História Candy Shop - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bottom!tae, Namjin, Top!jungkook, Vhope, Yoonmin, Yoonminseok
Visualizações 61
Palavras 2.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooooolaaa gente tudo bem?
já vou avisando q vai ter coisas inapropriadas para menores de 18 anos assim como eu KKKK
bom espero q gostem desse capítulo bem mais longo do que os outros
me perdoem qualquer erro, nos vemos lá em baixo c:

Capítulo 9 - Ele me deseja


Já se haviam passado quase uma hora desde que eu tinha chegado, e nada do Jhope. Ele nunca foi de se atrasar e não há motivos pra me deixar aqui plantado. Se bem que há sim, mas se ver o quanto ele está obcecado não faria isso. Bufei sentindo minha paciência se esgotar, queria ir pra casa novamente e dormir como nunca. Me levantei do banco, já sentindo minhas pernas e nádegas doerem por passar tanto tempo sentado, ver as outras pessoas se divertindo só me deu mais vontade de sair. Joguei o copo plástico no lixo e saí, indo pra o gramado do ginásio. 


- Posso saber o que um homem bonito faz sozinho por aqui? - Ouvi uma voz grossa, não parecia ser conhecida. Assustado me virei. 


- Quem é você? - O garoto levantou a cabeça, mostrando quem era. Me surpreendi quando vi que era Jungkook, ele tinha mudado a voz. 


- Jungkook? O que está fazendo aqui? - Ele riu e se sentou ao meu lado. 


- Não posso entrar, aquela diretora dos infernos está aí parecendo que tem um olho no cu. - Eu ri, o empurrando com o ombro. 


- Só você pra me fazer rir nessas situações. - Ele me encarou, com dúvida. 


- E posso saber o que aconteceu dessa vez madame? - Ele sorriu. 


- Preciso dizer? - Suspirei frustado. 


- Hm, já sei. E se eu e você fossemos dançar? - Ele me olhou sugestivo.


- Mas você disse que não podia entrar. - 


- É mas ninguém vai saber que sou eu, porque.. - Ele caçou alguma coisa no bolso, depois de um tempo pegou uma máscara preta dentro dele. 


- Você pensou em tudo? - O perguntei, levantando uma sobrancelha. 


- Talvez, vamos madame. - Eu ri e ele me deu o braço esquerdo, o qual eu peguei e entrelacei no meu. 



~~~~~~~~~


A música já não era mais tão animada, agora já era mais lenta. Vários casais estavam lá, inclusive eu e Jungkook, não que sejamos um casal, sabe, eu não quis dizer isso, mas estamos no meio de outros casais. 


- O que foi? Não gosta dessa música? Se você quiser eu vou lá e mando mudar só por você. - Eu gargalhei enquanto apertava mais meus braços ao redor do seu pescoço. 


- Não precisa. - Deitei minha cabeça no seu ombro, inalando seu cheiro. 


- Não gosto de te ver triste. - Ele falou me fazendo sorrir. 


- Sério? Mas eu não estou triste, então não precisa se preocupar. - Agora foi sua vez de rir, quando eu aproximei nossos rostos. 


- Ah, tudo bem então. - Estávamos tão próximos que eu acabei corando. Meus olhos estavam conectados nos seus, que as vezes descia até minha boca. 


- O que estamos fazendo? - Eu perguntei, rindo. 


- Não sei. - Ele falou, se aproximando mais. Já podia sentir o roçar das nossas bocas, o que me fazia ficar com dor de barriga só de imaginar. Logo a distância entre nós foi quebrada quando seus lábios se encostaram nos meus em um selinho demorado. 


- Porque fez isso? - Perguntei quando nos separamos ofegantes. 


- Não sei, mas eu quero mais, pode me dar? - Ele perguntou, me roubando mais um selinho. Eu ri e coloquei minhas mãos na sua nuca, o puxando agora pra um beijo um pouco mais ousado, tinha certeza que agora ele estava satisfeito e eu também. Suas mãos foram parar na minha cintura, me colando mais ao seu corpo. Nossas línguas já se tocavam em uma sincronia perfeita. Era bom o jeito em que nos encaixávamos até em um beijo. 


- Tá.. - Nos separamos mais uma vez rindo, eu ainda não estava acreditando que aquilo tinha acontecido, imagino que ele também não. 


- Você.. quer beber alguma coisa? Me beijar de novo? Sei lá. - Ele falou, dei um tapa no seu braço. 


- Eu quero beber alguma coisa se não se importa, isso me deixou com sede. - Rimos. 


- Tae! - Eu estava indo com Jungkook até o bar, mas fomos impedidos por Jimin que veio até nós correndo. - Jungkook... - falou sem graça. 


- O que.. Oi Jimin. - Suspirei, enquanto Jungkook nos encarava sem entender. 


- Eu preciso falar com você Tae, é urgente. - E me puxou. Eu tentei me afastar, mas não deu então apenas me dei por vencido e fui. 


- O que foi agora? - Respirei fundo. 


- Não é possível que esteja com ele! Você lembra que vimos Jungkook na rua e.. - 


- Não, espera! - O cortei. - Não é possível que você esteja me dizendo isso. Primeiro Jhope, que é seu irmão, depois Jungkook. Você não sabe o que está falando Jimin, vá se tratar por favor. - Falei, indo embora, mas ele pegou meu pulso mais uma vez. 


- Tae, por favor me escuta, eu só não quero que você se machuque! - 


- Então para de falar essas coisas estúpidas, eu estou feliz caso você não saiba. Tchau Jimin. - Me soltei de sua mão. 


- Jungkook! - Fui até o bar novamente, até seu lado. 


- Oi, seu amigo parecia nervoso, tudo bem? - Ele falou, rindo. O encarei. Seu olhar tinha tanta coisa que não era possível decifrar. Jimin continua com essa noia. Mas isso não é possível. 


- Jungkook. - Ele murmurou um "Hm" enquanto pegava mais uma bebida. 


- Fala. - 


- Se você estivesse metido com alguma coisa, me diria, não diria? - Falei, o fazendo parar e deixar a bebida no balcão, me olhando. 


- Tae... - 


- Puff, claro que diria. Nós... Nos beijamos. - Eu ri gesticulando. 


- Tae eu preciso te falar... - Peguei sua mão. 


- Não, eu sei de tudo Jungkook. Ok? Agora vamos. - O puxei até a pista. 


- Quero dançar mais uma. - Sorri. 



                     • • • •



Jungkook. 


Eu estava observando o rosto angelical que adormecia profundamente a minha frente. Eu me sentia tão filho da mãe por não contar nada a Taehyung. Mas sei que se eu contar vai ser pior, pelo menos por agora. Não posso e não vou colocar-o em risco. Não sei qual vai ser a sua reação ao saber mas não estou pronto pra o perder agora. 


- Hmmm.. - Ele falou, coçando os seus olhos e os abrindo. 


- Bom dia. - Falei, mechendo nos seus cabelos. Ele levantou a cabeça rapidamente, me olhando assustado. 


- Meu Deus, o que está fazendo aqui? - Eu ri, vendo ele se afastar um pouco. 


- Calma, não diga que está com medo de mim. Ontem não parecia isso. - Falei malicioso, fazendo ele ficar com mais receio ainda, deve pensar que fizemos alguma coisa. 


- Você.. eu.. nós.. fizemos.. sexo? - Ele susurrou a última parte me fazendo gargalhar e puxar suas pernas, o deitando na cama. Subi em cima de si e delineei sua boca com meu polegar. 


- Não madame, não fizemos nada, eu sabia que você não ia lembrar, bebeu muito noite passada, mas.. não me diga que esqueceu dos nossos beijos? - Susurrei no seu ouvido, vendo sua pele se arrepiar e suas bochechas corarem. 


- Eu.. eu me lembro. - Ele falou me fazendo rir. O Taehyung de antes voltou pelo o que parece. 


- Talvez eu não lembre direito, então se permitir. - Falei aproximando nossas bocas. 


- Não! - Ele me empurrou. 


- O que? - Perguntei incrédulo. 


- Eu.. ainda não escovei os dentes, é isso. - E saiu correndo. Ri do seu desespero. Talvez fosse isso, mas não só isso. 



~~~~~~~~~~~~



Estávamos agora na cozinha, Taehyung estava lavando os pratos e eu fui até ele, o abraçando por trás. 


- Jungkook, não faça isso do nada! - Eu ri enquanto ele se virava pra mim. 


- Desculpa mas eu não resisti. - Falei cheirando seu pescoço. 


- Ah.. Jungkook, minha mãos.. estão.. molhadas. - Ele gemeu e eu sorri vendo que novamente eu fiz meu trabalho certo. Chupei seu pescoço dessa vez. A água corria, ele tentava manter suas mãos longe de mim e eu apenas o queria, não só os seus lábios, dessa vez eu queria tudo. 


- Não tem problema Tae, eu já estou molhado mesmo. - Falei no seu ouvido antes de o beijar, agora sentindo suas mãos molhadas na minha blusa, mais especificamente nas minhas costas. 


- Hm, a-a água.. - Eu ri e desliguei a água, o pegando no colo e indo até o seu quarto. Ele gemia só com o nosso beijo, imagina quando sentir eu tocando sua pele, pensava. 


- Hm, Jungukkie. - Sorri, o jogando na cama com delicadeza, subindo em cima do seu corpo que tremia em ansiedade e se arrepiava em desejo, eu podia sentir, ele finalmente me desejava como vice versa. 


- Você quer que eu continue? Se quiser eu paro. - Falei olhando seu rosto. Ele suspirou e abriu os olhos. 


- Não, continue por favor. - Voltei a beijar sua boca. Suas mãos agora já se atreviam a passar por toda a extensão de minhas costas, já as minhas apertavam suas coxas sem nenhum pudor. Me separei de si apenas pra tirar minha camisa, assim como ele fez. 


- Você é tão lindo. - Falei, beijando seu colo deixando alguns chupões fracos. 


- Ah... - Ele gemeu quando suguei sua pele com um pouco mais de força. Sorri e passei agora a fazer uma trilha de beijinhos por toda sua barriga, até chegar no cós de seu shorts, que puxei, junto com a cueca. Nem pude ver nada, não deu tempo já que Taehyung se tapou com as mãos. Droga, eu nem estava vendo nada e estava mais do que excitado. 


- E-Eu.. Jungkook eu nunca fiz isso antes. - Sua confissão me fez pegar suas mãos, entrelaçando nas minhas. Me aproximei de seu rosto e sorri. 


- Só faça se confiar e realmente gostar de mim Tae. Faça por livre vontade, tudo bem? Não precisa ficar com vergonha, se estou aqui com você é porque gosto de você, e obviamente do seu corpo também. - Ele assentiu. Desci novamente e ele tirou sua mão. Vi seu rosto ficar vermelho quando aproximei meu rosto mais. 


- V-Você pode pular essa parte? - Eu ri, assentindo. 


- Tudo bem. - Agora eu estava dando alguns beijinhos por toda a sua perna e coxa, o fazendo se arrepiar mais ainda e soltar alguns arfares. Coloquei minhas mãos nas suas pernas e abri. Ele tentou fechar, como imaginado. 


- Tae, o que eu disse, lembra? - Falei tentando o passar segurança e ele finalmente abriu novamente, me fazendo sorrir, ele finalmente está aqui entregue a mim. Abaixei meu rosto e passei minha língua na sua entrada, o fazendo dar um pulinho pelo susto mas dar um gemido maravilhoso. 


- Ahhh, Jungkook! M-mais.. - Me surpreendi por ouvir ele pedir por mais, e não me atrasei logo fazendo de novo, dessa vez o penetrando com a minha língua. Ele gemia feito louco, e eu lógico estava adorando. O membro já doía duro entre minhas pernas. 


- H-Hm.. você vai.. agora? - Eu ri, negando com a cabeça. 


- Primeiro vamos te preparar ok? Chupa aqui. - Dei dois dedos, os quais ele chupou com as bochechas rubras. Aquilo só me fez pulsar mais, com vontade de rasgar aquela calça como se fosse melhorar. 


- Ok, lá vou eu. - Ele assentiu, enquanto eu o penetrava com o primeiro dedo. Gemeu alto, acho que estava doendo. 


- Tudo bem? - Ele balançou a cabeça, adentrei o segundo dedo e logo o terceiro, o ouvindo pedir por mais sempre que eu entrava e saía do seu interior quentinho. Após ter certeza de que estava preparado eu retirei minhas roupas e suspirei aliviado. 


- Jungkook, vai.. vai doer? - Perguntou quando eu já havia me deitado em cima de si. Eu ri e neguei com a cabeça. 


- Não, talvez doa um pouquinho, mas eu vou fazer o máximo pra não machucar, confia em mim? - Ele assentiu. Posso dizer que talvez outro Jungkook esteja tomando posse de mim. Nunca fui assim, nunca imaginei que seria. Sempre fudi as pessoas sem dó, sem me importar se iria doer ou não, e muito menos dei importância pra isso tudo. Mas com Taehyung é diferente, esse loiro tem alguma coisa que os outros não tem. 


- Tudo bem, pode ir. - Dito aquilo eu finalmente entrei dentro dele, gemendo arrastado. Sue interior parecia me abrigar tão bem quanto tentava me expulsar. Taehyung gemia, talvez de dor. Pra o acalmar acariciei sua coxa. 


- Já vai passar. - Falei, enquanto passava um tempo parado. 


- Pode ir. - Comecei a me movimentar agora, Taehyung gemia mas não era de dor, acho que já foi substituída pelo prazer. Agora eu ia forte e fundo, segurava sua coxa enquanto ele arranhava minhas costas. 


- Ah! Eu.. eu.. vou.. ah.. - Eu acelerei mais vendo que já estávamos chegando no nosso limite. 


- Hmm.. eu também. - Depois de um tempo atingimos nosso ápice e eu saí de cima dele, me deitando ao seu lado e o puxando para se deitar nos meus braços. 


- Isso foi.. - 


- Estranho? - 


- Emocionante. - Rimos. 


- Porque? - 


- Não sei, nunca imaginei esse tipo de coisa. - Ele falou. 


- Sério? Eu já. - Ele me bateu e eu ri. 


- Eu estou com sono. - 


- Então dorme, eu estarei aqui, se quiser. Se não quiser eu vou embora. - ele riu e me apertou mais. 


- Não, eu quero que fique, fique comigo. - E fechou os olhos. Ah, não faz isso. Uma parte minha dizia que não era pra fazer aquilo, já a outra comemorava. Mas as duas se sentiam culpadas por esconder tanta coisa dele. E agora que fizemos isso eu fiquei mais próximo dele de alguma forma. Não quero que ele se separe de mim. 


- Tae? Tae? - Olhei para baixo e vi o loiro adormecido. Sorri e puxei a coberta, deixando nós dois em baixo. Beijei o topo de sua cabeça e fechei os olhos, adormecendo também. 


Notas Finais


aaaaa que vergonha KKKK
mas n vou mentir adorei escrever mesmo que tenha ficado um cocô
accho que me dou tão bem com lemon que em outra vida eu era um homem (mais especificamente gay) KEKEKEKE
até porq sou nessa também
revelações
KKK PAREI
espero que tenham gostado ;u;
safados eu sei que gostaram
hehe
até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...