1. Spirit Fanfics >
  2. Candy Store >
  3. Capítulo Único: Welcome to my candy store

História Candy Store - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá! Bom, venho avisar que esta história não passa de uma brincadeira e não deve ser levada muito a sério. Se preferirem, considerem como uma crack fic.

Sendo apenas uma adaptação do musical: Heathers the musical para o universo Marvel, um delírio meu.

Divirtam-se e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único: Welcome to my candy store


01/09/1989

O soar estridente do sinal escolar houvera de arrebatar o silêncio implantado pelos desabitados corredores da instituição de ensino médio. Alunos deixavam suas salas de aula copiosamente, dirigindo-se em direção ao refeitório do colégio, habilmente preparados para suas refeições.

O horário de almoço, era por meio dele que Steve conseguia alguns poucos minutos de conversa com seu velho amigo, sem que houvessem de ser interrompidos.

– Ei Steve! – Wilson o saudou à distância.

– Oi Sam! – O loiro o cumprimentou alegremente, deixando a mostra os dentes perfeitos.

– Você tem andado bem elegante nesses últimos dias… – elogiou.

– Oh, obrigado. – passeou as mãos por suas roupas, inteiramente trabalhadas em tons de azul, sentindo o tecido macio. – Ainda assim continuo o mesmo, por dentro.

– Você tem certeza? – seus olhos fixaram-se no chão, entristecidos. Reavivando as memórias do loiro.

– Me desculpe ter esquecido da nossa noite de filmes semana passada, tinha tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo… – desculpou-se, tocando-lhe o ombro com afeição.

– Eu entendo, você está com o trio heather agora e isso deve estar sendo emocionante! – ditou com empolgação.

– Oh bem, não é nada demais… E não se preocupe, nós iremos sair juntos logo, eu prometo.

Todavia, antes que a conversa pudesse ser  dada a sequência, a dupla fora interrompida pela presença de James Rhodes.

Steve! Heather diz para você vir até a mesa, agora! – o de veste esverdeada anunciou.

– Ah, tudo bem. – o loiro concordou, despedindo-se do amigo com um aceno de cabeça. Sam lhe lançou um olhar cúmplice em compreensão.

O trio heather, o grupo dominante de todo o colégio. Os meninos que o compunham apenas flutuavam por sobre toda a bagunça daquele lugar, intocáveis. Seus membros eram:

Bruce Banner, um pequeno gênio provindo de uma família afortunada; James Rhodes, o líder do anuário escolar e, aparentemente com uma personalidade desconhecida por muitos. E, por fim Anthony Stark, seu líder. Um playboy, gênio e bilionário. A chamada vadia mítica, sarcástica e malvada.

– Steve! Eu preciso de uma falsificação na letra de James Barnes. – declarou – Você precisa de um lugar para escrever... Rhodey, abaixei-se! – este obedeceu prontamente, disponibilizando suas costas para que o loiro pudesse utilizar da superfície plana. – Olá, querido! Eu estive te observando e pensando nos velhos tempos, espero que você possa vir a minha festa de reencontro nesse fim de semana. Sinto sua falta, James… Oh coloque beijos e abraços depois da assinatura. – sorriu presunçoso.

– Enfim, isto é para quem? – questionou enquanto arrancava a folha de seu pequeno bloco de notas contendo a carta.

– Eu descobri que Barnes costumava andar o Sam esquisitão Wilson. – constatou com desdém.

– Sim, no jardim de infância, todos nós. – o de fios dourados respondeu-lhe inócuo.

– Porém, não foram todos que se beijaram no campo de futebol. – Rhodes refutou.

– Oh é verdade! Eu me lembro. – Bruce Banner pronunciou-se. – Barnes beijou o Sam esquisitão, foi nojento! – não conteve a sua alta risada com as lembranças do acontecimento.

– Perfeito! – O Stark constatou ao analisar o pedaço do papel, certificando-se de dobrá-lo – Bucky! – chamou manhosamente por seu apelido, erguendo sua destra, acenando delicadamente. O moreno logo veio ao seu encontro – Entregue esse bilhete ao Sam esquisitão para mim? – pediu docemente, acariciando-lhe o peitoral por sobre o casaco do time de futebol.

– Desde quando você fala com aquele cara? – questionou-lhe ao pegar a pequena carta, preparando-se para abri-la.

– Ah, não leia! Ele está com certos problemas íntimos e pediu a ajuda do meu médico. – o jovem em trajes vermelhos mentiu, um sorriso brotando no canto de seus lábios ao observar a expressão surpresa e um tanto enojada na face de Barnes.

Entretanto, Steve fora rápido o suficiente para recuperar o bilhete a tempo.

– Por favor, não faça isso! Não com o Sam… – o de fios dourados lhe encarou pedinte, pressionando a pequena folha de papel contra seu peito.

– Por que? Isso vai dar a ele material para se masturbar no banheiro por semanas! – Rhodes ditou malicioso.

Cale a boca, Heather Rhodes! – Anthony proferiu irritado.

– Desculpe, Heather Stark! – clamou desconcertado.

– Sam tem uma paixão pelo Barnes há uns... doze anos, isso o machucaria muito! – o loiro argumentou. Entretanto, para Stark pouco importava.

– Ahn… Nós vamos ter algum problema? – questionou retoricamente, sua voz algumas oitavas acima – Você tem algo para dizer? – questionou-lhe outra vez, entorpecido em seu discurso – Você chegou tão longe… Por que agora está fodendo com a minha vida? – encarou-lhe vorazmente, fuzilando-o – Eu normalmente te daria um tapa na cara, para que todos pudessem ver… Mas eu estou me sentindo bem, então aqui vai um conselho. Preste atenção vadia! – lhe empurrou sobre a cadeira, tomando espaço para que fosse o único ponto na visão do Rogers. – Digam, rapazes. De que gostamos? – fixou os olhos cor whisky no par de safiras a sua frente.

– Comprar coisas que os outros não podem… – ditou Bruce Banner, fazendo menção às suas roupas, percorrendo suas mãos pelos tecidos cor amarelo.

– De ficar bêbados e estourar nossos cartões de crédito... – fora a vez de James Rhodes enumerar.

Anthony aproximou-se do ouvido de seu espectador, segurando em seu queixo.

– De assustar os medrosos… – segredou, movendo o rosto esculpido na direção de Sam. – E de foder com os gostosos. – seu rosto fora para o lado oposto, onde o líder do time de futebol, James Barnes se encontrava envolto de seus amigos. – Se você não tiver coragem… – voltou a sussurrar – Vá brincar de bonecas com seu amiguinho mas, você pode vir comigo, Steve, e descobrir um verdadeiro mundo aos seus pés. – afastou-se vislumbrando o rosto delicado novamente.

– Tenho certeza de que se ele tivesse essa oportunidade, ele te deixaria sozinho! – Banner aproximou-se, mantendo-se ao lado de Stark.

– E então o que você está esperando? – Rhodes repetiu seus passos.

– Você pode juntar-se ao time… – iniciou o moreno, direcionando seu olhar a sua destra.

– Ou pode se lamentar e reclamar! – Banner o completou.

– Você pode vivenciar um sonho… – tomou os olhos o caminho da canhota.

– Ou pode ser deixado para morrer! – Rhodes tomou a voz.

– Você pode voar junto às águias, ou se preferir… Continue testando meus limites e acabará como ele! – o trio indicou a localidade de Sam Wilson.

Stark colou seus corpos, ocasionando uma pequena fricção por sobre as roupas. A face do loiro ruborizou instantaneamente, fazendo o moreno sorrir em escárnio.

– Esta é a hora de você provar que não é mais um fracassado, Steve. Venha e entre na minha loja de doces… – Anthony sorriu, ditando melodiosamente, assim como em uma canção. – Minha loja de doces, minha loja de doces…

Delicie-se na minha loja de doces.


Notas Finais


Obrigada por ler <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...