu né?

Boa leitura mochis! ^.~

Capítulo 3 - Candy Boy


Estavam todos os garotos reunidos na cozinha jantando.

— Mas Hoseok o quarto também é do Jimin!

— Sim é, e nós temo regras e uma delas é nada de atrapalhar meu sono!

— Você não vai falar nada Jiminie hyung? Vai deixar ele falar assim comigo? — perguntou Jungkook olhando para Jimin.

— Hoseok está certo. — Falou Jimin fazendo Yoongi rir junto com os outros membros, que assistiam 'o circo pega fogo'.

— Eu só acho que, Jungkook devia dividir o quarto com Jimin, afinal eles estão juntos né?— disse Taehyung e Jungkook o olhou rindo.

— Tu tá doido?! não quero ouvir o gemidos deles a noite toda não! — Yoongi disse. — E esse drama todo do Jeongguk, é só porque há dias Jimin não fode ele.

 

Jimin riu tímido, e bebericou sua tarça de vinho. Após o jantar se dar por terminado o mesmo foi para o seu quarto enquanto os outros estavam na sala.

 

— Porque vocês não para uma balada em? Vão esparecer, sei lá... fazer alguma coisa fora de casa, bem longe que tal voltarem só amanhã a tarde? daqui há 3 dias talvez?— sugeriu Jeongguk.

— Que desespero todo é esse filho? eu em?

— Olha Yoongi eu só estou dando uma ideia para vocês, sabe nós temos 3 dias de descanso e bom eu... só to sendo legal, entendeu?

— Humhum sei. Parece até uma cadela no cio.

 

Quando Jeongguk ia dar um tapa no seu hyung que estava de costas para si, sentiu seu braço ser puxado alguém o levava para fora do apartamento.

Se tranquilizou ao perceber que era Jimin, o mesmo estava com uma mochila nas costas e com outra na mão.

— Pra onde estamos indo?

— Busan... durma um pouco quando chegamos, eu te chamo.

 

Ok isso foi um tanto estranho mas tudo bem.

Jeongguk estava processando todo o misto de coisas que haviam acontecido, o que não foi poucas. Olhando para seu hyung agora, o mesmo percebe o quanto eles ficaram sem tempo para se curtirem juntos.

Sim, desde quando os mesmo assumiram que estavam em um relacionamento quase não havia tempo para ficarem juntos, Jeongguk estava quase para enloquecer literalmente falando e quando surgia as orportunidades que o universo o dava aparecia alguém para atrapalhar.

Principalmente na hora do Sexo. Onde Jeongguk tinha que tomar um acalmante não para não matar ninguém.

E sem falar que o guri sofria na mão de Jimin, que sorria das suas frustrações e reclamações e ainda tinha as santas provocações. Jimin ria por fora mas se encontrava na mesma situação de Kook.

(...)

Era pra ser uma daquelas noite clichês, na qual está se fazendo frio e você tem a pessoa que gosta ao seu lado. Onde vocês estão curtindo o friozinho debaixo das corbetas se esquetando vendo um filme qualquer com pipoca ao lado.

É uma cena linda de se imaginar não é? Porem esse momento lindo virou a cena de um filme pornô na verdade digo a vós que sim virou um filme pornô. Onde eu e Jimin somos os protagonista dessa estorinha que eu criei na minha mente.

Pois bem, vejam bem meus amigos fazem exatamente duas semanas que eu não faço sexo, estou necessitado e durante essas semanas saibam que Park Jimin foi um hyung muito mal.

Ele me provocou de todas as formas possíveis e sempre fugia quando eu tomava alguma ação eu virei até zuação dos outros hyungs, então como eu sou um ser humano meio vingativo estou fazendo ele pagar por tudo que me fez!

Pelas noites que apareceu no meu quarto e me deixou com vontande de transar e foi embora.

Por me deixar totalmente duro em lugares públicos.

Por me provocar com os malditos pirulitos.

Por me chupar muito gostasamente e não me deixar gozar.

Por ter me convencido a usar um plug em um evento, por sempre ter que me aliviar sozinho.

E todas essas vezes que não fizemos amor/sexo, e é por isso que Park Jimin irá sofrer as consequências de passar totalmente dos limites, de brincar com Jeon Jeongguk!

(...)

— O que tá fazendo hum? —Ele bate no meu bumbum com a mão direita.

— Nada demais... agora ponha a mão... isso. — saio de cima dele.

— Vamos prestar atenção no filme.

Jimin logo percebe que eu o prendi com as algemas na cama, desligo a Tv e rio ladino para o mesmo, apaguei o abajur deixando o quarto escuro.

Saio rapidamento escutando Jimin chamar por mim, rir mais ainda e vou buscar a caixa que dexei no quarto do Taehyung voltei com elas em mãos vendo o baixinho bater com seus pés na cama como uma criança birrenta.

— Jeongguk-ah o que estar aprontando hum?

— Shiuu, só relaxe baby— digo sussurrando em seu ouvido.

Com a porta do quarto trancada pego uma venda vermelha e ponho sobre os olhos de Jimin após fazer um nó um pouco frouxo e tendo certeza que ele não veria nada ascendo o abajur novamente e tiro as calças do baixinho.

— Jeongguk — diz num tom de repreensão.

— Eu só quero brincar hyung. — rir soprano.

Beijando seus lábios carnudos, logo aprofundando o ósculo nossas línguas se enroscavam um na outra desesperadas como se ansiasem por esse toque mais quente.

Rebolo lentamente sobre o membro de Jimin para despertá-lo solto gemidos entre o beijo para atiça-lo mais.

Minhas mãos percorrem por seu abdômen definido logo indo de encontro com seus mamilos rosados, os apertando só para ouvir seu primeiro arfar de muitos essa noite.

— Aaah Joongguk...

Deixo beijos do seu lóbulo até seu pescoço onde vejo o mesmo se arrepiar direcino meus dígitos até sua nuca acarriciando a região sensível do Park.

Os arfares, gemidos baixinhos, o desespero do menor em tentando se soltar se remexendo varias vezes debaixo de mim, fazendo com que nossas intimidades se tocassem trazendo uma fricção gostosa.

Passo a beijar/chupar o pomo-de-adão vendo Jimin suspirar alto, o mesmo estava atento a cada toque meu, eu estava observando as reações de seu corpo com meus toques.

Continuo com as trilhas de beijos até chegar a virilha do menor, faço questão de dar alguns tapas na coxas fartas logo tirando a cueca box do mesmo vendo seu membro já bem desperto ''saltar''.

— Oh Jiminie você está tão necessitado assim? — Digo apertando seu membro.

Começo a lhe masturbar lentamente, enquanto brinco com suas bolas e ouso acariciar seu períneo alí próximo vendo Jimin entre abrir seus lábios, soltando gemidos mudos.

— Ggukie... v-vamos l-logo com isso hum? — Diz com com sua voz rouca.

Fazendo-me arrepiar, minha respiração descompassada bater contra o membro do mais velho e vejo sua pele enrijecer, passo minha língua por sua virilha chupando o local deixando em tons avermelhados logo não fanzendo o esperar demais abocanho seu pênis.

Os movimentos lentos porem com sucções precisas fazem o pequeno se contorcer buscando por um contato mais rápido, levando sua pelves fazendo ora ou outra eu me engasgar.

— Jungkookie... as algemas estão me machucando

— Okay, eu vou tira-lás... mas você irá prometer que, não vai se tocar... não vai me tocar.

Jimin assenti rapidamente que sim. E após ter as algemas tiradas ele massageia seu pulso brevemente, e não tarda em tirar a venda, o mais velho me analisa dos pés a cabeça morde seu lábio inferior.

É bom ter seu olhar sobre mim, ainda mais quando este demonstra surpresa, luxúria, desejo e principalmente desejo. Meu membro pulsa só por temos aquelas intensas trocas de olhares, vontade é que não falta para acabar logo com esse 'jogo' que estou fazendo e ir direto para parte em que ele se enfia em mim e me fode loucamente.

Porem falta pouco para tirar Jimin de órbita, só mais um pouquinho.

— Eu comprei pensando especialmente para este dia, você gostou Jimin oppa? — falo com a voz o mais manhosa possível.

Não dando tempo do mesmo responder me levanto e dou uma rodadinha para que o mesmo veja a fantasia sexy de coelho que comprei junto do Taehyung.

Caminho até meu celular próximo da escrivaninha que tinha no quarto e ponho uma musica para tocar, olho ladino para Jimin e o mesmo ajeita sua postura sentando corretamente na cama.

Tá bom, eu não irei demorar com isso. A passos lentos começo a dança sensualmente para o hyung ali a minha frente mantendo o contato visual não deixando esparecer o nervosismo.

Jimin morde seus lábios, me fazendo rir o mesmo passa suas mão por seu abdomen logo descendo para seu membro, pego um chicote no chão e bato em sua coxa.

— O que eu disse sobre se tocar? — Lhe lanço um olhar desafiador.

Fecho meus olhos e continuo com os passos, a musica estava acabando, jogo minha cabeça para trás provocando a mim mesmo faço uma trilha imaginaria por meu corpo até meu membro dolorido.

Me masturbo freneticamente gemendo o nome de Park. Imagino o mesmo me tocando com suas mão pequenas passando por meu corpo, deixando tapas em minhas nádegas em quando ameaça enterra um de seus dedo sob minha entrada.

— Aaah Jiminie!

 

''...Vivo para cada passo seu

O clima quente, a mão no cabelo

Minha língua está entre seus dentes

Vá devagar, não, não, vá rápido

Você gosta disso tanto quanto eu

Então, vamos parar de fugir do amor...''

-My, my, my _Troye Sivan.

Beijos pelo meu corpo, estar tão quente demais aqui.

Beijos desperados, meu corpo chama por ti.

Beijos enloquecedores, meus pulmoes necessitam de ar mas eu não quero parar.

Continue querido eu não ligo para dor nesse momento, só vá rápido, rápido demais e pare só para aproveitamos mais.

Eu sei que suas cortas estão ardendo querido, mas eu preciso descontar todo esse prazer que é ter voce dentro de mim.

Nós nos encontramos tão desconcertados, bagunçados, fora de órbita em outra dimensão só acerte meu ponto doce novamente, isso só mais uma vez.

Sim meu doce garoto, só acerte naquele ponto mais uma vez.

Meu doce garoto só me faça sentir completo, me preencha com sua porra.

 

(Fim)


Notas Finais


Eu não sei fazer final legal, é isso.
Obrigado por favorita, acompanhar, ler essa fic. E se vocês quiserem ler outras fics minhas podem me seguir, dar uma olhada no meu perfil.
Me deixe saber o que acharam? digam como imaginaram o final e se gostaram desse.

Ah eu gostaria de agradecer ao @Candy_Sushi esse alien, por conversar comigo e pelas 'ameaças' que me fez. (por um acaso eu estava com medo de postar o bônus)

Então é isso, obrigado seus fofuxos! (^.~)
*2bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...