1. Spirit Fanfics >
  2. Cannonball >
  3. Starving

História Cannonball - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Starving


Fanfic / Fanfiction Cannonball - Capítulo 6 - Starving

 

Você sabe exatamente o que dizer, coisas que me assustam. Eu deveria simplesmente ir embora, mas eu não posso mover meus pés. Quanto mais te conheço, mais te quero. Algo dentro de mim mudou. Eu estava muito mais jovem ontem


Starving- Zedd

(*) 

(*)

(*)

 

Adalia estava nervosa. Suas mãos estavam trêmulas e tudo que ela queria fazer naquele momento era fugir daquele lugar o mais rápido possível.

Estava em frente à sua antiga academia de ginástica, a onde treinava antes de todo o desastre acontecer. Olhava para o grande ginásio e sentia seu peito apertar ao se lembrar dos belos momentos que havia vivido ali e que infelizmente nunca poderem se repetir.

- Acho que quero ir embora- A inglesa diz arrancando a atenção do espanhol que estava parado em pé ao seu lado. A ideia tinha partido dele para que fossem até lá, no começo a ruiva tinha achado uma boa ideia, mas estando ali a sua opinião mudava drasticamente- Não estou pronta para isso- Justifica encolhendo os ombros.

- É claro que está- O goleiro exclama se abaixando ao seu lado, tentando ficar na mesma altura que ela em sua cadeira- Entrar nesse ginásio pode ser um grande passo para você se motivar a tentar melhorar, não era o quê amava fazer? Então lute para voltar- Diz abrindo um grande sorriso, o que encantou a triste garota- Por favor...

- Tem alguém lá dentro?- Ela pergunta se sentindo ainda receosa e vê o goleiro negar com a cabeça- Vamos logo com isso.

Kepa soltou um suspiro aliviado ao ver a ruiva se render ao seu pedido. Tudo que ele queria naquele momento era faze-la se sentir como antes, não no sentido literal é óbvio, mas no possivel que estivesse em seu alcançe.

Milhares de coisas passavam na cabeça de Adalia naquele momento, sentia -se confusa e ansiosa. Eram sentimentos demais para que ela pudesse lidar em tão pouco tempo e em uma situação como aquela.

E como ela já esperava nada daquele enorme ginásio havia mudado, tudo em seu devido lugar desde quando ela era apenas uma garotinha sonhadora e ingênua. Aquele lugar sempre foi a mesma coisa desde que ela poderá se lembrar.

Uma mistura de sensações preencheram a inglesa que não conseguiu conter o sorriso que apareceu em seu rosto, evidenciando o seu prazer de estar de volta ao lugar onde a mesma já havia batizado de casa a muito tempo.

Olhou para as barras e sentiu seu peito se encher de saudade de praticar suas melhores acrobacias ali. Era o seu equipamento predileto, no qual se dava muito bem nas competições que ia. Conseguia sentir a sensação de estar nas alturas apenas ao olhar para o equipamento a alguns metros de distância da mesma

A trave como sempre estava brilhando, o que a fazia se lembrar de Andy, a garota que fazia questão de deixar o seu equipamento principal o mais conservado possível. As imagens da companheira de equipe limpando a grande trave todos os dias após os treinos preencheram os pensamentos da ruiva que sorriso com a lembrança.

- Nem consigo imaginar como vocês aprendem a fazerem aquelas coisas loucas nesses negócios- A voz de Kepa soa chamando a atenção da inglesa que logo leva o olhar para o mesmo.

O goleiro encarava o lugar e passava os olhos pelos equipamentos curioso com cada um deles.

- Tudo questão de prática.

- Ou de ossos quebrados- O mais velho responde dando os ombros e olha para a mesma- Já quebrou alguma parte do corpo fazendo essas coisas?

- Nunca.

- Impossível...- O goleiro dos azuis de Londres diz com um ar surpreso e arranca uma risada da inglesa- Você quer ir pra lá?

O espanhol aponta para o grande espaço onde se praticavam os solos e antes que ruiva pudesse o responder o mesmo já havia a tomado em seus braços.

-Ei! O quê está fazendo?- Adalia questiona e apenas recebe uma risada em resposta vinda do mais velho.

Foi carregada por kepa até o centro do local e colocada no chão com delicadeza, como se fosse uma boneca de porcelana na qual goleiro espanhol tivesse muito de quebrar.

As pequenas mãos da ginasta pousaram no chão branco do grande espaço, em que antes praticava seus solos impecáveis com alguma música instrumental tocando ao fundo.

- Era boa na dança?- Kepa questiona enquanto se sentava ao lado da ruiva.

- Muito- Confessa com um pequeno sorriso nos lábios- A dois anos atrás eu tinha muita dificuldade, principalmente para fazer os saltos frenéticos- Diz com um ar nostálgico na voz- Mas um dia eu prometi a mim mesma que não sairia daqui até conseguir fazer três fases seguidas de saltos sem errar nenhum.

- E posso saber quanto tempo você demorou para cumprir a promessa?- O goleiro pergunta e vê a mais nova soltar uma risada fraca antes de revelar.

- Quatorze horas.

-Minha nossa senhora, você não ficou em coma depois disso não?- A risada alta de Adalia preencheu o ambiente e o goleiro aproveitou para apreciar o quão bonita ela ficava rindo.

Ela era linda de qualquer maneira aos olhos dele.

-Fiquei dois dias na cama com gelo nas duas pernas- conta relembrando das fortes dores e da bronca que levou da sua mãe assim que chegou em casa com as pernas inchadas- Mas pelo menos desde esse dia eu só passei a melhorar o meu rendimento no solo.

- E o que você mais gostava de fazer?- Ele abre os braços mostrando se referindo as várias coisas que haviam em seu redor.

- As barras, sem duvidas- Responde sem cerimônias e aponta para as mesma do outro lado do ginásio- eu era muito boa, fazia tantas coisas...

Kepa se sentia extremamente feliz de ver a inglesa a sua frente sorrir enquanto se relembrada das coisas, sem todo aquele remorso de antes.

-Você tem algum vídeo?- Rouba atenção da ruiva que junta as sobrancelhas - Sabe, de você fazendo as coisas aqui.

- Sim, tenho vários!- Responde e se animou com a ideia de poder o mostrar as coisas que fazia para o goleiro- Você tem que ver, eu parecia estar voando e era uma sensação tão boa.

- Imagino que sim- O espanhol sorri- Que tal fazermos algo?

A pergunta deixou a ruiva surpresa e ao mesmo tempo confusa demais, será que ele enxergava que ela não podia nem andar mais?

- Não sei se você sabe, mas não dá para fazermos nada- Ela diz em tom óbvio e arranca uma risada do goleiro- Você só pode estar brincando...

-Podemos fazer alguns exércitos básicos- Supõe dando os ombros- Só para entrarmos na onda do ambiente.

- Não sei se é...

- Como se alongava antes de começar a treinar mesmo?- Kepa a interrompe se ajeitando no chão.

-Você é impossível...- Respira fundo desviando o olhar do mesmo por alguns segundos.

- E irresistível- O moreno pisca para ela que rolou os grandes olhos azuis que tanto encantavam o espanhol- Vamos Adalia, eu te ajudo!

Ele garantiu e a garota sabia que não seria uma tarefa fácil negar aquilo para o homem a sua frente, que se mostrava ser bem insistente quando queria.

E talvez ela gostasse daquilo mais do que deveria.

-Tudo bem, senhor Arrizalaba- Ela diz tentando pronunciar o segundo nome do homem, mas sem sucesso- Não ria! Eu estou melhorando.

- Com certeza está, senhorita Levesque.

Os olhos delas carregavam um brilho tão diferente naquele dia que Kepa poderia jurar que estava diante de um oceano de sentimentos refletido no olhar da garota, que por sua vez poderia jurar que estava sonhando, apenas por estar sorrindo a mais de cinco minutos, o que não era algo que acontecia desde o ocorrido.

Mas a sensação que preenchia seu peito naquele momento era tão mágica que  chegava a ser estranho. O jeito que Kepa a tratava sem demonstrar nenhuma pena sobre ela deixava tudo tão confortável, as vezes ela até mesmo esquecia da situação que se encontrava.

-Vamos começar logo com isso...

 

●●●●

 

 


Notas Finais


OIEEEEEE!

Eai, o quê acham que vai acontecer agora??? Deixem nos comentários! Até depois!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...