1. Spirit Fanfics >
  2. Cansei de ser a Sn! >
  3. Capítulo 3 - Sobre Sexualidade, Número 22 e Plano.

História Cansei de ser a Sn! - Capítulo 3


Escrita por: e TiaAninhabr


Capítulo 3 - Capítulo 3 - Sobre Sexualidade, Número 22 e Plano.


Narração da Bia (Linda)

"Eu não sou objeto, se eu quiser!" — Bia, 191024.

 

Passei um mês sem ter uma sequer interação com o figurante número 22 — sim, eu contei —, mas não me culpem por isso, pois a culpa é toda da nossa professora. Acontece que ela nos separou com aquele incidente dos lugares e acabou que não nos falamos nenhuma vez. Ele é um típico aluno asiático que só se preocupa com suas notas e some quando dá o horário de saída — simples assim! Ele some mesmo! —, o que me deixa muito apreensiva e encabulada. Posso até ser do tipo "corajosa", porém, aquele garoto não consegue sair do seu piloto automático e isso transforma minha coragem em pó. Pelo que pude entender, nessa Fanfiction, o garoto só falará comigo depois de eu e o Park Jimin virarmos melhores amigos e Jeon Jungkook virar meu "inimigo mortal" — acontece que eu não deixei eles se aproximarem de mim para que isso acontecesse.

Sempre que Jimin tentava puxar assunto comigo, eu dava um fora nele e saía — não me julguem sem saber! Esse menino só vai sofrer no final, estou poupando sua deprimente vida. Depois que a gente se aproxima, ele se apaixona por mim e não é correspondido. Por quê? Porque a idiota da minha versão antiga se apaixona pelo "Bad boy" da escola, o Jungkook — que só maltratava ela e a humilhava! —, e larga o Jimin sem dó nem piedade. E ele ainda fica sozinho depois. Nem pra inútil da sarah colocar alguém bacana pra ele, pelo menos. "Ele tem que sofrer, não é o protagonista mesmo", deve ser isso que passa na cabeça dela.

Enfim, eu fiz um favor ao Jimin, raciocinem comigo. Sobre o tal do cara mau, eu fiz algo bem melhor pra ele. O mudei em alguns aspetos: Ficou com a mesma personalidade, mas homossexual. Simplesmente mudei isso porque tava mais do que óbvio que ele não jogava

no mesmo time que eu. Pra maltratar tanto uma garota e ser tão malvado com os garotos, deve ser um gay que não aceita que é de fato um gay. Fiz um favor à ele, vão por mim. Não fui ver como ele está desde sua mudança, mas qualquer novidade eu aviso.

Voltando à questão inicial, percebi que o figurante só iria interagir comigo depois de entrar no triângulo amoroso que me meti. Como eu não vou passar mais por isso, acabei ficando perdida no meu próprio universo paralelo — se eu não vou entrar no triângulo, como o figurante vai falar comigo? O jeito seria seguir o fluxo e então mudar o final, mas tinha o risco de eu esquecer tudo e voltar a ser a S/N automática.

Certo, vocês podem até me dizer algo como "É só mudar a função dos personagens e fazer o figurante virar o protagonista", mas o problema é que, se eu fizer isso, ele continuará como qualquer outro personagem da história — falso, com sentimentos falsos. Pensaram que seria fácil a minha vida como Bianca? Estão enganados, queridos. Muito enganados.

Me joguei sobre a mesa da carteira e suspirei pesadamente — O que eu devo fazer?

— Ei, Bianca, posso sentar com você?

Olhei pra cima, encarando um Jimin sorridente me encarando. Não aguento mais esse garoto me perturbando, que piloto automático irritante! Ele deve estar mais estressado do que eu com toda essa situação. Preciso arrumar um jeito dele amar outra pessoa.

Mas quem…?

Sorrio satisfeita. Tenho alguém em mente — alguém perfeito para o caso.

Me levanto, após um aceno de "espere um pouco", e vou até o final da sala. O figurante estava mais no canto, lendo um livro aparentemente entediante. Paro na frente de Jungkook — que estava com os pés em cima da mesa e mascava chiclete como um bom clichê que ele era. Confesso que a visão era agradável, mas não párea para o 22 sereno e concentrado ali atrás.

— Jungkook. — O chamo sem ânimo algum. Sou ignorada, então pego em sua orelha e ouço um gemido de dor vindo dele — Eu estou falando com você, me responda!

Ele tira minha mão e se levanta, ficando um pouco mais alto do que eu — pensando que está me intimidando, coitado —, escondendo as mãos no bolso da calça e permanecendo sério. Sorrio divertida: — Estou com uma proposta pra você. Vai escutar?

— Diga de uma vez.

— Então… o que acha do Jimin? Sabe, o da minha altura mais ou menos. Aquele ali. — Aponto para o loiro oxigenado de feições de príncipe da Disney — Que tal ficar com ele e viverem felizes para sempre?

Todos da sala me encaram chocados de uma vez só. Vamos lembrar que aqui na Coreia, o homossexualismo ainda não é muito bem-vindo.

— Não me olhem assim, vão aproveitar o tempo livre de aula e nos deixem em paz!

Todos voltam a fazer o que estavam fazendo como mandei. Eu meio que assusto todo mundo desde que me transferi pra cá — puff, gente medrosa. No Brasil, tanto nas escolas particulares quanto nas públicas, uma briga verbal ou física é o resultado de alguém afrontoso como eu. Se bem que por aqui há valentões, mas esses eu ainda não trombei. Quem sabe mais tarde?  

— Bianca, eu até que gostei da sua oferta.

Sorrio — Combinado então. Mas vou avisando que ele acha que é hetero, mas na verdade é bissexual. Acha que consegue ajudá-lo? — Ele assente — Ótimo! Estou contando com você, bonitão.

Depois de quase uma semana tentando decidir o rumo da minha vida ficcional, acabo optando por entrar num triângulo amoroso e fazer o figurante falar comigo — é, eu sei que disse dos meus riscos, mas eu prefiro tentar mudar o final e ficar ao lado dele do que me casar com um homem bonito que prefere homens ao invés da minha pessoa.

Como eu acabei juntando os garotos que lutariam por mim, escolhi novos personagens para o meu novo plano. Digamos que eu possa mudar certas coisas, mas tenha um limite desse poder — e Kim Namjoon e Jung Hoseok seriam meus novos companheiros.

Eu poderia ter escolhido os mais fáceis de mudar — digo, Kim Taehyung e Min Yoongi —, pois esses dois são clichês também. Entretanto, não estava com paciência de aturar o frio Yoongi e o alegre Taehyung. Prefiro juntar esses dois do que competirem por mim. Minha opção foi o Namjoon e o Hoseok por serem outros figurantes — sim, sim! É isso mesmo: Figurantes. Se a dúvida de vocês é o porquê de eu não ter ido direto no número 22, eu lhes respondo: Não mudarei nada referente à ele. Talvez eu mude o final, mas só isso. Já disse que quando se trata de amor, não devemos brincar!

Seguindo com meu plano, reescrevi a parte que precisava e dei os nomes desses dois figurantes que citei. Porém, um adicional importante é que eles irão fingir que estão disputando por mim. Seremos só amigos, sem drama ou desconforto! Perfeito, não?

Contei em parte o que eu queria dos dois, sem dizer a parte de voltar no tempo e etcetera. O foco era o figurante e o falso triângulo amoroso. Em troca, daria muitos wons da minha tia pra eles durante a semana — o acordo foi rápido e fácil!

— Okay, primeiro passo: — Consertei minha postura na cadeira. Estávamos em um café da cidade numa tarde de domingo.

Depois vamos falar sobre aquele lugar em particular, mas não agora.

 — Uma falsa briga. Seria muito bom! Hoseok, você poderia andar até o Namjoon e dizer algo como "Não fique perto dela" e você, Namjoon, poderia retrucar um "E quem é você para me desafiar?"

— Bianca, você anda vendo muito dorama ou o quê? — Hoseok pergunta com uma expressão franzida.

— Eu gostei. — Namjoon diz após tomar um gole de café, fazendo Hoseok encará-lo incrédulo — Menos as falas, isso tá exagerado.

— Ah, vocês entenderam o que eu quis dizer! — Cruzo os braços 

 — O importante é fazer uma cena na frente do número 22.

— Já pensou em qual será o nome dele, Bianca? — Hoseok diz — Você continua o chamando de coisas como "Figurante" e "Número 22"...

— Ainda não achei o nome certo, me dêem mais um tempo. Ele precisa ser perfeito!

Os dois fazem caretas diferentes, mas com o mesmo significado. Olho para a janela de vidro e vejo o figurante passar por ali — não é uma coincidência, os mesmos personagens têm de à surgirem onde eu estiver. Mas isso não deixa de me animar. Grito um "22" para os meninos e ambos olham lá pra fora. Me levanto e vou para a calçada, sendo seguida pelos dois. Meu plano começaria agora mesmo!

Operação 22, vamos lá!


Notas Finais


Pra quem não entendeu, Namjoon e Hoseok passaram a ter suas próprias personalidades e opiniões, pois a Bianca reescreveu a parte deles e tornou os dois coadjuvantes da sua história. — Sobre os outros quatro, eles todos viraram figurantes. Exceção ao Jungkook e sua sexualidade. Ou seja, a Bianca inverteu tudo kkkk
Obrigada por lerem e pelo apoio que me deram!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...