História Candy Mary - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Hyukoh
Personagens Im Dong-gun, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee In-woo, Lim Hyun-jae, Min Yoongi (Suga), Oh Hyuk, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Aventura, Bts, Drama, Lgbtq, Markson, Namjin, Romance, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoonmin, Yoonseok, Yuri
Visualizações 48
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Retornei do fundo do poço, vamos que vamos....


Boa Leitura ♡♡♡

Capítulo 5 - Contas a Pagar


Fanfic / Fanfiction Candy Mary - Capítulo 5 - Contas a Pagar

leiam as notas ♡♡♡

Senti minhas pernas ficaram bambas, e tudo ao meu redor escurecendo, as últimas coisas que eu ouvi foi a voz de Hyuk me chamando.

-KIM TAEHYUNG! Seu bostinha! - O garoto alto falou passando suas mãos na cabeça. Ele pegou seu celular discando o número do bombeiro, que pelo fato de não ser longe do lugar logo chegou.

- O que aconteceu com ele? - A enfermeira perguntou, checando o pulso do garoto desmaiando.

- Eu estava esperando ele, e aí quando eu vi ele, o moleque desmaiou, eu acho que é porque ele está sem comer, não sei… esse garoto só faz merda. - Ele falou agitado, esperando que não fizessem nenhum exame de sangue, sabia oque iriam encontrar caso fizessem-o.

Taehyung finalmente havia acordado. Ele encarou seu braço, e riu ao ver o cano de soro na sua veia.

- Não ria dessa merda moleque. - Hyuk falou lhe desejando a morte mentalmente.- agradece a Buda por eles não terem feito nenhum exame de sangue, eu já agradeci…

- Ah! Precisamos conversar sobre a porva que me deu. - Ele falou tentando retirar o cano de soro da veia, falhando miseravelmente.

- Pois é Sr.Kim, precisamos mesmo, o Jhonn encheu meu saco por ter feito a cagada de te vender de novo. - Deu uma pausa para tomar um gole da bebida de sua garrafa rosinha. - Você está nos devendo 500 reis.

Ao terminar, Taehyung o encarou, com os olhos escancarados e a boca semi aberta, procurando por palavras em seu cérebro.

- Eu vou pagar. - Foi apenas oque disse, vendo o médico adentrar o quartinho minusculo em que estava. - Quando eu vou poder ir?

- Pra falar a verdade, já pode ir, você está aqui já faz quatro horas. - O homem sorriu, mostrando as rugas bem marcadas no rosto.

- Oque? Eu tô aqui a quatro horas, olhando esse imbecil? - Hyuk arregalou os olhos, se afogando com o líquido que descia pela garganta, o garoto na cama começou a rir.

- Me empresta esse seu braço, pra liberarmos você. - Taehyung levou o braço ao médico, que tirou com facilidade o soro dali, colocando um esparadrapo em cima do machucado que ficará ali.

- Como é que você… - Taehgung falou baixo, olhando o amigo de lado.

- Ok. Já podemos ir. Ótimo!

* * *

Do lado de fora do hospital, tudo estava sendo iluminado por um incrível por do Sol. Ambos seguravam um cachorro-quente nas mãos.

- Agora vamos conservar Sr.Kim.

- Precisamos. A coca que me vendeu, não era exatamente coca. - Taehyung retirou da sacola que segurava, duas latas de refrigerantes, entragando uma das latas para o garoto mais alto, que lhe escutava com atenção.

- Como assim? Eu conferi antes de lhe entregar, tenho certeza. - Falou, bebericando um pouco da bebida.

- Eu vi minha mão derretendo, eu estava alucinado, não sei o que era, mas não era, apenas coca. - Ele parou de falar, escutando os passos de alguém em sua direção. Tropeçando nos próprios pés Hyuk caiu no chão, fazendo a pessoa atrás dos dois rir alto. - Sua garrafa rosa, não é de água não é? - Taehyung perguntou, acompanhando o riso da até então desconfiada senhora.

Um carro azul, avançou rapidamente na direção deles, a porta de trás do veículo abriu, um homem mascarado puxou a senhora, que aos gritos começou a pedir por ajuda. Deixando os dois parados, sem reação alguma, eles apenas olharam, Taehyung deixou sua lata de refrigerante escapar pelas suas mãos, o barulho que a lata fez ao cair no chão, tirou os dois da transe.

- Que massa mano. - Hyuk falou, apontando para a latinha que estava de pé no chão, intacta.

- O que a gente vai fazer? Puta merda! - Taehyung falou se sentando na calçada.

- A gente vai ligar pra polícia. - O garoto falava calmamente, como se fosse algo comum de se ver, puxou seu celular e falou o ocorrido para o policial que lhe atendera.

- Você já sabia do ocorrido entre o Jungkook e o Yoongi? - Taehyung perguntou com seu olhar afastado, enquanto mastigava desajeitamente o cachorro-quente.

- Apenas boatos. Quero dizer, é coisa seria né? - Falou encarando o amigo, suas bochechas estavam ruborizadas, e o olho já lacrimejava.

- Ele foi estuprado… pelo próprio pai. Que tipo de monstro faz isso? Meu Deus! Eu queria espancar ele até a morte. Se já não tivessem feito isso. - Taehyung falou, com sua voz rouca, tentava contro-lar a respiração, ele desabou, chorou, literalmente no ombro de seu traficante, ele não era de chorar, muito menos perto de pessoas, mas não conseguiu se controlar.

- - -

- E-eu não gosto dele, po-por porque, quando o Jungkook foi adotado, o Jo-Josh Joshua ficou num orfanato em Seul, e-eu go-gos gostava muito dele. O Joshua morreu, de-depois de uns seis meses após tudo isso… Ma-mas ele ia morrer de qua-qualquer jeito, o próprio médico falou pros meus pais, o Jungkook ficou em um hospital - ele interrompeu o que falava, secando as lagrimas que já desciam pelas bochechas- E-ele ficou de coma por três meses, nesse tempo e-eu apenas ia ver o Joshua, já que ele estava recebendo toda a atenção de todos, ele acordou, sem se lembrar de nada, com o tempo foi se lembrando aos poucos o nome, e de quem nós eramos. - Yoongi terminou de falar, enquanto as lágrimas rolavam por suas bochechas, e caim no peito de Hoseok.

- Eu sinto muito Suga, mesmo, mas você está indo longe de mais com esse seu rancor, o próprio médico disse, não havia nada a fazer. - O garoto falou, segurando suas lágrimas, as palavras que saíram da boca do amigo, lhe fez entrar em choque, mal sabia como reagir. - Quer mais bolo? - Ele perguntou, secando as lágrimas do amigo, se levantando, ele foi até o guada roupa e vestiu seu moletom do Twice, e uma calça xadrez cor-de-rosa.

- Tá com amnésia tá? A gente já comeu tudo que tinha. - Ele falou, puchando, o seu cabelo recem pintado, para trás, deixando os fios bagunçados na cabeça.

- Tudo é? - Ele sorriu, indo até a cozinha, voltando com um pote de brigadeiro em mãos. - Papai comeu o outro pedaço que eu tinha escondido, foi mal, mas tem esse brigadeiro aqui. - Ele se sentou na cama ao lado do amigo, lhe entregando uma das colheres.


Notas Finais


>Divelga pras migas, me ajudem a querer continuar escrevendo...
>Spirit me ajudou em vários momentos, espero que eu ajude de alguma forma, nem que seja apenas para passar o tempo.
> O carinha da foto, é Oh Hyuk.
>Caso queira conversar sobre algo, com alguém, me manda um direct no insta @theapple_wed.
>Obrigado por existir no world pessoa ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...