1. Spirit Fanfics >
  2. Can't help falling for you. >
  3. Capítulo único.

História Can't help falling for you. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá gente, eu comecei a assistir supernatural e terminei completamente apaixonada por esse casal, decidi escrever algumas fanfics sobre os sentimentos dos personagens, essa one shot é focada nos sentimentos do Castiel para o Dean, antes dele mesmo nascer e sobre uma teoria em inglês que eu li sobre eles terem vivido algum tempo junto no inferno, e eu adorei a teoria, me serviu de inspiração e escrevi :v
Até pessoal, aproveitem.

Capítulo 1 - Capítulo único.


Fanfic / Fanfiction Can't help falling for you. - Capítulo 1 - Capítulo único.

Sentimentos


Algo que anjos não deveriam sentir...


Algo que foi expulso do nosso ser assim que nascemos.. 


Principalmente o amor, esse sentimento que somos proibidos de sentir, exclusivo apenas para vocês, macacos sem roupa, como apelidou meu irmão.


Me lembro de todas as vezes que comecei a amar a humanidade desde do primeiro dia.


Amei o jeito como vocês aprenderam a criar o fogo com apenas duas pedras, amei o jeito que descobriram a roda, adorei quando tinham o direito de criar histórias com suas mentes. 

Tudo o que vocês fazem me fascina, mesmo quando vocês roubam, matam, torturam, posso estar falar algo muito mórbido agora, mas vendo vocês agindo de forma "errada" me deixava ainda mais curioso. E a melhor criação entre os humanos, umas coisinhas pequenas que saiam correndo, gritando, brincando, sorrindo, dando gargalhadas e sendo os seres mais inocentes e amáveis, as crianças.


Então o tempo foi passando, e a história de seus ancestrais começou, vi seus tataravós, bisavós, avós, seus pais, e você, dentro do útero da sua mãe, conseguia sentir o quão puro você era, sua alma me fascinou antes mesmo de ter nascido. Sua doce e amada mãe disse que os anjos cuidavam de você, e sim, eu sempre cuidei, me mantinha escondido o observando, não poderia ser descoberto por meus irmãos, eu iria cair, fascinado por um pequeno humano que nem nasceu ainda.


Alguns anos se passaram, e seu irmão, naquele berço, chorando e gritando desesperado pelo demônio ao lado, desculpe não ter salvo sua mãe, mas Gabriel me impediu, meu irmão sabia que eu estava indo por um caminho perigoso, mesmo assim, ele não me julgou, não me levou para Naomi mecher na minha mente e me fazer um soldado perfeito novamente, ele me apoiou, pois ele mesmo havia se interessado por uma alma humana, a alma de seu irmão, desculpe eu não pude me conter.


No fim, nós dois apenas te observamos, você e seu pequeno irmão, traçando um caminho cheio de mágoas e solidão, o mais fascinante, era ver você, fazendo até o impossível para salvar aqueles que não podem nem ao menos se proteger.


E então, o grande dia, o dia de sua morte, eu vi aqueles cães infernais indo até você, fechei meus olhos pois não queria ver o sofrimento, entretanto,pude ouvir, o som da sua pele se rasgando, o seu desespero, o seu irmão se agachando ao seu lado, e dizendo seu nome com a voz embargada, abri os olhos e só vi dor e sua alma sendo levada.


Outro grande dia, o dia da missão para salvar Dean Winchester do fogo do inferno, quem iria fazer essa missão? Eu iria, fui escolhido para te tirar da perdição. Fui, passando dias e dias atrás de sua alma, voei como um condenado para que não rompesse o primeiro selo, por mais que tenha chegado tarde demais. E minhas desculpas por isso.


Finalmente alcançando sua alma, a mesma que reconstrui pedacinho por pedacinho, queria manter toda sua essência, desde seu amor por tortas, até seu amor por Sam, e o seu segredo que escondeu de seu pai, sua atração por homens, desculpe interferir numa parte tão íntima, e mais uma coisa, você não conseguiu guardar isso do seu irmãozinho, ele sempre soube, mesmo assim ele sempre vai te amar, independente se você fique com uma mulher ou um homem, ele só quer te ver feliz, sorrindo e amando verdadeiramente alguém.


Provavelmente não deve se lembrar de nada do inferno, apenas as horas que você torturou e foi torturado, tenho um pequeno segredo pra te falar, durante alguns meses no buraco infernal, eu e você, juntos, lutando contra os demônios e almas penadas que vinham nos atacar, lutando lado a lado, nos aproximamos, certa hora uma vontade imensa de te beijar me consumiu, e eu te beijei, aquele curto selar de lábios fez minha graça estremecer, e o ver retribuindo fez meu corpo inteiro tremer.


O ato carnal que até então não era familiarizado e no meu pensamento era impuro, apenas pra satisfazer os desejos dos humanos, e que anjos também são proibidos de praticar, não foi o que fizemos, os nossos toques, lambidas, mordidas, apertos e tudo o que era possível fazermos, não era apenas pela adrenalina, não, nossos corpos transmitiam um ardente desejo de amar, nós estávamos fazendo amor e compartilhando o prazer, era puro, nosso amor foi puro.


Você me perguntou se minha casca era minha verdadeira forma, claramente eu disse não e então, você me pediu, queria olhar o meu eu verdadeiro, eu estava hesitante, mesmo assim mostrei, e você, Dean, você não sentiu medo. Oh Deus eu não pude deixar de te amar mais ainda, quando me tocou sem nenhum receio, você estava estagnado e maravilhado, e você disse "Cas você é muito lindo". Podia sentir minha graça inteira vibrando e quando voltei a casca parecia que meu coração iria saltar pra fora do meu peito. Minhas asas ficaram a mostra e você as admirou, você as amou e eu o amei cada gesto e cada toque que sua mão fazia, passando entre as penas me causando arrepios e espasmos. Elas são sensíveis e ninguém nunca nem as viu nem as tocou, você fez tudo isso e me fez sentir no céu, mesmo estando no inferno.


Os dias naquele poço estavam chegando ao fim, conversamos que teríamos que apagar nossas memórias, se outros anjos soubessem o que fizemos la, iriam caçar você e a mim, pois uma alma fadada ao inferno corrompeu um anjo. Perto da saída, passamos mais um momento, aproveitando cada pedaço do corpo um do outro, descobrindo sensações que pareciam até impossíveis, prazer inimaginável para ambos, estávamos nos amando pela última vez.


O fiz desmaiar e apaguei suas memórias, agora era minha vez.


Eu o abracei, e a última coisa que fiz...


Deixar uma marca com minha graça diretamente em sua alma...


E então, eu...


O anjo do senhor...


Castiel...


Fui o único que o agarrou firme e o salvou da perdição...



Notas Finais


É isso, espero que tenham gostado
Revisado: por mim (desculpe se tiver erros)
Imagem: Pinterest


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...