1. Spirit Fanfics >
  2. Cansei de ser a Seu Nome! >
  3. Sobre Memórias, Sensações e Olhares.

História Cansei de ser a Seu Nome! - Capítulo 7


Escrita por: e gukkiie


Notas do Autor


E chegamos ao momento mais confuso e tenso da história! Vamos dar um tempo pras piadas e colocar a mente pra funcionar ~esse era pra ser o último capítulo, mas como eu mesma disse: eu vivo mudando de ideia kk

Boa leitura e cuidado com o corona! <3

Capítulo 7 - Sobre Memórias, Sensações e Olhares.


Fanfic / Fanfiction Cansei de ser a Seu Nome! - Capítulo 7 - Sobre Memórias, Sensações e Olhares.

Pernambuco, Recife; Brasil

(Completamente distante de Bianca e Seokjin)

Algumas horinhas antes do beijo


Jennifer


— Não esqueça de alimentar a Mel! — Gritou minha mãe do andar de baixo.

Afirmei de volta no mesmo tom e corri para dar a ração à gata marrom, que dormia na cabeceira da minha cama.

Eu e minha família havíamos acabado de desfazer as malas e eu não poderia estar mais feliz por termos voltado. Odiava visitar a minha família por parte de pai que morava no Rio de Janeiro — eles eram um pé no saco, já que viviam brigando —, embora gostasse das praias de lá, que eram bem bonitas.

Após encher o pote da gata, a mesma despertou rapidamente e foi de encontro com o mesmo. Me joguei na cama, retirando meu celular do bolso e checando as mais recentes mensagens.

Infelizmente, minha família do Rio despreza eletrônicos e me proibiram de tocar no meu aparelho precioso enquanto estivesse por lá — foi torturante! Então tinha que pôr os papos em dia com as minhas amigas virtuais e checar minha Fanfiction que havia deixado em hiato por motivos pessoais. Depois de meia hora fofocando com Jenna, minha colega, fui logar na minha conta do Espírito e ver se havia ganhado mais favoritos, comentários e claro, mais seguidores. Estava tudo andando conforme os eixos até que me deparei com um comentário recente bastante estranho:

"Seokjin é um príncipe mesmo, merece todo o amor do mundo! Ansiosa por mais, beijão!"

— "Seokjin"? Mas eu não coloquei ele na história como figurante?

Saí dos comentários e rolei para o capítulo, passando a reler o texto com atenção e acabei me surpreendendo com o que vi: O Jin e a "Bianca" se beijando! E parou aí, simples assim! — o que raios iria acontecer no próximo eu nem queria imaginar! Eu não conseguia lembrar de nada dali que eu tivesse escrito. Era claramente outra história ali dentro. E o mais bizarro era o fato da S/N ter ganhado um nome horrível e aparência nem um pouco atraente. Ela era tudo que eu mais temia: Alguém de nível baixo para os meus meninos. E nem o Jungkook era mais o protagonista, era o Jin. O Jin! O quê que o Jin estava fazendo na minha história, meu Deus?! Simplesmente nada haver!

Passei a reler do primeiro ao último capítulo postado e não estava acreditando na quantidade de erros que haviam neles. A história inteira havia sido alterada. Sem dúvida alguma minha conta foi hackeada e seja lá quem for essa pessoa, tem um gosto péssimo pra romances colegiais! apesar de ter encontrado muitos comentários positivos, a maioria estava perguntando o que aconteceu com a história original e por que não voltou a ser como era antes.

Mas tudo bem, sem pânico! Eu posso consertar isso. Nada que um 'deletar' não resolva. Acho que ainda lembro de algumas coisas da história original. Bom, pelo menos os pontos principais, eu lembro — mas primeiro, preciso alterar minha senha.






S/n POV'S


Bianca?

Me separei de Seokjin no momento em que escutei a voz de Namjoon ecoar pela loja. Encarei o mesmo surpresa, notando a aura pesada.

Ai meu Deus, eu traí o Namjoon! Por que estou beijando esse garoto que eu nunca vi na minha vida? O que está acontecendo? O que… O que eu perdi?

Espera, quem sou eu...?


(...)


Abri meus olhos com certa dificuldade por conta da luz forte que entrava pela janela do quarto. Não me lembro como ou quando cheguei aqui, mas estou de volta na casa da minha tia. Me levanto meio sonolenta e ainda me acostumando com a claridade vou em direção ao banheiro quase me arrastando. Bocejo de frente ao espelho e abro um pequeno sorriso.

— Bom dia, S/n. Hoje o dia será incrível! — Ditei para mim mesma, deixando um selar no ar.

Após enfim fazer minhas higienes matinais, vesti meu uniforme e fiz um coque frouxo só para não ir com os cabelos soltos. Peguei somente uma maçã por não estar com tanta fome e saí para encontrar um bom táxi.

Cheguei na escola em cima da hora e lancei um sorriso amarelo para o professor, que acabou deixando eu entrar. Me sentei atrás de Jungkook e vi o moreno virar para mim com um sorriso no rosto:

— Bom dia, amor. Senti sua falta.

Ele é meu namorado… É verdade.

Sorri tímida — Bom dia, Jeon… Eu também senti.

No minuto em que voltei a encarar minha mesa, percebi que alguém estava me observando e olhei para o fundo da sala. Todos estavam concentrados em seus livros, com exceção à um garoto de cabelos castanhos e lábios carnudos. Ele não tirou os olhos dos meus desde que o encarei de volta. Meu estômago se remexe de repente — que sensação esquisita. Desvio o olhar de uma só vez, ignorando meus pensamentos.

Foque na aula, S/n. Na aula.


(...)


O dia acabou sendo um dos mais estranhos da minha vida. Apesar de tudo estar completamente tranquilo e normal, eu não me sentia muito bem. Na verdade, nada me fazia sentir bem. Era como se algo não estivesse certo ou talvez… estivesse faltando.

Bom, ou talvez eu estivesse pirando mesmo.

— S/n. — Escutei Jungkook me chamar mais uma vez.

O encarei sorridente — Sim, amor?

— Desculpa, mas eu preciso treinar hoje. Tudo bem ir sozinha pra casa?

— Claro, não tem problema. Me mande mensagem assim que estiver livre, tá bom?

Sou surpreendida com um beijo. Mas não deixo-o durar por muito tempo, pois ainda me sentia estranha.

— Até mais tarde, então. — Falou enquanto se afastava, ainda sorrindo — Eu te ligo!

Acenei para o moreno sorrindo abertamente, até vê-lo virar as costas e correr de volta ao prédio da escola e eu desmanchar o mesmo.

Endireitei a mochila no ombro e comecei a andar rumo ao ponto de ônibus. Me sentia meio perdida e precisava de mais tempo antes de chegar em casa, então pegar um ônibus seria perfeito por agora.

— Acho que tem alguma coisa errada comigo… — Resmunguei.

Passaram-se alguns minutos e eu havia chegado no meu destino, mesmo que da forma mais lenta possível. Me sentei na ponta do banco de ferro e levei um susto quando notei quem estava no outro lado do banco: Aquele mesmo garoto de madeixas castanhas.

E novamente, ele estava me encarando.

Ele deve ter alguma coisa pra me dizer, não é possível. Isso já está me deixando agoniada. O encaro de volta, agora fixamente — talvez agora ele crie coragem. Entretanto, apesar da minha timidez, eu estava realmente curiosa sobre ele.

— Por que está me fitando? — Arrisco perguntar, não aguentando tamanha curiosidade com o rapaz.

Ele abre a boca, mas acaba não dizendo nada e foca em encarar a rua. Bufo, também encarando a mesma.

— ...Qual é o seu nome?

Me assusto ao ouvir sua voz aveludada tão de repente. O olho novamente, piscando algumas vezes — Ahm… S/n… E o seu?

Ele me olha por um breve momento, fazendo meu estômago se remexer como da primeira vez.

Quando ele pretendia me responder, o ônibus chega e ele se despede de mim com certa pressa. Aceno para o ônibus entristecida sem saber ao certo o porquê e sinto como se já tivesse passado por isso antes.

Pouco tempo depois meu ônibus chegou.


(...)


Respirei fundo, enquanto encarava o teto do quarto e me encontrava totalmente largada sobre a cama.

Uma semana havia se passado e meus pensamentos permaneciam confusos. Nunca mais trombei com aquele garoto estranho sem ser durante a aula — ele ainda fica me olhando às vezes — e meu relacionamento com Jungkook estava mais do que perfeito — embora ele seja muito atarefado com o time de basquete e não me dê tanta atenção.

Respirei fundo. Outra vez.

Infelizmente, quanto a mim… Eu ainda sinto que algo está errado. Muito errado. Eu apenas não sei o quê. Tudo que sei é que falta alguma coisa nas minhas memórias. Algo sobre o meu passado.

Me sentei sobre a cama e olhei em volta — Meu passado… meu passado… Deve ter alguma coisa por aqui. Algo que eu tenha colocado.

Saltei da cama e comecei a revirar cada canto daquele quarto — só faltou virar a cama do avesso —, mas não consegui encontrar nada que ligasse com um mês antes de eu acordar de manhã nesse mesmo lugar. Soltei um resmungo alto, sentando no carpete cor-de-rosa e recostando a cabeça no pé da cama. Olhei pra frente aleatoriamente e notei que havia alguma coisa embaixo da cômoda. Franzi o cenho, engatinhando até a mesma e esticando minha destra para pegar seja lá o que seja aquilo. Assim que o peguei, soube que era um caderno ou livro, e o puxei para mim.

Voltei a me sentar no chão e olhei o objeto, meio sem entender. Era um caderno, mas estava completamente em branco. Mas cada página tinha marcas atrás, como se tivessem escrito de caneta com pressão, mas que tivessem arrancado depois — o que é estranho, pois as 96 folhas estavam ali. Sim, eu contei todas.

Mas o que me deixou realmente intrigada, foi a marca de um nome ser possível ler bem no meio da capa: "Bianca (Linda) Dias".

Quem é Bianca, afinal?

Acho que a minha cabeça está virando uma bagunça.


Notas Finais


Então, eu não contei antes, mas a Bianca agora virou uma magricela branca azeda de cabelo liso e negro que usa óculos e é tímida Nerd ksksks ~Deus, eu sou quase tudo isso, mas abafa~ Acho que agora sim o próximo é o último capítulo, gente (é sério) hehehe Até mais então. Beijo! ♡♡♡

FIQUEM EM CASA!

Meu perfil: @cookiecomleite
Conta secundária: @gukkiie
Curious Cat: @gukkiie
Designer da capa: @ballon

— Jungkook não é perfeito (V × Eunha): https://www.spiritfanfiction.com/historia/jungkook-nao-e-perfeito-13595978

— Tentativas de (Des)viciar Meu Namorado (Jungkook × Yeri): https://www.spiritfanfiction.com/historia/tentativas-de-desviciar-meu-namorado-11895685

— Meu Crush Tem 1,57 de Altura (Jimin × Tzuyu): https://www.spiritfanfiction.com/historia/meu-crush-tem-157-de-altura-17543929


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...